Cenários de Star Wars para visitar pelo mundo

Locações de Star Wars | Dia 4 de Maio é conhecido como o Star Wars Day (depois explico o porquê). E quem é fã da saga certamente já se imaginou em alguns dos incríveis cenários de Star Wars que são vistos ao longo dos diversos filmes (séries, animações…).

A boa notícia é que muitos desses lugares realmente existem, e o melhor: ficam todos na Terra! 😀

Sendo assim, aproveitando a data importante para os fãs, fizemos uma lista desses lugares.

E pra quem não é fã, quem sabe você não se empolga com as belas locações e resolve dar uma chance e conhecer esse clássico da cultura pop?

Locações de Star Wars: onde ficam e como visitar

Tatooine

O fictício planeta Tatooine é, indiscutivelmente, o planeta mais importante da saga.

Foi aqui que Luke assistiu os dois sóis gêmeos se pondo no céu (Cássia Eller curtiu isso), onde Qui-Gon lutou contra um Lorde Sith, marcando seu retorno à galáxia, e onde tanto Anakin quanto seu filho cresceram.

É também o único planeta que apareceu em cinco dos seis primeiros filmes, sendo mencionado em O Império Contra-Ataca (onde não foi visto), voltando a aparecer no Episódio IX e na série spin off, The Mandalorian.

Hotel Sidi Driss – Matmata, Tunísia

Provavelmente um dos cenários de Star Wars mais famoso de toda a saga foi no Hotel Sidi Driss, onde conhecemos Luke Skywalker.

Nele, vemos os cenários de Star Wars gravados no interior da casa onde Luke passou sua infância e adolescência, no planeta Tatooine.

A história da construção vem de séculos atrás, quando os berberes (conjunto de povos do norte de África que falam línguas berberes, da família de línguas afro-asiáticas) construíram a estrutura subterrânea como uma casa, propriamente dita.

Leia também: Cenários de Harry Potter para visitar na Inglaterra

Hotel sidi driss, cenário de Stars Wars
Foto: Stefan Krasowski via Flickr [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

Em algum momento da história, o lugar se tornou um hotel, onde George Lucas viria a filmar o primeiro filme de Star Wars, no final dos anos 70.

A decoração para o filme foi retirada quando a equipe partiu, mas foi reconstruída em 2000 para ser um dos cenários de Star Wars: Episódio II – Ataque dos Clones.

Desde então, eles permanecem montados, para que os convidados possam comer à mesa onde o jovem mestre Luke comeu.

Não a toa, hoje o local é mais conhecido como “Hotel Star Wars”.

La Grande Dune – próximo a Nefta, Tunísia

A parte exterior do iglu da casa de Luke foi filmado a cerca de 300 quilômetros de distância, no lago salgado e seco de Chott El Jerid. O iglu ainda está lá, sendo melhor acessado de carro.

As crateras ao redor foram feitas artificialmente, para criar a ilusão de que a casa subterrânea fica ali dentro.

O iglu do filme de 1977 foi desmontado, mas, assim como o interior da casa, novamente reconstruído para o Ataque dos Clones, e mais tarde restaurado por um fã.

Perto dali está La Grande Dune, local do Mar das Dunas. A cerca de 30 minutos do iglu está o conjunto de Mos Espa, a cidade do espaçoporto onde Anakin foi descoberto como um jovem escravo.

Cenários de Star Wars - casas Mos Espa
Foto: Christian via Flickr [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

Outras locações na Tunísia

Além dessas duas mais importantes, existem diversas outras cenários de Star Wars na Tunísia.

Mas quase sempre tem algum porém: ou não são tão bonitas/interessantes, ou não tem tanta relevância na história, ou são difíceis demais de serem acessadas ou até mesmo perigosas.

Por exemplo, a ilha de Djerba, que serviu de cenário para a parte externa da cantina, Anchorhead e a casa em que Obi-Wan Kenobi viveu durante o exílio.

Djerba, Tunísia - cenários de Star Wars
Foto: Blood Shunt via Flickr [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

Nas proximidades da cantina também fica o local onde os troopers param Luke, Obi-Wan e os dróides no landspeeder.

Medenine foi um dos três locais usados como cenários de Star Wars: Episódio I – A Ameaça Fantasma como estadia dos escravos, onde Anakin e Shmi moravam.

