Café do Alto: um café da manhã com tempero nordestino no Rio de Janeiro

Logo quando fiquei sabendo do Café do Alto, em Santa Teresa, fiquei louca pra conhecer. A casa tem influência nordestina e oferece, nos finais de semana, um café da manhã bem regional. Eu, que adoro começar o dia com um café da manhã delícia, e morro de saudades da tapioca, do queijo coalho e da manteiga de garrafa do meu Pernambuco, não ia deixar de conhecer!

O Café do Alto fica no Largo do Guimarães, bem no coração de Santa Teresa. A decoração já me fez sentir em casa, com bonequinhas da sorte na janela, carrancas, máscaras de Papangu e quadros de xilogravura decorando as paredes. Pra completar, a música ambiente era nordestina de raiz e tocava baixinho, na altura certa pra ambientar e não atrapalhar a conversa.

Café do Alto - Santa Teresa

Café do Alto - Santa Teresa

Café do Alto - Santa Teresa

Café do Alto - Santa Teresa

Café do Alto - Santa Teresa

Café do Alto - Santa Teresa

Fomos super bem atendidos por todo mundo – não peguei o nome de ninguém, mas TODOS os funcionários da casa foram super simpáticos e solícitos. O Café do Alto é conhecido por conta do farto Bufê de café da manhã nordestino (R$ 50,00) que é servido aos sábados, domingos e feriados entre 9h e 13h. Crianças de 5 a 10 anos pagam metade.

Pra quem quer pegar leve na gulodice, eles oferecem outras opções de combinados. O café Mixuruca (R$ 27,00) é como a gente diz no Nordeste: menor, ‘miudinho’. Serve pães, manteiga, geleia, 1 fruta, 1 bolo e 1 bebida quente. Já o café Matuto (R$ 21,00) vem com macaxeira cozida, ovo estalado, saladinha de tomate com cebola roxa e 1 copo de mate gelado. O café Elegante (R$ 30,00) tem tapioca de queijo minas, peito de peru, tomate e orégano; iogurte, mamão, granola e 1 bebida quente. O último combinado é o café Arretado (R$ 40,00), com cuscuz de milho, ovo mexido com carne seca, macaxeira cozida, queijo coalho grelhado, 1 bolo e 1 bebida quente.

Como eu sou fominha curiosa, quis provar de tudo um pouco e escolhi o bufê. O bufê tem cerca de 60 opções entre bolos, comidinhas, sucos, tapiocas… E funciona no estilo self-service a vontade mesmo. Você pode voltar ao bufê quantas vezes quiser.

Na minha opinião, a fartura de opções é a principal vantagem do Café do Alto. Tem mesmo bastante coisa. Macaxeira cozida, queijo coalho, cuscuz, banana cozida, vários bolos (Souza Leão, Bolo de Milho, Bolo de Rolo e outros) e tem a maior tentação de todas: a cartola descontruída – uma sobremesa pernambucana com queijo de manteiga e banana frita que é uma perdição.

Café do Alto - Santa Teresa

Café do Alto - Santa Teresa

Café do Alto - Santa Teresa

O bufê com os pratos quentes

Café do Alto - Santa Teresa

Café do Alto - Santa Teresa

Como em quase todos os bufês, teve coisa que estava deliciosa demais (como a cartola, que me enche a boca d’água só de lembrar) e coisas que não estavam assim tão gostosinhas. Minha crítica fica para os bolos de milho e o de macaxeira, que achei bem secos e sem graça. Talvez porque eu seja louca pelo bolo de macaxeira do meu pai, que é bem molhadinho, mas não consegui achar graça no do bufê. Já o bolo de rolo estava perfeito! Com as camadas fininhas como tem que ser, a quantidade certa de açúcar para não ficar enjoativo. Muito bom mesmo!

Macaxeira é a mesma coisa que aipim, tá?

Quanto às bebidas, tem uma boa quantidade de sucos incluídas no bufê. Eu provei o suco de cacau (feito com polpa, mas bem diferente e interessante), suco de cajá (amor, amor, amor!), e a minha favorita, a gasosa de limão siciliano. Rafa provou o mate, a água com hortelã e o chá de capim limão gelado. Tava tudo bom, mas eu particularmente prefiro o chá quentinho, como tomava em casa de mainha hahaha. O café também estava incluído no bufê. Ficam de fora o café expresso e as bebidas industrializadas, como refrigerantes e garrafas de água.

Café do Alto - Santa Teresa

Outra coisa bacana – e deliciosa – do Café do Alto são as tapiocas. Na mesa ficam comandas para que a gente possa fazer pedido de tapiocas, que estão inclusas no bufê também. Pedi a de carne seca com requeijão, que estava muito boa. Rafa pediu a Porreta, de carne seca com queijo manteiga, que estava melhor ainda. Tem comandas para pedir pães e frutas também. Pedi abacaxi e mamão, que estavam frescos e gostosos.

Terminei o meu café da manhã com uma salada de frutas e mais um pouco da gasosa de limão siciliano, e nesse ponto já estava bem satisfeita e feliz 🙂 Rafa terminou com mais uma porção da cartola, porque né? Delícia demais!

