Viña del Mar e Valparaíso: dicas para organizar um bate-e-volta saindo de Santiago

Se eu pudesse dar um único conselho pra quem tem folga no cronograma em uma viagem a Santiago do Chile, esse seria: faça um bate-e-volta até Viña del Mar e Valparaíso.

Essas cidades vizinhas ficam a aproximadamente 130km de Santiago, e são os destinos mais visitados do litoral chileno. São banhadas pelo Oceano Pacífico, e essa pode ser uma excelente oportunidade para conhecer um novo oceano.

Foi assim comigo, que encontrei as águas geladas do Pacífico pela primeira vez pisando nas areias de Viña.

Viña del Mar e Valparaíso
Águas pacíficas 🙂

Viña del Mar e Valparaíso – Quanto tempo ficar?

Apesar da proximidade geográfica, as cidades são bastante diferentes entre si, contrastantes até. Viña del Mar, ou a ‘Cidade Jardim’, é mundialmente conhecida pelo luxo de seu cassino e pelo Relógio de Flores, o cartão-postal da cidade.

Já Valpo (Patrimônio da Humanidade pela Unesco desde 2003) traz a alegria das cores nos muros da cidade, repletos de ‘street art’ e poesia.

A cidade tem o maior porto do Chile, e uma geografia bem característica, com vários “cerros” (em português, morros). São os charmosos e históricos funiculares (uma espécie de trenzinho de um vagão) que ajudam nas subidas e descidas.

Se você tem tempo, aproveite pra pernoitar numa das cidades e conhecer as duas com calma. Mas pra quem precisa voltar no mesmo dia, a boa notícia é que dá pra encaixar as principais atrações de Viña e Valpo num bate-e-volta de um dia.

Viña del Mar e Valparaíso
Valparaíso é cheia de arte pelas ruas. Este é um dos murais mais famosos de Valpo.
Vina del Mar: cassino
O luxuoso cassino de Viña.

Planejando o bate e volta saindo de Santiago: como ir?

A primeira dica de planejamento é: Tanto faz começar seu passeio por uma cidade ou por outra.

As cidades são vizinhas, ligadas por uma linha de trem metropolitano, as duas são servidas por boas rodovias e há transporte público vindo de Santiago em frequência regular. Anota as duas principais maneiras de visitar Viña e Valpo:

Tour organizado por agência: A maneira mais cômoda de fazer um tour na região. Você pode contratar uma das várias empresas que oferecem o serviço, saindo de Santiago. As saídas são diárias, e o grupo é trazido em ônibus/van.

Os grupos fazem paradas nos principais atrativos de cada cidade, com retorno a Santiago no fim do dia.

Viña del Mar e Valparaíso
Vista do Pacífico em Viña del Mar

Pra quem quer facilidade e gosta dessas excursões prontas, é uma boa opção. Os contras: se o passeio atrasar por algum motivo, com certeza o guia vai acabar fazendo o ‘tour’ meio corrido –  o que me deixa meio desesperada.

Você também não pode escolher quanto tempo ficar em cada atração, o que deseja (ou não) visitar, e quase nunca pode escolher onde comer. Essa falta de liberdade faz com que eu quase nunca escolha essa opção.

Por conta própria: Pra ir sozinho, vale tanto alugar um carro quanto ir com transporte púbico. Pra quem vai de carro: saindo de Santiago, pegue a Ruta 68 (via com pedágios). Para percorrer os 130km do percurso, o tempo estimado é de cerca de 1h40min.

Quem vai primeiro para Valparaíso deve continuar na Ruta 68 até o destino final. Já quem vai para Viña del Mar, depois de rodar aproximadamente 100km, deve pegar a saída para a Ruta 60, que segue até a cidade.

Nós fizemos o percurso de ônibus. Nossa viagem começou no metrô de Santiago, onde fomos até a Estação Universidad de Santiago (linha 1).

