10 museus em Florianópolis para colocar no roteiro

Os museus em Florianópolis raramente são incluídos nos roteiros turísticos da cidade. Afinal, a capital de Santa Catarina é mais procurada por suas praias e belezas naturais, que são os atrativos que mais atraem turistas para a cidade.

Mas saiba que nem só de sol e mar é feita a “Ilha da Magia”. Floripa tem um lado histórico e cultural forte, e uma lista enorme de lugares interessantes para visitar – seja você morador ou turista.

E falando especificadamente dos museus de Florianópolis, há opções para todos os gostos. Seja voltado para as artes, religiosidade, coleções de objetos antigos, os museus em Florianópolis falam muito da cultura popular, entre outros temas.

Como deu pra perceber, o que não faltam são museus para visitar em Florianópolis. Listamos aqui alguns dos principais. Dá só uma olhada!

Conheça esses 10 museus em Florianópolis:

Masc – Museu de Arte de Santa Catarina

Com um acervo diversificado e espaço para exposições temporárias, o Masc é um museu clássico, tradicional, e um dos principais museus do estado de Santa Catarina.

Museu de Arte de Santa Catarina
Foto: Facebook Museu de Arte de Santa Catarina

São mais de 1700 obras de artistas brasileiros e estrangeiros, algumas de nomes consagrados como Tarsila do Amaral, Cândido Portinari, Di Cavalcanti, Iberê Camargo, Tomie Ohtake, além de diversos artistas catarinenses.

Foi inaugurado com o nome de Museu de Arte Moderna de Florianópolis (MAMF) em 1949, quando o Brasil passava por um período de efervescência cultural – na mesma época foram fundados o Museu de Arte Moderna (MAM) do Rio de Janeiro e o Museu de Arte de São Paulo (MASP).

Ao longo desses mais de 70 anos vem realizando um trabalho de preservação, pesquisa, documentação e conservação.

Funcionamento: de terça a sábado de 10h às 20h30; domingos e feriados de 10h às 19h30
Endereço: Av. Governador Irineu Bornhausen, 5.600, Agronômica
Entrada gratuita.

Museu Histórico de Santa Catarina – Palácio Cruz e Sousa

O Museu Histórico de Santa Catarina funciona no antigo Palácio Rosado, atual Palácio Souza e Cruz, um prédio de imenso valor histórico para o estado.

A construção é do século XVIII e está localizada bem no centro de Florianópolis.

Museu Histórico de Santa Catarina - Palácio Cruz e Sousa
Foto: Márcio Cabral de Moura via Flickr (CC BY-NC-ND 2.0)

O Palácio foi construído para ser sede do governo do estado e, no passado, chegou a receber visitas ilustres, como os imperadores D. Pedro I e D. Pedro II, além de ter sediado solenidades, bailes e acontecimentos políticos.

No século XIX o casarão foi modernizado e, no século XX, passou a se chamar Palácio Cruz e Sousa, em homenagem a um importante poeta catarinense.

Em 1986 se transformou em museu, tendo no acervo objetos e móveis antigos, que contam um pouco da história do estado. O local é tombado como Patrimônio Histórico de Santa Catarina.

Funcionamento: de terça a sexta de 9h às 17h; sábados, domingos e feriados de 10h às 16h
Endereço: Praça XV de Novembro, 227, Centro
Entrada: R$ 5,00 (gratuita aos domingos)

Museu Sacro da Capela Menino Deus

Inaugurado em Janeiro de 2002, este museu funciona em um local construído em meados do século XVIII para ser uma capela, que já passou por obras de recuperação e restauração e se tornou Patrimônio Histórico e Artístico do Município de Florianópolis.

Para quem é admirador de arte sacra, lá é possível ver de perto mais de 300 peças, entre esculturas (algumas dos séculos XVIII e XIX), quadros, pinturas, porcelanas, pratarias e objetos litúrgicos, além de fotografias que mostram procissões tradicionais e painéis com as mudanças arquitetônicas do local.

Funcionamento: de terça a sexta de 8h às 12h e de 13h às 17h
Endereço: Rua Menino Deus, 376, anexo ao Hospital Caridade, Centro
Entrada gratuita

Museu O Mundo Ovo de Eli Heil

A artista plástica catarinense Eli Heil é consagrada em todo o mundo por suas obras feitas com materiais inusitados e técnicas diferentes, além de cores, muitas cores. Como ela mesmo dizia, “A arte para mim é a expulsão dos seres contidos, doloridos, em grandes quantidades, num parto colorido“.

A artista tem obras expostas em diversos museus no Brasil e no exterior, como no Musée de la Création Franche – Ville de Bègles, na França. Mas seu acervo particular está neste museu em Florianópolis, fundado pela artista em 1987 para comemorar 25 anos de atividade artística.

São quase duas mil obras em exposição permanente, entre pinturas, desenhos, cerâmicas, e também livros e documentos, além de grandes esculturas de pássaros coloridos expostas no jardim e muitos corações vermelhos no portão de entrada.

Depois do falecimento de Eli, em 2017, aos 87 anos, os filhos dela assumiram a administração e coordenam a visitação, que pode ser feita somente com agendamento prévio pelo telefone (48) 3235-1076 ou pelo e-mail mundoovo@eliheil.org.br

Funcionamento: todos os dias de 9h às 18h
Endereço: Rodovia SC 401 – Km 7, nº 7079, Santo Antônio de Lisboa
Entrada: R$ 15,00 (de quarta a sexta) e R$ 20,00 (sábados, domingos e feriados)

Museu do Lixo

Um museu diferente, inaugurado em 2003 por iniciativa de colaboradores da Comcap (serviço de coleta de lixo em Florianópolis).

O objetivo era criar um espaço de memória sobre os hábitos e consumos da sociedade atual, além de propor uma reflexão sobre desperdício e consumismo exagerado.

Todos os ambientes foram feitos com materiais reaproveitados. No acervo, com objetos descartados no lixo ou doados, há aparelhos antigos de TV, máquinas fotográficas, brinquedos, toca-discos, celulares e vários outros, além de uma biblioteca com mais de três mil livros.

Hoje o Museu do Lixo é uma referência em educação ambiental. As visitas são guiadas e feitas apenas mediante agendamento prévio pelos telefones (48) 3261-4824/3261-4808 ou e-mail educacao.ambiental@comcap.org.br.

Funcionamento: de segunda a sexta de 9h às 17h30
Endereço: Rodovia Admar Gonzaga, 71, Itacorubi
Entrada gratuita

Museu de Arqueologia e Etnologia da UFSC

Com um acervo de quase três mil peças, entre esculturas, manuscritos, desenhos, fotografias e objetos, o MArquE (Museu de Arqueologia e Etnologia Oswaldo Rodrigues Cabral da Universidade de Santa Catarina) faz um resgate da história do estado de Santa Catarina.

O acervo retrata um pouco do cotidiano e as tradições culturais e religiosas dos primeiros habitantes locais, tanto os povos indígenas como os colonizadores.

O objetivo é ser, também, um espaço de pesquisa e divulgação de conhecimento sobre a identidade sociocultural do estado. O MArquE recebe, ainda, algumas exposições temporárias.

Funcionamento: de terça a sexta de 7h30 às 19h (entrada até 18h30) e no 1° sábado do mês de 13h às 17h
Endereço: Campus Universitário Reitor João David Ferreira Lima, s/n, Trindade
Entrada gratuita

Ecomuseu do Ribeirão da Ilha

Mais um museu bem diferente, foi fundado com o objetivo de preservar a memória e a história dos primeiros povos açorianos que chegaram a Santa Catarina, trazidos da região dos Açores como escravos e cujo trabalho foi importante para o desenvolvimento do estado.

O Ecomuseu funciona em um casarão do século XVIII que já foi residência de várias famílias. Fica em uma área rural e tem um estilo bem simples, para mostrar o modo de vida e de produção da época.

Ecomuseu do Ribeirão da Ilha
Foto: Site Ecomuseu do Ribeirão da Ilha de Florianópolis

O local não tem água encanada nem energia elétrica, e conta com diversos equipamentos que eram usados para melhorar o processo de cultivo e colheita.

Há, por exemplo, um engenho de farinha de mandioca, um moinho feito com pedra, além de outras três mil peças, entre objetos de barro e cerâmica e antiguidades da cultura açoriana, que é pouco conhecida no restante do Brasil.

Funcionamento: de terça a domingo de 10h às 18h
Endereço: Rodovia Baldicero Filomeno, 10106, Ribeirão da Ilha
Entrada: R$ 5,00

MIS – Museu da Imagem e do Som

Um museu voltado para a área do audiovisual.

O Museu da Imagem e do Som de Florianópolis (MIS) possui um vasto acervo com coleção de CDs, discos de vinil e fitas cassete, diversas fotografias, mais de mil filmes e mais de cem objetos como câmeras, gravadores, gramofones, entre outros.

Todos relacionados à cultura catarinense e nacional.

MIS – Museu da Imagem e do Som de Florianópolis
Foto: Facebook MIS – Museu da Imagem e do Som de Florianópolis

Além do acervo, conta com espaço para eventos e atividades audiovisuais, realiza exibições gratuitas de filmes brasileiros e estrangeiros, promove oficinas de cinema e vídeo e tem um centro de documentação com livros, revistas, jornais e projetos da área.

Funcionamento: de segunda a sexta de 13h às 19h
Endereço: Avenida Governador Irineu Bornhausen, 5600, Agronômica
Entrada gratuita

Museu do Presépio

Florianópolis tem uma coleção permanente de presépios que fica em exposição neste museu, que funciona em um casarão do século XVIII, tombado pelo Patrimônio Histórico.

O prédio fica localizado dentro de uma grande área verde, em meio à Mata Atlântica, onde há espaços também para fazer caminhadas e piqueniques.

Ao todo são mais de 100 presépios, muitos deles provenientes de outros estados e outros países.

A cena do nascimento de Jesus é representada em diferentes tamanhos e diferentes materiais – desde cerâmica, metal e mármore até pedras semi-preciosas, bambus, conchas e massa de pão.

Funcionamento: de terça a domingo de 8h às 17h30
Endereço: Bosque Pedro Medeiros, Rua Afonso Pena, 1070, Estreito
Entrada gratuita

Museu do Homem do Sambaqui

O Museu do Homem do Sambaqui foi inaugurado em 2015, com foco na preservação da história natural. As visitações são feitas apenas com agendamento prévio pelo telefone (48) 3251-1516.

Com aproximadamente cinco mil peças, entre itens de arqueologia e geologia, objetos indígenas, animais de várias espécies conservados, moedas antigas, arte sacra e mais de 200 esqueletos de animais, este museu é considerado um dos maiores acervos arqueológicos do Brasil.

Algumas peças têm mais de oito mil anos. E várias foram retiradas de sítios arqueológicos encontrados em diferentes regiões de Santa Catarina pelo Padre João Alfredo Rohr, que foi quem inicialmente organizou toda a coleção do museu.

Funcionamento: de segunda a sexta de 13h30 às 17h30
Endereço: Colégio Catarinense – Rua Esteves Júnior, 711, Centro
Entrada gratuita

Conhece outros museus em Florianópolis para indicar?

Acho que, depois de tantos museus legais, podemos afirmar que, entre um mergulho no mar e uma estirada na areia, Florianópolis tem muitas opções para quem quer incrementar o roteiro com um rolé cultural e histórico.

O que não falta é museu bacana nessa lista. Esperamos que você goste das indicações e aproveite para visitar um (ou mais de um) desses museus em Florianópolis quando passar pela cidade!

Aproveita e depois volta aqui, pra contar pra gente o que achou?

Foto em destaque: Daniel Vianna/MTur via Flickr (Public Domain Mark 1.0)

Redação FSV
Descomplicando a sua viagem e mostrando que dá pra viajar mais pagando menos.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *