Tiradentes, Minas Gerais: Perguntas e respostas para planejar sua viagem

Tiradentes é aquele destino que te ganha pelos olhos e pela barriga. A pequena cidade mineira encanta com o charme do calçamento pé de moleque e casarões coloniais, enquanto delicia nosso paladar com uma boa variedade de restaurantes, para todos os gostos e bolsos.

Uma cidade que não pode ficar fora do seu roteiro por Minas Gerais! Neste post vamos te ajudar a planejar sua viagem para esse charmoso destino mineiro, com 7 perguntas e respostas essenciais para quem está sonhando com uma viagem para Tiradentes.

Planejando uma viagem para Tiradentes: 7 perguntas e respostas

Papel e caneta na mão para anotar tudo e aproveitar ao máximo esse charmoso destino mineiro. Vamos lá?

1 – Qual a melhor época do ano para conhecer Tiradentes?

Tiradentes é um destino para o ano todo. Para viajar com menos chance de chuva, escolha os meses de abril a setembro. Mas lembre-se que Tiradentes fica em uma região de serra e nos meses de inverno (especialmente junho e julho) as temperaturas esfriam e você vai precisar de um agasalho. No resto do ano, a probabilidade de chuvas é maior, mas as temperaturas ficam agradáveis. Viajamos entre dezembro e janeiro e pegamos chuva forte e trovões em alguns dias, mais perto do fim da tarde. Mas a chuva passava rápido… A gente se abrigava em um restaurante (cercados por comida boa!) e ficava tudo certo. Não chegou a atrapalhar.

A cidade mais charmosa de Minas Gerais ganha vida nos finais de semana. Muita gente dos arredores aproveita para passar o final de semana em Tiradentes. Os meses de férias escolares e os feriados prolongados também trazem mais movimento para a cidade. Durante a semana, o movimento de turistas cai bastante. Alguns restaurantes costumam não abrir no começo da semana.

Eventos e Festivais em Tiradentes

A cidade recebe muitos eventos e festivais ao longo do ano. Nessa época a concorrência pelos hotéis e restaurantes fica bastante acirrada. É sempre bom ficar de olho no calendário de eventos de Tiradentes, para saber se tem alguma coisa programada para as datas da sua viagem.

Os festivais mais importantes são a Mostra de Cinema em janeiro, o Tiradentes em Cena – Mostra de Teatro em maio e o Festival de Cultura e Gastronomia, em agosto.  Fomos pra lá no Ano Novo, esperando encontrar a cidade mais vazia, e encontramos muitos turistas. Inclusive teve até show na praça do Lago das Forras e queima de fogos. Como eu falei: Tiradentes é destino pro ano todo!

Capela de São João Evangelista, Largo das Forras, O que fazer em Tiradentes, Minas Gerais

2 – Como chegar em Tiradentes?

Você pode chegar em Tiradentes de ônibus ou carro. Para quem optar pelo ônibus, é importante saber que a pequena rodoviária de Tiradentes só recebe os ônibus que chegam da cidade vizinha, São João del Rei. De São João del Rei até Tiradentes, os viajantes podem fazer o percurso de ônibus (Viação Presidente, linha 3517 – SÃO JOÃO DEL-REI / TIRADENTES), van, táxi (custa em média R$50,00) ou no trem turístico que conecta as duas cidades (ida e volta R$70,00, só ida R$60,00).

Saindo de Belo Horizonte (aeroporto mais próximo):

A capital mais próxima de Tiradentes é Belo Horizonte, que fica a 190 km de distância. Portanto, para quem vem de avião a dica é chegar pelo Aeroporto de Confins. De Belo Horizonte você pode seguir de carro ou ônibus até Tiradentes.

De carro, o caminho mais indicado é seguir pela BR040 em direção ao Rio de Janeiro, até chegar no Trevo para Murtinho, que fica 5 km depois do município de Congonhas. Siga pela estrada (mão dupla) passando pelos municípios de Entre Rios, Lagoa Dourada e São João del Rei, até chegar em Tiradentes. Já os ônibus Belo Horizonte – São João del Rei têm saídas diárias e são oferecidos pela Viação Sandra.

