Bondinho do Pão de Açúcar: história e como visitar

Bondinho do Pão de Açúcar no RJ | O Rio de Janeiro tem umas dezenas de cartões-postais, um mais lindo que o outro. Mas entre todos, o Cristo Redentor, no Corcovado, e o Bondinho do Pão de Açúcar, na Urca, são os atrativos mais famosos.

Eles sempre aparecem nos roteiros de viagem pelo Rio de Janeiro, e não é pra menos. Cada um do seu jeito, os dois fazem parte da paisagem carioca e ajudam a definir a identidade dessa cidade que é uma das mais bonitas do mundo!

Falando especificamente do Bondinho do Pão de Açúcar, dá pra entender muito bem porque ele é tão procurado por turistas e cariocas:

Além do teleférico, que por si só já é um tipo de passeio diferente, que sobe até o Pão de Açúcar tem a sensação de estar no topo de um lugar icônico e com uma vista panorâmica para o Rio em 360°, com destaque para a Baía de Guanabara, considerada uma das paisagens mais bonitas do mundo!

Leia também: Onde se hospedar no Rio de Janeiro: melhores bairros

Neste texto vamos dar todas as dicas e informações para visitar o Bondinho do Pão de Açúcar, além de contar um pouco mais sobre a história do atrativo e algumas curiosidades.

Você sabe, por exemplo, o porquê do nome Pão de Açúcar ou como o primeiro teleférico foi instalado? Então vem saber!

História do Bondinho do Pão de Açúcar

Inaugurado em 1913 como o 1° teleférico do Brasil e o 3° do mundo (hoje é o mais antigo em funcionamento), o Bondinho do Pão de Açúcar funciona em um dos cartões-postais do Rio de Janeiro, no bairro da Urca, e se tornou um símbolo da cidade conhecido internacionalmente.

O que muita gente chama de Pão de Açúcar é, na verdade, um conjunto de dois morros às margens do mar. O menor é o Morro da Urca e apenas o maior é o Morro do Pão de Açúcar.

Suspenso por cabos de aço, a viagem no bondinho tem dois trechos, com duração aproximada de três minutos cada:

A primeira parte do trajeto liga a base na Praia Vermelha ao Morro da Urca; e o segundo trecho sai do morro da Urca e vai até o Morro do Pão de Açúcar.

No topo de cada morro há um espaço grande e toda uma estrutura preparada para receber os turistas, com lanchonetes, restaurantes, espaço de exposições, heliporto e outros.

Vale avisar: O preço dos lanches é meio caro, por isso eu geralmente levo meu lanchinho na bolsa.

E para quem quer investir um pouco mais: do Morro da Urca saem passeios de helicóptero para sobrevoar algumas regiões do Rio de Janeiro. Você pode contratar o passeio lá mesmo!

Leia também: Guia de praias da cidade do Rio de Janeiro

Quanto custa andar no Bondinho do Pão de Açúcar?

Pouca gente sabe, mas não existe apenas um tipo de bilhete para quem quer visitar o Bondinho do Pão de Açúcar. Existem diferentes formas de fazer este passeio, veja:

– Passeio tradicional: dá direito a subir e descer os dois trechos no Bondinho do Pão de Açúcar, com horário flexível para a descida, podendo permanecer em cada um dos morros pelo tempo que desejar.
Valor: R$ 104,00 / Meia: 52,00.

Morro da Urca, bondinho do Pão de Açúcar no Rio de Janeiro

– Carioca Maravilha: é o mesmo passeio tradicional, mas o bilhete é vendido com desconto especial para as pessoas que nascidas e / ou moradoras do Rio de Janeiro e da região metropolitana. Basta apresentar um documento comprovando.
Valor: R$ 52,20 / R$ 26,10

– Tour bastidores e tour histórico: são passeios guiados, com embarque preferencial, e com guia, o que possibilita conhecer um pouco mais sobre a história do local. Esse passeio deve ser previamente agendado, pois tem horário marcado. A duração é de aproximadamente 1:30h, depois a visitação é livre. Valor: R$ 157,50 / Meia: RS 77,40

– Tour ecológico: como o Bondinho do Pão de Açúcar fica localizado em uma área de Mata Atlântica, o atrativo também desenvolve um trabalho de conservação ambiental e passou a oferecer esta possibilidade turística para quem deseja conhecer mais sobre a fauna e a flora locais. Valor: R$ 198,00 / Meia: R$ 99,00

– Bonde Exclusivo: quer ter uma experiência mais exclusiva? Você pode contratar um bondinho só pra você e sua turma. Você vai viver uma experiência única, com entrada por um local exclusivo, drink de cortesia, ambiente climatizado e passeio com horário agendado.
Valor sob consulta.

