Étretat na França: trilha das falésias e o charme do vilarejo

A pequena cidade de Étretat é uma das maiores jóias da França. Passamos um dia explorando as belezas desse charmoso balneário na Normandia e agora estamos aqui para te contar em detalhes o que fazer em Étretat em 1 dia.

Dicas para aproveitar a viagem e conhecer os pontos turísticos e curtir o melhor de Étretat: gastronomia típica, histórias da Segunda Grande Guerra e as paisagens que encantaram Monet e Eugène Boudin.

***

Foi uma foto numa edição da National Geographic que colocou Étretat no nosso radar de lugares para conhecer. Quando enfim montamos um roteiro na França, as falésias de Étretat viraram prioridade. E foi assim que decidimos conhecer a Normandia francesa.

O que fazer em Étretat - Falésia Amont

Imaginei que seria apenas chegar em Étretat, fotografar a linda paisagem das falésias brancas em constraste com o mar, e ir embora. Mas sabe quando um destino te surpreende do começo ao fim?

A experiência de fazer as trilhas das falésias de Étretat superou qualquer expectativa que a gente tinha antes da viagem. A paisagem, o vento no rosto, o charme da pequena cidade, a inacreditável brancura das falésias…

Tudo conspirou para que nossa programação de passar meio dia em Étretat se transformasse em um dia inteiro flanando entre as trilhas e o charmoso vilarejo.

O básico de Étretat: descobrindo segredos e histórias

Étretat é uma pequena cidade na costa noroeste da França. Quando falo pequena, estou sendo bem honesta com você: são pouco mais de 4 km² de território. Desde o começo, a beleza dessa antiga vila de pescadores encantou artistas impressionistas.

Arte

Boudin viu nas falésias de Étretat uma das paisagens de maior inspiração. Monet se refugiou em Étretat por várias temporadas, por isso tantas telas do pai do impressionismo retratam as famosas falésias.

As formas inusitadas desenhadas pelo vento renderam quadros e mais quadros que mostram vários ângulos da beleza natural de Étretat.

Passeando pela cidade, é muito fácil encontrar painéis indicando que aquela vista já virou quadro pelas mãos de habilidosos artistas!

O que fazer em Étretat

Histórias

Mas não acaba por aí. Étretat tem muitos outros segredos para descobrir! Você sabia que nesse antigo vilarejo de pescadores eram cultivadas as ostras mais desejadas da França?

Os animais eram trazidos da baía de Cancale em navios, para crescerem em viveiros que permitiam que as ostras passassem parte do tempo na água doce, outro tanto na água salgada. Essa troca de ambiente permitia que os animais adquirissem um sabor mais delicado – e por isso muito desejado.

A história conta que jumentos e cavalos levavam um carregamento de ostras de Étretat nas costas, diariamente até Paris, para servir a mesa da rainha Maria Antonieta. Já imaginou?

Guerras

Hoje, a fazenda de ostras da rainha não existe mais. A localização estratégica da cidade trouxe as guerras. A bela praia de Galet foi palco de bombardeios e invasões.

Foi em Étretat que se viu pela última vez o “White Bird“, um avião que estava tentando a primeira viagem transatlântica ‘non stop’ da história, de Paris a Nova York, mas nunca chegou a seu destino.

Balneário natural

Mas a guerra não dura pra sempre, sorte a nossa. A cidade se reinventou e hoje Étretat é o que sempre deveria ter sido: um refúgio de paz na Normandia, um oásis para os amantes da natureza e gastronomia.

O que fazer em Étretat - Falésia Amont

A natureza foi generosa com Étretat. A beleza das falésias de calcário proporciona um dos cenários mais inesquecíveis da França. Sem sombra de dúvidas, esse cenário espetacular é a principal atração de Étretat.

A cidade sobrevive basicamente do turismo, como um balneário de verão desejado por franceses e ingleses (e agora também por brasileiros, hahah).

O que fazer em Étretat? Roteiro de 1 dia!

Bem no centro da cidade de Étretat está a praia de Galet, com o Promenade Perrey (o charmoso calçadão) cercado de restaurantes e a melhor vista para as famosas falésias de Étretat.

Dali, dá para ter uma noção de tudo que nos espera nesse dia em Étretat. Saindo da praia, para um lado e para o outro, estão as trilhas que levam os visitantes até o topo das falésias. À direita de quem olha o mar, a falésia Amont. Para a esquerda, a falésia d’Aval.

É para percorrer esses caminhos que a maioria dos turistas chega em Étretat. São trilhas de nível leve e intermediário, que recompensam com paisagens maravilhosas. Mas Étretat não é apenas sobre trilhas: o destino é uma experiência completa! História, gastronomia e arte fazem de Étretat um dos destinos mais encantadores da Normandia!