Café do Alto - Santa Teresa

Café do Alto - Santa Teresa

Café do Alto - Santa Teresa

Visão Geral – Bufê de Café da Manhã do Café do Alto

Eu gostei muito da experiência e voltarei feliz no Café do Alto sempre que me der saudade das comidinhas do meu Pernambuco. O atendimento é simpático e atencioso, a comida agradou também. Só fica a dica para tentarem novas receitas para os bolos de milho e macaxeira, que foram os pontos negativos do bufê, na minha opinião. Mas no fim, achei o Café do Alto uma ótima opção de brunch pra o final de semana, e como fomos tarde, meu café da manhã valeu por almoço. Sai super satisfeita!

Ah, e para as famílias com crianças (e para os adultos com coração de criança), tem uma estante no fim do restaurante, perto dos banheiros, com vários livros, brinquedos, gibis… Eu fiquei maior tempão por lá fuçando em tudo e brincando um pouco 🙂

O Café do Alto também oferece outros pratos, refeições e cervejas artesanais. Vale conferir o cardápio aqui.

Café do Alto - Santa Teresa

Café do Alto - Santa Teresa

Café do Alto - Santa Teresa

Café do Alto - Santa Teresa

Se divertindo com os gibis da Turma da Mônica 😀

 

Café do Alto – Restaurante Nordestino

Endereço: Rua Paschoal Carlos Magno, no Largo do Guimarães, nº 143 – Santa Teresa | Rio de Janeiro

Site: http://www.cafedoalto.com.br

Telefone: +55 (21) 2507-3172 e +55 (21) 9802-41666

Avatar for Klécia
Klécia
Pernambucana radicada no Rio de Janeiro, mas que escolheu chamar o mundo inteiro de lar. Apaixonada pelas estradas e pelos destinos, acredita no poder dos encontros e descobertas de quem está sempre a caminho. O maior sonho? Colocar a mochila nas costas e dar a volta ao mundo ♥
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:
Simone Hara disse:

Que charme esse café. Amei! vou precisar conhecer na próxima vez que for ao Rio!

Klécia disse:

É um lugar muito aconchegante e vale a visita 🙂

Paula Abud disse:

Amei o Café do Alto, me deu até fome *-* Sou fominha também e optaria pelo bufê hahaha.
Super legal a proposta do local né? Achei muito fofa a decoração e seu post ficou muito legal, eu fiquei com água na boca aqui só de ver a tapioca (eu amo!) Enquanto não conheço Pernambuco, vou começar a dar umas fugidas para o RJ pra experimentar esse cafézão.
Beijooo.

Klécia disse:

EU vejo as fotos e me dá fome também, Paula hahaha A tapioca é um amor antigo que tenho, não resisto nunca 🙂

que lugar encantador cheio de detalhes! garanto que a comida deve ser uma delicia mas vacilaram nos bolos, uma pena pois eu AMMMO bolo de milho, já de aipim nunca comi…. adorei as tabuinhas decoradas <3

Klécia disse:

Aipim é uma delicia Angela! <3 Experimenta qualquer dia 🙂

Que Café masi charmoso!!!
Adoro esses lugares cheio de detalhes.
Você me convenceu a visitá-lo só pelas fotos. Adorei a dica!!!

Klécia disse:

Muita fofura mesmo! Também adoro lugares assim!

Josiane Bravo disse:

Hmmm deu água na boca só de ler as descrições das opções do café da manhã e de ver essa tapioca que parece deliciosa. E o café parece ser um charme. Se algum dia voltar para o Rio, com certeza vou adorar conhecê-lo 🙂 Beijoss

Klécia disse:

Espero que você volte e passe por lá, Josi! 😀

Meu Deooooos, que delícia! Parece maravilhoso, Klécia! Achei um pouco caro, mas comida nordestina no Sudeste é assim mesmo, não dá pra comparar os valores :/ Amei e quero conhecer em uma próxima ida ao Rio!

Klécia disse:

Meio caro mesmo, Kat… Mas como era bufê, acho que compensou. Porque daí o café da manhã esticou até o almoço e acho que assim não saiu muito pesado. Mas pra quem não come muito, talvez valha escolher uma das outras opcões de combinado pra sair mais em conta..

Ai que lugar delicioso! A comida também estava com a cara ótima… Me deu uma imensa saudade do Brasil 🙁 Muito obrigada por compartilhar essa dica tão preciosa! Quem sabe um dia eu não consiga visitar esse cantinho fofo.. Beijo grande!

Klécia disse:

Tô na torcida pra você vir mesmo, Pollyane!

Taís disse:

Que lugar legal, Klécia.. só de ler tapioca já me deu uma água na boca. As comidas parecem ser bem deliciosas por lá, ótima dica!

Klécia disse:

Tapioca é amor puro, né? <3

Marcia disse:

Comi com os olhos a decoração, que lugar gostoso, Klecia! Essas referências caseiras (bolo do seu pai) são difíceis de bater, né?

Klécia disse:

Acho que quase impossíveis heheh Mas vou experimentando por aí, quem sabe um dia? 😀

Joselma Soares da Silva Melo disse:

Relembrando as raízes, comida nordestina é boa de verdade. Lembrou de mim e de seu pai. Sabemos cozinhar. Rsrsrs

Klécia disse:

Sim! Sabem muito 🙂

que lugarzinho tão fofo Klécia. Me apaixonei por todo o lugar e quero muito conhecer, e pelo que você falou a comida deve ser muito deliciosa! Adorei as fotos!

Klécia disse:

A comida era muito boa, Flávia! E a decoração era fofa, dava vontade de sair tirando foto de tudo hehe