5 Igrejas incríveis para visitar no Rio de Janeiro

Quando veio a ideia de escrever esse post para falar das maravilhosas igrejas do Rio de Janeiro, quase não consegui segurar a emoção. É hora de contar um segredo pra vocês.

Rafael diz que existem duas coisas na vida que são irresistíveis para mim: livrarias e igrejas. É só passar na frente de uma que quero logo entrar para dar uma espiadinha.

Os templos religiosos me encantam com os detalhes, as artes e seus segredos históricos. São muitas pessoas, tradições e lendas que ocupam os espaços dos bancos até o altar.

Sempre aprendo muito e me apaixono um pouco mais por um destino que tem uma igreja inesquecivelmente bela.

Essa fixação começou na minha terra, visitando as igrejas coloniais de Olinda e Recife. Depois que ganhei o mundo, já andei me encantando com as igrejas de Salvador, as basílicas papais e as igrejas menores de Roma, por exemplo.

Falar das bonitas igrejas do Rio de Janeiro é mais que uma alegria: é realização pura de contar pra vocês que o centro do Rio está cheio de encantos que valem uma visita!

Reserve sua hospedagem no Rio de Janeiro

5 igrejas do Rio de Janeiro para conhecer e se apaixonar

Não tem como negar que o Rio de Janeiro é ‘abençoado por Deus’ de muitas formas.

A Cidade Maravilhosa possui algumas dos mais belos templos religiosos do país.

São tantas maravilhas que fica até difícil escolher quais são as minhas 5 favoritas igrejas do Rio de Janeiro. Opção é que não falta e com certeza você vai encontrar alguma que vai te encantar!

Vamos conferir a minha lista de igrejas incríveis do Rio de Janeiro:

1 – Catedral de São Sebastião do Rio de Janeiro

Uma das construções mais bonitas do centro do Rio de Janeiro!

O prédio da Catedral de São Sebastião, também conhecida como Catedral Metropolitana, se destaca entre as igrejas do Rio de Janeiro por ser bem diferente em sua arquitetura.

O templo tem um estilo moderno, linhas retas e sóbrias. Seu formato cônico mostra uma estrutura grandiosa, com mais de 106 metros de diâmetro e 75m de altura.

O lado de dentro do templo é revestido com lindos vitrais das paredes ao teto, que brincam de simetria e encaixes geométricos, e iluminam a penumbra com cores e paz.

É uma igreja ainda com poucos anos. Foi inaugurada em 1979 para assumir o posto de catedral, que antes pertencia à Igreja de Nossa Senhora do Carmo. Apesar da pouca idade, já reúne alguns segredos e mistérios.

Existem histórias que dizem que o formato da Igreja foi inspirado em uma antiga pirâmide maia. Outros acreditam que foi inspirada nas missões espaciais do Projeto Apolo.

Talvez a gente nunca descubra qual foi a real inspiração do monsenhor Ivo Calliari ao idealizar esse templo. Mas a gente pode, pelo menos, ocupar um dos 20000 lugares da capacidade máxima do templo, e parar uns instantes para admirar a beleza do seu trabalho.

A Catedral de São Sebastião em fotos:

Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro
Igrejas do Rio de Janeiro - para visitar e se apaixonar. Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro
Igrejas do Rio de Janeiro - para visitar e se apaixonar. Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro

2 – Igreja de Nossa Senhora da Candelária

Um dos símbolos máximos do centro do Rio de Janeiro!

Uma das minhas vistas favoritas da cidade é exatamente quando eu venho pela Avenida Presidente Vargas, e a Igreja da Candelária começa a se desenhar no horizonte.

Especialmente quando ainda é de manhã cedo e o sol começa a nascer por trás da silhueta da Igreja, eu me lembro que tenho mais um motivo para amar o Rio de Janeiro.

Igrejas do Rio de Janeiro - para visitar e se apaixonar. Igreja da Candelária

De tão linda, é uma das igrejas do Rio de Janeiro mais disputadas para casamento. É preciso fazer reserva com anos de antecedência!

Com uma localização estratégica no centro da cidade, já testemunhou episódios que marcaram o dia-a-dia da cidade.