Saindo do Rio de Janeiro:

Para quem vem de carro do Rio de Janeiro, o caminho segue pela BR040 por 270km, até chegar em Barbacena. De lá, é preciso seguir por mais 53km na BR265 até a entrada de Tiradentes. Quem escolher o ônibus, a Viação Paraibuna oferece saídas diárias da Rodoviária Novo Rio até São João del Rei.

Nós fizemos a viagem de carro e o trajeto durou pouco mais de 4 horas. Pegamos alguns caminhões na pista (especialmente na região de serra em Petrópolis). Mas a estrada é bem conservada e tem ótima sinalização.

Saindo de São Paulo:

Para quem viaja de carro, o melhor caminho é seguir pela Rodovia Fernão Dias (BR381) por 380km, até a entrada da cidade de Lavras. De lá, pegue a saída para a BR265 e dirija por mais 110km até Tiradentes. Os ônibus São Paulo – São João del Rei têm saídas diárias, operadas pela Viação Útil.

3 – Quanto tempo ficar para conhecer a cidade?

Você não vai precisar de muitos dias para conhecer os principais pontos turísticos da pequena Tiradentes. Em um dia de caminhada você consegue percorrer as ladeiras da cidade de apenas 7 mil habitantes, passando na frente dos principais pontos turísticos. Mas por favor, esqueça a pressa quando visitar a cidade!

Tiradentes é aconchegante e meu conselho é que você separe pelo menos dois dias. Assim você pode experimentar a comida dos ótimos restaurantes da cidade, visitar as igrejas e algum museu, sentar na praça pra ver o movimento. Tiradentes é sobre isso: pouca pressa, muita história e boa comida.

Você ainda pode combinar a visita a Tiradentes com um bate-e-volta na também histórica São João del Rei. Dá pra ir de trem, num passeio de Maria-fumaça bem charmoso e que eu recomendo muito. Para fazer esse bate-e-volta, reserve mais um dia na cidade.

O que fazer em Tiradentes, Minas Gerais

4 – Onde se hospedar em Tiradentes?

Tiradentes é bem pequena, então todas as pousadas que estão na área urbana acabam ficando perto do centro histórico. Nós nos hospedamos na Pousada 4 Corações, que fica a 10 min a pé do Largo das Forras. A acomodação era muito confortável, com banheiro espaçoso, frigobar no quarto, roupa de cama e banho de boa qualidade e um farto e delicioso café da manhã. Como passamos o Reveillon 2018 por lá, todos os hóspedes foram presenteados com uma garrafa de espumante para celebrar o novo ano. Fora a alegria da dona, uma senhora muito atenciosa e simpática. Recomendo muito!

Outras pousadas que vimos pelo centro e que pareciam bem charmosas são o Solar da Ponte (mais cara) e a Pousada Vila dos Inconfidentes (mais simples porém bem gracinha). Para quem procura hospedagens de alto padrão mais afastadas do centro, ficam como boas opções a Pousada Pequena Tiradentes e o Santíssimo Resort.

Nota: Os links de hotéis e pousadas são links afiliados Booking.com. Nós recebemos uma pequena comissão cada vez que você faz uma reserva de hotel com os links aqui do blog.

Não se preocupe, você não paga nada mais por isso! Na verdade, com o Booking.com, você tem as melhores ofertas de hotéis e pousadas em Tiradentes, sem pagar taxa de reserva.

Que tal ajudar o blog a crescer, fazendo suas reservas de hotéis com os nossos links?

5 – Preciso de carro em Tiradentes?

Se você se hospedar no centro de Tiradentes e quer conhecer apenas as atrações próximas ao centro histórico, a resposta é não! Na verdade, todo o centro de Tiradentes é tombado e estava fechado para a circulação de veículos. Quando fomos lá em janeiro de 2018, infelizmente os carros tinham voltado a circular livremente por todo lugar. Uma pena, já que vimos algumas pedras do calçamento histórico sendo arrancadas pelos veículos que tentavam subir e descer as ladeiras históricas. 🙁

Para ajudar na conservação da cidade, o melhor é evitar andar de carro pelas ruas do centro histórico, ok? Vá a pé, aproveite para parar em cada atrativo ou restaurante que chamar atenção.

