Fui Ser Viajante

Parque Nacional do Iguaçu: visita às cataratas brasileiras

Foto: Fui Ser Viajante

Compartilhar

Visita ao Parque Nacional do Iguaçu | As Cataratas do Iguaçu no Brasil, um conjunto de aproximadamente 275 magníficas quedas d’água do Rio Iguaçu, é um dos lugares mais impressionantes que você pode conhecer no país.

Não é a toa que as Cataratas do Iguaçu foram recentemente eleitas como uma das sete maravilhas da natureza.

Por voto popular, as cataratas desbancaram outras atrações incríveis como a Grande Barreira de Corais (Austrália), Galápagos (Equador) e o Grand Canyon (Estados Unidos).

Se você está planejando uma visita às Cataratas do Iguaçu no Paraná (lado brasileiro), esse post vai compartilhar um pouco de como foi a nossa experiência e dar dicas para você aproveitar mais a visita ao parque.

Você conhece a lenda das Cataratas do Iguaçu?

O nome Iguaçu tem origem tupi-guarani, e quer dizer ‘água grande’. A lenda conta que as cachoeiras foram formadas pela ira de um deus rancoroso.

Ele rasgou a terra no curso do rio Iguaçu para condenar o casal Naipi e Tarobá a uma queda eterna, porque a jovem Naipi se recusou a casar com o deus e fugiu com seu amante numa canoa.

Foto: Fui Ser Viajante

Cataratas na Argentina e no Brasil

As quedas d’água do Rio Iguaçu marcam a fronteira entre o Brasil e a Argentina.

Cada país tem um parque próprio para controlar a visitação das Cataratas.

No lado brasileiro, temos o Parque Nacional do Iguaçu, na cidade de Foz do Iguaçu no Paraná. Já os argentinos tem o Parque Nacional Iguazú, na cidade de Puerto Iguazú, em Missiones.

Leia também: Visita às Cataratas do Iguazú (lado argentino)

Ambos os parques são considerados Patrimônio da Humanidade. Desde 2002, o Parque Nacional do Iguaçu também é considerado um sítio geológico brasileiro.

Em época de chuva, as Cataratas do Iguaçu chegam a ser a 3ª maior do mundo em volume de água, com uma vazão que aumenta dos normais 1,5 mil para até 11,3 mil metros cúbicos por segundo.

É muita água, gente!

Foto: Fui Ser Viajante

Cataratas do Iguaçu, lado brasileiro: o que saber antes de ir

Como chegar no Parque Nacional do Iguaçu saindo de Foz

O Parque Nacional do Iguaçu fica a aproximadamente 20km do centro de Foz do Iguaçu.

Para quem está hospedado em Foz do Iguaçu, ir até o Parque das Cataratas é bem fácil. Basta pegar um ônibus de linha, convencional. Pegamos o ônibus na Avenida das Cataratas e levamos cerca de 20 minutos no percurso do centro ao parque.

Veja opções de hotéis e pousadas em Foz do Iguaçu

Se você for de carro, há estacionamento no parque (preço geral R$ 21,00, diariamente das 9h às 17h). Faça uma cotação para alugar um carro em Foz do Iguaçu.

Como é o Parque Nacional do Iguaçu

Não sei se você sabe, mas apenas um terço das Cataratas do Iguaçu fica no Brasil.

Embora os argentinos sejam donos da maior parte das quedas (e muita gente defenda que o lado de lá é mais bonito), não tem como não viver uma grande experiência ao visitar as Cataratas do Iguaçu pelo lado brasileiro.

Leia mais:
+ Parque das Aves em Foz do Iguaçu
+ Onde comer em Foz do Iguaçu

Primeiro, que o lado do Brasil, administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), é muito bem conservado e tem uma estrutura excelente para facilitar a visita de públicos de todas as idades.

Amplo Centro de Visitantes, rampas e acessibilidade, ampla área de alimentação ônibus confortável com áudio-guia – são apenas alguns detalhes do ótimo serviço oferecido.

Além disso, do lado brasileiro nós temos uma vista de frente para as Cataratas – para toda aquela exuberância de quedas que ficam do lado argentino.

Foto: Fui Ser Viajante

A paisagem é tão impressionante que o reconhecimento é mundial: atualmente, o Parque Nacional do Iguaçu é o segundo local mais visitado por estrangeiros no Brasil.

Informações técnicas do parque

O parque funciona diariamente das 9h às 17h. Chegamos cedo e o local já estava cheio. Mesmo assim, o atendimento foi rápido e as filas das bilheterias andaram rapidinho.

O ingresso para brasileiros custa R$39,00 (é necessário comprovar nacionalidade com documento – o ingresso para outras nacionalidades é mais caro).

No Centro de Visitantes também dá pra comprar ingresso para passeios adicionais dentro do Parque.

Estão disponíveis, por exemplo, o sobrevôo de helicóptero nas Cataratas e os famosos passeios do Macuco Safári, com trilhas na mata e passeios de bote pelas Cataratas.

Como é a visita ao Parque Nacional do Iguaçu

Primeiro, fique sabendo que a área total do Parque Nacional Iguaçu é bem grande. Tanto, que para circular lá dentro é preciso um ônibus.

Confira o mapa:

Foto: Parque Nacional do Iguaçu

Estação Centro dos Visitantes

A visita ao Parque Nacional Iguaçu começa na Estação Centro de Visitantes. Ali há um espaço enorme para receber os visitantes, além de bilheterias, casa de câmbio e banheiros.

Com ingresso na mão, as pessoas são organizadas em filas para embarcar no ônibus tipo jardineira que faz o transporte dentro do parque.

O ônibus tem um sistema de áudio que vai conta a história do parque e anuncia as paradas ao longo do caminho, que dão acesso a diferentes trilhas, como a trilha do Poço Preto e Macuco Safari.

Quem comprou os passeios extras do Macuco Safari, como a ida de bote até a Garganta do Diabo, deve descer na Parada Macuco Safari.

Dentro do parque, você ainda encontra o Belmont Hotel das Cataratas, um complexo hoteleiro de luxo (cinco estrelas) que é o sonho de hospedagem de todo mundo que visita o Parque Nacional do Iguaçu.

Além de acordar com a vista das Cataratas, o hóspede conta com uma imponente estrutura com piscinas, campo de golfe, quadra de tênis e spa.

Para quem vai ficar no hotel, a parada é na Trilha das Cataratas. Se você se hospedou lá, conta aí pra gente como é acordar com vista pra Cataratas.

+ Reserve sua hospedagem em Foz do Iguaçu pelo Booking
+ Ganhe R$130,00 em crédito de viagem no Airbnb

Chegada nas Cataratas do Iguaçu – lado brasileiro

Para visitar às Cataratas do Iguaçu da forma mais cômoda, você deve desembarcar do ônibus na Estação Espaço Porto Canoas, que é a mais próxima das quedas d’água.

O acesso às Cataratas é feito por escadas ou elevador panorâmico. O acesso para portadores de deficiência também é feito nessa estação.

Outra opção caso você queira apreciar um pouco mais da natureza e paisagens do parque é descer na Parada Trilha das Cataratas e fazer uma trilha de aproximadamente 1 km até as quedas. 

Nesta parada fica o Espaço Naipi, com banheiros e loja de lembranças. A trilha é pavimentada e protegida do sol pelas árvores. Com atenção e um pouco de sorte, você vai encontrar animais e belas espécies da flora pelo caminho.

A única dificuldade da trilha foi lidar com o mix ‘calor sem fim + umidade excessiva’. Visitamos Foz do Iguaçu em janeiro e fiquei realmente surpreendida em como a região é muito quente.

Não esqueça de levar água, tênis, repelente de mosquitos e disposição para fazer a trilha.

No caminho, você vai descobrindo as Cataratas do Iguaçu aos poucos. As quedas vão surgindo entre as copas das árvores e nos mirantes e é bem surpreendente.

Foto: Fui Ser Viajante

A trilha se encerra numa passarela que passa por cima do rio até chegar bem perto da parte inferior da Garganta do Diabo – a maior, mais majestosa e impressionante de todas as quedas, com 150 metros de largura e 80 metros de altura.

Ela está lá no lado argentino, mas a visão do Brasil é privilegiada.

Foto: Fui Ser Viajante

A água e o vento molham muito e por isso tem tanta gente usando capas de chuva nesse local. Dá pra comprar as capas de chuva ali mesmo no parque.

A gente tava com tanto calor depois da trilha, fomos sem capa e ficamos felizes por aquela refrescada.

Foto: Fui Ser Viajante

A passarela é larga e segura, mas bem concorrida: tem gente pra todo lado. Com um pouco de paciência, você consegue um espaço no parapeito das partes mais extremas para uma experiência inesquecível.

Dá pra voltar pelo elevador panorâmico para ter uma outra vista, ou subir pelas escadas (quase sem fila).

Espaço Porto Canoas

Depois da subida, você chega ao Espaço Porto Canoas, mais uma estrutura para apoio ao turista.

Há sanitários, posto médico, lanchonetes e o restaurante Porto Canoas. É aqui que fica a maior loja de lembranças do parque, com os produtos oficiais.

O Restaurante Porto Canoas tem uma área privativa para os clientes e há uma praça de alimentação ao ar livre para outras lanchonetes.

Almoçamos numa das lanchonetes, que tinha o preço mais em conta.

Animais selvagens no parque e alimentação

Atenção, galera!

É proibido alimentar os animais do parque. Isso é bem sério!

Encontramos muitos quatis andando pela praça de alimentação, esperando alguma bobeira para avançar na comida das pessoas.

Foto: Fui Ser Viajante

Não alimente, porque 1) você não sabe como o animal vai reagir, e 2) os animais selvagens não devem ser alimentados com nossa comida, que desequilibra a dieta deles.

Infelizmente, vimos algumas pessoas alimentando os quatis. Isso é um problema porque acostuma os animais a ficar por ali esperando alimento.

Como ir embora do parque

Quando desejar deixar o Parque Nacional do Iguaçu, é só se dirigir até o ponto do ônibus jardineira, para esperar a próxima condução para o Centro de Visitantes.