Só pra dar alguns exemplos, temos o Comício da Calendária, que marcou o movimento das Diretas Já, o massacre de moradores de rua na Chacina da Candelária e o acendimento da pira olímpica durante a Rio 2016.

A história da Igreja é repleta de lendas e mistérios. Conta a tradição que, em meados do século XVII, uma tempestade aterrorizava o mar quando um casal de espanhóis, Antônio e Leonor de Palma estavam em viagem.

Com medo da tormenta, prometeram erguer uma capela no local que desembarcassem a salvo. Calhou que eles chegaram bem no Rio de Janeiro.

Ali, em frente à Baía de Guanabara, em 1634, ergueram a igrejinha com o próprio dinheiro, em homenagem à Virgem da Candelária.

A igreja foi reformada várias vezes até assumir o suntuoso desenho dos dias de hoje. A cúpula foi trazida de Lisboa e é adornada por oito estátuas de mármore.

O interior possui mármores de quatro tonalidades e as portas são esculpidas em bronze. Se encontrar aberta, entre. Você pode dar a sorte de assistir um espetáculo de música sacra emocionante numa igreja linda!

A igreja da Candelária em fotos:

Igreja da Candelária no Rio de Janeiro
Igrejas do Rio de Janeiro - para visitar e se apaixonar. Igreja da Candelária
Igrejas do Rio de Janeiro - para visitar e se apaixonar. Igreja da Candelária

3 – Igreja de Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé

Mais uma igreja cheia de história no centro do Rio.

Vizinha de outra igreja linda e de nome parecido, a Igreja de Nossa Senhora do Monte do Carmo – eu sei, é confuso e fácil de confundir qual é qual.

Para não esquecer mais, a Antiga Sé é a maior das duas.

O nome de Antiga Sé veio porque a Igreja já foi Catedral do Rio de Janeiro, até os anos 1970, quando foi inaugurada a nova Catedral Metropolitana.

Mas a história da igreja vai muito além disso: ela tem relação direta com a história do Brasil colônia e o Brasil império.

A Igreja de Nossa Senhora do Carmo foi requisitada pela Coroa como Capela Real, já que ficava ali a dois passos do Paço Imperial, onde ficava o trono e de onde o monarca despachava os assuntos do Império.

Por conta disso, a Igreja de Nossa Senhora do Carmo foi palco da sagração de D. João VI como rei de Portugal, em 1816.

Também viu o casamento de D. Pedro I com Dona Leopoldina, e a sagração de D. Pedro I e D. Pedro II como imperadores do Brasil.

A igreja que emprestou sua beleza para o casamento da Princesa Isabel com o Conde D´Eu, em 1864, também foi o cenário do casamento-ostentação da Preta Gil, em 2015.

Só posso dizer que o tempo não pára, nem dentro de templos religiosos seculares.

A igreja de Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé em fotos:

4 – Igreja de Nossa Senhora de Monserrat, no Mosteiro de São Bento

O Mosteiro de São Bento do Rio de Janeiro é uma construção histórica do centro do Rio de Janeiro.

Localizado no alto do Morro de São Bento, passa despercebido no burburinho que agita a Avenida Rio Branco durante a semana.

Lá em cima, um templo de paz e contemplação esconde a beleza de uma das igrejas mais bonitas que já vi na vida: a Igreja de Nossa Senhora de Monserrat, um dos principais monumentos em arte colonial do Brasil.

A construção do mosteiro foi obra dos escravos. O material utilizado veio do extinto Morro Da Viúva, onde hoje fica o bairro do Flamengo. Embora a fachada seja simples, o interior é pura exuberância.

Os estilos empregados vão desde o barroco do final do século XVII até o rococó do final do século XIII. De lado a lado, o interior é revestido com talha dourada.

O luxo e a riqueza de detalhes em ouro me lembrou bastante a famosa Igreja de São Francisco, no Pelourinho de Salvador.

A gente encontra mais uma relação com a Bahia no fato de que o mosteiro foi fundado por monges beneditinos vindos de terras baianas, em 1590. Hoje, o mosteiro ainda está em funcionamento.

Lá também funciona, desde 1858, o Colégio São Bento, um dos mais tradicionais do Rio de Janeiro.