O hóspedes das pousadas perto da entrada da cidade (que costumam ser maiores e mais caras) precisam de carro para se deslocar até o centro. Se você planeja conhecer o distrito de Bichinho (famoso pelos ateliês e artesanato), que pertence à cidade de Prados mas fica a apenas 7km de Tiradentes, você também pode precisar de carro (ou ir de táxi até lá). Para ir até a vizinha São João del Rei, você também pode optar pelo passeio de trem Maria Fumaça, ônibus ou táxi.

Um bom motivo para estar de carro na região é combinar o passeio a Tiradentes com uma visita a Congonhas, a cidade dos 12 profetas de Aleijadinho. Uma viagem de carro entre as cidades leva aproximadamente uma hora, pela BR265. Nós fizemos o percurso e vale muito a pena combinar as duas cidades!

Rua Direita, O que fazer em Tiradentes, Minas Gerais

6 – O que levar?

Se você for nos meses de inverno, não esqueça do agasalho, já que as temperaturas costumam baixar um pouco nessa época. Nos meses de verão, leve o guarda-chuva, já que chove bastante nessa época. Leve repelente, especialmente se você planeja circular pelas trilhas e áreas de mata ao redor da cidade.

Mas o mais importante: Escolha roupas leves e confortáveis. Para os calçados, leve tênis ou sapatos baixos com solado de borracha. O calçamento pé-de-moleque é marca registrada de Tiradentes, então nem pense em salto alto! O melhor é garantir a segurança e caminhar com um tênis confortável para subir e descer as ladeiras de pedra.

É bom levar algum dinheiro em espécie. Embora em geral hotéis e restaurantes aceitem cartão, você pode precisar de dinheiro para pagar a entrada nas igrejas e museus, ou para um caso extraordinário de falta de conexão com os sistemas bancários.

Ah, e não esqueça de levar a máquina fotográfica! 🙂

Capela de São Francisco de Paula, O que fazer em Tiradentes, MG

7 – O que fazer em Tiradentes e arredores?

Tiradentes é um destino para conhecer sem pressa. Aproveitar a boa gastronomia, caminhar pelas ruas de ladeira vendo os bonitos casarões coloniais… Conversar enquanto saboreia uma boa xícara de café coado! Os principais atrativos da região são as igrejas históricas, os ateliês de arte e artesanato e os excelentes restaurantes que movimentam a cena gastronômica da cidade.

Você pode aproveitar para visitar a vizinha São João del Rei em um passeio de Maria Fumaça. Ou ainda conhecer o distrito de Bichinho, com seu artesanato e a casa torta que faz sucesso com a criançada. No caminho até Bichinho, aproveite para uma parada no interessante Museu do Automóvel da Estrada Real.

À noite, um clássico de Tiradentes é passear pela cidade iluminada com a Jardineira Charmosa. Trata-se de um inusitado veículo de 1935 que percorre as ruas enquanto o motorista-guia conta os causos da antiga Tiradentes. Para as crianças, os passeios de charrete e cavalos são a principal atração.

Para mais dicas sobre o que incluir no seu roteiro de viagem nessa charmosa cidade mineira, veja nosso post com as principais atrações de Tiradentes. E boa viagem!

Lila Cassemiro
Pernambucana, contadora de histórias e bem curiosa. Geminiana apaixonada por artes e culturas, sempre com a mala pronta pra viajar de novo. Eu gosto de gente.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:
Duda Martins disse:

Oi, Klécia, tudo bom? Vc passou o ano novo em Tiradentes né? tem alguma atração especial, como é? você gostou? obrigada! beijos, Duda

Klécia disse:

Oi Duda, tudo bem? Passamos sim, no ano passado! A cidade funcionou normalmente (exceto no dia 1, com alguns museus fechados). Estava bem mais cheia do que eu imaginava que estaria, mas nada absurdo. Tinha uma festinha da prefeitura na praça (com cantores locais e alguns poucos mais famosinhos), mas rolou todos os dias o som na praça e umas barraquinhas. Tudo bem simples, mas foi divertido. Na virada de ano teve queima de fogos com contagem regressiva, mas atrasou e entramos 2018 ainda lá pelo 5, 4, 3… boas risadas 😀 Basicamente, foi isso. Se você quer algo clima do interior, pode ser uma boa pedida sim! Eu gostei bastante! 🙂