Locações de Game of Thrones para visitar pelo mundo

Cenários de Game of Thrones | Em 2019, assistimos a última (e controversa) temporada de uma das séries mais comentadas dos últimos tempos: Game of Thrones.

E apesar de tanta polêmica e da quebra de expectativa quanto à conclusão da história, é inegável que Game of Thrones deixou um legado. As tramas da série ainda permanecerão por muito tempo no imaginário dos fãs.

Bem como sua belíssimas locações. E por mais que não seja possível visitar Westeros na vida real, e muito menos dar um passeio de dragão sobre Porto Real (infelizmente), você pode visitar a maioria das locações de Game of Thrones pelo mundo.

Quer descobrir onde? Vem comigo!

Cenários de Game of Thrones que você pode visitar

Croácia

A Croácia possui algumas construções medievais que por si só, já valem a visita. Além disso, existem belíssimas paisagens naturais e vistas de tirar o fôlego.

Além disso, o país também foi escolhido para servir de cenário para pelo menos duas regiões de Westeros: Porto Real e Braavos.

Porto Real (King’s Landing)

E já que mencionamos Porto Real, ou King’s Landing se você prefere usar o nome original, vamos começar por lá.

Afinal, esta sempre foi uma das localidades mais importantes na série e apareceu em todas as temporadas de Game of Thrones, especialmente na última.

A base para as filmagens externas da capital dos Sete Reinos, foi filmada em Dubrovnik.

A cidade se tornou um centro turístico desde que o GoT começou a usar essa linda locação. Dubrovnik é considerada uma das cidades mais bonitas da Croácia.

Dubrovnik, Croácia - cenários de Game of Thrones
Foto: Ivan Ivankovic por Pixabay

O centro histórico da cidade foi fundado no Século VII e é considerado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Possui muros e fortes que, envolvendo as casas medievais, contrastam com as águas de um azul impressionante do Mar Adriático.

Ainda nessa mesma cidade, você encontra a imponente Minčeta Tower, que é o ponto mais alto de Dubrovnik e oferece uma vista deslumbrante da Cidade Velha.

Ela apareceu como a Casa dos Imortais em Qarth no episódio 10 da segunda temporada, intitulado ‘Valar Morghulis‘, quando Daenerys Targaryen procura pela entrada nas paredes em busca de seus dragões roubados.

Veja onde se hospedar em Dubrovnik

Jardim de Porto Real (Palace Gardens)

Lembra quando, na segunda temporada, Sansa Stark conhece Ollena Tyrell? Ou quando um pouco mais adiante, na mesma temporada, Margaery e Sansa tornam-se amigas e trocam confidências enquanto caminham pelos jardins?

Pois cada vez que você vê os belos jardins do Palácio de Porto Real, o que você realmente vê é o Arboreto (ou Jardim Botânico) de Trsteno, a apenas 20 minutos ao norte de Dubrovnik.

Trsteno, Croácia
Foto: Csaba Szoboszlai via Flickr [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

Há menos de 300 habitantes por lá, então o local é perfeito para uma pausa durante algumas horas (ou quem sabe um dia inteiro?) para descansar e tirar umas fotos, pois é lindo.

Veja onde se hospedar em Trsteno

Braavos

O período que Arya passou em Braavos durante a quinta temporada foi filmado em Šibenik, também na Croácia. Bem, pelo menos as cenas externas.

O Banco de Ferro, poderosa instituição financeira, tipo um FMI da história, também está localizado por lá.

Sibenik, Croácia - locação de Game of Thrones
Foto: Marconny via Pixabay

Šibenik é uma cidade histórica. Ela é a cidade croata nativa mais antiga, localizada à beira-mar.

Apesar de ter muitos mais habitantes que Trsteno, a cidade também é relativamente pequena e em poucas horas é possível conhecer suas principais atrações, incluindo os cenários da série.

Veja onde se hospedar em Šibenik

Irlanda do Norte

A Irlanda do Norte foi de grande importância para Game of Thrones. Por exemplo, sempre que você vê um personagem viajando por Kingsroad, na verdade você vê um dos cenários mais marcantes da Irlanda do Norte.

Outras locações da série que você pode encontrar por lá são a Floresta Assombrada dos White Walkers, partes de Ninho da Águia, uma das margens de Dorne e as Dark Hedges, que você pode ver em algumas cenas com Arya Stark e Gendry.

Estrada do Rei (Kingsroad)

Uma das locações mais famosas da série e certamente um dos lugares mais visitados da Irlanda do Norte é The Dark Hedges.

Você a conhece na série como a Estrada do Rei (Kingsroad), que vai do Castelo Negro (Castle Black) à capital, Porto Real.

Ela é exatamente como vemos na tela: cercada de árvores impressionantes que parecem ter saído diretamente de um conto de fadas (ou um filme de terror).

Kingsroad, locação de Game of Thrones
Foto: Lee Osborn via Pixabay

Plantadas no século XVIII, as árvores ao longo desta estrada cresceram juntas para formar essa cobertura misteriosa e sombria.

Após ela se tornar uma atração turística, muito por conta da série, o governo decidiu proibir praticamente qualquer veículo de circular por ali, a partir de 30 de outubro de 2017.

Mas não deixe que isso impeça de dar uma olhada e passear por lá, afinal, um trajeto bem famoso a se fazer pela região, e à parte da série, é a viagem de carro de Belfast à Giant’s Causeway.

Seria interessante se informar a respeito desse passeio e tentar encaixar os dois na mesma visita à região.

Castelo Negro

Na primeira temporada, Magheramorne, uma vila no condado de Antrim na Irlanda do Norte, serviu de locação para Castle Black (com um pouco de ajuda da computação gráfica para fazer a parede parecer ser maior do que realmente é).

Na quinta temporada, serviu de locação para uma vila de pescadores recém-construída ao norte da Muralha, onde viviam os Selvagens (ou Povo Livre) e onde os Caminhantes Brancos vagavam.

Ilhas de Ferro

Ballintoy Harbour está localizado na costa da Irlanda do Norte, nos arredores de Ballintoy, a cerca de uma hora de carro de Belfast.

Muitas cenas representando as Ilhas de Ferro (Iron Islands) foram filmadas nesta bonita e rochosa cidade portuária, como quando Theon volta para casa pela primeira vez depois de anos em Winterfell.

Ballintoy Harbour, Ilhas de Ferro em Game of Thrones
Foto: Sonse via Flickr [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

A praia que fica logo ao lado do porto principal também foi usada para filmar algumas cenas muito importantes da Ilha de Ferro, como o funeral de Balon Greyjoy.

É também aqui que Theon jura sua lealdade ao Deus Afogado. O que está morto não pode morrer!

Dunluce Castle

Ali pertinho você ainda pode visitar o Dunluce Castle, que na verdade é uma ruína do castelo situada a cerca de 20 minutos de carro do porto de Ballintoy.

Imagens externas das ruínas do castelo foram usadas nas filmagens para representar a localização do Castelo Pyke, sede da Casa Greyjoy.

Dunluce Castle - Cenários de Game of Thrones
Foto: H. Hach por Pixabay

Mesmo tendo sido usado bastante CGI (Computer-Generated Imagery) para alterar a aparência do lugar, você ainda pode ver facilmente a semelhança entre as torres no penhasco e as pontes de corda.

Winterfell

A sede da Casa Stark, tem um charme único. O castelo de Winterfell ocupa um lugar muito importante na história desde o início da série.

E o castelo real que serve de cenário para a Casa Stark, é o Castle Ward. Localizada nas proximidades da vila de Strangford, no condado de Down, esta propriedade do século XVIII está aberta ao público.

Castelo Ward, cenário de Game of Thrones
Foto: Allan Leonard via Flickr [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

Essa escolha para servir de casa para os Stark não se deu apenas por conta da existência de vários castelos na região, mas também porque chove cerca de 200 dias no ano por lá.

E quase sempre, se não chove, o tempo está nublado. Isso sem mencionar o frio…

O acampamento de Robb Stark e o confronto de Brienne com mercenários foram gravadas em uma floresta da região próxima ao castelo.

E se você estiver disposto a caminhar pela floresta, chegará ao local onde foram gravadas as cenas das torres dos irmãos Frey. Ao todo, são nove locações da série bem próximas, só nessa região.

Além disso, a pouco mais de 14 Km dali, ficam as ruínas de Inch Abbey, um antigo monastério em Downpatrick, também no Condado de Down.

Lá, foi gravada a cena em que Robb Stark é declarado o Rei do Norte. Por se tratar de uma cena muito importante na trama, o local hoje é muito procurado pelos fãs da série.

Outras localidades na Irlanda do Norte

Além dos locais citados acima que são mais ‘famosos’ ou de maior importância na série, existem outras localidades no país que aparecem na série e que podem valer sua visita.

Como por exemplo, o Tollymore Forest Park, que é uma floresta situada na cidade de Newcastle (sim, na Irlanda do Norte, não na Inglaterra).

Lá, foram gravadas algumas cenas com os White Walkers. Também foi lá onde Theon Greyjoy foi perseguido por Ramsay Bolton em sua tentativa de fuga.

Por fim, o local ainda serviu de cenário para o momento em Ned Stark e seus filhos encontram os lobos ainda filhotes.

Outro lugar que pode ser interessante pra quem está pelo país, é Downhill Beach, na Causeway Coast.

Foi lá que os Sete Ídolos de Westeros foram queimados e Melisandre proclamou seu famoso dito: “Porque a noite é escura e cheia de terrores”.

Estando por lá, também vale visitar o Mussenden Temple, que tem uma bela vista do alto da praia.

Mussenden Temple, cenários de Game of Thrones
Foto: Philip McErlean [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

Já as pré-históricas formações rochosas de Cushendun escondem as cavernas que serviram de cenário para o nascimento do ‘bebê sombra’ de Melisandre.

Há quase 30 km, mas ainda no mesmo Condado de Antrim, você pode conhecer a Larrybane Cave, situada na Larrybane Quarry.

Na série, o local foi cenário para o acampamento de Renly Baratheon, e foi onde Catelyn Stark firmou um tratado com o ele.

Larrybane Quarry, cenário de Game of Thrones
Foto: William Marnoch via Flickr [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

E por fim, ainda no mesmo condado de Antrim, a quase 20 km dos rochedos de Larrybane, está a Murlough Bay, conhecida pela sua beleza extraordinária e localização remota.

Foi lá que Theon montou a cavalo de forma um tanto inadequada com sua irmã Yara. Na série, o local também é um território das Ilhas de Ferro.

Islândia

Se tem um destino incomum que eu queria muito conhecer, é a Islândia.

Além de ser um país com paisagens naturais lindíssimas, que vão de geleiras a vulcões passando por cidadezinhas no meio do nada, ainda é possível ver a aurora boreal por lá (meu sonho!).

E como se não fosse o bastante, o país também serviu de cenário para alguns momentos em Game of Thrones, especialmente quando víamos Além da Muralha.

Por exemplo, a cerca de cinco horas a leste de Reykjavik (capital do país), você encontrará Vatnajökull, a maior geleira da Europa. Lá você encontrará cavernas totalmente de gelo.

Vatnajökull, cenário de Game of Thrones
Foto: Hans Braxmeier por Pixabay 

Um trecho dessa geleira, que se chama Svínaffelsjökull (duvido você pronunciar!), serviu de locação para as cenas em que os Selvagens mantiveram Jon Snow preso.

Há também Reynisfjara, a impressionante praia de areia preta com colunas de basalto, perto da cidade de Vík.

Ela aparece na sétima temporada como locação para Atalaialeste (ou Eastwatch-by-the-sea, originalmente em Inglês).

É lá onde termina a Muralha, e também onde Jon Snow e seu bando fazem uma pausa antes de se aventurarem no norte.

O Fjaðrárgljúfur Canyon (apenas nomes fáceis por aqui!) foi usado como local para aquela cena no primeiro episódio da 8ª temporada, quando Jon e Daenerys dão um passeio de dragão pela primeira vez.

Fjaðrárgljúfur, Cenário de Game of Thrones
Foto: Andrés Nieto Porras via Flickr [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

Observe que o desfiladeiro de Fjaðrárgljúfur costuma ser fechado para tentar proteger a delicada vida selvagem da região. Se estiver aberto quando você visitar, permaneça nos caminhos marcados para protegê-lo.

Depois de voar pelo desfiladeiro, eles pousam em Skogafoss, que não fica muito longe dali. Essa é uma das cachoeiras mais famosas e visitadas da Islândia, encontrada na costa sul do país.

Quando Jon e Daenerys montam os dragões, depois de voar por paisagens invernais e por um desfiladeiro, eles pousam ao lado de um impressionante conjunto de cachoeiras.

Skogafoss, Irlanda do Norte
Foto: Ronile via Pixabay

Skogafoss é usado como base para a cachoeira central nessa cena. No entanto, as cachoeiras acima foram adicionadas digitalmente, assim como algumas das formações rochosas.

Kirkjufell é um dos lugares mais famosos da Islândia. Curiosamente, demorou bastante para aparecer na série.

