Fui Ser Viajante

Como visitar o Cristo Redentor no Rio de Janeiro: como chegar, preços e história

Compartilhar

Como visitar o Cristo Redentor | Quem viaja ao Rio de Janeiro geralmente quer visitar o Cristo Redentor. A estátua no alto do Corcovado é o principal símbolo da cidade, um dos lugares mais visitados do Brasil e ponto turístico praticamente obrigatório em qualquer roteiro na cidade.

E não é para menos! O Cristo é a imagem brasileira mais conhecida no mundo, está presente em cenas da televisão e do cinema, reconhecido como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO e considerado uma das Sete Novas Maravilhas do Mundo Moderno.

Leia também:
+ Como visitar o Bondinho do Pão de Açúcar no Rio de Janeiro
+ Melhores bairros para se hospedar no Rio de Janeiro

Se você pretende fazer este passeio, saiba que chegar até lá não é complicado! Neste texto vamos explicar tudo sobre como visitar o Cristo Redentor – todas as formas de chegar lá, preços e mais.

Mas, antes, vale conhecer um pouco mais sobre a história do monumento.

Como surgiu o Cristo Redentor

O Morro do Crocovado, localizado no Parque Nacional da Tijuca, a mais de 700 metros acima do nível do mar, já era um clássico da paisagem carioca quando vieram as primeiras ideias de construir uma grande estátua no topo, em meados do século XIX.

A sugestão de que fosse um Cristo partiu do padre Pedro Maria Boss. Mas, em 1889, com a Proclamação da República e a separação oficial entre Igreja e Estado, a proposta de uma imagem religiosa acabou sendo deixada de lado.

Anos depois a ideia foi retomada quando o Círculo Católico do Rio de Janeiro sugeriu um Cristo de braços abertos, simbolizando a paz. Em 1921, o projeto começou a ser desenvolvido pelo engenheiro Heitor da Silva Costa e pedra fundamental foi lançada em 1922.

Foram cinco anos de trabalho (de 1926 a 1931), com a colaboração de dois franceses, o escultor Paul Landowski e o engenheiro Albert Caquot. A inauguração aconteceu no Dia de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, em 12 de outubro de 1931.

Desde então, o Cristo Redentor passou a ser visitado cada vez mais e foi aos poucos se tornando o grande ícone turístico que é atualmente.

Algumas curiosidades sobre o Cristo Redentor no Rio de Janeiro:

O Cristo Redentor tem 30 metros de altura e é feito de concreto armado e pedra-sabão. Na largura, os braços abertos medem 28 metros. E o pedestal sobre o qual ele está tem oito metros de altura.

Tudo isso faz com que seja a maior escultura no estilo Art Déco do mundo e a terceira maior escultura de Cristo do mundo.

Em 2007, o Cristo Redentor foi eleito como uma das Sete Maravilhas do mundo Moderno.

Também estão nessa lista o Coliseu (Itália), Machu Picchu (Peru), Taj Mahal (Índia), Grande Muralha (China), Chichén Itzá (México) e Petra (Jordânia).

A votação foi organizada pela instituição New 7 Wonders Foundation, da Suíça, que contou com mais de 20 monumentos participantes.

Em 2008, a estátua do Cristo Redentor foi tombada pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

E em 2012 foi incluída pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) como parte da paisagem do Rio de Janeiro na lista de Patrimônios da Humanidade.

Mas, mais que a beleza e a grandiosidade do monumento, chama a atenção a vista panorâmica do Rio de Janeiro que se tem de lá.

As principais praias como Copacabana e Ipanema, o Estádio do Maracanã, a Lagoa Rodrigo de Freitas, a Ponte Rio-Niterói, a Pedra da Gávea e muitos outros pontos em diferentes regiões da cidade podem ser contemplados por quem visita o Cristo Redentor.

Como visitar o Cristo Redentor

Existem diferentes formas para chegar até o Cristo Redentor. Pode ser de trem, de van, de carro próprio ou até mesmo a pé, por meio de uma trilha.

A partir do ponto de chegada do trem e das vans, é possível subir de elevadores panorâmicos, escadas rolantes ou pelos mais de 200 degraus da escada comum. Confira mais detalhes sobre cada uma delas!