1 -Falésia Amont (trilha ou carro)

Chegamos em Étretat bem cedo. Nossa primeira parada foi na Falésia Amont, à direita da praia de Galet. Quem vai pela trilha encara uma subida curta, porém íngreme. Mas se você não faz o tipo trilheiro, não desanime ainda. Você pode aproveitar essa vista maravilhosa de Étretat sem precisar fazer nem uma caminhada!

A falésia Amont é completamente acessível de carro! E foi isso que nós fizemos logo ao chegar na cidade. Colocamos ‘Falésia Amont’ no GPS, seguindo a estrada pavimentada que segue até o topo da falésia. Outro ponto de referência é a capela de Notre Dame de la Garde, uma pequena igreja que fica em cima da falésia.

O que fazer em Étretat - falésia Amont

Chegando no topo da falésia, há um estacionamento bem amplo. E seguimos andando até a igreja. Dali, é impossível controlar a emoção com aquela vista. A composição do cenário é surreal. Falésia, igreja, banco, cidade, mar e céu: tudo colocado no lugar perfeito para tornar essa paisagem inesquecível.

Para quem topa uma caminhada, pode seguir cada vez mais para a direita, encontrando novos ângulos e novas trilhas a partir da trilha principal da falésia Amont. Algumas que chegam bem perto da borda das falésias.

Ficamos horas por ali, caminhando e fotografando. Fomos até bem distante, voltamos. Sentamos no banquinho. O dia estava lindo e Étretat já tinha ganhado meu coração.

O que fazer em Étretat - falésia Amont

O que fazer em Étretat - falésia Amont

Mais atrações no topo da Falésia Amont

Além da paisagem deslumbrante, a Falésia Amont ainda conta com outras atrações. A charmosa capela Notre Dame de la Garde se destaca na paisagem. Bem ao seu lado, está o monumento em memória ao avião desaparecido “White Bird”, bem ali onde ele foi visto pela última vez.

No topo da falésia Amont estão também os Jardins de Étretat (um parque privado que combina paisagismo e arte contemporânea) e o Museu de Étretat (que conta um pouco da história da cidade).

Confesso que deixamos passar essas duas atrações. A essa hora, a fome já batia e era hora de conhecer o centro de Étretat. Pegamos o carro no estacionamento e seguimos para a cidade.

2 – Centro de Étretat

Talvez essa tenha sido uma das melhores surpresas de Étretat. Eu já esperava a beleza das falésias, mas confesso que o charme da cidade me pegou desprevenida.

A cidade é bem pequena e precisa ser explorada a pé. Então encontre um lugar para estacionar e comece a andar sem rumo, apreciando arquitetura e aproveitando o melhor da gastronomia. Esse é o melhor jeito de se descobrir essa bela cidade!

Onde estacionar no centro de Étretat

Parar o carro na cidade pode ser meio complicado na hora do almoço. O principal estacionamento público do centro fica no canto esquerdo da Praia de Galet (Rue Mathurin Lenormand), mas ele fica pequeno para os muitos carros que circulam por ali hora do almoço. Além disso, ele é pago por hora (€ 3,50 por hora) e só permite até 2 horas de estacionamento.

Demos algumas voltas por ali até desistir de encontrar uma vaga no centro. Fomos parar o carro um pouco mais longe, no estacionamento que fica ao lado do campo de golf de Étretat (Route du Havre, 20). O valor é um dos mais baratos da cidade (5 horas por € 3,50) e com uma pequena caminhada de 10 minutos já chegamos no centro de Étretat.

O que fazer em Étretat - centro da cidade

Gastronomia de Étretat

Bem na hora do almoço, depois de caminhar tanto pela Falésia Amont, tudo que a gente queria era apreciar as delícias da gastronomia de Étretat.

Uma cidade à beira mar só podia ser especializada em frutos do mar, certo? Hoje a famosa fazenda de ostras de Maria Antonieta está desativada, mas nem por isso Étretat deixou de ser conhecida como um destino para apreciar os melhores sabores do mar.

A maioria dos restaurantes do centro oferecem o tradicional menu completo (entrada, prato principal e sobremesa) com preços que vão de 15 até 80 euros. Entre as suas escolhas, não deixe de experimentar o prato mais tradicional na Normandia: moules et frites (mexilhão com fritas).

Outras opções tentadoras são as pizzas com frutos do mar, as regionais galettes (uma panqueca de massa fina) e os mundialmente famosos crepes franceses. Em Étretat, um dos endereços mais recomendados para provar essas especialidades é a Crêperie le Lann-Bihoué. Outros dois nomes de peso na cidade são o restaurante La Marie-Antoinette e Le Clos Lupin.

Outra opção é o restaurante do hotel L’Escale (que nós experimentamos). A arquitetura é charmosa e ele fica numa ótima localização, bem na praça do antigo mercado de Étretat. O local oferece os pratos tradicionais com preços mais em conta e o serviço foi simpático.

