Viagem de trem no Brasil: 9 passeios bacanas para fazer

Dicas de viagem de trem no Brasil | Depois da construção das primeiras ferrovias no Brasil, lá pelo século XIX com incentivos do Barão de Mauá, o trem passou por uma época de ouro no Brasil.

A malha ferroviária crescia e com ela vinha o progresso para as cidades do interior. Mas com o tempo e a chegada de outros meios de transporte, isso começou a mudar.

Grande parte da nossa malha ferroviária foi abandonada ou transformada apenas em rota de carga. Por isso, hoje em dia, fazer viagem de trem no Brasil não é uma coisa muito comum.

Mas se você é um apaixonado por esse tipo de transporte, fique sabendo que existem algumas opções de passeios bem interessantes de passeios de trem para fazer no Brasil.

Segundo dados do Ministério do Turismo, há 28 rotas de trens de passageiros no Brasil. Das mais curtas às longas, dos trens mais modernos ao tipo Maria-Fumaça, basta escolher que lugares deseja conhecer e que tipo de viagem pretende fazer, e cair nos trilhos

Nesse post, vamos indicar 9 passeios de trem no Brasil, para fazer de Norte a Sul. Confira nossas dicas e comece a se planejar para viver esta experiência única!

Viagem de trem no Brasil: 9 dicas de passeio

Vitória (ES) –Belo Horizonte (MG)

O trem Vitória – Minas ou Trem da Vale, que liga Belo Horizonte (Minas Gerais) a Vitória (Espírito Santo) é o único trem de passageiros do Brasil que faz viagens de longa distância diariamente.

O trajeto tem 664 km e é feito em cerca de 12h, para quem quer viajar sem pressa, curtindo as belas paisagens pelo caminho.

Do lado de dentro, o trem é uma atração à parte, especialmente para quem nunca fez esse tipo de viagem. Os vagões – divididos nas categorias Econômica e Executiva – são bem confortáveis, com ótima estrutura.

Têm televisões que exibem filmes, tomadas e ar-condicionado. Tem também os vagões lanchonete e restaurante, um onde acontecem atividades culturais e um adaptado para pessoas com necessidades especiais.

A Mariana Bueno do blog Mariana Viaja já fez essa viagem e conta em detalhes num post como foi a viagem no trem Vitória – Minas.

Embarque: diariamente às 7h30 na Estação Ferroviária de Belo Horizonte (Praça da Estação, Centro) e às 7h na Estação Pedro Nolasco (Av. Mario Gurgel, s/n, Jardim América, Cariacica, Grande Vitória).

Ao longo do trajeto há outras 28 paradas com duração curta, apenas para embarque desembarque.

Leia também: O que fazer em Vitória, Espírito Santo

Trem Curitiba – Morretes (PR)

O trem da Serra do Mar, que conecta as cidades paranaenses de Curitiba e Morretes, já é um clássico no estado.

Ele funciona desde o fim do século XIX, quando a ferrovia foi inaugurada. Mas foi modernizado e hoje tem uma ótima estrutura para atender aos turistas.

Passeio de trem Curitiba Morretes: trem pela estrada de ferro Paranaguá. Paisagens da Serra do Mar

Quem vai conhecer a capital geralmente inclui no roteiro esse bate e volta à cidadezinha histórica localizada entre o litoral e a serra. São 110 km de distância percorridos em aproximadamente 3 – 4h (depende do tráfego na ferrovia).

O trajeto, eleito pelo jornal inglês The Guardian como um dos mais bonitos passeios de trem do mundo, é cercado de muita natureza em meio à reserva ecológica da Serra do Mar, maior área de Mata Atlântica preservada do Brasil.

Com isso, será que podemos dizer que essa é uma viagem de trem no Brasil que você PRECISA fazer? Acho que sim, hein?

Nós já fizemos esse passeio duas vezes (uma vez o tradicional e outra o trem o por do sol) e contamos nossa experiência no post.

Leia mais: Como é o passeio no trem Curitiba – Morretes

Embarque: diariamente às 8h30 na Estação Rodoferroviária de Curitiba (Av. Presidente Affonso Camargo, 330) e às 15h na Estação Ferroviária de Morretes (Rua Padre Saviniano, 768).

