Santa Experiência: conhecendo Santa Teresa com uma moradora

Não é segredo pra ninguém que considero Santa Teresa, com suas ladeiras, casas coloridas e jeitinho de cidade do interior, como um dos bairros mais charmosos do Rio.

Fico na dúvida se esse título de bairro mais charmoso do Rio pertence a Santa Teresa ou ao bairro de Paquetá – e vai por mim, vale a pena visitar os dois, seja você um carioca da gema ou um turista passeando pela cidade.

No caso de Santa Teresa, Rafa e eu costumamos visitar bastante o bairro, seja para passear, fotografar ou visitar algum restaurante.

Mas recentemente, a Karina do Blog Viajar é o Motivo nos chamou para subir Santa e viver uma experiência completamente diferente de tudo que gente já tinha vivido por lá.

Tour Santa Experiência em Santa Teresa
Foto: Fui Ser Viajante

Estou falando do Santa Experiência, uma vivência de turismo de experiência, que oferece a possibilidade de passar um dia em Santa Teresa, conhecendo o bairro ao lado de um morador.

Leia também: Onde se hospedar no Rio de Janeiro: melhores bairros

Nesse post, vou te contar como foi a nossa experiência no tour, detalhe por detalhe, e te mostrar como você também pode passar um dia em Santa Teresa acompanhado de um morador.

Santa Experiência: uma experiência no bairro mais charmoso do Rio

Santa Teresa é um bairro charmoso e super fotogênico – mas nem todo carioca conhece esse lugar maravilhoso, acredita?

Com a pandemia do coronavírus em 2020, nossas viagens e deslocamentos ficaram muito mais restritas, e nossos olhos se voltaram para o turismo local. Passamos a valorizar muito mais o que temos bem aqui ao lado, né?

Foi nesse cenário que a Karina deu o pontapé inicial no tour Santa Experiência.

Adotando medidas de segurança necessárias para o momento, ela abriu as portas da casa dela em Santa Teresa, convidando cariocas e turistas para um passeio animado pelas ladeiras de Santa Teresa.

Bondinho de Santa Teresa - tour Santa Experiência
Foto: Fui Ser Viajante

Nossa anfitriã: Quem é a Karina?

Karina Procópio é carioca, apaixonada por viagens e por Santa Teresa. Ela mora em Santa Teresa há 3 anos, desde que casou com seu marido Felipe (que mora em Santa desde sempre!).

Kombe do Scooby-doo em Santa Teresa
Foto: Fui Ser Viajante

Em 2020, Karina decidiu criar dois projetos que tem tudo a ver com suas paixões: o Instagram Viajar é o Motivo, pra falar de suas viagens pelo mundo, e o tour Santa Experiência, para trazer cada vez mais pessoas para conhecer e se apaixonar por Santa Teresa.

Ah, e vale dizer: por ser moradora de Santa Teresa, Karina conhece muito bem seu bairro, os negócios locais e os cantinhos fotogênicos – além dela mesmo ser uma simpatia de pessoa, muito divertida e ótima companhia para passear pelo bairro!

Como funciona o tour Santa Experiência?

O tour Santa Experiência começa verdade um dia antes: a Karina manda mensagem para perguntar se está tudo certo, se temos alguma dúvida, e para confirmar o horário e o ponto de encontro.

O tour pode ser realizado de quinta a domingo ou em feriados, começando às 9h e com previsão de durar cerca de 4 horas.

Nós fizemos o passeio num sábado às 9h da manhã. Mas como estamos falando de uma experiência personalizada, esses detalhes de horário podem ser conversados para atender sua necessidade.

O ponto de encontro da experiência é o Largo das Neves – o menos famoso dos largos de Santa Teresa, o que já escancara um ponto positivo do passeio: a Karina vai te levar para conhecer uma Santa Teresa além do básico, com um roteiro totalmente fora do circuito turístico tradicional.

Largo das Neves, Santa Teresa
Foto: Fui Ser Viajante

Depois de nos encontrar no Largo, a Karina nos leva para a casa dela, onde fomos recebidos com um café da manhã muito farto e saboroso, preparado com carinho por ela e pelo marido.

Na mesa, um bate papo gostoso sobre Santa Teresa e tudo mais no mundo que der vontade: tanto a Karina quanto seu marido Felipe são muito bons de papo, e você se sente realmente em casa ♥.

Depois do café, é hora de queimar as calorias andando pelas ladeiras de Santa. Mas antes de partir, mais um cuidado da Karina: recebemos nosso “Kit Carioca Maneiro”, com uma Ecobag exclusiva, frutas, água, biscoito Globo e mate (a dupla carioca mais perfeita).

Esse kit é ESSENCIAL para encarar a caminhada e o sol – por sinal, vale avisar: para o passeio, vá com roupas leves, sapato confortável, capriche no protetor solar e se possível, leve um chapéu ou boné.

Pronto, agora tá tudo pronto para sair pelas ruas e ladeiras de Santa. A Karina mostra tudo, dos murais coloridos aos negócios locais, com direito também a parada nos ateliês de criativos que moram e trabalham em Santa.