Trem do Corcovado

O Trem do Corcovado é a forma mais tradicional e a Estrada de Ferro do Corcovado é o passeio turístico mais antigo do Brasil, inaugurado por Dom Pedro II em 1884, antes mesmo da inauguração do Cristo – foi o trem que transportou as peças para a construção do monumento.

A estação fica no bairro do Cosme Velho (Rua Cosme Velho, 513), de onde o trenzinho, como é chamado, sai a cada 30 minutos.

O trajeto passa por meio de uma área de Mata Atlântica na maior floresta urbana do mundo, com alguns trechos de onde já é possível ter uma vista incrível da cidade.

Na estação há bilheterias e máquinas de autoatendimento para comprar o ingresso, que inclui ida, volta e acesso ao Cristo.

Mas o ideal é comprar antecipadamente pela internet, já que a procura costuma ser grande. Do contrário, pode ser necessário ter de enfrentar filas e esperar muito tempo até o próximo horário com disponibilidade.

Preços:

– R$ 82,00 (fins de semana e feriados) e R$ 67,00 de segunda a sexta
– R$ 52,00 para crianças de cinco a 11 anos
– R$ 26,00 para pessoas com mais de 60 anos residentes no Brasil 
– Gratuito para crianças de até quatro anos, desde que no colo dos responsáveis. 

Funcionamento: diariamente de 8h às 19h.

Vans

As vans credenciadas que fazem o trajeto Paineiras – Corcovado têm pontos de embarque em três locais da cidade: Largo do Machado, Praça do Lido em Copacabana e Shopping Cittá América na Barra da Tijuca.

Essa é a opção mais fácil especialmente para quem está hospedado em uma dessas regiões e quer fazer o passeio com comodidade.

Onde se hospedar no Rio de Janeiro – bairro a bairro
Hostels para se hospedar no Rio de Janeiro por menos de R$100

Em todos os três pontos há bilheterias onde é possível comprar o ingresso para a saída mais próxima ou de forma antecipada para outra data/horário.

As vans vão até o Centro de Visitantes Paineiras (Estrada das Paineiras, S/N), onde no passado ficava o Hotel Paineiras, inaugurado por Dom Pedro II e frequentado por muitas pessoas ilustres.

Hoje no local há um restaurante, lanchonetes, loja para comparar lembrancinhas e uma exposição sobre o Parque Nacional da Tijuca.

Lá é possível aproveitar a parada pelo tempo que quiser, antes de terminar de chegar até o Cristo, e assim aproveitar os atrativos do local.

Os preços das vans variam de acordo com o local da partida, mas incluem sempre o trajeto de ida e volta (com embarque e desembarque no mesmo local) e o acesso ao monumento.

Preços:

– Barra da Tijuca: R$ 108,00 (fins de semana e feriados) e R$ 93,00 de segunda a sexta
– Copacabana e Largo do Machado: R$ 79,00 (fins de semana e feriados) e R$ 64,00 de segunda a sexta
– Preços mais baixos para crianças de cinco a 11 anos e pessoas acima de 60 anos brasileiros ou residentes no Brasil
– Gratuito para crianças de até quatro anos

Funcionamento: Largo do Machado e Copacabana de segunda a sexta de 8h às 16h, fins de semana e feriados de 8h às 17h; Barra da Tijuca todos os dias de 9h às 15h.

Carro

A vantagem de ir de carro (por conta própria) é poder fazer paradas pelo caminho, como no Mirante Dona Marta, que tem vista para a Baía de Guanabara à frente e o próprio Cristo Redentor atrás.

A desvantagem é que não é possível subir direto. Os carros podem circular somente até o Centro de Visitantes Paineiras, de onde saem as vans credenciadas.

Preços:

– R$ 46,00 (fins de semana e feriados) e R$ 31,00 de segunda a sexta
– R$ 16,00 para crianças de cinco a 11 anos
– R$ 8,00 para pessoas acima de 60 anos brasileiros ou residentes no Brasil
– Gratuito para crianças de até quatro anos

Funcionamento: diariamente de 8h às 18h.

Táxi ou Carros de Aplicativo

Funciona da mesma forma de quem vai de carro, o táxi ou Uber leva até o Centro de Visitantes Paineiras, de onde o turista pega a van até chegar ao Cristo. Os valores são variáveis de acordo com a localização e a duração do passeio, mais o valor da van à parte.

Também tem a vantagem de poder fazer outras paradas e é possível combinar que o motorista espere até o retorno, para não precisar chamar novamente outra corrida.

Preços:

– R$ 46,00 (fins de semana e feriados) e R$ 31,00 de segunda a sexta
– R$ 16,00 para crianças de cinco a 11 anos
– R$ 8,00 para pessoas acima de 60 anos brasileiros ou residentes no Brasil
– Gratuito para crianças de até quatro anos

Funcionamento: diariamente de 8h às 18h.

Trilha

A trilha para o Cristo Redentor sai do Parque Lage, outro ponto turístico do Rio de Janeiro que vale a pena conhecer.

De lá começa um caminho em meio à Floresta da Tijuca, seguindo até a entrada do monumento. São aproximadamente 2,3 km e a duração média da subida é de 1h30.

A dificuldade é de moderada a pesada, com algumas subidas íngremes e trechos mais difíceis.

E, embora seja uma trilha bem sinalizada, a recomendação é não fazer sozinho ou por conta própria, e sim procurar grupos de turismo que oferecem esse de passeio de forma mais segura.

Ao chegar lá em cima, é necessário comprar o ingresso se quiser entrar na área privativa do monumento, pra chegar até os pés do Cristo.

A descida pode feita pelo mesmo caminho e costuma ser mais rápida. Mas pode, também, ser feita pelo trem ou van, pagando o valor separadamente. Ao contrário das demais formas, em que a volta só pode ser feita no mesmo transporte da ida.

Preços:

– R$ 26,00 (fins de semana e feriado) e R$ 13,00 de segunda a sexta
– Gratuito para crianças de até 11 anos e pessoas acima de 60 anos brasileiros ou residentes no Brasil

Funcionamento do Parque Lage: diariamente de 8h às 17h.

Vale a pena visitar o Cristo Redentor?

Assim como acontece com todos os pontos turísticos em qualquer cidade do mundo, visitar o Cristo Redentor tem um custo que pode pesar no bolso.

Mas, para quem gosta de lugares clássicos, certamente é um passeio que vale fazer pelo menos uma vez! Você vai ver de pertinho uma das 7 maravilhas do mundo, além de curtir uma das mais belas paisagens do Rio.

Comece a planejar sua viagem!

Escolhemos parceiros caprichados para te ajudar a transformar a sua viagem em realidade! E quando você faz suas reservas usando os links aqui do site, você apoia nosso conteúdo e faz o blog crescer cada vez mais! 😀

  Reserve sua hospedagem no Bookingsão milhares de hotéis e pousadas, para todos os gostos e bolsos. Sem taxa de reserva, com programa de fidelidade (ganhe descontos a partir da 10a reserva) e com muitas opções de hospedagem com cancelamento gratuito!
  Aluguel de carro com a Rentcars: Para viajar no Brasil ou no exterior, sempre fazemos a cotação do aluguel de carro no site da RentCars, que compara o valor das locadoras locais e mostra rapidinho qual o melhor preço para nossas datas. Dá pra parcelar em 12 vezes e o pagamento é sempre em reais (sem IOF!)
  Seguro Viagem com a Real Seguros:  O site compara os diferentes planos e preços oferecidos pelas seguradoras, para você escolher facilmente qual o seguro viagem com melhor custo-beneficio. E clicando por esse link você ainda ganha 10% de desconto em qualquer seguro do site!
 Economize e pule a fila: Compre ingressos antecipados para as principais atrações do seu destino. Não perca tempo na fila. Se a atração é muito concorrida, vale garantir seu lugar antecipado! Compare e encontre os melhores preços de ingressos e tours: TicketbarGet Your Guide

Foto em destaque: Jose Guertzenstein por Pixabay 

Sair da versão mobile