A rodoviária Terminal Alameda fica ao lado da estação de metrô, e há uma conexão direta entre os dois terminais. De lá, a empresa Tur bus opera as saídas para Viña e Valpo, e o preço das passagens é bem em conta (cerca de R$15,00 o trecho).

A estação de metrô Pajaritos (linha 1), em Santiago, também conta com saídas e chegadas para Viña e Valpo. É possível fazer pesquisa de horários, conferir os preços atualizados e comprar passagens neste site.

No Terminal Alameda também é possível pegar ônibus para o aeroporto Arturo Merino Benítez, o aeroporto internacional de Santiago.

Pegamos o ônibus na Estação Alameda e depois de 1h40min de viagem, descemos na rodoviária de Viña, que fica no centro da cidade.

Na rodoviária, fomos abordados por mil quinhentos e vinte agentes de turismo tentando vender tours na cidade. Inclusive, pessoal oferecendo acesso ao banheiro, água e biscoitinhos no corredor em troca da gente ouvir a proposta de tour.

A gente queria fazer tudo por conta própria mesmo, e evitamos todos.

Como ir de Valparaíso a Viña del Mar (e vice-versa)?

As cidades são vizinhas e separadas por apenas 9km. Pra quem faz o tour nas cidades por conta própria, a melhor dica é organizar seu cronograma para ficar metade do dia em cada cidade, e transitar entre elas usando o trem metropolitano Metro Valparaiso.

Na bilheteria, obtenha o cartão de metrô recarregável e fique atento para fazer a carga de acordo com o valor da tarifa. Ao passar na catraca, será registrado seu acesso e a  passagem será cobrada na estação de saída, de acordo com o trecho percorrido. 

A principal estação de Viña fica próxima ao Relógio de Flores, a estação Viña del Mar (subterrânea). A principal de Valpo é a estação terminal Puerto.

Viña del Mar

Tente se programar para almoçar em Viña del Mar, que tem mais e melhores opções de restaurantes.

Para regressar a Santiago, pegue o ônibus na estação rodoviária de cada cidade. Para isso, fique atento para o horário do último ônibus regressando à capital.

Contatos úteis – planejamento Viña del Mar e Valparaíso:

Terminal Alameda
Endereço: Av Libertador Bernardo O’Higgins 3750, Santiago.
Metrô: Universidad de Santiago (linha 1)

Metrô Pajaritos (linha 1)
Endereço: Lo Prado, Santiago, Chile

Tur bus (Terminal Alameda)
Site: http://www.turbus.cl/

Compra de passagens rodoviárias no Chile
Site: http://www.horariodebuses.cl

Metro Valparaíso
Site: http://www.metro-valparaiso.cl/

Lila Cassemiro
Pernambucana, contadora de histórias e bem curiosa. Geminiana apaixonada por artes e culturas, sempre com a mala pronta pra viajar de novo. Eu gosto de gente.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:
Camila disse:

Amei o post, estou planejando um mochilão por Santiago e Atacama e pretendo visitar Valpo e Vinã del Mar!
Saberia me dizer se é permitido entrar no mar? Gostaria de experimentar a agua gelada no corpo hahaha

Klécia disse:

Simmm, banho de mar é super liberado, especialmente nas praia de Viña! Só aguentar o frio e se jogar! 🙂

Andrea disse:

Você sabe que quando estive em Valparaíso não explorei esse lado grafiteiro e me arrependo… Mas logo voltarei e com certeza com muitas fotos coloridas…

Lismonica Fontes disse:

Um dos Passeio mais Maravilho que Fizemos no Chile !!! Filha ,genro e Netos , (um na Bariga ainda ) super recomendo …

Klécia disse:

Que lembranças bacanas! É um passeio muito legal mesmo! 🙂

Marcia disse:

Como sempre, post super completinho que deixa a gente com vontade de ir! Adorei esse painel, também, mas a primeira vez que vi a frase foi numa Kombi no Atacama! abraços

Klécia disse:

hahahaha Os chilenos devem andar a espalhar a frase por todo o país entao 🙂

Que post completo e cheio de dicas. Interessante saber as opções de como ir a essas duas cidades. As fotos estão incríveis! Fiquei com algumas dúvidas. Vocês chegaram a ver se tem UBER lá? Sabe se a CNH do Brasil é válida no Chile? Grato

Klécia disse:

Na época que fomos, ainda não tinha Uber. Mas hoje em dia o Uber funciona no Chile, tanto em Santiago quanto em Valpo e Viña 😀 Quanto a CNH, entrando como turista você pode dirigir por 90 dias com a habilitação brasileira. Já dá pra fazer bastante roteiros einh?