Quem tem direito a meia entrada: Em todos os passeios a meia entrada é válida para crianças de seis a 12 anos, jovens de 13 a 21 anos, estudantes brasileiros e estrangeiros, adultos acima dos 60 anos, PCD e um acompanhante, professores e profissionais de ensino da rede municipal do Rio de Janeiro e participantes do programa ID Jovem, sempre mediante apresentação de documento que comprove.

Você pode conseguir mais informações e comprar os ingressos no site do Bondinho do Pão de Açúcar.

Opção para conhecer o Morro da Urca de graça

Para quem não quer ou não pode comprar o ingresso do Bondinho do Pão de Açúcar, há uma outra opção.

Você pode subir até o Morro da Urca (primeira parada do Bondinho) por meio de uma trilha moderada que começa na Pista Cláudio Coutinho (do lado esquerdo da Praia Vermelha).

O trajeto leva entre 30 e 40 minutos de subida, no meio da Mata Atlântica e avistando o mar por entre as árvores, aqui e ali. Lá em cima, você pode circular por toda a área de restaurantes e lojas do Morro da Urca, além da bela vista da cidade.

Morro da Urca, Rio de Janeiro

Para quem curtiu essa ideia, há também a opção de comprar o ingresso para fazer o último trecho de bondinho (do Morro da Urca até o Pão de Açúcar), já que esse trecho não pode ser feito por trilha, apenas por escalada. O ingresso sai um pouco mais barato.

É uma dica legal para quem quer visitar o Bondinho do Pão de Açúcar, fazer contato com a natureza e ainda economizar.

Nós temos um post aqui no blog sobre a trilha do Morro da Urca, pode ler e pegar todas as dicas!

Horário de funcionamento

O funcionamento do Bondinho do Pão de Açúcar é diário (incluindo feriados) e vai das 8h até 21h.

Durante esse período basta se dirigir à bilheteria e comprar o ingresso (lembrando que finais de semana costuma ter fila, é melhor comprar antes pela internet).

As partidas do Bondinho do Pão de Açúcar acontecem a cada 20 minutos, por isso a fila de espera para embarcar não costuma demorar muito.

É seguro andar no Bondinho?

Uma dúvida que muita gente tem é sobre a segurança do passeio. Afinal, o Bondinho do Pão de Açúcar sobe até um ponto que está quase 400 metros acima do nível do mar.

Mas não é preciso ter medo. Os registros de incidentes são raros.

E, de acordo com informações do site oficial, atualmente as linhas estão equipadas com dispositivos modernos de segurança e todos os dias antes de começar o funcionamento há uma viagem de vistoria.

Tudo dentro das normas da Organização Internacional de Transportes a Cabo (Oitaf).

Quando chove ou venta muito, por exemplo, as operações são interrompidas para garantir a segurança. Por isso antes de ir é importante verificar no site sobre o funcionamento da atração.

História e curiosidades sobre o Bondinho do Pão de Açúcar

A ideia de fazer um bondinho surgiu no fim do século XIX. Nessa época algumas pessoas já escalavam o Morro do Pão de Açúcar, atraídos principalmente pela vista da Baía da Guanabara.

Bondinho do Pão de Açúcar: Vista da trilha Morro da Urca, Rio de Janeiro

O idealizador do projeto foi o engenheiro e empresário do café Augusto Ferreira Ramos, que teve a ideia depois de ver teleféricos na Europa. Embora tenha sofrido algumas críticas por ser um projeto muito ousado, ele contou com o apoio de pessoas importantes da sociedade carioca.

A construção do teleférico envolveu cerca de 400 pessoas e levou três anos para ser concluída. O primeiro trecho ficou pronto no fim de 1912 e o segundo no início de 1913.

Durante o período de construção foi necessária a presença de alpinistas que escalavam os morros levando equipamentos para que toda a estrutura pudesse ser feita. Também houve o auxílio de um guincho.

Depois de inaugurado, o teleférico passou a ser chamado de Bondinho devido à sua semelhança com os antigos bondes que circulavam pela cidade na época, então os moradores o apelidaram assim e nome pegou.

As primeiras cabines eram feitas de madeira e foram importadas da Alemanha. A capacidade de cada uma era de 22 pessoas.

E só havia uma cabine para cada trecho. Lá em cima no Morro da Urca há um antigo bonde desse modelo, que hoje serve como cenário para quem quer tirar fotos.

Em 1970, os bondes de madeira foram substituídos por cabines transparentes vindas da Itália. Elas tinham capacidade de levar mais que o triplo das anteriores (75 pessoas) e funcionamento mais ágil.

Assim, o número de turistas no Bondinho do Pão de Açúcar passou a aumentar cada vez mais.

Nessa época começaram a ser realizados também eventos noturnos, como shows e festas, atraindo um novo público para o local e possibilitando a vista noturna da cidade.

Até hoje isso é moda na cidade. Grandes festas noturnas são realizadas na estrutura do Morro da Urca e uma das festas de Revéillon mais disputadas da cidade maravilhosa também rola por lá.

A versão mais recente dos bondinhos é de 2008, com cabines mais modernas, vindas da Suíça, mas preservando o estilo original.

Cada cabine tem capacidade máxima de 65 pessoas – menor que a anterior, pois é levado em consideração o peso total que pode ser suportado.

E afinal, por que o nome Pão de Açúcar?

Esta é uma das curiosidades que quem faz ou quer fazer o passeio no Bondinho do Pão de Açúcar costuma ter: de onde surgiu esse nome? Não há uma resposta oficial, mas a versão mais contada, inclusive durante a visita guiada, é que a ideia tenha partido de alguns portugueses.

Durante o período da exploração da cana no Brasil, era comum armazenar blocos de açúcar em formas de barro ou de madeira com formato de cone, para que o produto fosse enviado para a Europa.

E tinha muita gente que dizia que o morro ali na praia Vermelha teria alguma uma semelhança com esses cones de açúcar tipo exportação. Por isso, o nome pegou.

Considerada por geólogos uma rocha primitiva com cerca de 500 milhões de anos, o Pão de Açúcar é também um marco histórico do Rio de Janeiro, pois foi aos pés dele que no século XVI Mem de Sá, fundador da cidade, assentou o seu arraial.

Como chegar no Bondinho do Pão de Açúcar

O bairro da Urca, onde fica o Bondinho do Pão de Açúcar, não tem metrô direto. As formas de chegar até lá são:

– de metrô + ônibus, ou

– de ônibus, ou

– de táxi / transporte por aplicativo.

Você também pode ir de carro, mas preciso te avisar que, dependendo do dia. e horário, pode ser difícil encontrar local para estacionar nas proximidades do Bondinho do Pão de Açúcar.

Como chegar no Bondinho do Pão de Açúcar de metrô

Desça na Estação Botafogo. Saia da estação de metrô e, na esquina, procure a parada do ônibus SP 513 Urca.

O motorista costuma avisar qual a parada de descida para o Bondinho do Pão de Açúcar, mas se ficar na dúvida, pergunte.

Como chegar no Bondinho do Pão de Açúcar de ônibus

Para quem vem do centro ou do começo da Zona Sul, e quer ir de ônibus até a Urca, a dica é pegar um ônibus da linha 107.

Esse ônibus passa na Central do Brasil, e também em diversos pontos da Glória, Catete, Flamengo e Botafogo.

Para quem vem do Leblon, Ipanema ou Copacabana, o ônibus indicado é o da linha 581.

O que visitar nos arredores

A Urca, bairro onde está o Bondinho do Pão de Açúcar, é um bairro muito charmoso no Rio de Janeiro.

Já que você está por lá, aproveite para circular e conhecer outros lugares interessantes, como a Mureta da Urca, onde fica o tradicional Bar Urca.

Andando mais um pouco ainda pelas margens da Baía de Guanabara, você encontra também a Pobreta da Urca, onde a cerveja é mais barata e o por do sol fica mais bonito, com vista para o Cristo Redentor.

A dica aqui é fazer como o carioca: compre a cerveja no bar e traga para a mureta, para apreciar sua bebida com a melhor vista. E não esqueça de recolher seu lixo antes de ir embora.

Pertinho da estação de embarque do Bondinho do Pão de Açúcar, você também pode visitar a Pista Cláudio Coutinho, o Forte de São João com seu Museu Histórico e a própria Praia Vermelha, que apesar de pequena é uma das mais bonitas do Rio de Janeiro, na minha opinião.

Vale a pena visitar o Bondinho do Pão de Açúcar?

Na minha opinião, vale muito!

Uma das paisagens mais bonitas da cidade, contato com a natureza, um passeio que vai te deixar ainda mais apaixonado pelo Rio de Janeiro.

O ingresso é caro? Eu acho que sim, especialmente somando o valor do Cristo Redentor + Bondinho do Pão de Açúcar. Mas o investimento se paga ao ver toda a beleza da cidade maravilhosa lá de cima.

E mais: para quem quer economizar, é possível fazer a trilha do Morro da Urca e aproveitar boa parte da experiência do passeio no Bondinho do Pão de Açúcar.

Ah, vale dizer: Mais que só pontos turísticos, o Morro da Urca e o Morro do Pão de Açúcar foram tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1973.

Eles compõem o conjunto que fez com que em 2012 o Rio de Janeiro se tornasse Patrimônio da Humanidade na categoria paisagem cultural. Por tudo isso, vale muito a pena conhecer!

Avatar for Redação FSV
Redação FSV
Descomplicando a sua viagem e mostrando que dá pra viajar mais pagando menos.
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *