Fui Ser Viajante

O que fazer em Honfleur, o vilarejo mais sedutor da Normandia

Compartilhar

Um vilarejo de pescadores, o charme da arquitetura normanda, restaurantes especializados em frutos do mar. Honfleur é um encanto para os olhos e para o estômago. Para descobrir o que fazer em Honfleur, a vila mais charmosa às margens do rio Sena, é muito fácil.

Prepare os olhos (para as belezas), o estômago (para as delícias) e o espírito (para apreciar toda essa beleza enquanto desvia dos turistas).

Isso porque todo o charme de Honfleur não ia passar despercebido dos viajantes desse mundo. Desde muitos anos, a cidade encanta e atrai artistas e pintores impressionistas, como Monet e Eugène Boudin, que pintaram quadros e mais quadros com os cenários pitorescos da charmosa vila.

A fama de Honfleur se espalhou e o inevitável aconteceu. Especialmente aos finais de semana, a pequena cidade recebe uma boa quantidade de turistas (franceses e estrangeiros), que disputam espaço nos restaurantes e ruas principais do porto.

Mas não deixe que isso te desanime: não há multidão que ofusque a beleza de Honfleur. Se puder conhecer Honfleur durante um dia de semana, vai encontrar uma cidade mais bucólica. Se o roteiro só encaixar num final de semana, vá mesmo assim. Até a horda de turistas contrastando com as coloridas casas geminadas do velho porto é uma atração que merece ser vista.

Então coloque essa pequena vila normanda no seu roteiro e venha com a gente descobrir as belezas e principais atrações de Honfleur.

Leia também: O que você precisa saber antes de visitar Giverny, na Normandia Francesa

Para entender Honfleur: um pouquinho de geografia e história

Honfleur é uma cidade ao norte da França, numa região conhecida como Baixa Normandia. A cidade tem mais de mil anos de história e no passado tinha um enorme papel econômico. Como fica próxima à foz do rio Sena, como a última cidade da França antes que o rio encontre o oceano, seu porto era uma das principais bases de comércio marítimo da região.

Não esqueça de contratar um Seguro Viagem!
Seguro Viagem é obrigatório na Europa! Ganhe 5% de desconto na Seguros Promo com o cupom FUISERVIAJANTE5. E mais 5% OFF no pagamento de boleto! Faça já sua cotação!

Além disso, Honfleur ainda tinha importância estratégica e de defesa contra invasões inglesas. Por muitos anos, foi uma cidade murada e seu porto teve relevante papel para as forças militares da França.

Mas como essa cidade comercial se transformou num charmoso vilarejo? Suas ruas apertadas e charmosas, as casas geminadas e coloridas na região do porto, o ar de cidade pequena que sobreviveu ao avanço dos anos. Honfleur é a típica cidade que te surpreende do começo ao fim da visita.

O que fazer em Honfleur? Lista de atrações para seu roteiro

Conhecer Honfleur foi um presente, a melhor surpresa da nossa viagem pela Normandia. A cidade me ganhou fácil, desde o primeiro instante – com multidão e tudo!

Se você está interessado em conhecer esse refúgio de final de semana dos franceses, a boa notícia é que Honfleur não é uma cidade de obrigações. Como a cidade é pequena, você não precisa de mapa nem de guia. Basta se deixar flanar pelas ruelas, sem qualquer compromisso. Aos poucos, você vai descobrindo as belezas dessa charmosa cidade francesa.

Então esse é o primeiro conselho: ao chegar em Honfleur, pare o carro no estacionamento público que fica ao lado do antigo porto. Dali em diante, você segue a pé para descobrir Honfleur!

Ok, você é do tipo que adora uma lista e gosta de chegar numa cidade sabendo o que procurar? Pois bem, vamos te ajudar. Aqui está nossa seleção caprichada com as atrações que você precisa conhecer em Honfleur! O famoso o que fazer em Honfleur, mastigadinho pra você!

Dicas de francês para viajantes

1 – Apreciar o reflexo das casas do porto nas águas do Rio Sena

Essa imagem marca meu primeiro encontro com Honfleur. Logo que chegamos na cidade, a luz de quase meio dia fazia o reflexo das casinhas geminadas brilhar como o sol nas águas do antigo porto. A cidade estava cheia e era gente andando pra lá e pra cá, mas eu não estava nem aí. Fiquei bem ali, parada por uns minutos.

Depois vieram as fotos, porque um lugar tão lindo merece ser registrado. Tentei desviar dos barcos e velas para pegar uma simetria perfeita das casas, mas por fim desisti. Talvez porque eram muitos, ou porque me convenci que eles fazem parte daquela pintura mágica que é o Le Vieux Bassin, o velho porto de Honfleur.

Não precisei de muito: foi bem aqui que eu me encantei por Honfleur! Dizem que à noite o cenário fica ainda mais lindo. Que vontade de voltar lá e descobrir!

2 – Descubra os segredos do Le Vieux Bassin

Por falar no velho porto, não há lugar melhor para começar a explorar Honfleur! Le Vieux Bassin, como é conhecido na cidade, foi construído em 1681 e é o cartão-postal da cidade.

Muitos artistas impressionistas pintaram esse mesmo cenário que você vai vislumbrar. As casas estreitas e altas estão ali há séculos, desde quando foram construídas para abrigar a população mais rica de Honfleur. A arquitetura em ardósia tem o estilo típico normando, e são construções preservadas, já que Honfleur não sofreu muitas destruições durante as guerras na Europa.

A estrutura do porto é bem curiosa. No formato retangular, tem 3 lados ocupados com ruas e um lado virado para o rio Sena. A antiga pode elevada dá entrada e saída para os barcos e iates do pequeno porto – enquanto os pedestres se acumulam na espera de passar pra lá e pra cá.

Na região do porto, está o Hôtel de Ville (a prefeitura de Honfleur). Nos meses quentes (de maio a outubro), bem em frente você vai encontrar o carrossel de Honfleur. Perfeito para crianças (e para adultos que gostam de tirar fotos).

Também no Le Vieux Bassin fica a igreja mais antiga de Honfleur. A igreja de Santa Etiene hoje funciona como Museu Marítimo da cidade.

Nas ruas do Vieux Bassim, o andar térreo das casas históricas é ocupado quase sempre por um restaurante. Os cardápios são bem parecidos e os preços também. Frutos do mar e menus variados que variam desde 10 euros a 70 euros. Entramos para almoçar em um deles e fomos levados para uma mesa nos andares superiores.

Com isso, descobrimos um segredo da construção dessas casas tão tradicionais. Um dos andares superiores se comunica com a rua de trás (pode ser o último ou penúltimo andar, depende da altura da rua). Esse modelo diferente permitia que as casas tivessem dois proprietários diferentes!

Para terminar a visita ao porto, você com certeza vai notar o La Lieutenance, a antiga casa do governador de Honfleur. Ali do lado fica a Port de Caen, um pedaço da muralha que circundava a cidade fortificada de Honfleur.

3 – Caminhe sem rumo pelas ruas de Honfleur

Meu passatempo favorito em Honfleur foi andar sem rumo pelas ruas e vielas. As ruas ao redor do Vieux Bassin fazem parte do antigo centro histórico. Você vai encontrar ruas de comércio (com muitos produtos locais à venda, como os caramelos salgados de Honfleur), que são ótimos lugares para comprar produtos típicos.

Aqui e ali, você vai encontrar uma placa com uma pintura que reproduz o cenário da rua. Os quadros de pintores impressionistas que retratam Honfleur estão espalhados por todo lado e é divertido comparar a pintura com a realidade!

Ah, saindo das ruas principais você ainda vai encontrar uma Honfleur mais exclusiva, com bem menos turistas!

4 – Visitar a igreja de Santa Catarina

Durante suas andanças em Honfleur, você vai esbarrar com a Igreja de Santa Catarina, um dos principais monumentos de Honfleur.

A igreja toda em madeira foi construída no lugar de uma antiga igreja de pedra destruída na Guerra dos cem Anos. Hoje, a Igreja de Honfleur é a maior igreja de madeira da França! Vale entrar e apreciar o trabalho dos artesãos em toda estrutura de madeira!

Curiosamente, a torre do campanário não fica ao lado da igreja, mais sim separada da estrutura principal. Bem em frente à igreja, do outro lado da rua. Dizem que foi uma medida para prevenir incêndios.

Hoje a torre abriga um anexo do museu Eugène Boudin.

5 – Visitar o museu Eùgene Boudin

Falando nele, esse é o principal museu de Honfleur. O Museu Eùgene Boudin foi batizado em homenagem ao filho ilustre de Honfleur, o pintor Eùgene Boudin. O museu conta sobre a obra do artista impressionista que viveu e retrato Honfleur tão bem em seus quadros.

Boudin foi grande amigo de Monet e de vários outros artistas. Toda essa comunidade criativa vinha passar temporadas em Honfleur, e movidos pelas pinturas ao ar livre que são a marca registrada do Impressionismo, tiveram nas ruas e paisagens de Honfleur a maior inspiração (uma tendência que levou à criação do termo Escola de Honfleur).

Além das obras de Boudin, o museu também abriga obras de outros importantes artistas da Normandia, como Boudin e Dubourg.

6 – Visite os galpões de sal de Honfleur (greniers à sel)

Uma das construções mais emblemáticas do vilarejo são os antigos galpões de sal, os greniers à sel de Honfleur. Dos três galpões construídos em 1670, restam dois. As construções eram utilizados como depósito de sal. Hoje abrigam exposições temporárias e eventos na cidade.

A importância de conhecer esses curiosos galpões de pedra reside no papel econômico e histórico. Neles, era possível estocar até 10000 toneladas de sal, que era utilizado na secagem do bacalhau, para que o peixe durasse mais tempo.

7 – Experimente a bebida tradicional de Honfleur: Calvados

A maçã é um produto típico do departamento de Calvados na França, região onde está Honfleur. Com isso, sabe qual é a bebida típica local?

O Calvados!

Um destilado produzido com maçã e que você vai encontrar por toda parte em Honfleur!

Muitas das lojas de comércio e souvenir vendem garrafas de Calvados, mas você também pode experimentar nos restaurantes locais.

Pommeau e Cidra também são bebidas bem típicas de Honfleur.

8 – Delicie-se com o melhor da gastronomia de Honfleur

Honfleur tem um talento para os pratos de frutos do mar. As formules são o grande atrativo do cardápio dos restaurantes do Vieux Bassin, o que não é nada mais que os menus completos (entrada, prato e sobremesa). O valor vai desde o preço camarada de 10 euros até um valor bem maior.

Não deixe de provar o Moules Frites, o prato mais popular na cidade. Embora a origem do mexilhão com batata frita seja belga, esse prato faz muito sucesso nessa região da França.

Em nossa fórmula, ainda provamos escargot, ostras e queijos locais como sobremesa.

Outra opção gastronômica imperdível de Honfleur são os caramelos salgados, produto típico da cidade, que estão à venda por toda parte. As lojinhas de produtos locais são bem fáceis de encontrar em Honfleur e tem uma enorme variedade de produtos!

9 – Explore os arredores: Ponte da Normandia e Capela Nossa Senhora

Para terminar o dia, pegue o carro para visitar os arredores de Honfleur. Faça a primeira parada na Capela Notre-Dame de Grace, a apenas 10 minutos do centro.

Um ótimo lugar para fotos, de onde você terá uma linda vista de Honfleur e região. Lá de cima, você avistará nosso próximo destino: a Ponte da Normandia, um dos cartões-postais dessa parte da França.

A ponte conecta Honfleur a Le Havre e simboliza a supremacia marítima da Normandia francesa. Essa é a última ponte cruzando o rio Sena antes que suas águas encontrem o mar.

Por muito tempo, a Ponte da Normandia foi recordista mundial com seus 215 metros de altura, que permitem que os barcos naveguem por ali sem nenhum problema. A travessia da ponte é pedagiada. De lá, você pode seguir viagem e conhecer a cidade vizinha de Le Havre, na Normandia.

Planeje sua viagem a Honfleur: dicas básicas

Quando ir a Honfleur?

A cidade é pitoresca o ano todo. Nos meses mais quentes, você vai aproveitar melhor para passear nas ruas e até curtir o carrossel no Vieux Bassin. A única dica, se você também prefere viajar mais tranquilo, é evitar os fins de semana, quando Honfleur se transforma em um refúgio para os franceses.

No verão, muitos franceses também usam Honfleur como balneário marítimo, já que a praia (Plage du Butin) fica bem próxima ao centro. Para chegar lá, basta atravessar o parque Jardin Public, que conecta o centro com a praia de Honfleur.

Quanto tempo ficar em Honfleur? Dá pra combinar?

Sem entrar nos museus, meio dia é suficiente para conhecer Honfleur. A cidade é pequena, e mesmo descobrindo tudo a pé, você não vai gastar muito tempo.

Mas a cidade é linda, por isso vai ser fácil se encantar e passar mais tempo do que o previsto. Foi assim com a gente: fomos ficando, ficando. Difícil ir embora dessa cidade tão linda!

Além de Le Havre, quem decide combinar Honfleur com outros destinos, tem mais opções.

Por exemplo, você pode visitar Honfleur e Etretat no mesmo dia. As duas cidades são pequenas e muita gente faz os dois destinos em um dia só. Eu não consegui, gastei um dia em cada uma. Além de claramente ter caído de amores por Honfleur, Etretat tem trilhas e belezas naturais irresistíveis, foi muito gostoso passar um dia inteiro por lá!

Como ir de Paris a Honfleur?

A maneira mais fácil para viajar pela Normandia é de carro. Nós alugamos um carro com a RentCars e curtimos muito a experiência! De Paris a Honfleur, você vai gastar um pouco mais de 2 horas na estrada. Indo de Rouen, que foi a cidade que usamos como base para explorar a Normandia, o tempo se reduz para 1 hora.

Veja ótimas opções de hospedagem em Paris

Outra opção é o trem + ônibus. Compre passagem para Trouville-Deauville e lá pegue o ônibus nº 20 Vert du Calvados. Você pode aproveitar para combinar e conhecer Trouville e Honfleur no mesmo dia.

Além de Paris, Rouen também é uma ótima base para explorar a Normandia. Com opções mais em conta e uma boa estrutura para receber turistas, vale a pena conferir as opções de hospedagem em Rouen.

A próxima opção é esquecer esse negócio de bate e volta e ficar pelo menos uma noite em Honfleur. Meu sonho! Com certeza se voltar na cidade, é isso que quero fazer.

Reserve seu hotel em Honfleur

Vale a pena conhecer Honfleur?

Já deu pra perceber que acabamos apaixonados por Honfleur, né?

Honfleur não é um destino para descobrir com uma listinha de destinos marcados. Se permita conhecer cada um dos lugares dessa lista ao caminhar por suas ruas. Deixe Honfleur te surpreender.

A charmosa cidade merece ser explorada com calma. Caminhe sem pressa, descubra as belezas em cada janela, em cada novo cenário. Sente-se no píer, veja o movimento de vai e vem dos turistas. Imagine que agora é você que faz parte de um quadro impressionista!

Ah, e aproveite muito os deliciosos frutos do mar à moda normanda, por um preço que cabe no seu bolso!

Gostou das dicas de Honfleur? Que tal ajudar o blog?

Sabia que você pode ajudar nosso blog? Reserve seu hotel em Honfleur com os links aqui do site! Você aproveita as ofertas do Booking.com e ainda ajuda muito nosso site – sem pagar nada a mais por isso!

 

Sair da versão mobile