Planejando uma viagem para o Salar de Uyuni

O Salar de Uyuni, na Bolívia, é o maior deserto de sal do mundo. Uma área de mais de 12 mil quilômetros quadrados. De tão grande, é o único ponto natural brilhante que pode ser visto do espaço! Mas não é qualquer um que topa a aventura de conhecer a atração. É preciso coragem para enfrentar um dos frios mais intensos da sua vida, junto com um vento forte e o ar rarefeito lá em cima dos seus 3656 metros de altitude.

As condições adversas existem, mas estamos aqui pra dizer que sobrevivemos à travessia do Salar de Uyuni. E vamos te ajudar a planejar essa viagem para um dos lugares mais espetaculares da terra! Como se preparar, o que é essencial e o que você nem precisa por na mala para conhecer o Salar de Uyuni. Mas, especialmente, qual o tipo certo de tour para você e como aproveitar ao máximo essa aventura!

Salar de Uyuni - Planejamento de Viagem - como chegar, tipos de tour, o que levar, quanto custa e muito mais!

Salar de Uyuni: um guia básico para uma viagem econômica

Depois que fizemos essa viagem, muita gente mandou mensagem perguntando se a travessia do Salar de Uyuni era muito difícil. Todo mundo tem muito medo do nível de perrengue da viagem pelo deserto de sal. A resposta pra isso é bem simples. Depende do tipo de tour que você procura e do quanto você está disposto a pagar por isso.

Entenda o salar de Uyuni

O Salar de Uyuni se formou há milhares de anos. A região era um enorme oceano, até que a Cordilheira começou a se erguer. A água foi ficando aprisionada no topo das montanhas, formando lagos pré-históricos. Quando esses lagos imensos secaram, toda a superfície ficou coberta por uma enorme quantidade de sal. A região inteira se transformou numa planície gigante, com quase nenhuma variação de altitude em toda sua extensão. Já pra baixo, a reserva de sal pode se estender por até 120 metros em alguns lugares do deserto!

Hoje muitas famílias vivem da exploração de sal no Salar de Uyuni. Também usam o sal para construir suas casas e mobília – e os famosos hotéis de sal que existem no deserto de sal. O Salar de Uyni também é a principal reserva de lítio do mundo. Indústrias já tem projetos para começar a explorar essa riqueza. Se eu fosse você, pensaria em visitar antes disso acontecer… A gente sabe a triste história de quando o homem começa a explorar uma riqueza natural.

Salar de Uyuni - Planejamento de Viagem - como chegar, tipos de tour, o que levar, quanto custa e muito mais!

Conhecendo o Salar de Uyuni: Tipos de tour e operadoras de turismo

A primeira coisa a saber é que existem várias formas de conhecer o Salar de Uyuni. Você pode fazer um tour de um dia ou dois dias, travessias de 3 ou 4 dias. Você pode fazer um tour baratinho – com um maior nível de perrengue, ou investir caro e fazer um passeio perrengue-free. A grande pergunta aqui é: quer pagar quanto???

Existem várias operadoras de turismo que vendem os tours (em La Paz, Uyuni, no Atacama e até em Santiago!). Umas cobram mais caro, outras mais barato. O importante é pesquisar pra fazer o melhor negócio. Procure saber o percurso e se o veículo é novo. Se tem possibilidade de banho quente e qual a língua do tour.

Os tours em inglês são sempre mais caros. Fizemos em espanhol e foi muito tranquilo de entender tudo. Fizemos a travessia com a empresa Estrella del Sur, no Uyuni (mas compramos tudo em La Paz, na HanaqPacha Travel). É preciso ter sorte de fazer um tour com um motorista bacana. O nosso era simpático, tirava fotos, ofereceu boa coisa todos os dias. Mas o melhor foi que, não precisamos dormir em alojamento. Ficamos na casa dele, uma pousada de sal que a família gerencia, bem no meio do deserto de Uyuni. Muito confortável, com água quente e quartos quentes para passar a noite. Com sorte, nem tudo é perrengue no Uyuni!

Onde começar o tour: Uyuni ou Atacama?