A frequência dos ônibus é alta e você não deve esperar muito.

Vale a pena visitar as Cataratas do Iguaçu no lado brasileiro?

O Parque das Cataratas no lado brasileiro é bem organizado e tem uma estrutura excelente. As cataratas são um espetáculo por si só.

Posso passar o dia aqui tentando reproduzir o que é ver de perto aquele monte de água tão de pertinho, mas ainda assim não conseguiria fazer um relato que fizesse justiça à experiência.

Você tem que ir lá viver isso de perto!!!

Foto: Fui Ser Viajante

Planeje a sua viagem

Onde ficar em Foz do Iguaçu

A parte de Foz do Iguaçu voltada para o turismo cresceu muito nos últimos anos. A rede hoteleira hoje é muito bem servida de opções, para agradar todos os bolsos e gostos.

Se você procura onde ficar em Foz do Iguaçu, as regiões mais indicadas são:

– o centro da cidade (perto do Shopping Cataratas), com muitos serviços e restaurantes nas proximidades, e

– a Avenida das Cataratas, principal rua da cidade, onde você consegue hotéis com bom preço e facilidade de deslocamento.

Veja algumas opções de hotéis interessantes em Foz do Iguaçu:

Centro:

– Bourbon Foz do Iguaçu

– Pietro Angelo Hotel

– CLH Suites Foz do Iguaçu

Avenida das Cataratas:

– Concept Design Hostels and Suites

Ainda não encontrou o hotel ideal? Veja outras opções de hospedagem em Foz do Iguaçu.

Seguro viagem nacional

Nem todo mundo sabe, mas muitos planos de saúde oferecem apenas cobertura regional / estadual. Antes de viajar para outras partes do país, é importante que você entre em contato com seu plano e entenda seus direitos e cobertura.

Caso precise, é possível contratar um seguro viagem nacional – que é bem barato e oferece assistência médica e odontológica, além de outros benefícios (seguro para bagagem extraviada, suporte para cancelamento de voo e serviços jurídicos em todo território nacional, entre outros). 

Na hora de fazer a compra de seguro viagem, eu sempre uso o site da Seguros Promo. Esse site funciona como um comparador de preços entre as seguradoras. 

Basta colocar o destino e as datas da sua viagem, que você descobre facilmente qual o seguro que oferece o melhor custo-benefício pra você.

Faça uma cotação com a empresa Seguros Promo e aproveite os descontos de SEGURO VIAGEM. Use o cupom FUISERVIAJANTE5 e ganhe 5 % OFF em qualquer seguro viagem. E tem mais 5% OFF para pagamento via boleto bancário.

Quer entender melhor como funciona seguro viagem para viajar dentro do Brasil? Temos um post que explica com detalhes o seguro viagem nacional.

O que fazer em Foz do Iguaçu além da visita às Cataratas?

A região de Foz do Iguaçu tem muito mais atrações, além das Cataratas do lado brasileiro.

O passeio ao parque brasileiro das Cataratas do Iguaçu poder ser combinado com a visita ao Parque das Aves, que fica bem em frente.

Ainda dentro do parque, você pode curtir os passeios do Macuco Safári. Para entender como funciona a experiência, confira os relatos dos blogs do Vou na Janela e Apure Guria.

E já que estamos na Tríplice Fronteira, claro que você precisa dar uma passadinha na Argentina e no Paraguai!

Você pode visitar a charmosa cidade de Puerto Iguaçu no mesmo dia da visita ao lado argentino das cataratas.

E que tal aproveitar os preços convidativos no Paraguai? O blog Suas Próximas Viagens tem por bem completo para dicas para fazer compras no Paraguai.

Comece a planejar sua viagem!

Escolhemos parceiros caprichados para te ajudar a transformar a sua viagem em realidade! E quando você faz suas reservas usando os links aqui do site, você apoia nosso conteúdo e faz o blog crescer cada vez mais! 😀

  Reserve sua hospedagem no Bookingsão milhares de hotéis e pousadas, para todos os gostos e bolsos. Sem taxa de reserva, com programa de fidelidade (ganhe descontos a partir da 10a reserva) e com muitas opções de hospedagem com cancelamento gratuito!
  Aluguel de carro com a Rentcars: Para viajar no Brasil ou no exterior, sempre fazemos a cotação do aluguel de carro no site da RentCars, que compara o valor das locadoras locais e mostra rapidinho qual o melhor preço para nossas datas. Dá pra parcelar em 12 vezes e o pagamento é sempre em reais (sem IOF!)
  Seguro Viagem com a Real Seguros:  O site compara os diferentes planos e preços oferecidos pelas seguradoras, para você escolher facilmente qual o seguro viagem com melhor custo-beneficio. E clicando por esse link você ainda ganha 10% de desconto em qualquer seguro do site!
 Economize e pule a fila: Compre ingressos antecipados para as principais atrações do seu destino. Não perca tempo na fila. Se a atração é muito concorrida, vale garantir seu lugar antecipado! Compare e encontre os melhores preços de ingressos e tours: TicketbarGet Your Guide

Sair da versão mobile