E por fim, o chamado ‘Star Wars Canyon’, um cenário de Star Wars que acabou ficando com esse nome após ter tido várias cenas gravadas ali.

Foi lá, por exemplo, que Luke estacionou o Sandcrawler e encontrou seu mentor pela primeira vez.

Death Valley National Park – California (EUA)

Curiosamente, nem todas as locações de Tatooine foram na Tunísia. Para algumas cenas, George Lucas também usou o Vale da Morte nos Estados Unidos como um dos cenários de Star Wars.

A área entre Sierra Nevada e o deserto de Mojave, junto com a Tunísia, foi usada para dar vida ao planeta deserto, principalmente na cena em que Obi-Wan conhece Luke, C-3PO e R2-D2.

Para Star Wars: Episódio VI – O Returno de Jedi, o Twenty Mule Team Canyon no Vale da Morte foi usado para filmar a cena em que C-3PO e R2-D2 viajam para o Palácio de Jabba.

Há ainda o Desolation Canyon, que é onde o elenco e a equipe filmaram todas as cenas que envolviam o Povo da Areia em Uma Nova Esperança (Episódio IV).

Por fim, ainda no Vale da Morte, temos as Dunas Mesquite Flat. Estas são as planícies rochosas onde R2-D2 ‘deu um rolé’ após se separar de C-3PO.

Dunas Mesquite Flat, cenário Star Wars
Foto: Abhay Bharadwaj por Pixabay 

Deserto de Yuma – Arizona, EUA

Finalizando as locações de Tatooine, mas agora em outra região desértica dos EUA, temos o Deserto de Yuma, que fica no estado do Arizona.

Ao invés de voltar a gravar na Tunísia em O Retorno dos Jedi, os produtores escolheram filmar no Buttercup Valley (localidade do deserto de Yuma), para a sequência do Poço do Sarlacc.

O Sail Barge de Jabba e o Sarlacc Pit levaram mais de cinco meses para serem construídos, e mais de 5500 membros do elenco e da equipe se hospedaram em Yuma durante as filmagens em 1982.

Endor

Endor é uma lua fictícia no universo de Star Wars, conhecida por suas infinitas florestas, savanas, pradarias, cadeias de montanhas e oceanos.

A lua foi o local de uma batalha crucial retratada em O Retorno dos Jedi.

Parque Nacional de Redwood – Califórnia, EUA

Endor é a casa dos peludos e fofinhos Ewoks. A locação escolhida para dar a vida à lua foi o Redwood National and State Parks, na Califórnia.

A maioria das cenas conhecidas foi filmada em terras particulares pertencentes a uma empresa madeireira.

Cenários de Star Wars - Redwood National and State Parks
Foto: David Mark por Pixabay 

Desde que o elenco e a equipe trabalharam em “O Retorno dos Jedi“, em 1982, a extração pesada de madeira deixou a maior parte da paisagem irreconhecível.

Mas dirigir pelos parques ainda permite conhecer algumas partes do cenário, especialmente ao longo da estrada Avenue of the Giants.

No Grizzly Creek Redwoods State Park e no Humboldt Redwoods State Park, que são alguns dos parques estaduais que fazem parte do complexo, foram filmadas as cenas de perseguição de speeder e da emboscada dos Ewoks.

Yavin

Yavin é mais um planeta fictício de Star Wars. Ele apareceu pela primeira vez no filme Star Wars de 1977 e tem um extenso sistema de luas.

A base militar oculta da Aliança Rebelde está localizada em sua quarta lua, Yavin 4.

Parque Nacional Tikal – Guatemala

Aproveitando que estamos nas Américas, vamos seguir na direção sul do continente para visitar outros cenários de Star Wars.

Em Uma Nova Esperança, George Lucas usou antigas ruínas Maias, localizadas no Parque Nacional Tikal da Guatemala, como o exterior do Posto Avançado de Massassi da Aliança Rebelde.

Na primeira cena de Yavin 4, você vê a Millennium Falcon vindo em direção à câmera e pode ver alguns templos sobressaindo sobre a copa das árvores na floresta.

Templos Tikal na Guatemala - cenários de Star Wars
Foto: Bernard DUPONT via Flickr [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

Curiosamente, o segundo take em que vemos a Falcon, se passa no mesmo local. Porém, visto de outro ângulo, onde vemos um guarda rebelde examinando a nave ao lado de um pedaço de parede do Templo IV.

Crait

Esse é o planeta onde a Primeira Ordem lutou contra a Resistência em Star Wars: Episódio VIII – Os Últimos Jedi. Este é um pequeno planeta mineral salgado localizado em um setor remoto da galáxia.

Coberto com uma camada de sal branco sobre o solo vermelho, o planeta já havia hospedado um posto avançado da Aliança Rebelde durante sua rebelião inicial contra o Império.

Muitos anos depois, o planeta desabitado viria a se tornar um refúgio para a Resistência de Leia.

A batalha entre a Resistência e a Primeira Ordem na superfície salgada do planeta tem um dos visuais mais bonitos de toda a saga Star Wars.

Salar de Uyuni – Potosí, Bolívia

Já que estamos falando de um planeta com superfície rica em sal, e que tivesse potencial para cenas visualmente bonitas, nenhum lugar do mundo é melhor do que o Salar de Uyuni.

Salar de Uyuni - Planejamento de Viagem - como chegar, tipos de tour, o que levar, quanto custa e muito mais!
Foto: Fui Ser Viajante

Localizado perto da crista dos Andes, o Salar de Uyuni é o maior salar da Terra.

O plano de sal foi criado quando os lagos pré-históricos secaram durante a última Era do Gelo e deixaram mais de 10 bilhões de toneladas de sal natural para trás.

As cenas decisivas e impressionantes de Os Últimos Jedi mostraram a deslumbrante superfície branca de sal que cobria o solo vermelho e duro do planeta mineral.

Jakku

Jakku é mais um planeta desértico de Star Wars. Apareceu em tela pela primeira vez em 2015 em Star Wars: Episódio VII – O Despertar da Força.

Remota, sem lei e inóspita, é a terra natal da protagonista da nova trilogia, Rey.

Rub’ al Khali – Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos

Saindo das Américas e indo para a Ásia, passamos pelas areias desérticas dos Emirados Árabes Unidos.

Várias cenas de Jakku foram filmadas no deserto de Rub’al Khali. Esse é um dos maiores desertos do mundo, e o que tem a maior faixa de areia contínuo, abrangendo partes da Arábia Saudita, Oman, Iêmen e, claro, dos EAU.

A equipe de Star Wars filmou por lá durante seis meses.

Rubal-Khali, cenário de Star Wars
Foto por viktor.manuela via Flickr [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

Desde o mercado de tesouros de Rey até o pouso forçado de Poe Dameron e Finn em O Despertar da Força, o planeta deserto de Jakku foi filmado em uma grande seção do deserto de Rub ‘al Khali conhecida como “O quarto vazio”.

O local fica a algumas horas de distância de Abu Dhabi.

Kashyyyk

Kashyyyk é o planeta natal dos Wookiees (raça do peludão Chewbacca) e é coberto de densas florestas.

Uma das últimas batalhas das Guerras Clônicas foi travada aqui sob a liderança de Yoda.

Wookiees e clones lutaram contra o exército droid separatista – até o Imperador emitir a Ordem 66, que significou a eliminação de todos os Jedi, exceto de Yoda, que sobreviveu.

Baía de Phang Nga – Tailândia

O belo cenário da ilha da Baía de Phang Nga, na Tailândia, foi usado como locação para o planeta Kashyyyk e pode ser visto em Star Wars: Episódio III – A Vingança dos Sith.

Baía de Phang Nga, Tailândia - cenários de Star Wars
Foto: Max Liew por Pixabay 

Localizada entre a Ilha Phuket e a parte continental da Tailândia, a Baía de Phang Nga faz parte do Parque Nacional Ao Phang Nga.

Lá você encontrará a mesma água cor de esmeralda, falésias calcárias, florestas de mangue e ilhas arenosas, exatamente como visto no filme, sem computação gráfica.

Scarif

Scarif desempenhou um papel importante no complexo industrial militar do Império Galáctico, tornando-se um centro de pesquisa ultra-secreta. Lá foi desenvolvida a Estrela da Morte.

O pequeno planeta ficou importante pela Batalha de Scarif, entre a Aliança Rebelde e o Império Galáctico.

Os rebeldes receberam informações de Jyn Erso de que os planos da Estrela da Morte estavam sendo mantidos na Torre da Cidadela e decidiram tentar capturá-los.

A tentativa foi bem-sucedida e eles conseguiram transmitir os planos à princesa Leia Organa.

Atol Laamu – Maldivas

A batalha citada acima, foi o clímax de Rogue One: Uma História Star Wars, que na minha opinião de fã da saga, está no top 3 de filmes da franquia, mesmo sendo considerado um spin-off.

O diretor Gareth Edwards usou Gan e Berasdhoo – duas ilhas do Atol Laamu, nas Maldivas – como locação para Scarif.

O Atol de Laamu é uma coleção de ilhas tropicais cercadas por brilhantes águas azul-turquesa e recifes de corais.

Laamu, cenários Star wars nas Maldivas
Foto: Björn Hermansson por Pixabay 

Segundo Gareth Edwards disse em um evento Star Wars em 2016, “Scarif é baseado em um mundo paradisíaco, então tivemos que ir ao paraíso para filmar”. Errado ele não tá!

Eadu

Continuando em Rogue One, temos o planeta Eadu. Há dois momentos do filme que se passam nesse planeta e ambos foram filmados no mesmo país.

Reynisfjara, Islândia

A espetacular paisagem da Islândia está rapidamente se tornando um dos destinos preferido de produções de variados gêneros, inclusive de ficção científica. Rogue One entrou para o clube em 2016.

A praia de areia preta de Reynisfjara, um trecho selvagem da costa do Atlântico Norte, fica perto da pequena cidade de Vik e na ponta mais ao sul do país.

É lá que Jyn Erso tenta, sem sucesso, tenta salvar seu pai gravemente ferido.

Reynisfjara, Islândia, cenário Star Wars
Foto: dconvertini via Flickr [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

Krafla – Islândia

Ainda no mesmo planeta Eadu em Rogue One, também vemos Krafla, um vulcão ativo no nordeste do país.

A beleza desse cenário é diretamente proporcional ao medinho que ele causa, afinal, estamos falando de um vulcão ativo!

Vulcão Krafla, Islândia - cenário de Star Wars
Foto: jacqueline macou por Pixabay 

Uma curiosidade sobre essa fonte de energia geotérmica que é a cratera fervilhante de Krafla bem como o lago Mývatn, nas proximidades, também apareceram como cenário da série Game of Thrones.

Cantonica (Canto Bight)

Em Os Últimos Jedi, Canto Bight é uma cidade-cassino no planeta Cantonica, onde Finn e Rose embarcam em uma missão para encontrar um tipo de hacker para desativar a nova arma da Primeira Ordem.

A cidade é uma clara referência a Las Vegas. Um cassino no meio do deserto…

Dubrovnik – Croácia

E o interessante, é que a locação escolhida para dar vida a esse lugar também aparece na lista de cenário de Game of Thrones que você pode visitar.

Estamos falando de Dubrovnik. A cidade croata, que é conhecida como a “Pérola do Adriático”, também foi usada como local de filmagem de Porto Real na série da HBO. Visitá-la, portanto, é fazer um combo nerd.

Dubrovnik, Croácia - cenários de Game of Thrones
Foto: Ivan Ivankovic por Pixabay

O centro bem preservado da cidade murada medieval recebeu uma reforma futurista para transformá-lo numa Vegas de uma galáxia muito, muito distante.

Hoth

O planeta congelado que tem grande importância em O Império Contra-Ataca sempre me deixou curioso.

Que lugar era aquele na vida real? Todo coberto de neve, mas com aspecto de lugar habitado na vida real…

Pois ele teve duas locações, ambas no mesmo país.

Hardangerjøkulen – Noruega

Para conhecer a primeira locação de Hoth, retornamos à região escandinava. Afinal, qual região na Terra seria mais propícia a tais paisagens?

O país escolhido foi a Noruega. E Hardangerjøkulen, que é a sexta maior geleira da Noruega, foi uma escolha perfeita. Ela está localizada nos municípios de Eidfjord e Ulvik, no condado de Vestland.