Histórias em Étretat

Depois de provar os sabores da culinária francesa, chegou a hora de passear por Étretat. Como almoçamos na Praça do Antigo Mercado (Le Vieux Marché), começamos a explorar a cidade bem ali.

O mercado de madeira hoje está repleto de comerciantes locais em pequenas lojas, negociando lembrançinhas de Étretat. Lá dentro, placas em memória às guerras mundiais não nos deixam esquecer tudo que essa cidade já viveu. Esse mesmo mercado, durante a primeira guerra, serviu como hospital para soldados britânicos e muitos homens morreram ali.

O que fazer em Étretat - centro da cidade

Seguimos pelas ruas descobrindo a arquitetura da cidade. Além das casas de enxaimel tão tradicionais na Normandia, casas de pedra e madeira compõem o cenário peculiar desse pequeno balneário.

Chegando na praia, podemos apreciar o mar do Canal da Mancha. Como não se surpreender mais uma vez com o contraste do azul nas pedras de calcário super brancas que formam as falésias de Étretat?

A praia de Galet não tem areia, mas sim muitas pedras arredondadas, que protegem a cidade das subidas da maré. Por muitos anos as pedras da praia foram usadas para construir as casas de pedra das ruas de Étretat. Hoje, é proibido retirar pedras da praia como medida de preservar o balneário.

Perto do calçadão, ainda é possível ver os galpões usados pelos antigos pescadores. Lá também estão os restos das fortificações militares usadas para defesa da praia de Étretat durante a guerra. E aqui e ali, sempre aparece um painel reproduzindo uma das pinturas impressionistas que retratam as belezas de Étretat.

Passear pelo calçadão, apreciar o vai e vem do mar, relaxar na praia de pedras ou mesmo comer um lanche enquanto tenta fugir das gaivotas comilonas que estão por toda parte. O centro de Étretat tem muitos segredos e histórias que merecem ser descobertos por você!

O que fazer em Étretat

3 – Falésia d’Aval

Depois de caminhar bastante pelo centro, fomos para nossa última parada em Étretat. Era hora de fazer a trilha da Falésia d’Aval, que prometia a vista mais bonita de toda a região. É lá em cima que você vai apreciar a vista mais icônica de Étretat: a Port d’Aval, o arco que está em quase todos os cartões-postais da região.

Dizem que parece um elefante mergulhando a tromba no mar. O que você acha?

O que fazer em Étretat - centro da cidade

A subida não é difícil, mas dose o ritmo para não cansar logo no começo da subida. Degraus e caminhos serpenteando por uma grama baixa vão te levando cada vez mais pra cima. Você vai encontrando mirantes ao longo do caminho e a vontade é parar em todos eles.

Quando chegar ao topo, na borda mais próxima da praia, a vista da Port d’Aval já vai te encantar. Em frente ao arco está a agulha oca conhecida como Aiguille Creuse, ou A Agulha. Foi nesse lugar inusitado que o personagem Arsène Lupin escondeu o tesouro dos reis da França, no livro A Agulha Oca, do escritor francês Maurice Leblanc.

Encontramos por ali algumas construções de madeira, que funcionam como pontes, conectando as bordas das falésias. As crianças se divertem indo e vindo pelos caminhos e trilhas. Claro que eu mesma não resisti e explorei cada cantinho!

O que fazer em Étretat - falésia d'Aval

O trabalho do vento esculpindo as falésias teve um resultado impressionante! Por isso dá pra entender os casais fazendo ensaios pré-casamento por ali. Os jovens e famílias sobem com cestas de piquenique para comer apreciando a vista.

Seguimos caminhando, sempre há mais caminho em frente. Agora é tudo plano, o que convida ainda mais. Passamos pelo Mammeporte, o maior de todos os arcos nas falésias de Étretat.

O que fazer em Étretat - falésia d'Aval

Vimos o caminho de uma antiga trilha que levava até uma praia no meio das falésias. A trilha foi fechada há anos por segurança, já que o deslizamento de pedras é iminente. Também vimos um jovem desafiando as multas e a gravidade, descendo até a praia deserta pela trilha proibida.

Nosso tempo no estacionamento estava acabando, era hora de voltar. Nos despedimos de Étretat depois de um dia com lindas trilhas, boa caminhada, paisagens lindas e muitas, muitas fotos.

Mais atrações na Falésia d’Aval: Golf de Étretat, restaurante e hotel

Ao longo da subida, vamos caminhando lado a lado com o campo de golf de Étretat. Fiquei imaginando que curioso era ver aquelas pessoas jogando um esporte que exige tanta precisão e concentração, numa tarde de tanto vento como era aquela.

O campo de golf pertence ao maior resort da região. Alguns quartos do Dormy House oferecem a vista impressionante das falésias. Veja mais e reserve seu quarto no Dormy House de Étretat e experimente acordar com essa vista!