A visita é restrita, por se tratar de uma igreja dentro de um mosteiro. Uma das experiências mais bonitas é assistir a missa em canto gregoriano na igreja de Nossa Senhora de Monserrat, todos os domingos, às 10h.

A Igreja de Nossa Senhora de Monserrat em fotos:

Igrejas do Rio de Janeiro - para visitar e se apaixonar. Igreja Nossa Senhora de Monserrat - Mosteiro de São Bento
Foto: Wbs, Flickr

5 – Igreja do Bom Jesus do Monte

Até agora falamos de templos suntuosos e exuberantes. Mas eu acredito que também podemos achar beleza (e muita fé) em templos religiosos menores.

Lá onde se desligam os holofotes e se acendem as velas mais verdadeiras dos fiéis desconhecidos.

A Igreja do Bom Jesus do Monte não faz parte do circuito turístico do Rio de Janeiro. Não tem ouro nem é cenário de casamentos cinematográficos.

É uma pequena igrejinha na ilha de Paquetá, de frente para a Baía de Guanabara. Uma igreja pequena, mas tão charmosa e encantadora que eu nunca mais esqueci de como ela é linda em sua simplicidade.

Uma igreja vazia de ouro e pobre em ofertas, mas rica naquilo que deve ser a essência de todo templo religioso: fé num mundo mais bonito.

A igreja do Bom Jesus do Monte em fotos:

Igrejas do Rio de Janeiro - para visitar e se apaixonar. Igreja do Bom Jesus do Monte, Paquetá
Igrejas do Rio de Janeiro - para visitar e se apaixonar. Igreja do Bom Jesus do Monte, Paquetá
Igrejas do Rio de Janeiro - para visitar e se apaixonar. Igreja do Bom Jesus do Monte, Paquetá

Mas como escolher somente 5 igrejas do Rio de Janeiro?

Isso é uma missão praticamente impossível. A cidade tem tantos templos religiosos maravilhosos, que essa lista jamais acabaria!

Eu acho a Igreja da Penha linda, com seus degraus e seus pagadores de promessa.

É uma igreja que encanta com suas luzes que iluminam as noites mais escuras do Rio de Janeiro, lá em cima do morro da Penha.

Também sou apaixonada pela Igreja de São Francisco da Penitência. Tão linda e rica por dentro que a gente não consegue escolher pra que lado olhar.

A arquitetura da Igreja de Nossa Senhora da Glória do Outeiro, com seu inusitado formato octogonal e o tesouro dos azulejos do escultor Mestre Valentim, nunca passa despercebida nas minhas andanças pelo bairro da Glória.

A Igreja do Santíssimo Sacramento guarda as histórias de outro templo religioso que foi já foi catedral. Mais uma Antiga Sé no centro do Rio.

E pra não me resumir aos templos católicos, temos o exuberante Grande Templo Israelita, com sua arquitetura magnífica e seus mosaicos lindos de admirar na Rua Enrique Valadares, no centro do Rio.

Ok, rapidinho meu Top 5 virou uma lista de 10. Como disse no começo do post quando o assunto é templos religiosos, não consigo me controlar.

O importante é te dizer que a Cidade Maravilhosa está cheia de lugares lindos para conhecer e visitar.

E se você também é fã de turismo sacro, pode se jogar na rota das Igrejas do Rio de Janeiro, que você não vai se arrepender!

_________________

E tem mais dicas de templos religiosos incríveis para conhecer pelo mundo!

Eu falei aqui das igrejas do Rio de Janeiro, mas meus amigos blogueiros prepararam posts incríveis com dicas de templos maravilhosos pelo Brasil e pelo mundo.

Espiando pelo Mundo: Templos Religiosos pelo Mundo  
LolePocket: Templos na Tailândia impossíveis de ignorar (você vai querer vir mesmo)
Me leva viajar: 5 Igrejas para conhecer na Rússia
Turistando.in: As 5 igrejas mais fantásticas de Roma
Passaporte com Pimenta: 5 incríveis templos religiosos pelo mundo
O Berço do Mundo: 5 templos religiosos para recuperar a fé
Rodas nos Pés: Cinco templos religiosos para “se perder” e “se encontrar”!

Lila Cassemiro
Pernambucana, contadora de histórias e bem curiosa. Geminiana apaixonada por artes e culturas, sempre com a mala pronta pra viajar de novo. Eu gosto de gente.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:
Oliveira disse:

Lindas igrejas, vi que você é pernambucana… conhece a história de Pernambuco e das igrejas de Recife? se não, te convido a conhecer a cultura do seu estado… temos igrejas absurdas aqui e te convido a conhecer.

Rafael Cassemiro disse:

Olá Paulo, Conhecemos sim a história de Pernambuco e também muitas das igrejas espalhadas pelo Estado.
Indicamos algumas neste post aqui O que fazer em Recife e Olinda!
Grande Abraço e Boas Viagens!

ROBERT disse:

Adorei seu post e sua simpatia, sou do Rio e fico feliz de vc mostrar o Rio além das praias, n so essa cidade, mas esse estado é rico em prédios históricos! Obrigado por mostrar! Amo Pernambuco sua terra!

Obrigada Robert! Que bom que curtiu, amo mostrar esse “Rio além das praias” 😀

Juliana Moreti disse:

Eu adorei a Candelária… tentei ve-la por todos os angulos. Curioso que eu demorei para associar a palavra à igreja (associava sempre à chacina).

A Metropolitana eu achei super interessante e bonita, mas nao me senti dentro de uma igreja. Nao sao parecidas, mas tem um memorial em Berlim (a nova Kaiser Wilhelm Gedächtniskirche) que me lembrou demais este estilo.

A Nossa Senhora do Carmo e a Nossa Senhora de Monserrat sao lindas por dentro, mas adorei a vista da saìda da Bom Jesus do Monte

Klécia disse:

Triste como a gente sempre associa primeiro com as coisas ruins, né Ju? A igreja da Candelária tem muito mais belezas (e história) que a triste chacina, mas acabou ficando marcada pra sempre. Eu sou muito grata por ter vindo morar aqui e poder descobrir tanta beleza que vai além do que a TV mostra pra gente dessa igreja magnífica.
Eu acho a metropolitana lindissima, especialmente por dentro. Os efeitos dos vitrais deixa a atmosfera espetacular. E gosto exatamente desse desafio que modifica o que a gente acha que deve ser uma igreja. Talvez seja o desafio dos novos tempos: fazer os fieis perceberem que a igreja esta mais perto das pessoas, e que todo lugar pode ser uma igreja quando ha amor.
Nossa senhora do carmo e montserrat são clássicos, lindas demais! Mas minha favorita é mesmo a do Bom Jesus do Monte, com aquela vista do mar 🙂

Klécia, que lista mais linda! Não tinha noção que o RJ tinha tanta igreja desse nível (falta de cultura minha).

Fiquei surpreendida com a Igreja de Nossa Senhora de Monserrat! Que coisa mais rica, me lembrou muito um igreja que entrei na cidade do Porto (faz sentido lembrar as igrejas de Portugal rs). A Igreja de Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé também me pareceu lindíssima e com certeza eu optaria por casa nessa, afinal casar-se no mesmo lugar onde reis e nobres se casaram não seria nada mal. =D

Também adoro templos religiosos e começar o dia na Av. Presidente Vargas com imagens da igreja de Nossa Senhora da Candelária com o sol nascendo logo atrás é pra começar muito bem o dia.

Klécia disse:

O Rio surpreende mesmo, né Mayte? É muita coisa linda, cada dia eu descubro um pedacinho mais interessante da cidade que eu aprendi a amar e divulgar. E tenho que concordar com você: A Antiga Sé dá mesmo um casamento dos sonhos, digno de qualquer princesa!

Olá Klécia! Das igrejas da sua lista conheço a Catedral Metropolitana e a Igreja da Candelária! Fiquei realmente muito surpresa com a beleza da Candelária! Nunca imaginei que aquela igreja fosse tão linda! Já a Catedral, reflete o estilo de arquitetura moderno dos dias de hoje, mas é de uma monumentalidade que as pessoas não conseguem imaginar!
Também fiquei muito surpresa com a Igreja com as fotos da Igreja do Mosteiro de São Bento! Muito ouro!!! haha
Enfim, eu considero o Rio uma cidade muito surpreendente. E eu não senti amor à primeira vista! Foi amor à segunda vista e certamente as igrejas que conheci contribuíram muito para que eu realmente passasse a gostar da cidade! Abraços!!!

Klécia disse:

Eu acho que o Rio acaba, cedo ou tarde, apaixonando a gente de um jeito ou de outro, Tissiana!
Fico feliz que voce hoje vê beleza e tem carinho por essa cidade que eu também aprendi a amar! As igrejas também ajudaram muito para o crescimento desse sentimento 🙂

Dayana Lole disse:

Klécia, quando vi sua lista, fiquei encantada e pensando: nossa cidade não perde para nenhum lugar do mundo! Olha quanta riqueza! Tentei até arriscar um preferido, mas não consegui. hahaha

Obrigada demais por compartilhar tanta beleza da cidade mais maravilhosa de todas!!! <3

P.S.: Perdoa os superlativos? É que a pessoa aqui é carioca de carteirinha merrrrrmo! hahaha

Klécia disse:

A nossa cidade merece todos os superlativos, Day! <3 Segue maravilhosa e encantando a gente! Beijos!

Analuiza disse:

oi Klécia… que lista mais amada. Eu também gosto muito de visitar templos religiosos. Uma maneira encantadora de conhecermos um destino, a historia de uma cidade!

O Brasil tem mesmo igrejas lindas e a prova disso está bem aqui nesta seleção maravilhosa. A Catedral de São Sebastião eu conheci por dentro muito recentemente, acredita?! Foi totalmente por acaso… passávamos por ali, um dia, ela estava aberta e entramos. Linda!

Na Candelária nunca entrei, mas a conheço desde sempre pelos fatos ocorridos por ali, que você menciona! Deve ser maravilhosa por dentro. Por fora é incrível! Já a admirei por fora vezes sem conta. Muito amor pela história dos espanhóis! 🙂

Visitar uma igreja palco de tantos acontecimentos históricos relevantes na história do Brasil?! Me ganhou!!!!

Acho que a a Igreja de Nossa Senhora de Monserrat virou minha queridinha: cantos gregorianos?! “Alma” baiana?” rsrsrs Sim, adorei!!!!

A Igreja do Bom Jesus é linda e singela. Gosto de pequenos templos.

Em comum, todas elas, pelas imagens que você compartilhou são belíssimas!

Difícil escolher apenas 5 não?! Para mim foi muito difícil, mas sua lista está deliciosa!!! beijos e beijos

Klécia disse:

Cada uma tem um valor e significado pra mim, Ana! Umas maiores, outras pequeninas, mas todas lindas e cheias de história e sentimento! E é impossível escolher só 5 heheh

Joselma Soares da Silva Melo disse:

Amo visitar igrejas e conheço algumas no RJ e fiquei encantada pela beleza arquitetônica de cada uma, bem como viver esse momento de intimidadeao com o Senhor das nossas vidas.
Lindas fotos!

Ruthia disse:

Querida Klécia, consegui sentir a sua emoção transpondo o ecrã do computador para chegar a mim. Por acaso menciono a Catedral de São Sebastião (igreja vulcão) no meu post, a propósito de outra em Liverpool. Foi a única que visitei na minha primeira (e única) visita ao Rio de Janeiro.
Mas fiquei aqui a babar pelas restantes. A vista desde a porta da singela Igreja do Bom Jesus do Monte é inspiradora. E a riqueza do interior da Igreja de Monserrat, quem diria?! Jura que ainda se reservam casamentos com anos de antecedência? Imagino que haja muitas desistências num tempo de espera tão longo.
Muito obrigada pelo seu amável convite para participar nesta blogagem colectiva. Adorei!
Beijinho, um doce domingo

Klécia disse:

Achei muito bacana temos referenciado a mesma igreja! Que coisas mais curiosas e fascinantes são as coincidências desse mundo! E de todas, a Bom jesus do Monte é minha favorita, exatamente por causa daquela paz e daquela vista 🙂
– Sim, no RJ ainda se reservam igrejas com anos de antecedência, e se fazem casamentos de princesa em pleno século XXI. Como você, acabo acreditando que muitos acabam desistindo antes do grande dia, tanta que é a espera hehe.
Obrigada a você por participar, foi um prazer ler a sua seleção! Beijos!