Essa é a primeira grande decisão que você vai tomar. Pra quem vem da Bolívia, o tour começa na pequena cidade de Uyuni, perto de Potosí. Para chegar em Uyuni, você pode vir de ônibus, com saída na maioria das cidades bolivianas. Ou de avião, com vôos de aproximadamente 1 hora de duração, vindos de La Paz, Sucre ou Santa Cruz de la Sierra. A grande vantagem de começar na Bolívia é o custo: os passeios são bem mais baratos no lado boliviano da fronteira.

A outra vantagem é a diversidade de tours disponíveis saindo de Uyuni. Como o pequeno povoado de Uyuni fica mais perto das principais atrações do Salar, as opções de tour são bem maiores por lá. Os passeios mais tradicionais são: o tour de 1 dia, o tour de 2 dias, a travessia completa saindo do Uyuni e terminando no Atacama (3 dias), ou ainda o a opção de começar e terminar o passeio em Uyuni (3 dias). Mas ainda existem roteiros menos populares, como o Salar de Uyuni – Minas de Pulacayo, o tour Uyuni – Pulacayo – Águas Termais e o tour noturno pelo Salar de Uyuni.

Salar de Uyuni - Planejamento de Viagem - como chegar, tipos de tour, o que levar, quanto custa e muito mais!

Já para quem está no lado chileno, é possível conhecer o Salar de Uyuni a partir de San Pedro de Atacama. Você pode fazer a travessia do deserto de sal, saindo de San Pedro e terminando em Uyuni (tour de 3 dias) ou fazer o circuito que começa e termina em San Pedro (tour de 4 dias). Para quem vai sair de San Pedro de Atacama, é preciso preparar o bolso. O Chile não é barato, e San Pedro é um destino caro por natureza. Os tours saindo do lado chileno custam mais.

Quando ir para o Salar de Uyuni?

A paisagem no Salar de Uyuni muda completamente ao longo do ano. O ideal seria visitar em duas épocas diferentes, para ver os dois extremos do deserto de sal: a enorme planície branca dos meses secos e o espelho de água com reflexos impressionantes nos meses chuvosos.

A época seca corresponde aos meses de inverno no hemisfério sul (junho a agosto). Nessa época é bom se preparar para temperaturas mais frias – até congelantes depois que o sol se por! As médias anuais da cidade de Uyuni para essa época do ano ficam em torno de -12 ºC.

Já os meses de verão são os meses de chuva, quando a expectativa é por encontrar o salar alagado, com aquelas imagens perfeitas que refletem o céu, os carros e as pessoas. As temperaturas são mais convidativas nessa época (média anual de 1 ºC na cidade de Uyuni, de dezembro a fevereiro). Mas é preciso atenção para viajar nesse período, porque dependendo da quantidade de chuvas no ano, não é possível realizar a travessia do deserto com os carros. Em alguns anos, no final do verão (até meados de março), é possível ver os reflexos no salar. Como a água já diminuiu, pode dar pra combinar com a travessia.

Uma outra opção é viajar fora dos extremos, nos meses de outono e primavera. Nós fomos em setembro, e pegamos paisagens lindas do degelo nas montanhas. Mesmo assim, ainda sentimos muito frio, especialmente à noite, depois que o sol ia embora. A gente pretende um dia voltar, pra ver o Salar de Uyuni alagado também, que deve ser uma coisa inesquecivelmente linda!

Salar de Uyuni - Planejamento de Viagem - como chegar, tipos de tour, o que levar, quanto custa e muito mais!

Que tour fazer no Salar de Uyuni?

Isso depende muito do seu roteiro de viagem, cronograma e quantidade de dinheiro que você quer investir. Vamos às opções:

Tour pôr-do-sol no deserto de Uyuni (início: Uyuni | fim: Uyuni)

Esse tour é mais popular durante os meses em que o salar está alagado. O tour sai por volta das 16:30h de Uyuni e chega no salar com bastante luz natural, o que rende boas fotos, cheias de reflexos espelhados do salar alagado e cores do pôr-do-sol. É uma experiência de algumas horas, que rende lindas fotos e memórias pra vida toda!

Tour de 1 dia (início: Uyuni | fim: Uyuni)

Esse tour é ideal pra quem tem pouco tempo na região, quer só dar uma olhadinha no salar, ou não quer gastar muito dinheiro. Também é uma opção pra quem quer evitar o perrengue de passar vários dias dentro de um carro 4×4, ou dormir no deserto. E é uma opção de passeio quando o salar está alagado (embora algumas áreas do percurso possam estar fechadas por causa do nível da água). Nesse tour, você visita o cemitério de trens, o vilarejo de Colchani, o Salar propriamente dito (aquela imensidão branca toda!), o antigo hotel de sal e a ilha dos cactos gigantes (Ilha Incahuasi).

Salar de Uyuni - Planejamento de Viagem - como chegar, tipos de tour, o que levar, quanto custa e muito mais!

Tour de 2 dia (início: Uyuni | fim: Uyuni)

O grupo segue em carro 4×4 para o cemitério de trens, povoado de Colchani, o salar de Uyuni propriamente dito, e pernoita nas proximidades do vulcão Thunupa. No dia seguinte, fazem a escalada do vulcão, para ver o salar de Uyuni do alto e a ilha Incahuasi. No fim da tarde, o grupo volta a Uyuni. Também existe uma versão de um dia para esse tour.

Salar de Uyuni - Planejamento de Viagem - como chegar, tipos de tour, o que levar, quanto custa e muito mais!

Tour de 3 dias e 2 noites (início: Uyuni | fim: San Pedro de Atacama)

É o tour da travessia do Salar, saindo da Bolívia e terminando no Chile – o tour que nós do Fui Ser Viajante fizemos no Salar de Uyuni. No primeiro dia se visita o cemitério de trens, o vilarejo de Colchani, o Salar de Uyuni, o antigo hotel de sal e a ilha dos cactos gigantes (Ilha Incahuasi). Vemos o pôr-do-sol no salar e o pernoite é em um hotel de sal nas proximidades das Orillas del Salar.

No segundo dia, o cenário muda completamente. Saímos da brancura do deserto de sal para começar a travessia pelo altiplano boliviano. Estradas de terra, muito buraco e sacode-sacode no veículo 4×4. Vemos o vulcão Ollangue, as lindas lagunas do altiplano, o deserto de Saloli com suas árvores de pedra e a Laguna Colorada. Daqui entramos na Reserva Nacional de Fauna Andina Eduardo Avaroa, onde passamos a noite num alojamento.

O terceiro dia começa bem cedinho, com muito frio na visita aos Géiseres de sol de Mañana. Seguimos para as águas termais de Polkes, o deserto de Dalí e as Laguna Verde e Branca, com vista do vulcão Licacambur. O tour termina na fronteira Bolívia-Chile, onde acertamos um transfer (incluído no valor do nosso tour) para nos levar até San Pedro de Atacama.

Salar de Uyuni - Planejamento de Viagem - como chegar, tipos de tour, o que levar, quanto custa e muito mais!

Tour de 3 dias e 2 noites (início: Uyuni | fim: Uyuni)

Depois de nos deixar na fronteira, quem escolheu fazer o tour com início e fim no povoado de Uyuni começa o caminho de volta. Normalmente, as empresas trocam os carros nesse ponto. O motorista que vinha nos guiando se despede, para começar a travessia com um novo grupo, e um novo motorista assume o caminho de volta, em outro carro 4×4.

O retorno não tem mais muitos atrativos, e é praticamente um caminho direto que passa pelos povoados de Villamar, Villa Alota e San Cristobal, até chegar em Uyuni.

Salar de Uyuni - Planejamento de Viagem - como chegar, tipos de tour, o que levar, quanto custa e muito mais!

Tour de 3 dias e 2 noites (início: San Pedro de Atacama | fim: Uyuni)

É exatamente o mesmo tour que fizemos vindo do Uyuni, mas agora no sentido contrário. Começa com a imigração na na fronteira Bolívia-Chile, onde o carro boliviano 4×4 espera o grupo para iniciar a travessia. A primeira parada é para o café da manhã com vista para as lagunas Branca e Verde.