Hardangerjøkulen - Noruega, cenarios de Star Wars
Foto: Martin Bekkelund via Flickr [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

É nesse cenário de Star Wars que acontece a batalha da sequência inicial no segundo filme lançado, em 1980.

Finse – Noruega

Praticamente aos pés da geleira Hardangerjøkulen fica a pequena cidade ferroviária de Finse, entre Oslo e Bergen. Ela foi usada como a Base da Aliança Rebelde em Hoth.

Um fato curioso: enquanto o filme era filmado em 1979, uma tempestade de neve atingiu a pequena cidade, permitindo ao diretor Irvin Kershner filmar duas cenas principais:

A fuga de Luke Skywalker da caverna Wampa, bem como a interação do personagem com o espírito de Obi-Wan Kenobi antes de ser resgatado por Han Solo.

Finse - Noruega, cenarios de Star Wars
Foto: Jon-Eric Melsæter via Flickr [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

O elenco e a equipe ficaram no Hotel Finse 1222, onde cenas de tempestade de neve foram filmadas, literalmente, pela porta dos fundos da hospedagem.

Uma dica, se você tem interesse em conhecer essa locação, é ir entre Março e Abril, quando o céu normalmente está limpo mas ainda há muita neve.

Os guias em Finse podem ajudar com caminhadas para ver os locais exatos que serviram de cenários de Star Wars.

Ahch-To

Ahch-To é uma ilha paradisíaca, praticamente secreta, onde Luke se isolou depois que Kylo Ren foi para o lado escuro da Força.

A ilha tem paisagens de tirar o fôlego e é um destino incrível para os visitantes amantes de natureza selvagem (que conseguirem chegar lá, claro).

Skellig Michael – Irlanda

Skellig Michael é uma ilha acidentada na costa sudoeste da Irlanda. Ela foi a locação perfeita para o planeta da ilha de Ahch-To em O Despertar da Força e Os Últimos Jedi.

Os picos irregulares foram a casa do exilado Luke Skywalker por anos e o local onde Rey recebeu seu treinamento Jedi. Além disso se tornou uma especie de santuário.

Você pode reconhecer a escadaria de pedra (de 660 degraus) e o mosteiro que fica a mais de 200 metros acima do nível do mar.

Um grupo de monges construiu o mosteiro gaélico entre os séculos VI e VIII e o local é considerado como Patrimônio Histórico da Humanidade pela UNESCO.

Skellig Michael - Irlanda, cenarios de Star Wars
Foto: highlander411 via Flickr [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

Especialmente depois do filme, a remota ilha passou a ser muito procurada para viagens.

E existem roteiros que incluem desde hospedagem, atividades ao ar livre aproveitando a espetacular paisagem e especialidades gastronômicas.

Só não espere encontrar nenhum Porg por aqui. Por que, né?

Naboo

Pode-se dizer que ao lado de Tatooine, Naboo é um dos planetas mais importantes em toda a franquia Star Wars.

O planeta pacifista, lar de humanos e dos Gungas, é a terra natal de Padmé, Jar Jar Binks e de Palpatine.

Por ser muito vasto e tendo tanta importância na história, muitas cenas acontecem por lá e para tal, três países serviram de locação.

Plaza de España – Sevilha, Espanha

George Lucas usou a maravilhosa Plaza de España em Sevilha como o exterior para Theed em Naboo. Você reconhecerá a bela arquitetura da cena em que Anakin e Padmé atravessam a praça em Ataque dos Clones.

Em Setembro de 2000, o elenco e a equipe começaram a filmar a caminhada pela praça, começando pela fonte em direção à Ponte Navarra.

A tomada seguinte foi atravessar a ponte, incluindo subir as escadas. Em seguida, as câmeras se moveram para a parte esquerda dos arcos, perto do Museu Histórico Militar de Sevilha para filmar a última parte desta cena.

Plaza de Espana, Cenarios de Star Wars
Foto por Gerhard Bögner via Pixabay

A praça real é um semicírculo rodeado por um fosso com quatro pontes.

Para as cenas de Ataque dos Clones e A Ameaça Fantasma, a praça foi expandida para um círculo completo, e o prédio foi alterado para incluir as torres e cúpulas verdes de Naboo.