São João Del Rei – Tiradentes (MG)

O passeio de maria-fumaça entre as duas cidades históricas mineiras é uma verdadeira viagem ao passado. Com mais de um século de história, é o trecho ferroviário brasileiro mais antigo ainda em funcionamento.

São apenas 12 km, percorridos em pouco mais de meia hora, passando pela Serra de São José, o Rio das Mortes e outros cenários bonitos da Estrada de Ferro Oeste de Minas, que é tombada desde 1989 pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

Passeio de trem maria fumaça de Tiradentes a São João del Rei

Em São João Del Rei, aproveite para visitar o Museu Ferroviário, que funciona ao lado da estação. Em Tiradentes, não deixe de assistir à inversão da direção, feita manualmente pelos funcionários, que é uma atração à parte.

Já fizemos esse passeio também e claro que tem post no blog!

Leia mais: Passeio de trem São João del Rei – Tiradentes

Embarque: diariamente às 10h e às 15h na Estação de São João Del Rei (Rua Quintino Bocaiúva, 22) e às 13h e às 17h na Estação de Tiradentes (Rua Capitão Chaves de Miranda, 148).

Ouro Preto – Mariana (MG)

Mais um passeio de trem ligando cidades históricas mineiras. São 18 km de extensão e aproximadamente 1h de viagem, entre montanhas e cachoeiras, pela ferrovia, construída em 1883 e recentemente revitalizada.

Os carros e a locomotiva também passaram por reforma e modernização, mas mantendo as características originais da época e a parte interior em madeira.

Entre os seis vagões, o destaque fica com o panorâmico, que é transparente e permite apreciar o visual.

Importante para o desenvolvimento da região no passado, a Maria-Fumaça (atualmente chamado Trem da Vale) é hoje é uma das principais atrações turísticas para quem viaja até uma das cidades.

Embarque: diariamente às 9h e às 14h na Estação de Ouro Preto (Praça Cesário Alvim, s/n, Barra) e às 11h30 e 16h30 na Estação de Mariana (Av. Manuel Leandro Corrêa, 135).

Bento Gonçalves – Carlos Barbosa (RS)

Mais conhecido como Trem do Vinho ou Trem da Uva, a maria-fumaça foi inaugurada no começo do século XX e mantém ainda sua estrutura original.

Até a década de 1970 ele funcionava regularmente com transporte de passageiros. Hoje funciona como um atrativo turístico e percorre 23 km durante aproximadamente 1h30 entre vinícolas da Serra Gaúcha.

Além da cidade de partida e de chegada, o trem passa também por Garibaldi. Em todas as estações há degustação de vinhos e de suco de uva.

E há apresentações teatrais que passam de vagão em vagão, mostrando mais sobre a cultura local e um pouco das tradições dos imigrantes italianos que vieram para o Brasil em busca de uma vida melhor. 

Embarque: diariamente na alta temporada (fim de novembro a meados de janeiro) e de quarta a domingo na baixa, às 9h e às 14h na Estação Ferroviária de Bento Gonçalves (Rua Duque de Caxias, 1, Cidade Alta) e às 10h45 e 16h na Estação Ferroviária Carlos Barbosa (Rua Júlio de Castilhos, Centro).

São Paulo – Paranapiacaba (SP)

Da Estação da Luz, em São Paulo, sai o Expresso Turístico da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) que leva a Paranapiacaba.

Localizada no Alto da Serra do Mar, a vila de arquitetura inglesa pertence ao município de Santo André e, além das construções históricas, tem atrações culturais e ecológicas, como museus, trilhas e cachoeiras em meio à Mata Atlântica.

O passeio leva cerca de 1h30 e é feito em uma locomotiva da década de 1950 que foi totalmente reformada e percorre os 48 km fazendo uma viagem no tempo.

Embarque: sábados e domingos às 8h30 na Estação da Luz (Praça da Luz, 1), com parada às 9h na Estação Prefeito Celso Daniel (Santo André) e às 16h30 na Estação Paranapiacaba.