O tour segue pelo Deserto de Dalí e demais atrações do Salar de Uyuni, na ordem inversa. Portanto, o percurso segue para o deserto de Dalí, águas termais, Laguna Colorada, Deserto de Saloli e árvores de pedra, lagunas altiplânicas bolivianas, vulcão Ollangue, Ilha Incahuasi, Salar de Uyuni, Colchani, Cemitério de trens, e por fim o povoado de Uyuni, no terceiro dia de trajeto.

Dependendo da operadora de turismo, esse tour pode não visitar os Géiseres de sol de Mañana. Por quê? Bem, esses pequenos vulcões ficam muito próximos da fronteira Bolívia-Chile, e o melhor horário para visitá-los é no começo da manhã. Começando o tour por volta das 10h, os grupos chegam muito tarde por lá. Por isso, algumas empresas optam por não visitar essa atração.

Salar de Uyuni - Planejamento de Viagem - como chegar, tipos de tour, o que levar, quanto custa e muito mais!

Tour de 4 dias e 3 noites (início: San Pedro de Atacama | fim: San Pedro de Atacama)

O tour completo pelo Salar de Uyuni e altiplano boliviano, com início e fim em San Pedro de Atacama. O grupo segue quase o mesmo roteiro de quem faz o tour de 3 dias e 2 noites saindo do Atacama, com pequenas alterações.

O tour começa na fronteira com a Bolívia e segue para um café da manhã nas Lagunas Branca e Verde. De lá, passa pelas demais atrações até chegar em Uyuni no terceiro dia de viagem. Em Uyuni, as empresas trocam de carro e um outro motorista começa o caminho de volta, ainda nesse terceiro dia. O grupo pernoita na comunidade de Villamar (ou algum dos outros povoados próximos, depende da empresa). Na manhã do quarto dia, visitam as águas termais de Polkes e seguem para a froteira Bolívia-Chile, onde fazem a imigração e pegam um transfer até San Pedro de Atacama.

Salar de Uyuni - Planejamento de Viagem - como chegar, tipos de tour, o que levar, quanto custa e muito mais!

Nesse tour, há a opção de visitar os Géiseres de sol de Mañana somente na volta para o Chile, na manhã do quarto e último dia do percurso. Mas também há empresas que visitam no primeiro dia, no meio da tarde, depois de passar pelo Deserto de Dalí. Pergunte sempre na empresa que vai fechar o passeio qual é o percurso e quais atrações estão incluídas.

Quanto custa a travessia do Salar de Uyuni

Falando em dinheiro $$$. Pesquise. Perguntamos em várias empresas em La Paz, até achar o melhor preço com a HanaqPacha Travel – a mesma empresa com a qual fizemos o tour até o Chacaltaya e o Vale de la Luna, em La Paz. A empresa boliviana apenas nos vendeu o passeio. Quando chegamos em Uyuni, procuramos a empresa Estrella del Sur Uyuni, que nos levou para o tour no deserto de sal.

Pagamos 130,00 dólares por pessoa pela travessia de 3 dias e 2 noites Uyuni – Atacama. O passeio é feito em carro 4×4, em grupos de seis pessoas e refeições incluídas.

Ainda pagamos para a empresa:

– 8,00 dólares por pessoa pelo transfer da fronteira boliviana até o centro de San Pedro de Atacama;
– 10,00 dólares por pessoa para alugar um saco de dormir (essencial para não congelar de frio no meio do deserto).

O percurso no deserto de Uyuni tem gastos adicionais, que só podem ser pagos apenas em bolivianos.

– 30 bolivianos por pessoa para entrar na Isla Incahuasi
– 10 bolivianos para banho quente no primeiro dia (o segundo dia foi  perrengue no alojamento, e não teve banho!)
– 12 bolivianos para banho nas águas termais de Polkes (opcional, a gente não entrou porque tava frio demais pra tirar a roupa =P)
– 150 bolivianos para entrar na Reserva Nacional de Fauna Andina Eduardo Avaroa.

