Cachoeira Almécegas I, a mais bonita da Fazenda São Bento

Cachoeira Almécegas, Chapada dos Veadeiros | Acordamos cedo e pegamos a estrada, admirando as belezas que margeiam as estradas na Chapada dos Veadeiros.

Ainda estávamos empolgados com as belezas da Cachoeira dos Cristais, que conhecemos no dia anterior. Era impossível resistir ao desejo de colocar mais uma cachoeira linda no segundo dia de roteiro.

Escolhemos um clássico, uma cachoeira recomendada por 10 em cada 10 pessoas que visitam a Chapada dos Veadeiros.

Vem comigo dar um mergulho na linda Cachoeira Almécegas I!

Confira todos os nossos posts da Chapada dos Veadeiros!

Fazenda São Bento: complexo de cachoeiras na Chapada dos Veadeiros 

Saindo de Alto Paraíso de Goiás, fomos em direção ao município de São Jorge, pela GO-239. São cerca de 9km de estrada asfaltada até a portaria da Fazenda São Bento, a propriedade privada onde está a Cachoeira Almécegas I, nosso objetivo da parte da manhã.

Uma pequena e charmosa estrada de terra nos leva até a portaria da fazenda. Os responsáveis pela recepção aos visitantes nos indicaram duas opções de passeios.

O ingresso para o circuito completo (R$30,00 – junho/2017) permite a visitação às Cachoeiras Almécegas I, Almécegas II e na Cachoeira de São Bento, os três principais atrativos da Fazenda São Bento.

cachoeira almécegas I - Chapada dos Veadeiros

Por sua vez, o ingresso básico (R$10,00) permite acesso apenas à Cachoeira de São Bento.

Na área da fazenda também funciona a pousada São Bento. Além da hospedagem, são oferecidas atividades como passeios a cavalo, tirolesas e rapel em Almécegas I. 

Pagamos o ingresso para conhecer o circuito completo de cachoeiras, e seguimos com o carro pela estrada de chão, rumo a Cachoeira Almécegas I.

cachoeira almécegas I - Chapada dos Veadeiros

Como chegar na Cachoeira Almécegas

Não é preciso contratar guia, todos os caminhos na Fazenda São Bento são auto-guiados.

Vamos com o carro a primeira parte do caminho, cerca de 4km em estrada de terra. Não tivemos problema em fazer o percurso com carro de passeio.

Passamos pela Pousada Fazenda São Bento, que também faz parte da propriedade, e seguimos nosso caminho até uma bifurcação na estrada, que separa o caminho entre Almécegas I e II.

Decidimos seguir primeiro para Almécegas I. Paramos o carro na área de estacionamento e seguimos a pé, pela trilha que nos leva até a Cachoeira Almécegas I. Um caminho curto, mas intenso.

O pessoal da fazenda classifica a trilha para Almécegas I como nível de dificuldade 6/10. Cerca de 1,5 km de trilha bem demarcada, mas com vários trechos muito íngremes.

Apesar disso, vimos famílias e crianças se aventurando no percurso. E muita paisagem linda do cerrado no caminho 🙂

cachoeira almécegas I - Chapada dos Veadeiros

Até que Almécegas I se revela…

Estávamos fazendo a trilha, distraídos com a conversa e as belezas do cerrado. Passamos por uma bifurcação que indicava para um lado as Piscinas, e para o outro, a cachoeira, para onde seguimos primeiro.

Com pouco tempo, um mirante aparece na nossa frente. Do deck de madeira, a visão completa da cachoeira!

cachoeira almécegas I - Chapada dos Veadeiros

A cachoeira se derrama com força no paredão de pedra, achando caminho por entre as árvores. Imponente, forte e imensa em seus 45 metros de altura e formato de véu de noiva, que se derrama no bonito lago de águas verdes!

Do mirante, seguimos por uma trilha em declive com aproximadamente 600 m. Lá embaixo, a recompensa. Valeu a pena acordar cedo: fomos os primeiros a chegar e admirar a beleza da cachoeira!

A luz do sol fez o diferencial na paisagem, com um lindo reflexo de arco-íris nas gotas do spray de água.

cachoeira almécegas I - Chapada dos Veadeiros

Demorei um pouco para criar coragem de entrar na água. Era cedo, e o frio nas águas da Chapada não é brincadeira. Rafa entrou primeiro e me deu a coragem que faltava.

Ainda não sou muito boa em lidar com o medo de morrer afogada (aprendi a nadar faz pouco tempo!), então Rafa me ajudou a atravessar um pedaço mais fundo.

Perto da queda d’água, tem um grande platô de pedra, dá pra ficar em pé tranquilamente. Entrei embaixo da cascata e lavei até a alma!

Como não se encantar?

Foi nesse momento, vencendo meus ‘pequenos-grandes’ medos e aproveitando a beleza da cachoeira, que me apaixonei por esse cantinho da Chapada dos Veadeiros.

Almécegas I – bônus: Visite as piscinas

Com algum tempo, as pessoas começaram a chegar na Cachoeira Almécegas I.