São Luís (MA) – Paraupebas (PA)

Ligando o Nordeste ao Norte, o trecho ferroviário de 892 km é considerado o mais longo percurso de trem de passageiros do Brasil.

A viagem é longa, feita em aproximadamente 16h pela Estrada de Ferro Carajás que liga a capital do Maranhão à cidade no interior do estado do Pará, passando pela maior mina de minério de ferro a céu aberto do mundo.

Também conhecido como Trem da Vale, desde 2015 ele conta com uma estrutura mais moderna e confortável, compartilhando vagões de cargas e de passageiros – nestes, todos são equipados com televisões, ar-condicionado, tomadas e outras comodidades.

Também tem um vagão adaptado para pessoas com necessidades especiais.

Entre um vagão e outro, há varandinhas onde muita gente gosta de ficar para ver melhor os cenários por onde o trem passa.

Embarque: segundas, quintas e sábados às 8h na Estação de São Luís (Av dos Portugueses, s/n, Anjo da Guarda) e terças, sextas e domingos às 8h de Parauapebas (Pátio Ferroviário), com 15 pontos de paradas.

São Paulo – Jundiaí (SP)

Mais uma opção de viagem de trem no Brasil que começa saindo da capital paulista rumo ao interior do estado.

Jundiaí fica a apenas 60 km e o trajeto passa por estações históricas com arquitetura em estilo inglês ao longo da primeira ferrovia do estado, construída no século XIX.

O passeio dura 1h30 e os vagões têm monitores que vão contando a história sobre o percurso. Do lado de fora, muitas áreas verdes.

Na cidade fica o Museu Ferroviário da Cia. Paulista de Estradas de Ferro e também atrativos na natureza, divididos em Circuito Cultural, Circuito Rural e Circuito Ecológico.

Ao comprar a passagem do trem é possível escolher um dos três circuitos turísticos para conhecer (pagos à parte) ou fazer os passeios por conta própria.

Embarque: sábados às 8h30 na Estação da Luz em São Paulo (Praça da Luz, 1) e às 16h30 na Estação Ferroviária de Jundiaí (Praça Mauá, Centro).

Recife – Cabo de Santo Agostinho (PE)

As tradicionais festas juninas do Nordeste ficam ainda mais animadas em Pernambuco com o passeio no chamado Trem do Forró.

Nos 10 vagões, é impossível ficar parado. Um verdadeiro arraial sobre os trilhos, durante 5h, ao som do autêntico forró pé-de-serra, enquanto o trem percorre os 84 km que ligam a capital à cidade localizada na região metropolitana de Recife.

Na chegada em Cabo de Santo Agostinho, uma festa espera a todos, com diversas atrações musicais, comidinhas típicas e feira de artesanato.

Ao contrário dos demais passeios, este não é um trem de passageiros regular ou mesmo um passeio turístico, mas sim um atrativo criado especialmente como parte de um dos maiores eventos da região, o São João. Há quase 30 anos em atividade, é sucesso garantido!

Embarque: fins de semana do mês de junho às 16h no Forte das Cinco Pontas, na Praça das Cinco Pontas em Recife (concentração a partir das 14h30 com shows, quadrilhas e animadores) e às 20h na Estação de Cabo de Santo Agostinho (ao lado da Estação Santo Inácio).

Viagem de trem no Brasil: qual sua favorita?

Estas são algumas possibilidades para quem quer fazer viagem de trem pelo Brasil e desbravar um pouco mais do nosso país sobre os trilhos!

Você já fez alguma viagem de trem no Brasil? Gostou? Tem alguma dessas viagens de trem que você quer muito fazer? Conta pra gente nos comentários!

Foto em destaque: Gerold Fesseler por Pixabay 

Redação FSV
Descomplicando a sua viagem e mostrando que dá pra viajar mais pagando menos.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:
Jorge Fernando Almeida disse:

Adoramos passeios de trem. Da lista já fizemos alguns. Ficamos curiosos e animados com o de São Luís. Um dia iremos

Lila Cassemiro disse:

Também sou fã dos passeios de trem! Seja no Brasil ou fora, estou sempre procurando mais um pra fazer 😀