Além disso, ainda nos cobraram 15 bolivianos na fronteira, para ‘agilizar’ o processo de liberação dos nossos passaportes. Atenção: isso não é uma taxa de imigração! É um valor que os motoristas arrecadam e alguém lucra, para que os passaportes de quem pagou ‘furem a fila’ da imigração. A gente ficou com medo de não pagar e o nosso transfer ir embora e nos largar lá na fronteira.

Saindo de San Pedro de Atacama, os passeios tipo-econômico, com duração de 3 dias e 2 noites, custam cerca de 200 dólares por pessoa.

Salar de Uyuni - Planejamento de Viagem - como chegar, tipos de tour, o que levar, quanto custa e muito mais!

Tour econômico x Tour de luxo no Salar de Uyuni

Fizemos o tour no deserto de sal da Bolívia da maneira econômica. E valeu a pena cada momento de frio que vivemos, junto com os dias espremidos em uma caminhonete 4×4. Em nenhum momento o tour foi perigoso. Fomos muito bem alimentados em cada refeição. Nosso motorista dirigiu muito bem (e tirou nossas fotos!).

Perrengue, teve algum. Muito frio no Salar (mas isso não tem dinheiro que resolva). Desconforto no alojamento do segundo dia e o fato de passar 3 dias dentro de um carro, com os joelhos dobrados. Mas faz parte da aventura, né? Sobre ficar apertado no carro: o melhor lugar para viajar é no banco do meio do carro. As pernas ficam com mais liberdade!

Por outro lado, se você quer investir mais, existem tours privativos. É possível dormir em hotéis de luxo dentro do Salar, que garantem uma experiência perrengue-free (por um preço, claro!). Ao invés de viajar na classe econômica com 6 turistas mais o motorista na caminhonete, fechar um carro para 4, ou até duas pessoas. Vimos inclusive casais de idosos embarcando em carros para fazer a travessia. Com todo o conforto que o $$$$ permite no Salar de Uyuni.

Amigos, tudo é possível $$$. Mais uma vez eu pergunto: quer pagar quanto???

Salar de Uyuni - Planejamento de Viagem - como chegar, tipos de tour, o que levar, quanto custa e muito mais!

Fazendo a mala: O que levar para o Salar de Uyuni

As temperaturas no Salar de Uyuni são extremas, especialmente depois que o sol se põe. Vá preparado para muito, muito frio. Se vista em camadas – à medida que o dia vai esquentando, você vai tirando algumas peças, e remonta tudo quando esfriar novamente.

Uma lista básica para visitar o deserto mais árido do mundo:

Roupas de frio – casaco fleece, gorro, cachecol, jaqueta impermeável de trilha (corta-vento), segunda-pele, luvas, meias grossas e botas impermeáveis (ou calçado resistente para trekking).

Higiene e cuidados básicos – escova e pasta de dentes, papel higiênico, lenços umedecidos, protetor solar, óculos de sol, boné ou chapéu, toalha (aquelas pequenas de mochileiro, sabe?), hidratante para corpo, boca e rosto, colírio lubrificante, lubrificante para nariz, remédios básicos e de uso contínuo, folhas de coca para o mal de altitude. E um saco de dormir (que você pode alugar).

Consumo – Faça algumas compras em mercado para levar na travessia. Lanches para comer no carro, água (pelo menos 6L por pessoa, para 3 dias). Evite comprar alimentos de origem animal e vegetal, já que eles não podem entrar no Chile e as bagagens serão fiscalizadas na fronteira.

Dinheiro – Faça câmbio nas capitais de cada país. A cotação em Uyuni é bem ruim, e em San Pedro de Atacama é preciso procurar a melhor cotação. Não esqueça de levar bolivianos para pagar as taxas durante a travessia! As empresas recomendam que cada pessoa leve cerca de 250 bolivianos para pagar as taxas, os banheiros e as ‘cervejas noturnas’ no Salar de Uyuni.