Não vai faltar curiosidades e histórias de Santa no passeio, muito menos lugares lindos para fazer uma foto caprichada (a Karina inclusive sempre se oferece para mostrar o melhor ângulo e até tirar sua foto no rolé).

É um roteiro em Santa Teresa que vai muito além dos pontos turísticos mais famosos, te leva pra conhecer a verdadeira alma do bairro, conversar com outros moradores, conhecer a arte local e admirar as paisagens privilegiadas de um dos bairros mais altos do Rio de Janeiro.

Por onde passamos em Santa Teresa?

Além do Largo das Neves, Largo dos Guimarães e Largo do Curvelo, a Karina vai te levar para conhecer a Kombi do Scooby-Doo, alguns dos murais e casas mais famosos de Santa, o mirante do Rato Molhado (e vários outros mirantes interessantes e sem nome espalhados pelo bairro), a Ladeira e o Convento das Carmelitas.

Mirante do Rato Molhado, Santa Teresa
Mirante do Rato Molhado, Santa Teresa. Foto: Fui Ser Viajante

A gente até visitou um brechó de tênis em Santa Teresa – cheio de tênis semi-novos e novos de várias marcas e com preços fantástico! Não resisti e garimpei um pra mim!

Santa Tênis Butique, Santa Teresa
Foto: Fui Ser Viajante

O passeio termina na multi-colorida Escadaria Selarón, desde a parte de cima (onde quase nenhum turista vai), passando pela casa onde morou Selarón (onde hoje funciona um bar) e terminamos na base da escadaria, já na Lapa.

Lapa, Rio de Janeiro
Lapa, Rio de Janeiro. Foto: Fui Ser Viajante

Ali, a última parada é numa loja de lembranças onde é possível fazer degustação de cachaça (tem tantos sabores que é impossível resistir a provar pelo menos um!)

Vale a pena fazer o Santa Experiência?

Eu sou muito a favor do turismo de experiência – quando você sai desse roteiro convencional e explora o destino com um olhar mais atento e demorado, tentando experimentar a vida local.

Se você puder viver essa experiência ao lado de um morador local, mais autêntico impossível!

Tour de experiência em Santa Teresa, Rio de Janeiro
Castelo Valentim. Foto: Fui Ser Viajante

Eu amo Santa Teresa, já visitei o bairro muitas vezes, mas passear por lá com a Karina com certeza foi diferente.

Além do papo legal, curiosidades que eu não conhecia e a oportunidade de visitar negócios locais, falar com moradores e artistas (que ela conhecia e nos apresentou) fez toda diferença pra gente.

Em resumo, gostei muito do tour e recomendo se você quer conhecer uma Santa Teresa de uma forma autêntica e afetiva, vale muito a pena viver o Santa Experiência.

Algumas últimas dicas sobre o Santa Experiência:

O tour Santa Experiência custa R$65 por pessoa. Duas pessoas fazendo o tour juntas pagam R$50 cada uma.

Crianças até 5 anos não pagam, e quem tem de 6-10 anos paga 50% do valor. Idosos acima de 60 anos também pagam 50% do valor do ingresso individual.

Como boa parte da experiência é ao ar livre, se chover no dia do seu tour, você pode remarcar o passeio para até 15 dias mais pra frente.

Seguindo as recomendações de segurança, leve sua máscara e álcool em gel para o passeio!

Para saber mais informações sobre o Santa Experiência, visite a página oficial do tour ou fale com a Karina no Instagram Viajar é o Motivo.

Declaração: nós fizemos o tour Santa Experiência a convite da Karina. Em respeito aos nossos leitores, gostamos de deixar bem claro aqui que esse post, apesar de ser fruto de uma parceria, relata nossa experiência e impressões reais que tivemos no passeio.

Lila Cassemiro
Pernambucana, contadora de histórias e bem curiosa. Geminiana apaixonada por artes e culturas, sempre com a mala pronta pra viajar de novo. Eu gosto de gente.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:

Porque o nome rato molhado do Mirante?

Lila Cassemiro disse:

Oi Ruy! Já pesquisamos bastante também e nunca achamos o motivo! Nome bem estranho, né?

Cristiane disse:

Será que podem me passar p endereço do brechó de sapatos de Santa Teresa?
Muito obrigada

Lila Cassemiro disse:

Olá! O brechó fica na rua Felício dos Santos, 9. Pertinho do bar do mineiro. Funciona sábado e domingo, das 15h – 20h. Nos demais dias não é certo de abrir, teria que combinar com o proprietário (Arubatan, telefone 021 99707-1008).

Ana Paula disse:

O bairro é muito charmoso mesmo! Estive apenas 1 vez e não sei se foi impressão minha, mas me lembrou um pouco do charme de Lisboa…

Klécia disse:

Tem um que mesmo de português, até porque dizem que muitos imigrantes de Portugal foram morar em Santa. Eu concordo, super charmoso!