Mas se você não quer dormir por lá, pode também fazer uma refeição no Restaurant du Golf, com pratos de alta gastronomia e a mesma vista da janela!

O que fazer em Étretat - falésia d'Aval

Bônus: O que fazer em Étretat com mais tempo

Um dia é suficiente para explorar a cidade e as duas trilhas principais nas falésias de Étretat.

Mas se você tiver mais tempo, recomendo que fique pelo menos uma noite na cidade, para aproveitar alguns espetáculos que a gente não conseguiu encaixar no roteiro:

Maré baixa para explorar praias e cavernas

Quando o mar recua, um outro espetáculo se revela em Étretat. É possível caminhar embaixo dos arcos e até acessar algumas das praias desertas, antes isoladas. Para isso, fique atento às tábuas das marés em Étretat e de preferência contrate um guia local para evitar qualquer incidente. Consulte o escritório de turismo local, no centro de Étretat.

A atração mais famosa para explorar a pé é a Trou à l’homme (ou a toca do homem), a maior caverna na base da falésia d’Aval. Conta a lenda que ali foi encontrado o corpo de um homem após um naufrágio em 1792.

Quando os locais estavam levando o corpo para sepultar, o homem acordou e a história do náufrago fez da caverna uma atração para explorar em Étretat.

O que fazer em Étretat - falésia d'Aval

Passeios de barco e caiaque

Especialmente no verão, os barcos de pescadores oferecem pequenos passeios pelo mar de Étretat, dando possibilidade para admirar as falésias de um novo ângulo. Também é possível alugar caiaques para explorar as cavernas e praias secretas nas falésias.

Que tal um jogo de golf? Ou um museu?

O campo de golf de Étretat tem uma localização inusitada e maravilhosa. Se você aprecia o esporte, não pode perder a oportunidade de dar umas tacadas enquanto admira essa vista!

Outra opção é embarcar nos programas culturais no topo da falésia Amont: o museu de Étretat e os Jardins de Étretat esperam sua visita!

Por do sol nas falésias

Infelizmente, não nos planejamos para dormir em Étretat. Acho que esse é o único arrependimento que trago desse dia. Somente depois, vi as fotos espetaculares do sol iluminado as falésias no fim do dia. As paredes brancas mudam de cor, adquirindo cores quentes que deixam o cenário ainda mais espetacular.

Se puder, esteja na praia nessa hora mágica do por do sol em Étretat!

Pesquise aqui opções de hotel em Étretat

Outra opção de hospedagem: Como nos planejamos para um bate e volta em Étretat, nos hospedamos em Rouen, uma cidade central para explorar diversos destinos da Normandia. Rouen tem muita história pra contar e um roteiro em Rouen também é uma ótima opção na Normandia!

Rouen fica a apenas 80 km de Étretat (veja aqui boas ofertas de hospedagem em Rouen). Saímos cedinho para a estrada e chegamos em Étretat por volta das 9:30h da manhã.

Como chegar em Étretat

Nós usamos o carro para nos deslocar pela Normandia. Foi isso que possibilitou explorar com facilidade destinos charmosos que não tem estação de trem, como Honfleur e a própria Étretat. A cidade fica a 200 km de Paris e apenas 80 km de Rouen.

O que fazer em Étretat - falésia d'Aval

Nós alugamos o carro com a RentCars, uma empresa que faz a cotação dos preços entre diferentes seguradoras e apresenta o melhor custo-benefício – que no nosso caso foi com a Sixt. Como o pagamento da RentCars é feito em real, economizamos porque não precisamos pagar IOF. Ainda dá pra economizar mais 5% no pagamento em boleto ou dividir em até 12 vezes no cartão de crédito.

Faça uma cotação de aluguel de carro com a RentCars

Para ir de Paris a Étretat de transporte público, é preciso ir de trem até Le Havre (2:30 horas) e de lá pegar um ônibus L24, que faz a rota Le Havre – Fecamp, via Étretat. Outra opção é o trem Paris – Breaute (2 horas), para então pegar o ônibus L17, que conecta Breaute a Étretat.

Que tal aproveitar a viagem e conhecer Le Havre? Veja o relato do Passaporte com Pimenta contando sobre o que fazer em Le Havre na Normandia!

Lila Cassemiro
Pernambucana, contadora de histórias e bem curiosa. Geminiana apaixonada por artes e culturas, sempre com a mala pronta pra viajar de novo. Eu gosto de gente.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:
Daniela Santana disse:

Olá! Você fez esse roteiro em que mês e estação do ano? Estava frio?

Klécia disse:

Olá! Fomos em outubro. Frio não estava, mas ventou bastaaaaaaante. Precisamos de agasalhos por conta da ventania, mas pegamos dias lindos de sol!