Tivemos vislumbres durante a 6ª temporada, mas foi apenas no episódio seis da 7ª temporada que o local apareceu mais de acordo com sua importância.

Kirkjufell, Islândia
Foto: razvan casian por Pixabay 

Neste episódio, Jon Snow e seu bando estão procurando por uma montanha em forma de ponta de flecha, seguindo a visão de Clegane. Kirkjufell se encaixa perfeitamente nessa descrição.

Diferentemente do que possa parecer, a Islândia não tem apenas paisagens gélidas (por mais que seu nome em inglês seja Iceland, terra do gelo).

Há, por exemplo, uma área rochosa à beira do Lago Mývatn, um lugar muito bonito para passear, que foi usado na terceira temporada, episódio 5, como um dos locais de filmagem para o acampamento selvagem de Mance Rayder.

Esse local também foi usado para as tomadas de cena mais amplas antes de Jon confrontar Orell a respeito das capacidades defensivas da Patrulha da Noite. Você pode ver claramente as estruturas de lava durante a sequência inicial da cena.

Esta e a cena mais adiante, onde Ygritte rouba a espada de Jon, foram filmadas em Höfði e em Dimmuborgir (que você verá mais adiante).

As cenas amplas com o lago ao fundo são as cenas de Höfði, enquanto a maioria das cenas de perto, em Dimmuborgir. A magia da televisão!

Nas cenas iniciais da terceira temporada, Sam Tarly enfrenta o que parece ser uma forte nevasca. Na verdade, a densa “neve” que vemos é vapor, subindo das fontes geotérmicas de Hverir, também perto do Lago Mývatn.

Grjótagjá, é uma pequena caverna vulcânica onde a água na primavera pode atingir cerca de 37 °C. É também o lar da cena de amor entre Ygritte e Jon (“You know nothing, Jon Snow!”).

Grjótagjá, Game of Thrones
Foto: Foto: Andrés Nieto Porras via Flickr [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

A uma curta distância de carro de Grjótagjá está a maravilhosa paisagem de lava de Dimmuborgir, o local escolhido na série por Mance Rayder para montar acampamento, já mencionado anteriormente.

O local, na vida real, é lar de todos os tipos de formações de lava, incluindo cavernas e anéis. Dimmuborgir pode ser traduzido como Fortaleza Sombria.

Há uma lenda local que diz que foi lá que o Diabo caiu quando foi expulso do Paraíso e por isso é considerado uma conexão entre céu e inferno.

O Parque Nacional Thingvellir foi usado para várias cenas em Game of Thrones. Este parque definitivamente vale uma visita, não apenas pela conexão com os cenários de Game of Thrones, mas também por sua importância em termos de história, cultura e geologia.

Um dos locais mais fáceis de ser reconhecidos da série nessa área é o desfiladeiro perto da cachoeira Öxarárfoss, que foi usada como o locação para o Portão Sangrento, que leva até o Ninho da Água. Ele apareceu algumas vezes na quarta temporada.

Öxarárfoss, Cenário Game of Thrones
Foto: Laurette Chapuis por Pixabay 

A primeira vez foi quando o Mindinho e Sansa viajam para o Ninho da Águia e, mais tarde, quando Arya e o Cão de Caça (Clegane) chegam para descobrir que a tia de Arya havia morrido recentemente.

Thingvellir, e a área ao redor deste desfiladeiro, também foram usados para uma cena com Ygritte e Tormund, onde eles encontram o canibal Thenn Styr e fazem uma refeição um tanto… intragável.

Por fim, há o pequeno vale de Gjáin, que é uma espécie de oásis ao sul do país.

Ele aparece na quarta temporada, episódio 5, quando Arya e Clegane fazem uma pausa em sua longa caminhada e continuam a discussão que estão tendo. Arya também aproveita a oportunidade para treinar com sua espada.

Gjáin fica no Vale Þjórsárdalur, e o local só é acessível nos meses de verão.

Malta

Embora a Croácia tenha se tornado a cara da capital dos Setes Reinos no desenrolar das temporadas de Game of Thrones, na primeira temporada foi a pequena nação de Malta que serviu de cenário para King’s Landing, Pentos e Dothraki Lands.

Até mesmo algumas cenas do casamento de Daenerys e Drogo foram gravadas nesse pequenos país.

Fort Manoel, Malta
Foto: kitmasterbloke via Flickr [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

Talvez umas das locações mais tristes de toda a série seja o Fort Manoel em Malta. Esse é o local onde Ned Stark teve seu fim sob as ordens do Rei Joffrey.

Construído no século XVIII, o forte permanece na tentativa de entrar para a lista de patrimônio mundial da UNESCO.

Espanha

Talvez você não saiba, mas muitas das partes mais ensolaradas dos Sete Reinos foram filmadas na Espanha.

Nesse país, você pode encontrar o Mar Dothraki, o Monte Chifre de Sam Tarly e a Torre da Alegria, onde o grupo de Bran Stark se esconde durante a noite.

Vamos ver algumas locações de Game of Thrones na Espanha:

Pedra do Dragão

A Pedra do Dragão é um dos locais mais importantes na sétima temporada. É lá onde a maioria dos personagens importantes se encontram, esse local pode ser visto em todos os episódios da penúltima temporada.

Na vida real, a Pedra do Dragão, propriamente dita, fica em Downhill Strand, no Condado de Derry, na Irlanda. Porém, as cenas da praia foram gravadas na praia de Itzurun, em Zumaia, uma pequena cidade no norte da Espanha.

Já o tortuoso caminho por onde Daenerys passa para chegar até lá, também fica no País Basco, no norte da Espanha, em uma pequena ilha chamada Gaztelugatxe.

Gaztelugatxe, Cenários de Game of Thrones
Foto: enriquelopezgarre por Pixabay 

Também foi nesse escadaria que Jon testemunhou os dragões pela primeira vez. O lugar fica a apenas uma hora de distância de Bilbao, e foi construído no século XVI.

Fosso dos Dragões

O maior encontro de personagens da história de Game of Thrones aconteceu nas ruínas romanas de Itálica.

No passado, o anfiteatro do lugar recebia cerca de 25 mil espectadores.

A partir da sétima temporada de Game of Thrones ficou ainda mais famoso por receber de uma só vez três Lannisters, dois Targaryens, dois Cleganes, dois Greyjoys, dois dragões, alguns amigos, alguns inimigos e um homem morto andando.

Dorne

Considerada por muitos como a locação mais bonita da série na Espanha, os Alcáceres Reais de Sevilha, são um luxuoso palácio real no centro da cidade.

Real Alcazar de Sevilla, Espanha
Foto: Adam Hill por Pixabay 

Embora o palácio seja a maior atração turística de Sevilha, o elenco e a equipe receberam permissão para fechar metade dele para filmar cenas cruciais em Dorne, a parte mais ao sul do reino de Westeros.

Os níveis superiores do palácio ainda são usados pela família real. A UNESCO declarou-a como Patrimônio Mundial em 1987.

Veja onde se hospedar em Sevilha

Torre da Alegria

A Torre da Alegria, que desempenha um papel fundamental na história, fica entre Madrid e Barcelona.

Ela foi apresentada na 6ª temporada, e foi lá que Jon Snow nasceu, quando sua mãe, Lyanna Stark, estava sendo mantida prisioneira.

O castelo fica em uma região isolada na Sierra de Caldereros, em Guadalajara, na Espanha, foi construído no século XII. Mas ele está em ótimo estado de conservação, após ter passado por reformas.

Jardim de Cima

O Castillo de Almodóvar del Río é um castelo na cidade de Almodóvar del Río, província de Córdoba, na Espanha. O castelo está aberto ao público.

Castillo de Almodóvar del Río, Espanha
Foto: giborn_134 via Flickr [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

Na série, é lá que fica o Jardim de Cima, que é o lar da Casa Tyrell e a capital da região da Campina.

Porém, com o apoio da Casa Tarly, antes vassalos dos Tyrell, os Lannister saquearam e tomaram o Jardim de Cima e o entregam aos Tarly, agora seus aliados contra os Dothraki. Por isso a relevância da locação para série.

Veja onde se hospedar em Almodóvar del Rio

Mar Dothraki

Por falar neles, a paisagem que serviu como o Mar Dothraki, uma vasta planície em Essos, o continente vizinho a Westeros, pode ser encontrada no sul da comunidade de Navarra.

Esse lugar fica no norte da Espanha e se chama Bardenas Reales.

Bardenas Reales, cenário de Game of Thrones
Foto: joannadal por Pixabay 

A paisagem semidesértica com cânions e monólitos chega a parecer outro planeta, ou pelo menos uma cena de estúdio. Mas não é.

Cada um dos cerca de 420 Km² de Bardenas Reales é totalmente real e é composto de argila, giz e arenito que foram moldados por séculos de água e vento.

Arena de Daznak – Meereen

A cerca de uma hora a leste de Sevilha fica a pequena cidade histórica de Osuna, que tem uma população de cerca de 18 mil habitantes.

Sua praça de touros sediou uma cena no estilo gladiador, onde Daenerys acerta as contas com os senhores de escravos de Meereen.

Essa sequência levou 12 dias para ser filmada por completo (alguns filmes podem durar isso) e exigiu cerca de 500 figurantes.

Além dessa cena blockbuster, a arena também serviu como palco para o casamento de Daenerys.

Veja onde se hospedar em Osuna

Marrocos

Nem todas as gravações externas da série foram filmadas no continente europeu. Tem algumas locações de Game of Thrones no Marrocos!

Cenas de Game of Thrones que mostram as cidades de Yunkai e Estapor (que ficam em Essos) foram gravadas no Marrocos, no continente africano.

Yunkai

Na série, Yunkai é uma das três maiores cidades da Baía dos Dragões, ao lado de Astapor e Meereen.

A oligarquia da cidade utilizava um regime escravista antes da libertação comandada por Daenerys.

Yunkai, cenário de Game of Thrones
Foto: Walkerssk via Pixabay

A cidade real que dá vida a Yunkai é Aït-Ben-Haddou. Patrimônio Mundial da UNESCO, a cidade do século XVII fica entre Marrakech e o Saara e foi um ponto de parada para muitas caravanas que se dirigiam para dentro ou para fora do deserto.

Ela também serviu de locação para a fictícia Pentos. Além de Game of Thrones, alguns filmes como Gladiador e A Múmia também foram filmados por lá.

Veja onde se hospedar em Aït-Ben-Haddou

Astapor

Em sua jornada para alcançar alianças e aumentar seu exército, na terceira temporada Danny segue para a cidade de Astapor. E é lá que ela encontra o exército dos Imaculados.

Astapor, cenário de Game of Thrones no Marrocos
Foto: Laszlo Wallner por Pixabay 

As cenas mais importantes de Astapor foram filmadas na cidade portuária marroquina de Essaouira.

Antigamente chamada Mogador, Essaouria é uma cidade da costa sudoeste de Marrocos. Foi fundada no século V e é muito famosa por sua cultura e gastronomia.

Veja onde ficar em Essaouira

Antes de viajar, lembre do seguro viagem

Seguro viagem é obrigatório para toda viagem para a Europa e muito indicado para qualquer pessoa que faz uma viagem internacional, independente do destino.

Antes de visitar qualquer uma dessas locações de Game of Thrones, faça um seguro viagem internacional e viaje tranquilo, com cobertura médica, odontológica e muitos outros benefícios.

Na hora de fazer a compra de seguro viagem, eu sempre uso o site da Seguros Promo. Esse site funciona como um comparador de preços entre as seguradoras. 

Basta colocar o destino e as datas da sua viagem, que você descobre facilmente qual o seguro que oferece o melhor custo-benefício pra você.

Se você não entende muito bem como funciona o seguro viagem, pode ler mais sobre Seguro Viagem aqui no site.

Cenários de Game of Thrones: faltou algum lugar?

Ufa! Essa lista foi grande!

E acredita que ainda assim alguns lugares ficaram de fora? Algumas locações que tiveram menos relevância na história acabaram não entrando na lista final.

Mas, talvez, você tenha visitado algum lugar que não apareceu aqui. Ou ainda lembra de alguma outra locação que apareceu na série que achou muito bonita e não foi citada.

Desafio você que é mesmo fã da série a citar nos comentários pelo menos um dos cenários de Game of Thrones que não entrou na lista.

Fala aí pra gente! Quero ver você acertar! 😉

Foto em destaque: Wonyoung Lee por Pixabay 

Thiago Amaral
Thiago é um professor de Inglês que, apesar dos seus (já) 30 e poucos, ainda vai ser jornalista. Não viaja tanto quanto gostaria, mas também um dia o fará. Por ora, se arrisca escrevendo sobre assuntos aleatórios e eventualmente viaja com sua esposa Marcela e filha Alice. E por isso foi convidado a escrever (eventualmente) neste blog: para dar dicas e contar sobre a experiência de viajar em família e com criança.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:
Zambron disse:

Faltou Girona

Lila Cassemiro disse:

Ótima dica, Zambron! Obrigada pela complementação!