Fui Ser Viajante

Onde se hospedar em Madrid: melhores bairros

Compartilhar

Onde ficar em Madrid | A capital da Espanha tem uma ótima rede de hotéis, além de opções mais econômicas de hospedagem, como hostels, hostals e pousadas. Mas essa grande quantidade e variedade pode acabar gerando dúvidas na hora de escolher onde se hospedar em Madrid.

O ponto principal ao pesquisar onde ficar é conhecer melhor as particularidades de cada bairro de Madrid e optar pelo que combina mais com o seu estilo ou o que você busca na viagem.

Afinal, Madrid oferece uma gama de atrativos, que vão dos históricos aos modernos, passando por jardins, arquitetura, vida noturna e boa gastronomia. Veja mais informações que podem facilitar sua escolha de onde se hospedar em Madrid.

Leia também:
+ Principais atrações de Madrid para colocar no roteiro
+ Museus de Madrid: como visitar de graça
+ Toledo Espanha: ótimo bate e volta de Madrid
+ 3 dias em Barcelona: o que fazer por lá

Onde se hospedar em Madrid: bairro a bairro

Centro Histórico

Ficar na região central de Madrid é uma ótima alternativa para quem quer estar perto de tudo e fazer passeios a pé aos principais pontos turísticos da cidade.

Além disso, o centro de Madrid é uma região que possibilita vivenciar o clima da cidade, com artistas de ruas, praças, lojas, restaurantes e muitos moradores transitando pelas ruas, muitas delas fechadas apenas para pedestres.

A desvantagem é que está sempre muito cheio e movimentado, o que pode não agradar aos que procuram um pouco mais de tranquilidade.

O Centro Histórico de Madrid é bem grande e os melhores lugares para se hospedar são os mais próximos:

  1. da Puerta Del Sol (um dos atrativos mais visitados da cidade e uma região movimentada a qualquer hora). É lá que está a estátua que é símbolo de Madrid, “O Urso e o Madroño”,
  2. da Gran Vía (uma espécie de Times Square de Madrid, com grandes edifícios, letreiros coloridos, lojas de grife e muito comércio), ou
  3. da Plaza Mayor (praça com bares, restaurantes, mesas ao ar livre e construções históricas).

Em todos eles há desde opções de hospedagem mais luxuosas até as mais simples. Além de poder ir a pé para muitos pontos turísticos de Madrid, essas regiões são muito bem servidas de transporte público. Dá pra ir facilmente a qualquer outro lugar da cidade saindo do centro.

Na nossa primeira viagem em Madrid, escolhemos nos hospedar nos arredores do centro. Gostamos tanto que repetimos na segunda vez.

Metrô: estação Sol (linhas 1, 2 e 3); estação Sevilla (linha 2); estação Gran Vía (linhas 1 e 5) e estação Callao (linhas 3 e 5).

Onde se hospedar no centro de Madrid:

Hotel Europa
Hostal Abadia
B&B Centro Puerta del Sol
Hostel The Hat
Hostal Madrid

Seguro Viagem é obrigatório na Europa, sabia?

E aqui tem desconto!

Use o cupom FUISERVIAJANTE5 e ganhe 5% de desconto em qualquer plano de seguro viagem com a Seguros Promo. E ainda te mais 5% OFF para quem paga com boleto bancário! Aproveite! 

> Faça uma cotação grátis e sem compromisso <

Quer entender mais sobre seguro viagem e ganhar outros descontos? Clique aqui e aproveite um conteúdo exclusivo sobre seguro viagem.

El Prado

A famosa rua Passeo del Prado dá nome à região que fica próxima ao centro e concentra algumas das principais atrações culturais de Madrid, incluindo os museus mais famosos de Madrid.

Lá estão o Museu del Prado (o mais importante da Espanha), o Reina Sofia, o Caixa Fórum e o Thyssen-Bornemisza, além de vários centros de arte.

A avenida é um dos principais eixos da cidade, é larga, arborizada, com jardins, fontes, estátuas e bancos. Muita gente (turistas e locais) aproveita para descansar um pouco ou observar o vai e vem dos moradores.

O Passeo del Prado vai da Plaza de Cibeles à  Plaza del Emperador Carlos V. Ao longo desse trajeto, é possível encontrar hospedagem com bom custo-benefício.

É uma região muito movimentada tanto durante o dia como à noite e ótima para andar a pé. Para quem prefere natureza, o Jardim Botânico e o Retiro Park são locais onde há sempre muita gente aproveitando o espaço verde para relaxar ou fazer caminhadas.

Há, também, muitos cafés, comércio em geral e principalmente bares, alguns deles com vista panorâmica.

Metrô: estação Banco de España (linha 2) e estação Puerta de Atocha (linha 1).

Onde se hospedar em Madrid em Passeo del Prado:

Villa Real
Soho Boutique Congresso
Room 007 Ventura Hostel
Hostal Bruña
Barbieri Sol Hostel

El Retiro

Perto ou praticamente junto do El Prado e também próximo ao centro, fica essa região tranquila e com muito verde.

