Pratos típicos do Chile para provar na sua viagem

Uma das coisas mais deliciosas de viajar é provar a comida local. Literalmente, né? E se você está planejando viajar para o Chile, esse post vai te ajudar a conhecer alguns pratos típicos do Chile para provar na sua viagem!

Vamos falar das comidas típicas do Chile, desde o prato mais famoso até alguns pratos que quase nenhum turista conhece ou experimenta.

Se você acompanha aqui o blog, sabe que as dicas de turismo cervejeiro e comidas típicas são nossa especialidade. Já falamos sobre o que comer na Grécia, em Portugal, na Espanha, na Holanda e nos EUA, por exemplo.

Nesse post, tem dicas essenciais sobre a gastronomia chilena, pra você viajar sabendo quais pratos tradicionais do Chile você precisa provar na sua viagem!

Vamos às dicas?

Culinária chilena: descubra o que se come no Chile

Quando pensamos em viajar para o Chile, logo lembramos das lindas paisagens e dos vários lugares espetaculares para conhecer no Chile.

Mas dentre todas as coisas que planejamos fazer no Chile, geralmente deixamos um pouco de lado a gastronomia chilena.

É curioso pensar que, diferente de receitas tradicionais que ficaram famosas mundialmente, como o ceviche peruano e o pad thai tailandês, a gastronomia do Chile ainda não ficou muito famosa fora do país.

Se você perguntar por aí, dificilmente alguém que nunca foi ao Chile vai saber nomear um prato típico do país.

A gastronomia do Chile é uma cozinha simples, uma comida que lembra pratos caseiros de um almoço de domingo em família.

A maioria dos pratos típicos do Chile não são sofisticados ou complexos, muito menos pretensiosos. Muitos incluem frutas e vegetais, além de peixes e frutos do mar.


Leia também:
+ 26 lugares para conhecer no Chile
+ 15 curiosidades sobre o Chile que você não sabe
+ Roteiro de viagem: Peru – Bolívia – Chile

E como o Chile tem uma geografia diferenciada, com um território bem comprido e estreito e enormes diferenças geográficas e climáticas, existem especialidades regionais que variam muito entre o norte e o sul do Chile.

Então, se você também gosta de incluir a comida local na sua experiência ao viajar, não pode deixar de provar os pratos tradicionais do Chile na sua viagem.

Vem com a gente conhecer essa seleção dos principais pratos típicos do Chile e já vai preparando o cardápio da viagem!

Pratos típicos do Chile: 15 receitas para provar na viagem

Pastel de Choclo

Um dos pratos mais icônicos do Chile é feito com um tipo de milho chamado choclo, que é levemente doce.

Embora existam muitas versões diferentes deste prato.

O mais típico consiste em um purê de milho misturado com manjericão e coentro, carne moída, cebola, um pedaço de frango, ovos cozidos cortados em quartos e algumas azeitonas pretas.

O Pastel de choclo é tipicamente preparado em panelas de barro e cozido lentamente no forno.

Pastel de Choclo - pratos típicos do Chile
Foto: Marco Antonio Correa Flores, CC BY-SA 4.0 via Wikimedia Commons

A maioria das pessoas adiciona açúcar por cima para dar uma crosta e serve com salada de tomate fresco como acompanhamento – e uma taça de vinho tinto chileno para acompanhar.

Se for pedir um pastel de choclo no restaurante, se prepare: esse é um prato um tanto pesado, que dá aquela ‘suadeira’.

Mas, mais ou menos como acontece com a feijoada aqui pra gente (pelo menos para os cariocas), o pastel de choclo normalmente é mais servido no verão, pois é estação onde se colhe o choclo.

Ou seja: você consome um prato pesado, que teoricamente cairia melhor no inverno, enquanto está quente e seco lá fora. Mas isso não importa: é delicioso!


Não esqueça de contratar um Seguro Viagem antes de embarcar para o exterior!

O que nós fazemos na hora de contratar seguro viagem é pesquisar preços e coberturas em sites que comparam os planos de várias seguradoras, como o site da Seguros Promo.

Você pode parcelar seu seguro viagem em até 6x no cartão. Tem 5% de desconto pagando no boleto. E com o cupom FUISERVIAJANTE5 você ganha mais 5%.

Aproveite: Tem desconto extra no seguro viagem!

A Seguros Promo está com um cupom promocional de 15% de desconto em comemoração ao Dia dos Pais. Faça uma cotação gratuita usando o cupom “PAIS” – Promoção válida até 31/08/2022.


Empanada de Pino

O lanche (ou comida de rua) favorito do Chile é a empanada de pino.

Muitos países da América do Sul têm as empanadas. É muito comum na argentina também, por exemplo. Mas as receitas costumam ser diferentes em cada um deles.

Para servir como referência, a empanada mais tradicional, preparada no forno a lenha, lembra um pouco nosso pastel de forno aqui no Brasil.

Mas confesso que acho a empanada bem mais saborosa: a massa fica com uma casca tostadinha do forno a lenha que é deliciosa.

A massa da empanada pode ser recheada com uma variedade de ingredientes. No Chile, a especialidade é a empanada de pino.

Estas são feitas de uma mistura de carne picada, cebola, passas, azeitonas pretas e ovos cozidos.

Além disso, na culinária chilena, as empanadas são enormes. Quase o dobro do tamanho das que você encontra na Argentina, por exemplo.

Outra diferença é a forma. Na Argentina, as empanadas são em forma de meia-lua, enquanto no Chile são quadradas.

Aqui na foto, temos um outro clássico da culinária chilena, que é a empanada acompanhada de pebre.

Pebre é um tempero típico do Chile, feito de coentro, cebola picada, azeite de oliva, alho e pimenta ají picante moída ou em purê) ou mostarda e ketchup.

Empanada de Pino, comida típica do Chile
Foto: Espiralespiral, CC BY-SA 4.0 via Wikimedia Commons

As empanadas são tipicamente assadas no forno a lenha ou fritas, mas essas segundas são mais comumente encontradas em outros sabores, como a de camarão com queijo.

Cazuela

Este não é um prato para ser encontrado em restaurantes chiques. É um ensopado caseiro, bem com carinha de comida de interior, que contém muitos ingredientes:

Pedaços de carne (ou frango), cebola, cenoura, abóbora, batata, arroz e palha de milho.

Tudo é cozido lentamente em água e temperado com alho, sal, pimenta, coentro e merkén, um tempero local feito de pimenta defumada, semelhante à páprica.

A cazuela costuma ser servida em panelas de barro e, quando bem feita, a carne vai se desprender do osso e os legumes ficam tão macios que quase derretem na boca. É um ótimo prato para o inverno.

Cazuela - pratos típicos do Chile
Foto: Marieloreto, CC0, via Wikimedia Commons

Em algumas regiões, é bem comum também encontrarmos uma variação da receita, com frutos do mar variados, especialmente camarões e ostras.

Sopaipilla

Sopapillas são tipo uns pãezinhos simples, só que fritos. Eles são feitos de uma mistura de abóboras, manteiga e farinha, achatados em círculos.

São uma comida de rua tradicional e encontrados em todo o país. Muito versáteis, podem ser doces ou salgados. Porém, são encontrados com mais frequência em sua versão salgada.

Sopaipillas, prato típico da culinária chilena
Foto: Vcr2012, CC BY-SA 4.0 via Wikimedia Commons

Tradicionalmente, você pode ver as pessoas o consumindo como um lanchinho da tarde.

Quase sempre, coberto com pebre, aquele tempero chileno clássico que comentei acima, que leva coentro, cebola picada, azeite de oliva, alho e pimenta ají picante (moída ou em purê).

Há uma versão doce chamada sopaipillas pesadas, que é muito popular nos dias frios e chuvosos de inverno no Chile. A diferença é que ela recebe uma porção de chancaca por cima.

Tá, mas o que é chancaca mesmo?

É uma calda quente feita com açúcar bruto e não refinado com um pouco de casca de laranja e canela. Não tem como ficar ruim, certo?

Cachorro-quente chileno

Nesse caso, o nome original não é exatamente ‘cachorro-quente’, só coloquei assim pra ficar mais fácil de identificar.

Além do mais, são três nomes diferentes para identificar esse prato típico do Chile, de acordo com a variação do jeito como é servido.

O primeiro tem um nome que é bem familiar e faz muito sentido, especialmente pra quem já experimentou um ‘podrão’ no Rio de Janeiro ou o dogão de São Paulo.

O “completo” é um cachorro-quente enorme (como esses do RJ e SP) e que leva todo tipo de ‘recheio’: chucrute, maionese, tomate, cebola, picles, abacate, salsa americana, pimenta ají e molho verde.

Completo, cachorro quente no Chile
Foto: Rodolfo Ditzel Lacoa, CC BY-SA 3.0 via Wikimedia Commons

Quando as coberturas incluem abacate, tomate (ou ketchup) e maionese, o cachorro quente chileno passa a ser chamado de italiano”, pois representa as cores da bandeira italiana. E os moradores de Santiago amam essa versão!

E ainda tem o “churrasco”, que não é exatamente um churrasco, mas outra variação do cachorro-quente no Chile. Ele é parecido com o completo, mas em vez de salsicha, é feito com fatias finas de bife grelhado.

Qual desses três cachorros-quentes você pensa em provar na sua viagem ao Chile?

Lomo a Lo Pobre

Por mais que possa parecer depreciativo, inadequado, muitos pratos chilenos levam o termo ‘a lo pobre’ que é algo como “dos pobres”.

O termo indica um prato feito com ovos fritos. O lomo a lo pobre é um corte de filé mignon com batatas fritas, ovo frito e cebola.

Lomo a lo Pobre, prato típico da culinária chilena
Foto: Jani Martínez, CC BY-SA 4.0 via Wikimedia Commons

Existem várias versões do prato como: lomito a lo pobre (feito com carne de porco), pollo a lo pobre (feito com carne de frango) ou churrasco a lo pobre (feito com fatia fina de lombo).

Ceviche

Aposto que você não sabia que o ceviche também é um prato típico do Chile?

Diferentes versões de ceviche podem ser encontradas em toda a América Latina, especialmente no Chile e no Peru.

A versão chilena é feita com peixe cru marinado e cozido com suco de limão antes de ser servido com cebola, alho, merkén, coentro, cominho, sal, azeite e pimentão vermelho.

Ceviche vai muito bem com uma bebida local picante, pisco sour, feito com pisco chileno, suco de limão, calda e gelo. Como os abacates são abundantes na culinária chilena, há, é claro, uma versão de ceviche que leva abacate.

Outra variação do ceviche inclui uma mistura de peixe e camarão, em vez de apenas o peixe. Combine com um copo de vinho branco chileno e essa iguaria fica ainda melhor!

Mote con huesillos

Ok, tecnicamente, estamos falando de uma bebida. Mas, como há muitos elementos sólidos, o mote com huesillos pode ser considerado comida.

Entenda: Mote con huesillos é basicamente um pêssego seco colocado em seu suco misturado com açúcar caramelizado, água e uma pitada de canela.

Mote con huesillos, comida típica do Chile
Foto: Nellu Mazilu from Mobile, Terra, Sol, Milky Way, CC BY 2.0 via Wikimedia Commons

Essa mistura cria uma espécie de xarope, no qual você adiciona uma boa quantidade de trigo descascado cozido e fresco (mote cozido).

Depois de beber, você pode também comer os ingredientes da mistura com uma colher.

Mote com huesillos costuma ser servido em barraquinhas na rua, principalmente no verão. É bem refrescante.

Na prática, dá pra comê-lo como sobremesa e para alguns gostos, é bom ter um copo de água à mão, pois provavelmente deixará você com sede.

Chorrillana

Inventado na cidade portuária de Valparaíso, esse prato tradicional do Chile talvez tenha sido pensado para alimentar os estivadores que carregavam peso o dia inteiro e precisavam estar muito bem alimentados.

Afinal, este é um prato feito para ser compartilhado. Na verdade, geralmente é servido em pratos grandes e parece uma montanha de comida.

 A base da montanha é uma grande quantidade de batatas fritas, cobertas com ovos fritos, tiras de carne bovina e cebola caramelizada.

Chorrillanas, comida típica de Valparaíso Chile
Foto: Josivaldo de Souza, CC BY-SA 4.0 via Wikimedia Commons

Nada extravagante ou complicado, mas é uma maneira boa e barata de compartilhar comida e bons momentos com os amigos em um bar.

Curanto

Esta é uma especialidade da ilha de Chiloé, que é grande e isolada o suficiente para ter sua própria cultura e culinária. O curanto é mais do que apenas um prato, é toda uma experiência culinária.

Primeiro, você abre-se um tipo de cova no chão, que depois é preenchida com curanto: pedras quentes.

Em seguida, você coloca os ingredientes: frango, carne de porco, salsichas, mariscos, mexilhões, cracas, batatas e, às vezes, outros legumes.

Tudo vai para o buraco, cobrindo cada camada com uma folha gigante de nalca (uma planta comestível local, cujas folhas podem crescer até 1,5 metro de diâmetro). O tamanho e espessura das folhas ajuda a reter o vapor.

Curanto: prato típico da Ilha de Chiloé no Chile
Foto: Fabiola Cárcamo, CC BY-SA 3.0 , via Wikimedia Commons

O cozimento pode levar várias horas, dependendo do tamanho da cova. O Curanto é ideal para grandes refeições e geralmente é preparado para um banquete em ocasiões especiais, como grandes reuniões familiares.

Pan Batido con Palta

Sabe como o pão com manteiga é absurdamente popular no café da manhã do brasileiro? Pois o equivalente chileno é o pão com um tipo de purê de abacate e uma pitada de sal. Nada mais. 

A maioria das famílias come isso todos os dias, seja no café da manhã ou em uma versão mais leve do jantar.

Você encontrará até hambúrgueres recheados com purê de abacate no McDonald’s! Olha que doido isso!?

Cordero al Palo

Esta é uma especialidade da Patagônia chilena. O cordeiro al palo, traduzido, seria algo como cordeiro no espeto.

Consiste em colocar o animal inteiro e esticado sobre dois espetos cruzados. Ali ele vai ser cozido lentamente por várias horas em fogo a lenha.

Cordero al Palo, comida típica Chilena
Foto: LBM1948, CC BY-SA 4.0 via Wikimedia Commons

O ‘caldinho’ e a gordura do cordeiro mantêm a carne úmida, e o resultado é um dos pratos de cordeiro mais deliciosos do mundo, macio e saboroso, com pele crocante.

É tipicamente servido com pebre e um copo de vinho tinto.

Pebre & Chancho en Piedra

Já citamos o pebre algumas vezes, então acho que talvez caiba explicar um pouquinho mais sobre ele.

Esta é a salsa chilena, muito popular em todo o país e servida em praticamente todos os lugares.

Na verdade, dá pra fazer até uma comparação com o nosso vinagrete, ou molho à campanha, como chamamos no Rio de Janeiro.

Existem muitas receitas diferentes, mas o básico permanece o mesmo: azeite, suco de limão, cebola, alho, coentro e pimenta picante, todos picados em pequenos pedaços e misturados.

Quando servido fresco, a textura é macia e crocante.

Acrescente tomates e temos o chancho en piedra, literalmente “porco na pedra”, porque normalmente é preparado num almofariz de pedra.

Chancho en piedra é mais suave e mais líquido que o pebre.

Normalmente, você teria esse molho no pão com manteiga como aperitivo, mas também combina muito bem com pratos de carne como pastel de choclo, sopaipillas, etc.

Humitas

Pra não dizer que não falamos de doces, aqui estão as Humitas, essas parentes andinas da pamonha.

Andina, porque é uma receita compartilhada entre as regiões montanhosas do Chile, Bolívia, Peru, Argentina e Equador. E da mesma forma que a pamonha, é um purê de milho, cozido na palha.

Humitas, prato tradicional do Chile
Foto: Marcos Katz, CC BY 3.0 via Wikimedia Commons

O milho é fervido em água e amassado, depois misturado com uma preparação de azeite, cebola, manjericão e merkén.

Por fim, a preparação é envolta em folhas de milho frescas, igualzinho a uma pamonha.

Alfajor

Ainda falando sobre doces, temos os Alfajores que, assim como na Argentina e em outros países hispano hablantes, são muito populares no Chile.

E a preparação varia de um país para outro.

O alfajor chileno é geralmente composto por dois biscoitos leves e crocantes feitos com gema de ovo e amido de milho.

Os dois biscoitos são colados com uma camada de doce de leite. Depois, o alfajor pode ser coberto com chocolate amargo ou coco ralado.

Alfajor, comida típica do Chile
Foto: Sara McCleary, CC BY-SA 4.0 via Wikimedia Commons

Eles são muito consumidos como um lanche doce ou junto com um chá.

Quanto ao recheio, embora o doce de leite seja o favorito, você também pode encontrar alfajores recheados com marmelada ou chocolate.

Ficou com fome? Então partiu Chile!

O Chile tem muito a oferecer em termos de comida e vinho. Se você nunca considerou a comida chilena antes, este é um convite para colocar a culinária chilena no seu radar.

Aqui nesse post, destacamos 15 pratos chilenos populares. Mas é claro que ainda existem muitos outros pratos típicos do Chile que não entraram nessa lista mas que valem a pena conhecer também.

Inclusive, se você conhecer algum deles, coloque sua dica na caixinha de comentários e ajude outros viajantes a explorar mais pratos tradicionais do Chile!

E independentemente de qual parte do Chile você visitar, dê uma chance à culinária chilena local. Lembre que como estamos falando de um país bem comprido, os pratos favoritos dos chilenos vão mudando de norte a sul.

Se permita experimentar a comida local e sempre pergunte aos moradores locais o que eles sugerem de mais tradicional e saboroso no cardápio.

Ah, e não se esqueça de experimentar as bebidas chilenas, as cervejas locais e os incríveis vinhos também.

Resolva sua viagem

Queremos que você saiba: esse post contém links de afiliados. Isso quer dizer que, ao clicar e fazer sua reserva a partir desses links, você apoia nosso trabalho (sem pagar nada a mais por isso). Queremos te dizer muito obrigado!

Para saber mais sobre nosso trabalho e conhecer nossos parceiros, consulte a política do blog.

Thiago Amaral
Thiago é professor de Inglês (e ainda vai ser jornalista). Escreve sobre assuntos aleatórios no seu blog pessoal (Cultura Random) e sobre viagens aqui no Fui Ser Viajante. Quando viaja, vai sempre acompanhado da sua esposa Marcela e filha Alice.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.