10 experiências incríveis para viver no Atacama

Experiências incríveis no Deserto do Atacama | Planejar uma viagem para o Deserto do Atacama é se preparar para momentos inesquecíveis, do começo ao fim. Para quem gosta de contato com a natureza, paisagens fenomenais e muita aventura, o Atacama tem tudo isso de sobra.

Embora essa seja uma das viagens mais caras que você pode fazer na América do Sul, conhecer o Atacama é um investimento que vale a pena em cada centavo.

Você vai ter a chance de viver experiências únicas, colecionar momentos fantásticos e boas histórias para trazer pra casa.

Pensando nisso, preparamos a lista das nossas TOP10 experiências incríveis no Deserto do Atacama, para você preparar o orçamento e a expectativa para os melhores momentos do deserto!

Tá ansioso? Então se liga na nossa lista de passeios imperdíveis no Atacama:

10 experiências incríveis no Deserto do Atacama

1 – Pedalar no deserto em busca de um por do sol inesquecível

Quando chegamos no Atacama, me surpreendi com a grande quantidade de estradas, sinalização e outras facilidades que fazem a vida dos turistas muito mais fácil.

É muito simples, por exemplo, alugar um carro no Atacama para ir até algumas das atrações do deserto.

Mas se você quer mesmo viver uma experiência única, você pode alugar uma bicicleta em San Pedro de Atacama e pedalar até o Valle de la Luna, que fica a apenas 6km do centro da cidade.

Em cada esquina da cidade tem uma loja ou agência alugando bikes por preços que vão de CLP 3000 a 5000 (um período) até CLP 6000 a 10000 (dia todo).

Você vai pedalar pelo deserto, em direção a um dos lugares que mais impressionam os visitantes no deserto.

No infinito de areia e sal que forma o Valle de la Luna, vai bater aquela sensação de ‘sou um pedacinho de nada no meio do universo’, sabe?

Depois de explorar o Valle, siga pedalando até o Valle de la Muerte, onde fica o Mirador de Kari, para assistir o fenomenal espetáculo do por do sol na Pedra do Coiote.

Enquanto o sol se põe de um lado, a cordilheira de sal muda de cor do outro, ao tom dos últimos raios do dia. É lindo, é marcante, é um momento inesquecível. E de tão lindo, fica bem lotado.

Aproveita que tá de bike e procura um cantinho pra você mais afastado dos grupos das excursões. Ah, lembre de levar água, protetor solar, lanterna e um agasalho na mochila. Depois que o sol se vai, o frio começa a pegar forte no deserto, viu?

Saiba mais sobre o Valle de la Luna e o Valle de la Muerte, no Deserto do Atacama.

Por do sol no Valle de la Muerte, Mirador de Kiri, Pedra do Coyote, Deserto do Atacama

2 – Nadar e nunca afundar na super salgada Laguna Piedra

O Atacama ficou super famoso pela Laguna Cejar, que muito guia turístico defende que é mais salgada que o Mar Morto.

Por isso, você pode tentar de tudo, não dá pra afundar por lá! Faz um tempinho, proibiram o mergulho na Laguna Cejar por conta do nível de arsênico, mas a vizinha Laguna Piedra, que também é super salgada, continuou liberada para banho.

Claro que a gente foi experimentar essa sensação de nunca afundar na água. Rolou muita brincadeira e fotos, e a gente se divertiu pra caramba.

Quando voltamos pra casa, descobrimos que a Laguna Piedra também está contaminada com o tal arsênico (oi?). Mas até agora nenhum de nós virou X-men (poxa!) e estamos aqui contando a história pra vocês.

Agora a gente pergunta: quem aí vai encarar um mergulho nessa laguna divertida e envenenada? hahaha Garantia de histórias pra contar na volta pra casa!

Laguna Piedra, Atacama

3 – Aprender a preparar pisco sour em um pique-nique no deserto

Deixa eu contar uma pequena disputa sul-americana: muito maior que a rivalidade Brasil x Argentina no futebol, existe a rivalidade Chile x Peru por quem inventou o Pisco Sour.

A famosa bebida docinha, gostosa e muito forte faz sucesso entre os locais, e muito mais entre os turistas que querem provar os sabores locais.

A maioria das agências que oferecem o passeio Laguna Cejar, Ojos del Salar e Laguna Tebinquiche incluem no valor um lanche / pique-nique no final do dia, para assistir o por do sol às margens da linda Laguna Tebinquiche.