Juntamos nossas coisas, e começamos o caminho de volta. Entramos na bifurcação que leva até as piscinas de Almécegas, que nada mais é que a parte de cima da cachoeira. A trilha é curta e fácil.

Lá em cima, encontramos as piscinas naturais escavadas na pedra, onde a água do córrego Almécegas desliza suavemente, antes de cair no abismo para formar a impressionante cascata em forma de véu de noiva.

piscinas da cachoeira almécegas I - Chapada dos Veadeiros

Lá em cima, a calmaria das águas em quase nada lembra a potência da cachoeira vista de baixo.

Não fomos muito na beira do precipício. Aqui e ali, algumas placas avisam do perigo de morte que é cair lá de cima.

Ficamos brincando nas piscinas, algumas tão plácidas, outras que lembravam uma hidromassagem. A visita a Almécegas I não podia ter terminado melhor.

piscinas da cachoeira almécegas I - Chapada dos Veadeiros

Mas já era hora de partir de novo, para conhecer a Cachoeira Almécegas II. Será que ela seria tão bonita quanto a primeira?

Almécegas II: menos altura, mais área para natação

Pegamos o carro e seguimos por aproximadamente 1 km, na estrada que leva até Cachoeira Almécegas II. Como já era mais tarde, havia vários carros na área de estacionamento.

Achamos nossa vaga e seguimos pela trilha, que é bem diferente do caminho para Almécegas I. Apenas 300m de um caminho plano e bastante arenoso. Um caminho bem mais tranquilo de percorrer.

Talvez por isso, e pelo horário, encontramos bastante gente quando chegamos em Almécegas II. Principalmente famílias com crianças.

cachoeira almécegas II - Chapada dos Veadeiros

A queda d’água em Almécegas II é menor, e não chega nem perto de impressionar como Almécegas I. Por outro lado, o enorme lago embaixo da cachoeira é um convite aberto ao mergulho.

Rafael se jogou na água e nadou pra lá e pra cá. O espaço é enorme e quanto mais longe da queda d’água, mais profundas as águas.

Eu, que me canso fácil na natação, preferi ficar sentada nos degraus de pedra da cachoeira, aproveitando a hidromassagem, com cuidado para não escorregar nas pedras úmidas.

Almécegas II é bonita sim, mas é difícil competir com a majestade de Almécegas I. Pra mim, foi ótimo conhecer a Cachoeira Almécegas I primeiro, porque aproveitamos a cachoeira praticamente vazia por muito tempo.

cachoeira almécegas II - Chapada dos Veadeiros

Uma parada para o lanche na Fazenda São Bento

Voltamos de carro até a recepção da propriedade. Estacionamos para seguir para a última trilha, até a Cachoeira de São Bento. Mas antes, paramos no pequeno café que fica ali pertinho da recepção.

Como já era quase hora do almoço, lanchamos por ali e tomamos algumas cervejas. A estrutura é pequena mas atende bem, e matamos nossa fome para continuar com mais um pouco de aventura.

Cachoeira de São Bento

A trilha para a Cachoeira de São Bento começa bem ao lado da recepção da Fazenda São Bento.

O caminho de 300 m. é curto e muito fácil de percorrer. Passamos ao lado de um bonito lago, e em pouco tempo estávamos na Cachoeira, que estava muito, muito lotada.

cachoeira almécegas I - Chapada dos Veadeiros

Os fatores que colaboram com isso possivelmente são o preço mais barato, a proximidade da entrada e a facilidade da trilha. De toda forma, a queda d’água da Cachoeira São Bento não chegou a nos impressionar.

E ainda tinha a quantidade de gente que estava por lá, todos querendo aproveitar o bonito feriado de sol. Decidirmos não entrar na água por aqui. Tiramos algumas fotos, e só.

cachoeira almécegas I - Chapada dos Veadeiros

Daqui, seguimos para conhecer nossa próxima atração na Chapada dos Veadeiros: o Vale da Lua.

Gosta de cachoeiras? Então conheça as 15 cachoeiras mais altas do Brasil.

Planeje sua viagem

Lila Cassemiro
Pernambucana, contadora de histórias e bem curiosa. Geminiana apaixonada por artes e culturas, sempre com a mala pronta pra viajar de novo. Eu gosto de gente.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:
Marciane disse:

Olá… Gente que parabenizar vocês! Eu e meu marido estamos planejando e ir na Chapada e esse sit foi o mais detalhado que encontrei para nos preparar. Para quem nunca foi lá são informações preciosíssimas.

Rafael Cassemiro disse:

Olá Marciane,
Obrigado pela visita e que ótimo que as informações estão ajudando com a programação da viagem.
Boa Viagem pra vocês

Lìvia disse:

Olá, gostaria de saber sobre o rapel da cachoeira. Alguém tem algum contato ??
Obrigada!

Klécia disse:

Oi Livia, infelizmente não fizemos rapel em Almecegas e não tenho ninguém pra te indicar…