O seu ponto mais famoso é o Parque de El Retiro, espaço enorme que existe desde o século XVII, com lagos, árvores, pista de atletismo, quadras esportivas, e atrativos como o Palácio de Cristal, estátuas de diversos reis, Porta de Espanha, entre outros.

É sempre muito frequentado por moradores e turistas. Lá também acontecem alguns eventos culturais e artísticos da cidade.

Nas proximidades há muito comércio e serviços em geral. Mas, apesar do grande movimento do parque, o bairro é pacato, bem residencial. E, por isso, tem poucas opções de hospedagem, o que faz com que os preços sejam um pouco mais altos.

Metrô: estação Retiro (linha 2).

Onde se hospedar em Madrid em El Retiro:

Only You Hotel Atocha
Casagrand Madrid
ICON Wipton by Petit Palace
Hotel Palacio Del Retiro
Hotel Indigo

Las Letras

É o bairro mais cultural de Madrid, com suas ruas cheias de galerias de arte, livrarias, lojinhas e antiquários, mas também com muitos bares e restaurantes, que garantem a vida noturna agitada.

No passado, teve moradores ilustres, como os escritores Miguel Cervantes e Lope de Vega (cuja casa virou museu e é aberta a visitação) e outros grandes nomes da literatura espanhola, daí ter recebido este nome.

Está perto do Passeo del Prado e é possível ir a pé aos principais museus da cidade. Lá também fica o Teatro Espanhol.

Não é muito indicado para quem quer sossego, já que tem um grande fluxo de turistas. Mas quem não se incomoda com o movimento 24 horas por dia e quer uma localização privilegiada, consegue encontrar boas alternativas de hospedagem com bons preços.

Metrô: estação Antón Martín (linha 1) e estação de trem Atocha.

Onde se hospedar em Madrid em Las Letras

Iberostar Las Letras Gran Via
Hostal Hispano-Argentino
Vincci The Mint
Petit Palace Tres Cruces
TOC Hostel Madrid

Los Austrias

O Palácio Real, a Catedral de Almudena, o Teatro Real, os Jardins de Sabatini são alguns dos pontos turísticos de Madrid localizados nesta região, que é bem central e mistura o antigo e o moderno.

Em suas ruas estreitas tem estabelecimentos de comércio tradicional e muitas construções antigas, que datam desde o século XV, mas são preservadas. Fica perto da Plaza Mayor.

Uma curiosidade é que, apesar de muito conhecido, Los Austrias ou Madrid de Los Austrias não é exatamente um bairro. Não há uma delimitação física e nem consta oficialmente nos mapas.

É apenas a forma como passou a ser chamada essa região e, assim, o nome se popularizou. Hoje o local é bem turístico e conta com diversos hotéis e hostels para todos os gostos e bolsos.

Outros atrativos próximos são o Mercado de San Miguel e o restaurante Sobrino de Botín, que consta no Guiness Book como o mais antigo do mundo. Ele foi fundado em 1725.

Metrô: estação Sol (linhas 1, 2 e 3).

Onde ficar em Madrid no bairro Los Austrias

Central Palace Madrid
Hostal Arriaza
Hotel Opera
Hostal Met Madrid
Posada del Dragón Boutique Hotel

Malasaña

Um dos bairros (se não o bairro) mais descolados de Madrid. Tem um estilo mais alternativo e conta com espaços culturais independentes, galerias de arte, lojas, artistas de rua e também bares moderninhos, boates e lojas de grandes marcas.

Até mesmo essa pegada mais despojada faz parte do charme de Malasaña. É o bairro ideal se você respira cultura e arte, ou mesmo se está numa segunda ou terceira viagem para Madrid e quer respirar mais um pouco da atmosfera local.

Seu ponto principal é a Plaza del Dos de Mayo. Lá fica também o Museu de Arte Contemporânea e o Museu do Romantismo.

A região respira criatividade e é muito frequentada principalmente pelo público mais jovem, tanto os espanhóis como também turistas. Para hospedagem, tem algumas opções com estilos e preços diversos.

Metrô: estação Bilbao (linhas 1 e 4) e estação Tribunal (linhas 1 e 10).

Onde ficar em Malasaña, Madrid

7 Islas Hotel
Hostal Adis
Hotel Alántico
Petit Palace Triball
Hostal Palacio Luna

– Chueca

Coladinho no bairro Malasaña, os dois muitas vezes são conhecidos como uma região só.

É um dos principais pontos da vida noturna de Madrid, conhecido também por ser a principal região LGBT da cidade.

Em Chueca estão muitos bares e restaurantes da moda, além de estabelecimentos para todos os gostos, dos mais simples aos mais sofisticados, com gastronomia variada e funcionamento durante o dia e por toda a noite.

A praça de mesmo nome tem mesinhas ao ar livre e é um dos principais pontos do bairro, que fica ainda mais movimentado no verão, reunindo todas as tribos.

Diversidade é a palavra que melhor define Chueca. Uma boa região para se hospedar sem pagar caro, caso goste de agito, de bater perna para ver vitrines e de fechar o dia com um drink ou um jantar.

Metrô: estação Chueca (linha 5).

Onde ficar em Madrid no bairro Chueca:

Pousada Fuencarral Rooms
URSO Hotel e Spa
Room Mate Oscar
Vincci The Mint
Gran Via Open Hostel

– Salamanca

Um bairro sofisticado, bonito e tranquilo, onde reside grande parte da elite de Madrid.

Tem ruas amplas e arborizadas com prédios modernos, lojas de grife e restaurantes luxuosos – muitos com estrelas Michelin.

Mesmo quem não pretende comprar costuma andar para admirar as vitrines.

Salamanca não é uma região muito frequentada por turistas, embora tenha alguns atrativos como o Museu Lázaro Galdiano, Museu Arqueológico Nacional, Mercado Platea Madrid (de comida gourmet, que funciona em um antigo teatro).

Lá também está uma das atrações mais conhecidas de Madrid, a Plaza de Toros de Las Ventas, considerada a mais importante do mundo, onde acontecem as famosas touradas, uma tradição do país.

As hospedagens em Salamanca seguem o padrão do bairro e têm preços mais altos.

Lá estão alguns dos principais hotéis cinco estrelas de Madrid. Mas pode ser uma boa escolha para quem quer um pouco mais de luxo e pode pagar por isso.

Metrô: estação Serrano (linha 4) e estação Retiro (linha 2).

Onde ficar em Madrid no bairro Salamanca:

Barceló Emperatriz
ICON Embassy by Petit Palace
Hospes Puerta de Alcalá
Hotel Villa Magna
Heritage Madrid Hotel

– Argüelles

Região residencial onde estão a Universidad Politécnica de Madrid e a Universidade Complutense, é muito frequentada por jovens estudantes.

Tem muitas livrarias, cinemas de rua, bares, padarias e locais diversos para comer com preços mais em conta.

Tem também lojas de departamento e feira de artesanato (na Plaza de España, onde está a estátua de Dom Quixote).

Mas um ponto negativo é o fato de estar um pouco mais afastado do centro e das principais atrações turísticas de Madrid, o que faz com que tenha pouquíssimos hotéis.

Metrô: estação Argüelles (linhas 3 e 4).

Onde ficar em Madrid no bairro Argüelles

Mercure Plaza de España
T3 Tirol
Meliá Madrid Princesa
Courtyard by Marriott
Barceló Torre de Madrid

– Chamberí

Mais um bairro bem residencial e tranquilo, com prédios altos e ruas mais vazias que em outras regiões.

Tem bons restaurantes e opções de comércio em geral.

Seus principais atrativos são o Museu Sorolla, construção do século XIX, o Parque Santander e a Plaza Olavide, com muito verde, que é o ponto de encontro dos moradores.

Ideal para quem quer fugir dos lugares turísticos convencionais e vivenciar um estilo de vida mais local.

Metrô: estação Iglesia (linha 1).

Onde ficar em Madrid no bairro Chamberí:

Hostal Angelines
Leonardo Hotel
One Shot Fortuny 07
Hotel Sardinero
The Pavilions

– Barajas

É a região onde fica o Aeroporto de Madrid. Está fora da zona urbana da cidade e, portanto, longe dos pontos turísticos.

Mas pode ser uma alternativa para quem chega em um voo muito tarde ou precisa embarcar muito cedo.

A maioria dos hotéis dessa região fazem o traslado gratuito para ir ou sair do aeroporto.

Metrô: estação Barajas (linha 8).

Hotéis perto do aeroporto em Madrid:

Ibis Madrid Aeropuerto Barajas
Hostal Viky
Hostal Aeropuerto
Hotel Villa de Barajas
Meliá Barajas

Qual o melhor bairro de Madrid para se hospedar?

Nossos favoritos são centro histórico e Malasaña, mas todos os bairros que listamos aqui são ótimas opções, alguns dos melhores bairros para se hospedar em Madrid.

Então na hora de escolher considere suas prioridades: localização, qualidade do hotel, preço, custo-benefício.

Uma dica importante, que sempre vale para as principais metrópoles pelo mundo, é escolher uma hospedagem que fique perto do metrô, o que irá facilitar os deslocamentos por toda a cidade.

Veja outras opções de hotéis e hostels em Madrid no Booking.com


Vem ser viajante com a gente!

Gostou do nosso conteúdo? Deixe um comentário aqui no site!
Acompanhe o blog nas redes sociais FacebookInstagramTwitter e Youtube
Para mais dicas e inspirações de viagem, siga o nosso perfil no Pinterest

 

Nosso blog também é mantido por você, leitor que viaja com a gente!

Você sabia? Quando você reserva seu hotel com os links aqui do site, você não paga nada a mais por isso? Já nosso blog recebe uma pequena comissão, paga pelo Booking.com. É assim que você apoia nosso conteúdo e ajuda nosso blog a crescer.

Você também nos ajuda muito quando contrata seguro viagem com a Seguros Promo e compara preços e aluga carro com a RentCars (sem pagar IOF!).

Somos uma comunidade de pessoas que amam viajar, então muito obrigado a você que faz o Fui Ser Viajante acontecer!

Sair da versão mobile