E uma mochila, claro. Ela vai amarrada em cima do carro, então leve também uma mochila de ataque para ir com você. Leve documentos, dinheiro, lanches e uma garrafa pequena de água dentro do carro.

 

 Salve esse post no seu Pinterest pra lembrar do nosso site sempre que for planejar sua viagem! 😊Salar de Uyuni - planejamento de viagem

 

Lila Cassemiro
Pernambucana, contadora de histórias e bem curiosa. Geminiana apaixonada por artes e culturas, sempre com a mala pronta pra viajar de novo. Eu gosto de gente.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:
Carina disse:

Boa noite! Pretendemos ir a San Pedro de Atacama em outubro, vamos nos hospedar lá, alugar um carro e fazer todos os passeios por lá (voltando pro hotel no final do dia).. enfim.. acho o salar super bonito e queria muito aproveitar pra visitar, vc acha viável sair um dia de San Pedro ir até Uyuni, dormir em um hotel, visitar o Salar e voltar pra San Pedro de Atacama? Aguardo sua resposta! Muito obrigada!

Rafael Cassemiro disse:

Oi Carina, Acho meio inviável de fazer esse “bate-e-volta” com um pernoite, visto que são cerca de 8 horas de viagem de SPA até Uyuni, Saindo de Uyuni até o Salar (na ilha dos pescados – ilha dos cactos) são cerca de 2 horas de ida e mais 2 horas de volta, e mais 8 horas pra voltar para SPA.
Eu separaria 1 dia para ir, 1 dia para visitar e mais 1 dia para voltar.
Inclusive é necessário confirmar se a locadora autoriza sair do Chile para a Bolívia com o Carro, fornecendo os documentos necessários para isso!
Obrigado e boa viagem!

Estelle disse:

Oie! tudo bem?
Planejo uma viagem ao Salar para Abril do próximo ano, tenho pesquisado bastante e não achei nenhuma informação certa se eu indo de Potosí, consigo fechar passeios pela cidade, saindo de Potosí e indo para o Salar, fazer os 3 dias e voltar para Potosí.
Você sabe se é possível?
Indo de Uyuni e voltando para Uyuni é possível, certo?
Estou muito receosa, pois farei a viagem toda sozinha, e será minha primeira viagem sozinha, depois vou para La Paz e sigo subindo para o Peru.
Me ajuda, rs.

Obrigada!!!
Beijoos

Rafael Cassemiro disse:

Oi Estelle, Não temos nenhuma agência para indicar em Potosí, mas provavelmente as agências que fazem os tours para as minas de prata devem oferecer o tour do Salar, incluindo ou não o ônibus para chegar a Uyuni, e em caso de pernoite também uma opção de hostel, a viagem entre Potosí e Uyuni é longa, não pela distância, mas pelas condições das estradas. Os passeios do Salar saem sempre Uyuni (no lado Boliviano) ou de San Pedro de Atacama (no lado Chileno). Na volta para Uyuni, você pode comprar uma passagem de ônibus direto para La Paz, não precisando retornar para Potosí e então seguir para La Paz. Obrigado pelo comentário e boa viagem

Analuiza disse:

Deve ter sido uma experiência espetacular. O frio mais intenso que peguei na vida foi no Atacama quando eu fui mil anos atrás, quase em outra vida! 🙂 Imagino que no Uyuni seja algo parecido.

As imagens devem mesmo compensar os perrengues, mas confesso que vou observar e acompanhar por aqui. rsr Se meu bolso permitir, quero experiência livre de perrengue. rsrsr Um dia quero visitar. Acho, até hoje, o Atacama um dos lugares mais espetaculares que eu já visitei. Voltarei um dia se puder. Tenho muuuita vontade de ir ao Uyuni. Por enquanto, vou vendo toda esta aventura por aqui. Vou ver os detalhes desta travessia. bjocas

Klécia disse:

É bastante parecido com o Atacama sim (só menos estruturado, talvez mais parecido com o que você visitou anos atras!).

Torcendo pra voce encarar um dia Ana, com ou sem perrengue. É um lugar sobrenatural de lindo, os olhos não acreditam no que estão vendo!