Keul Fortes disse:

Adorei o post! Super completo e muito útil. Pretendo em breve ir a Santiago e gostaria de conhecer Viña del Mar e Valparaiso como bate e volta. Esse post me ajudará demais! Parabéns =)

Klécia disse:

Que sua viagem seja incrível, Keul! Santiago é demais e tem várias opões de bate-e-volta que valem a pena!

Quando fui fiz o tour por agencia e realmente é muitooo corrido, não da para aproveitar bem o local.
Fazer por conta própria deve fazer toda a diferença para tornar a experiência melhor!

Klécia disse:

Fazer por conta foi um pouco cansativo, mas compensa demais! Não me arrependo não 🙂

Lulu Freitas disse:

Ótimo post! Super didático. As duas cidades são adoráveis e você explicou direitinho como chegar lá para aproveitar

Klécia disse:

Que bom que gostou, Lulu!

Josiane Bravo disse:

Aww eu não acredito que não tive tempo de conhecer essa Vina del Mar quando visitei Santiago. Por um outro lado, optei em conhecer Valparaíso e acabei tendo uma péssima experiência na minha visita, fui roubada lá 🙁 Tirando este episódio, achei uma graça o colorido da cidade e fiquei encantada com os grafites.

Klécia disse:

Poxa, Josi! A gente fica triste quando associa um lugar com uma memória ruim ne? Desejo que você volte pra conhecer Viña e quem sabe tirar essa lembrança ruim de Valpo!

Rafaella disse:

Que saudades de Vina Del Mar, já estive muitas vezes aí de carro saindo daqui do Rio de Janeiro, passando pelas diversas cidades lindíssimas até chegar aí. Vale muito a pena conhecer a cidade, com certeza em breve voltarei.

Klécia disse:

Nossaaa, de carro? Saindo do Rio? Que sonho!!!! Deve ser uma trip surreal de linda!

Viajante Comum disse:

É um passeio bem gostoso mesmo! Fiz bate e volta mas fiquei com vontade de ter ficado mais uma noite! Vou voltar e seguir essa sua dica para ir de ônibus e aproveitar pra conhecer coisas dessa sua listinha que não vi! Adorei! 🙂

Klécia disse:

Eu adorei ter feito o passeio por conta, pra ir curtindo cada cantinho! Não me arrependo de jeito nenhum!

Fabiana disse:

Adorei o post e as fotos. Não conheço Santiago e tão pouco Vinã del Mar. Preciso providenciar uma viagem. <3

Klécia disse:

Tomara que seja em breve, Fabiana!

oi Klécia… impressionante como Viña e Valpo, mesmo estando tão próximas, são tão diferente né? Concordo com você que a segunda é cheia de poesia. Eu a adorei!

Dormimos em Viña e passamos um dia em cada cidade. Apaixonei-me por Valpo, mesmo ela estando cinza, gelada e debaixo de muita chuva. Voltei depois, em outra ocasião com sol e ela continuou me encantando, diferente de Viña que, além das machas (amei) não me disse muito!

O texto, para variar, está completíssimo e ótimo para quem pretende visitar qualquer uma das cidades desde Santiago! bjuuus

Klécia disse:

Eu nem sei dizer qual gostei mais… Viña é linda com seu luxo e classe, Valpo pra mim tem mais coração, mais sentimento. São mesmo super diferentes apesar de vizinhas. Beijos, Ana!