O mais bacana e surpreendente foi que o guia aproveitou a oportunidade para nos ensinar a preparar o famoso pisco sour tipicamente chileno.

Foi muito bacana brincar de barmen no meio do deserto, e mais legal ainda provar nossas bebidas.

Quando fizer esse tour, não perca a oportunidade de confirmar com a agência se vai ter rodada de pisco sour no final do passeio. Já imaginou um brinde com essa vista?

Saiba mais sobre o tour Laguna Cejar, Ojos del Salar e Laguna Tebinquiche.

Laguna Tebenquiche, Atacama

4 – Fotografar flamingos em seu habitat natural

O Deserto do Atacama é um lugar privilegiado para observar flamingos, um dos animais-símbolos do Atacama. Um lugar incrível para fazer isso é o Salar de Atacama, que fica dentro da Reserva Nacional Los Flamencos.

Ao visitar o Salar de Atacama, você vai chegar bem perto da Laguna Chaxa, que está repleta de flamingos!

Com um bocadinho de atenção, você consegue perceber a diferença entre os três tipos de flamingos no Atacama. O flamingo andino, o flamingo de James e o flamingo chileno.

De todos, o maior e mais raro é o flamingo andino, que possui o bico e as asas com pontas negras. Já o flamingo chileno tem o porte médio, com os joelhos avermelhados.

O flamingo de James é o menor de todos. Tem a perna inteira rosada, mas só aparece na região nos tempos mais frios, quando as lagunas de maior altitude estão congeladas e eles precisam descer até os salares para se alimentar.

A região da Laguna Chaxa é bem bonita, e o voo dos flamingos é um balé lindo no céu. Duvido você cansar de tirar fotos dessas aves incríveis! Prepare espaço na máquina fotográfica!

Saiba mais sobre o tour Salar de Atacama, Piedras Rojas e Lagunas Altiplânicas.

Salar de Atacama - Tour Piedras Rojas e Lagunas Altiplânicas no Deserto do Atacama

5 – Ver pequenos vulcões em atividade

Pouca gente sabe, mas no Atacama está localizado o terceiro maior campo geotérmico do mundo! Isso quer dizer que existe um enorme fluxo de calor vindo do centro da terra.

Isso então acaba surgindo na superfície do deserto na forma de pequenos vulcões, a mais de 4300m de altitude. As fumarolas são melhor observadas bem cedo de manhã.

Por causa disso, esse passeio é um dos mais congelantes que você vai fazer no Atacama. Algumas fumadoras são bem pequenas, outras mais fortes chegam a muitos metros de altura.

É um lugar diferente e incrível, que vai te convencer da força da Pachamama na região dos Andes!

Saiba mais sobre o tour Geysers del Tatio.

Geysers del Tatio, deserto do Atacama

6 – Relaxar em águas termais no meio do deserto

Depois de tanta adrenalina, passeios na altitude, paisagens incríveis, a gente aposta que você vai estar encantado com o Atacama – e também bastante cansado com tanta atividade no deserto.

Já imaginou se fosse possível relaxar em um banho termal no meio de uma paisagem incrível no deserto? Pois não é só possível, como foi um dos passeios que mais adoramos fazer no Atacama.

Deixamos ele bem pro final do nosso roteiro, e tivemos uma ‘tarde de spa no deserto’.

A temperatura da água é incrível, a paisagem é deslumbrante, é um ambiente super favorável para conhecer gente nova, bater um papo enquanto todo mundo tá curtindo uma calmaria na água quentinha.

Que saudade das Termas de Puritama!

Saiba mais sobre o tour Termas de Puritama.

Termas de Puritama, Deserto do Atacama

7- Ver as cores inacreditáveis do deserto

Se eu encontrei uma coisa que me impressionou no Atacama, foi a paleta de cores incrível desse deserto! Eu nunca vi cores tão vivas, perfeitas, inacreditáveis!

Dá pra fazer uma lista dos tours com as cores mais incríveis, porque isso não é privilégio de um lugar: o Atacama está cheio de imagens cheias de saturação, um deserto pincelado com as cores do arco-íris.

Como eu disse quando vi as Lagunas Altiplânicas: o Atacama é technicolor!

Quer saber meus favoritos? Não deixe de ver as cores do por do sol no Valle de la Muerte e na Laguna Tebinquiche. Também visite as cores surreais do Salar de Tara e a beleza indescritível de Piedras Rojas e das Lagunas Altiplânicas.

Salar de Tara, Deserto do Atacama

8 – Aprender sobre estrelas e constelações no céu inacreditável do Atacama

O Deserto do Atacama é um dos melhores lugares do mundo para observar o céu, graças a uma combinação de altitude,  baixa luminosidade e umidade, e ausência de poluição.

E essa é uma experiência que não pode faltar se você é um admirador da imensidão do céu.

Muitas agências oferecem tour astronômico no Atacama, mas se você quer uma experiência real e inspiradora com as estrelas e constelações, nós indicamos o tour com a agência SPACE.

Nossa experiência foi incrível, daquelas inspiradoras que quando você volta pra casa, não consegue parar de pensar que a gente é mesmo poeira de estrelas nesse universo grandão!

Saiba mais sobre o tour astronômico no deserto do Atacama.

Tour astronômico no Atacama - agência SPACE

9 – Escalar um vulcão em atividade

Encarar a subida de um vulcão ativo na altitude do Atacama é mais que um desafio para o corpo. É uma prova para a mente e para a sua força de vontade também.

Uma jornada que vai te desafiar e mudar sua perspectiva de limites, com certeza! A subida até o vulcão Lascar é um dos passeios mais difíceis do Atacama e só recomendamos que você encare se se sentir realmente preparado para o desafio.

O Lascar tem 5592m de altitude e é um dos três únicos vulcões ativos dessa região do Chile.

Sua cratera tem 750m de largura e 300m de diâmetro, e conquistar essa subida é uma experiência para colocar na lista de conquistas da vida. Quer saber mais?

A Camila Lisboa, do blog O Melhor Mês do Ano, viveu a experiência de chegar ao cume do Lascar!

10 – Sobrevoar o deserto em um voo de balão

Essa lista não podia terminar diferente. Sobrevoar o deserto do Atacama em um voo de  balão no Atacama foi uma das melhores experiências de nossas vidas.

A imensidão do deserto vista lá do alto é algo que nenhuma foto, ou nenhuma palavra é capaz de descrever. É um passeio caro, mas que tem cada centavo convertido em alegria e realização.

O Atacama é lindo, mas visto lá do céu pode ser ainda mais incrível. Uma experiência que todo mundo deveria viver!

Saiba mais sobre o voo de balão no deserto do Atacama.

Voo de balão deserto do Atacama

Qual o seu passeio imperdível no Atacama?

Conseguiu escolher sua experiência favorita para viver no Atacama? Seja qual for o seu orçamento ou o tempo que você vai ter no deserto, você vai viver momentos incríveis. S

e precisa de dicas para organizar a ordem dos passeios, confira essa sugestão de roteiro no Deserto do Atacama, organizado pelo blog Suas Próximas Viagens.

E se você está pensando nos gastos, confira nosso post com tudo que você precisa saber sobre quanto custa viajar para o Atacama. E também confira o post do blog Destinos Notáveis sobre como economizar com alimentação no Atacama.

E depois de conhecer todos esses lugares incríveis, volta aqui e conta pra gente. Qual foi a sua experiência favorita no Deserto do Atacama?

* Nossas dicas te ajudaram? Que tal reservar seu hotel aqui pelo site? Somos parceiros do Booking.com! Este post contém links afiliados dos hotéis que nos hospedamos em San Pedro de Atacama (Restaurante e Residencial Chiloé) e Santiago do Chile (Chili Pepper Hostel). Reservando por esses links, você não paga nada a mais e nós recebemos uma pequena comissão do Booking.com. Isso ajuda a financiar as despesas do blog! Se quiser dar uma olhada em outros hotéis nas cidades que nos hospedamos pelo Chile, pesquise e reserve por esses links: San Pedro de Atacama | Santiago do Chile. A gente agradece! 🙂

Quer saber mais sobre nosso mochilão pela América do Sul?

Veja aqui todos os posts do Fui Ser Viajante no Chile!

Lila Cassemiro
Pernambucana, contadora de histórias e bem curiosa. Geminiana apaixonada por artes e culturas, sempre com a mala pronta pra viajar de novo. Eu gosto de gente.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:
Camila disse:

O Atacama é um dos lugares mais incríveis e inesquecíveis que já visitei! Tô apaixonada. Fiquei morrendo de vontade de voltar pra lá só para pedalar em busca do por do sol 🙂

Klécia disse:

Vale a pena Camila! É uma experiência daquelas pra guardar pra vida!

Holandesando disse:

Foi você mesmo que tirou essa foto das constelações? Meu deooooooooooos, que foto absurdaaaaa!!! Ameeeei!!! 😀

Klécia disse:

Foiiii! Eu fiquei apaixonada também! Pelo céu e pelas fotos 🙂

Gaia Vani disse:

Nossa, o Atacama deve ser incrível! Nunca fui e sou louca para conhecer. Depois dessas dicas então…!

Klécia disse:

Sabe aqueles lugares inesquecíveis? Esse foi um deles

Edson Jr disse:

Olhaí quanta coisa para fazer, nós fomos já faz tempo, precisamos voltar, agora com a pequena. E adorei andar de bicicleta, muito bom dica mesmo.

Klécia disse:

Andar de bicicleta no deserto é uma das coisas mais doidas e mais bacanas que dá pra fazer no Atacama!

Ruthia disse:

Depois de ler o post sobre o voo de balão, pensei que ver o nascer do sol lá de cima seria “destronável” mas, caramba, esse céu estrelado. Que privilégio! Nunca vi um céu tão lindo. Quero!
Beijinho, um lindo domingo

Klécia disse:

O céu do Atacama ainda mora nos meus sonhos, Ruthia! É maravilhoso!

Marcia disse:

Antes de ir, em março passado, a Cejar estava fechada e reabriu poucos dias antes da minha ida, o que me deixou preocupada e cheia de suspeita: Como assim, o arsênico acabou de repente?! Procurei informação na Internet sobre alguma ‘teoria da conspiração’ ou outra justificativa qualquer, mas não encontrei nada. Fomos às Lagunas Escondidas, e mesmo meio receosa eu entrei um pouco e consegui curtir bastante, mas ainda n’ao desvendei essa historia, que me deixou mais intrigada ainda ao ler que aconteceu de novo! Lá no Atacama ouvi que o problema era financeiro, envolvendo os nativos que administram o lugar. Há mais coisas entre o céu e a terra do que nossa vã filosofia pode imaginar…
Lindas fotos, ótimo post!

Klécia disse:

Acho sim que tem muita coisa doida e pouco explicada nessa história. Fato que estamos aqui pra contar que sobrevivemos lol

Analuiza disse:

Lendo esse texto eu fiquei com a certeza de que não conheço mais o Atacama. As paisagens continuam incríveis, mas quantos lugares não eram visitados e quantas coisas não existiam. Eu li em algum lugar estes dias, algum viajante falando que não gosta de voltar a lugares incríveis que já visitou para não se decepcionar e acabar perdendo aqueles sentimentos colecionados na primeira visita. Fiquei pensando nisso. De certa maneira o Atacama deve ainda estar mais incrível do que quando o visitei. Imagine só como não deve ser voar de balão, aprender sobre as estrelas ou fazer um piquenique no deserto vendo o espetacular por do sol!!!! Contudo, estou a imaginar que a natureza mais roots que eu conheci, vazia e silenciosa teve tanto impacto para mim, que será que se eu voltar, me decepciono ou me apaixono de novo?! Não tenho resposta! Minha experiência favorita acho que foi almoçar na casa de uma família local ou talvez a tarde que eu passei conversando com uma peruana na Vila. Ah! Não tenho resposta para isso também! 🙂 bjus

Klécia disse:

Eu também ficaria em dúvida ana: manter a lembrança boa, ou se arriscar no novo? Mas como fiquei tão apaixonada pelas paisagens de lá, eu voltaria. Como quero voltar um dia. É mágico, de toda forma!

Luis Felipe disse:

Que espetáculo!!! Fiquei aqui babando com esse top10! O Atacama é incrível! Realmente, quantas belas e coloridas paisagens. Adorei esse post!!

Klécia disse:

Muito obrigada Luís Felipe! Ótimas viagens!

Lulu Freitas disse:

Que lista maravilhosa! Difícil escolher o passeio mais incrível ou imperdível. Se tivesse que optar por um acho que escolheria o passeio de bicicleta para ver o por do sol.

Klécia disse:

Escolheu um ótimo!! Meu favorito é o balão (ou o céu estrelado!!!)

rui batista disse:

Faltou-me o voo de balão… mais um excelente motivo para voltar!! 🙂 O deserto do Atacama fez parte da viagem mais fantástica que alguma vez empreendi. E já lá vão mais de 100 países. Tenho mesmo muitaaaaaaaaaaaaaaa vontade de rregressar. Belo post!

Klécia disse:

Vale a pena voltar pelo balão- eu juro!!!