Pra quem não conhece, Sevilha é a capital da região da Andaluzia na Espanha, e fica situada às margens do rio Guadalquivir, que divide a cidade em duas partes.

A Plaza de España foi projetada por Aníbal González para ser o Pavilhão da Espanha durante a Exposição Ibero-Americana de 1929 e é parte do Parque Maria Luisa.

É um passeio cultural muito legal, mesmo pra quem nem sabe quem são Padmé e Anakin.

Whippendell Wood – Watford, Inglaterra

Agora, se você curte mais paisagens naturais e calmas, a floresta de Naboo, onde Jar Jar Binks encontra Obi-Wan Kenobi e Qui-Gon Jinn no Episódio I, pode ser uma boa pedida.

Para locações dessa floresta, as cenas foram filmadas na Inglaterra, em Whippendell Woods, Watford.

Whippendell Wood - Watford, Inglaterra
Foto: Edward Badley via Flickr [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

Os Gungans, raça de Jar Jar, vivem em cidades subaquáticas, mas não há nem mesmo um pequeno lago em Whippendell Woods.

Todas as cenas com água foram criadas com efeitos digitais.

Caserta – Itália

O Palácio Real em Caserta foi escolhido por George Lucas para ser o interior do Palácio Real Theed, o que caiu como uma luva, já que ele estava procurando uma aparência renascentista italiana para o planeta Naboo.

Caserta - cidades para conhecer perto de Roma num bate e volta
Foto: Pietro Ricciardi por Pixabay 

O Palácio de Caserta fica no sul da Itália, a nordeste de Nápoles e pode ser visitado em um bate e volta saindo de Roma.

Ele aparece nos episódios I e II da franquia. O arquiteto Luigi Vanvitelli o projetou originalmente e ele foi construído para o Rei Bourbon Carlos III na década de 1750.

O palácio também é a maior residência real do mundo. Hoje, é um magnífico Patrimônio Mundial da UNESCO.

Villa del Balbianello – Lenno, Itália

O lago onde Anakin Skywalker e Padmé Amidala se escondem no Episódio II, fica na Villa del Balbainello em Lenno, Itália.

Villa del Balbianello - Lenno, Itália, cenário de Star Wars
Foto: Fritz_the_Cat via Pixabay

O exterior da vila foi digitalmente alterado para o filme, mas é fácil encontrar e reconhecer a varanda onde Anakin e Padmé se beijam.

Originalmente construída em 1787, a vila tem vista para o Lago Como e era um mosteiro antes pertencer ao Fondo Ambiente Italiano a partir de 1988.

A Villa del Balbainello faz outra aparição no final do mesmo filme, no casamento dos pais de Luke e Leia.

Cenários de Star Wars: que tal um mochilão com os amigos?

Como vimos, existem dezenas de cenários de Star Wars possíveis de serem visitadas na vida real, em diversos lugares do mundo e para os mais diversos tipos de viajantes.

Ainda temos locações de Star Wars que não apareceram na lista, como Grindelwald na Suíça que foi usada somente para takes aéreos, e o Vulcão Etna na Itália, onde foram filmadas cenas de lava corrente (o vulcão estava em erupção na época da gravação).

Mas se você notar, é possível dividir as locações em blocos. Há a parte nos EUA, nas a Américas Central e do Sul, na Tunísia, Ásia e na Europa.

Isso significa que se você realmente estiver disposto a conhecer todas, ou pelo menos aquelas que estão mais próximas umas das outras, dá pra fazer um roteiro bem legal. Quem sabe até um mochilão com os amigos nerds!

Diz pra gente nos comentários: qual dessas locações de Star Wars você achou mais interessante? A mais exótica? Qual você quer visitar primeiro?

Planeje sua viagem

Foto em destaque: maxsanna por Pixabay 

Thiago Amaral
Thiago é um professor de Inglês que, apesar dos seus (já) 30 e poucos, ainda vai ser jornalista. Não viaja tanto quanto gostaria, mas também um dia o fará. Por ora, se arrisca escrevendo sobre assuntos aleatórios e eventualmente viaja com sua esposa Marcela e filha Alice. E por isso foi convidado a escrever (eventualmente) neste blog: para dar dicas e contar sobre a experiência de viajar em família e com criança.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *