Viagem com mala de mão: 10 dicas para uma mala planejada

Viagem com mala de mão | Que tipo de viajante é você: aquele que tenta levar o guarda-roupa inteiro na mala, ou aquele que viaja apenas com o essencial?

Viajar leve, levando o mínimo de peso possível, sempre foi uma prioridade pra mim. E especialmente depois que as companhias aéreas começaram a cobrar por mala despachada, viajar com mala de mão virou uma questão de economia na viagem.

Mas se para viajar com mala de mão você não pode carregar muita coisa, como escolher o que levar na bagagem de mão?

O segredo do sucesso pode estar nas malas inteligentes, ou malas planejadas.

Como montar uma mala planejada? 10 dicas para uma viagem com mala de mão

Para montar uma mala planejada, não é uma coisa que você aprende do dia para a noite. Primeiro, é preciso treinar o olhar, para começar a ver seu guarda-roupas de forma mais criativa.

A ideia é escolher peças que tenham a ver com seu estilo, e que conversem entre si, para que você multiplique o número de combinações possíveis dentro da mala.

A ideia central é evitar aqueles “conjuntinhos prontos”, de uma blusa que você só veste com uma calça. Mas sim levar uma calça que possa combinar com várias blusas, e render looks diferentes e interessantes.

Mala de viagem planejada - mala de viagem de mão
Foto: Fui Ser Viajante

Claro que você pode fazer isso sozinho, mas para quem tem dificuldade e fica sempre na dúvida do que levar, é possível ou contar com a ajuda de um profissional especializado.

A Priscila Citera, consultora de estilo do Vestindo Autoestima, foi quem me ensinou muita coisa do que eu sei sobre como montar uma mala inteligente.

Ela oferece dois serviços muito bacanas para quem quer aumentar as possibilidades dentro do guarda-roupas: o serviço de montagem de looks e o de mala planejada. Inclusive, ela ofereceu desconto nos dois serviços para os seguidores aqui do blog!

Basta mandar mensagem (21) 98837-4432 ou email para a Priscila Cítera (priscila@vestindoautoestima.com.br) contando que viu esse post e pronto! Você ganha um desconto nos serviços de mala planejada e montagem de looks!

Convidei a Priscila para montar uma mala de viagem de mão pra mim, considerando a proposta de 5 dias na serra. O resultado ficou muito legal e decidi trazer esse conteúdo pra cá, porque sei que pode ajudar muita gente.

Vou contar nesse post algumas dicas para montar uma mala compacta que a Pri me passou e que podem te ajudar muito a transformar aquela sua mala de enorme em uma mala de mão compacta, funcional e criativa! Vamos às dicas!

Antes da mala: pesquise sobre o destino e o clima na viagem!

Essa é a dica mais básica de todas – e uma das mais importantes! Que tipo de roupa você vai precisar no destino de viagem?

Vai ser uma viagem a trabalho ou a lazer? Vai ter algum evento ou lugar que peça um dress code específico?

O que você incluiu no roteiro de viagem: atividades ao ar livre? Trilhas na natureza? Passeios culturais dentro de lugares fechados?

É uma viagem para a praia ou serra? Vai fazer frio ou calor? Qual a previsão do tempo? Será que vai chover?

Responder essas perguntas vai ter dar uma base sólida para escolher as peças para levar e fazer uma viagem com mala de mão sem erro!

Calcule a quantidade de peças com base nos dias de viagem

Para fazer uma mala planejada, levando a quantidade de peças que cabem na mala de mão, vamos pensar no número de peças, não no número de looks. Vamos fazer uma conta simples:

Para calcular a quantidade de peças de baixo para levar na mala, pegue a quantidade de dias de viagem e divida por dois. Esse número corresponde ao número de peças de baixo que você vai levar na mala.

Por exemplo, se você vai passar 10 dias viajando, você vai levar 5 peças de baixo.

Para saber então quantas peças de cima levar, basta multiplicar esse número por 2. Para cada peça de baixo, leve pelo menos duas peças de cima que combinem e possam ser usadas juntas.

Para essa viagem de 10 dias, você levaria 5 peças de baixo, e 10 peças de cima. Nessa conta, você teria um total de pelo menos 2 looks por dia (um para o dia e outro para a noite).

Falo pelo menos porque, como vou mostrar mais à frente, basta usar a criatividade e algumas dicas de estilo e combinação de cores para ver que essas peças podem gerar muitos outros novos looks!

Mala de viagem com círculo cromático
Foto: Fui Ser Viajante e Vestindo Autoestima

Separe também um look para a ida e outro para a volta da viagem. Pense se você está montando uma mala de viagem de mão para ir de carro ou de avião e monte um look com conforto (leve agasalho se necessário).

Eu sempre aposto numa combinação de uma calça e duas blusas – uso a mesma calça e mudo apenas a blusinha, uma para a ida e outra para a volta. Também viajo vestindo a peça mais volumosa (seja uma calça jeans, ou um tênis maior), pois assim já libero mais um espaço na mala!

Uma outra dica boa é levar também uma peça única, como um vestido ou macacão, para o famoso dia do “e se…”. E se aparecer um jantar, e se chover e não der pra ir de calça, e se… Com essa peça única (e todas as combinações que podem surgir a partir dela), você tem mais um carta na manga pra tirar da mala.

Não esqueça da roupa de dormir e do chinelo para ficar em casa. E por falar em calçado, eles ocupam muito espaço na mala, por isso é bom escolher com sabedoria quais levar. Vou falar mais disso num tópico específico!

Ah, vale dizer: roupas para atividades específicas, como roupa de academia, de praia, de trilha, não entra nessa conta tá? Reserve um espaço na mala para elas!

E para quem embarca para viagens muito longas: ao invés de tentar montar uma mala de viagem gigante, pesquise se no seu hotel ou nas redondezas você encontra um serviço de lavanderia.

Na maioria das vezes, não é um serviço muito caro e vale muito mais a pena fazer uma mala de viagem de mão super leve, e lavar roupas no meio da viagem, do que tentar carregar todo o seu guarda-roupas nas costas!

Monte uma mala de viagem de mão com peças que conversem entre si

Minha cartela de cores é Primavera Clara (fiz a coloração pessoal também com a Vestindo Autoestima).

Ter um guarda-roupa pensado dentro dessa cartela faz com que minhas roupas conversem bastante entre si, e tudo combina com mais facilidade. Isso sem sombra de dúvidas facilitou muito a minha vida e a montagem dos meus looks.

Cartela Primavera Clara - Coloração pessoal
Foto: Fui Ser Viajante

Mas mesmo quem nunca fez o serviço de coloração pessoal pode montar um guarda-roupas dentro de uma paleta de cores que goste e que combinem entre si, e também vai aproveitar do benefício de ver os looks mais harmoniosos e criativos aparecendo, apesar de viajar apenas com uma mala de viagem de mão.

Eu uso muito o círculo cromático para experimentar combinações de cores – e isso me dá muita autonomia para montar looks com mais criatividade e intenção.

Seja para fazer looks monocromáticos, combinações análogas (cores próximas dentro do círculo cromático) e combinações complementares (cores em extremos opostos do círculo), quando as peças estão dentro de uma paleta de cores elas certamente vão conversar melhor entre si.

Isso vai te ajudar a fugir do famoso “conjuntinho”, uma blusa que você só consegue usar com uma calça, ou uma saia que você não consegue usar com nada.

Escolha o tecido das roupas com intenção

Você costuma olhar a etiqueta das roupas antes de comprar uma peça nova? A Pri também me ensinou muito sobre as diferenças dos tecidos e das sensações que eles causam no vestir.

Por exemplo, as roupas de tecidos sintéticos, como poliéster, acrílico, poliamida, nylon, lycra, acetato e elastano, são ótimas para levar na mala de viagem de mão porque não amassam, e costumam esticar bem para vestir com facilidade.

Por outro lado, esses tecidos artificiais não tem boa “respirabilidade”, impedem a passagem do ar, por isso esquentam, acumulam suor e as vezes até odor. Podem ser uma opção excelente para lugares mais frios, mas para o calor podem deixar você no sufoco (literalmente).

Já roupas de tecido natural, como linho, lã, algodão e seda, não tem esse problema com o calor. São ideias para lugares e dias mais quentes, porque deixam o corpo respirar.

Etiqueta de composição de roupas - mala planejada
Foto: Fui Ser Viajante

Por outro lado, eles não esticam, amassam bastante, exigem mais cuidado na lavagem, e isso pode ser um fator limitante para quem precisa ser mais prático e / ou tem pouco tempo para cuidar das peças.

Uma boa dica é tentar escolher roupas que combinem fibras sintéticas e naturais (na etiqueta é algo como 80% algodão e 20% poliéster), ou apostar em roupas de viscose, que apesar de ser fibra sintética, não tem tanto problema de acumular calor.

No site do Vestindo Autoestima tem um post inteiro explicando qual o melhor tecido para cada necessidade, e ela pode explicar isso bem melhor do que eu.

A mensagem que eu quero deixar aqui é: vale a pena olhar a etiqueta da roupa e escolher o tecido com intenção, sabendo que está levando uma roupa que vai atender às suas necessidades, seja no frio ou no calor, e te deixar confortável.

Capriche nos acessórios

Acessório ocupa pouco espaço na mala, pesa quase nada e pode mudar completamente a mensagem de um look.

Um lenço, um brinco, um colar, a bolsa que você usa, pode transformar um look basicão numa proposta cheia de estilo, criativa e bem mais interessante.

Acessórios para mala de viagem
Foto: Fui Ser Viajante

Escolha os sapatos com sabedoria

Sapato ocupa MUITO espaço na mala, além de ser um dos itens mais pesados quando falamos em viajar só com a mala de mão.

Eu sempre tento reduzir ao máximo o número de sapatos que viajam comigo: um chinelo para ficar no quarto do hotel, um tênis e duas sandálias rasteiras e confortáveis geralmente são as minhas apostas mais certeiras.

Sapatos para mala de viagem
Foto: Fui Ser Viajante

Mas isso tem a ver com seu estilo de vestir e atividades que você vai ter na viagem também. Tem algum evento mais elegante, precisa levar salto? Vai praticar atividade física e precisa de algum sapato específico?

Que tipo de sapato é mais indicado para o destino específico (por exemplo, nada de levar salto para destinos com calçamentos irregulares como Paraty e Tiradentes, hein?)

Ah, e não esqueça de escolher os sapatos pensando nos looks. Não adianta levar um sapato que não combine com as roupas da viagem, pra chegar lá e ele ficar parado na mala.

E nada de levar sapato novo na mala hein? Quem viveu sabe que fazer um calo durante uma viagem é um baita problema. “Amacie” o sapato novo, usando algumas vezes antes da viagem, ou aposte nos sapatos que você já tem e está acostumado.

Faça combinações de cores e truques de estilo

Agora eu quero espalhar a palavra do círculo cromático, hahaha. Depois que conheci a teoria e aprendi a usar o círculo cromático na prática com a Vestindo Autoestima, montar looks interessantes e criativos ficou muito mais fácil.

Dentro das cores da minha cartela, escolho combinações análogas ou complementares, e até me jogo em combinações mais ousadas, como as tríades (que combinam 3 cores opostas dentro do círculo cromático).

Looks coloridos com círculo cromático
Foto: Fui Ser Viajante e Vestindo Autoestima

As possibilidades são – realmente – infinitas! E com o treino você vai perdendo o medo de testar novas cores e novas combinações, sabe? Aquela insegurança de “será que essa cor combina com aquela” cai por terra quando você sabe a teoria do círculo cromático!

E consequentemente, você consegue montar muito mais looks com uma pequena quantidade de peças 😀

Ah, e também vale ser criativo e testar alguns truques de estilo simples, como dobrar a manga ou dar um nózinho na camiseta, para dar uma bossa, ou usar um lenço como blusa, etc. Tem várias dicas de truques de estilo na internet, é só pesquisar e usar!

Teste todos os looks e fotografe!

Como comentei acima, a Priscila me ensinou a sempre começar separando as peças de baixo, e daí pegar no guarda-roupa as partes de cima, pensando sempre naquela regrinha de duas blusas para cada parte de baixo.

Depois de separar tudo, é hora de vestir cada look para ver se a proposta funciona. Isso porque na ideia a prática é outra, né? Tem que ver se o caimento fica bom, se as duas peças realmente funcionam juntas e se você vai se sentir bem naquele look.

Ah, e tem que montar o look todo, tá? Acessórios, sapatos e bolsa, tudo!

Gostou do look? A dica é fotografar cada look aprovado para ajudar o processo de se vestir na viagem!

Aproveite para tentar versatilizar as peças. Nessas fotos, por exemplo, é a mesma salopete jeans, usada como saia também. A mesma peça de baixo, rendendo ainda mais looks 😉

Teste todos os looks - mala planejada
Foto: Fui Ser Viajante e Vestindo Autoestima
Como versatilizar uma peça
Foto: Fui Ser Viajante e Vestindo Autoestima

Assim você escapa daquele branco que bate: mas eu trouxe essa peça para usar com o que mesmo? Ter a foto do look montado é uma super economia de tempo na hora de se arrumar, e assim você aproveita a viagem muito mais.

Para quem é super organizado, dá até pra montar o look e já pensar em qual dia do roteiro ele encaixa, baseado nas atividades que você vai ter. Assim você com um look prontinho para cada dia.

Acima de tudo: Respeite o seu estilo

A hora da mala não é o momento de inventar. Não adianta tentar levar um tipo de vestido que você nunca usou, porque viu alguém usando e fica legal.

Nem de tentar mudar drasticamente seu jeito de vestir por causa da viagem. O lugar muda, mas você ainda é a mesma pessoa.

O importante é estar confortável dentro da própria pele – e da roupa! Se não você vai se sentir “fantasiada” de outra pessoa, e isso gera um sentimento de desconforto. É capaz de nem querer usar a roupa porque não vai se sentir você mesma com ela!

Para conseguir aproveitar muito mais a viagem, e usar sua mala ao máximo, respeite seu estilo e leve peças que estão dentro da sua zona de conforto.

Use e abuse dos organizadores de mala

Para transformar a sua mala de viagem em uma mala de mão, vale a pena conhecer algumas dicas de organização.

Como dobrar as roupas de forma a amassar menos, e caber mais? Existem vários vídeos no Youtube ensinando essa e muitas outras dicas!

Você sabia, por exemplo, que para não enroscar os colares, é possível usar canudos para transporta-los de forma organizada?

Compre saquinhos organizadores para separar as meias, para colocar roupa íntima, maquiagem e acessórios de forma organizada. Uma mala organizada é uma mão na roda para encontrar o que você procura, além de facilitar na hora de começar a separar roupa limpa de roupa suja.

Além disso, numa mala organizada você vai amassar muito menos sua roupa do que naquela mala toda louca, onde você apenas joga as coisas lá dentro.

Dica bônus: aluguel de roupas

Às vezes a gente vai viajar para um lugar e não tem todas as roupas no guarda-roupas, né? Seja para uma viagem a trabalho, com uma reunião importante, ou mesmo para um lugar de frio intenso, quando não temos o casacão impermeável…

Algumas cidades (e até alguns hotéis) disponibilizam um serviço interessante de aluguel de roupas para quem está viajando.

Em Niterói, Rio de Janeiro, a Basiquinha Bazar oferece o serviço de armário compartilhado. Em São Paulo, tem a Roupateca.

Pode ser uma boa opção para não precisar investir numa roupa que você dificilmente vai usar depois. Também é um serviço que atende quem que experimentar looks diferentes na viagem mas não quer comprar roupas novas.

Serviço de mala inteligente: contrate uma profissional para te ajudar!

Montar uma mala planejada é uma atividade que requer prática. Você precisa apurar seu olhar para o guarda-roupas, testar novas combinações e, acima de tudo, desapegar da mala gigante e se permitir viajar mais leve.

Não espere acertar logo na primeira tentativa, confie no processo porque estamos falando de muito aprendizado e auto-conhecimento.

Para quem está inseguro ou não sabe bem por onde começar, é possível fazer como eu fiz, e contratar uma profissional. Uma mala planejada por uma consultora de estilo é uma mão na roda para quem vai viajar e não sabe muito bem como montar uma mala bacana.

A consultora de estilo pode te ajudar a montar novos looks com as peças que você já tem no armário, além de montar uma mala de viagem pensada para você.

Eu contratei a consultoria da Priscila Citera e realmente indico o trabalho dela. Para essa mala de 5 dias na serra, separamos 20 peças, 4 sapatos (incluindo tênis de trilha), e no final do processo eu saí com 29 looks fotografados e prontos para serem usados, de acordo com meu estilo e paleta de cores.

Consultora de estilo Priscila Citera - serviço de mala inteligente
Foto: Fui Ser Viajante e Vestindo Autoestima

A mala ficou com 9kg, perfeita para ser levada a bordo numa viagem de avião. Adeus, despachar bagagem! Viajar com mala de bordo só tem vantagens.

Além da economia, você dá adeus aquela tensão de perder bagagem (quem viveu, sabe), ou à revolta de ver sua mala chegando quebrada ou arrombada ao destino…

A ideia geral do serviço de mala inteligente é selecionar as peças que vão na mala e montar a maior quantidade possível de looks com cada peça, fazendo a peça render ao máximo e te dando opções.

Caso você tenha ficado interessado, tenho uma boa notícia. A Priscila, consultora de estilo do Vestindo Autoestima, ofereceu um desconto para os seguidores aqui do blog.

Basta mandar um email para priscila@vestindoautoestima.com.br e dizer que viu essa matéria aqui no blog, que ela vai oferecer um desconto no serviço de mala inteligente!

E mais: se você não tem viagem marcada mas ficou interessado na proposta de montagem de looks, para versatilizar e fazer render as roupas que você já tem, a Pri também ofereceu desconto no serviço de montagem de look!

O serviço pode ser realizado presencial no Rio de Janeiro ou online, de qualquer lugar do mundo!

E esse não é um publipost, tá? Indico a Priscila porque usei os serviços dela e gostei muito. Indico mesmo, para todo mundo!

Lila Cassemiro
Pernambucana, contadora de histórias e bem curiosa. Geminiana apaixonada por artes e culturas, sempre com a mala pronta pra viajar de novo. Eu gosto de gente.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:
Silvia Magalhães disse:

Oi querida, amei suas dicas. Deus te abençoe. Obrigada. Todos nós temos o que aprender com alguém e tb ensinar☺️

Lila Cassemiro disse:

Obrigada Silvia! Com certeza, temos mesmo muito a aprender e ensinar 😀

Joselma Soares da Silva Melo disse:

Amei sua postagem. Dicas excelentes para viajar com a mala certa para a hora certa.

Klécia disse:

Que bom que curtiu 😀 Ficamos felizes demais!