Fui Ser Viajante

Viña del Mar e Valparaíso: dicas para organizar um bate-e-volta saindo de Santiago

Compartilhar

Se eu pudesse dar um único conselho pra quem tem folga no cronograma em uma viagem a Santiago do Chile, esse seria: faça um bate-e-volta até Viña del Mar e Valparaíso. Essas cidades vizinhas ficam a aproximadamente 130km de Santiago, e são os destinos mais visitados do litoral chileno. São banhadas pelo Oceano Pacífico, e essa pode ser uma excelente oportunidade para conhecer um novo oceano. Foi assim comigo, que encontrei as águas geladas do Pacífico pela primeira vez pisando nas areias de Viña.

Águas pacíficas 🙂

Sobre as cidades de Viña e Valpo – Quanto tempo ficar?

Apesar da proximidade geográfica, as cidades são bastante diferentes entre si, contrastantes até. Viña del Mar, ou a ‘Cidade Jardim’, é mundialmente conhecida pelo luxo de seu cassino e pelo Relógio de Flores, o cartão-postal da cidade.

Já Valpo (Patrimônio da Humanidade pela Unesco desde 2003) traz a alegria das cores nos muros da cidade, repletos de ‘street art’ e poesia. A cidade tem o maior porto do Chile, e uma geografia bem característica, com vários “cerros” (em português, morros). São os charmosos e históricos funiculares (uma espécie de trenzinho de um vagão) que ajudam nas subidas e descidas.

Aproveite as dicas para aproveitar Valparaíso com o blog Turistando.in

Se você tem tempo, aproveite pra pernoitar numa das cidades e conhecer as duas com calma. Mas pra quem precisa voltar no mesmo dia, a boa notícia é que dá pra encaixar as principais atrações de Viña e Valpo num bate-e-volta de um dia.

Valparaíso é cheia de arte pelas ruas. Este é um dos murais mais famosos de Valpo.

O luxuoso cassino de Viña.

Planejando o bate-e-volta saindo de Santiago – Como ir?

A primeira dica de planejamento é: Tanto faz começar seu passeio por uma cidade ou por outra. As cidades são vizinhas, ligadas por uma linha de trem metropolitano, as duas são servidas por boas rodovias e há transporte público vindo de Santiago em frequência regular. Anota as duas principais maneiras de visitar Viña e Valpo:

Tour organizado por agência: A maneira mais cômoda de fazer um tour na região. Você pode contratar uma das várias empresas que oferecem o serviço, saindo de Santiago. As saídas são diárias, e o grupo é trazido em ônibus/van. Os grupos fazem paradas nos principais atrativos de cada cidade, com retorno a Santiago no fim do dia. Pra quem quer facilidade e gosta dessas excursões prontas, é uma boa opção. Os contras: se o passeio atrasar por algum motivo, com certeza o guia vai acabar fazendo o ‘tour’ meio corrido –  o que me deixa meio desesperada. Você também não pode escolher quanto tempo ficar em cada atração, o que deseja (ou não) visitar, e quase nunca pode escolher onde comer. Essa falta de liberdade faz com que eu quase nunca escolha essa opção.

Por conta própria: Pra ir sozinho, vale tanto alugar um carro quanto ir com transporte púbico. Pra quem vai de carro: saindo de Santiago, pegue a Ruta 68 (via com pedágios). Para percorrer os 130km do percurso, o tempo estimado é de cerca de 1h40min. Quem vai primeiro para Valparaíso deve continuar na Ruta 68 até o destino final. Já quem vai para Viña del Mar, depois de rodar aproximadamente 100km, deve pegar a saída para a Ruta 60, que segue até a cidade.

Nós fizemos o percurso de ônibus. Nossa viagem começou no metrô de Santiago, onde fomos até a Estação Universidad de Santiago (linha 1). A rodoviária Terminal Alameda fica ao lado da estação de metrô, e há uma conexão direta entre os dois terminais. De lá, a empresa Tur bus opera as saídas para Viña e Valpo, e o preço das passagens é bem em conta (cerca de R$15,00 o trecho). A estação de metrô Pajaritos (linha 1), em Santiago, também conta com saídas e chegadas para Viña e Valpo. É possível fazer pesquisa de horários, conferir os preços atualizados e comprar passagens neste site.

No Terminal Alameda também é possível pegar ônibus para o aeroporto Arturo Merino Benítez, o aeroporto internacional de Santiago.

Pegamos o ônibus na Estação Alameda e depois de 1h40min de viagem, descemos na rodoviária de Viña, que fica no centro da cidade. Na rodoviária, fomos abordados por mil quinhentos e vinte agentes de turismo tentando vender tours na cidade. Inclusive, pessoal oferecendo acesso ao banheiro, água e biscoitinhos no corredor em troca da gente ouvir a proposta de tour. A gente queria fazer tudo por conta própria mesmo, e evitamos todos.

Vista do Pacífico em Viña del Mar

Como ir de Valpo a Viña (e vice-versa)?

As cidades são vizinhas e separadas por apenas 9km. Pra quem faz o tour nas cidades por conta própria, a melhor dica é organizar seu cronograma para ficar metade do dia em cada cidade, e transitar entre elas usando o trem metropolitano Metro Valparaiso.

Na bilheteria, obtenha o cartão de metrô recarregável e fique atento para fazer a carga de acordo com o valor da tarifa. Ao passar na catraca, será registrado seu acesso e a  passagem será cobrada na estação de saída, de acordo com o trecho percorrido. A principal estação de Viña fica próxima ao Relógio de Flores, a estação Viña del Mar (subterrânea). A principal de Valpo é a estação terminal Puerto.

Tente se programar para almoçar em Viña del Mar, que tem mais e melhores opções de restaurantes.

Para regressar a Santiago, pegue o ônibus na estação rodoviária de cada cidade. Para isso, fique atento para o horário do último ônibus regressando à capital.

Ruas de Valpo.

Relógio de Flores em Viña.

Contatos úteis – planejamento Viña del Mar e Valparaíso:

Terminal Alameda
Endereço: Av Libertador Bernardo O’Higgins 3750, Santiago.
Metrô: Universidad de Santiago (linha 1)

Metrô Pajaritos (linha 1)
Endereço: Lo Prado, Santiago, Chile

Tur bus (Terminal Alameda)
Site: http://www.turbus.cl/

Compra de passagens rodoviárias no Chile
Site: http://www.horariodebuses.cl

Metro Valparaíso
Site: http://www.metro-valparaiso.cl/

Sair da versão mobile