Pontos turísticos de Amsterdam: o que ver na cidade

Pontos turísticos Amsterdam | A capital da Holanda é o destino mais procurado do país. E motivos não faltam! A cidade nunca para, respira liberdade e todo mundo encontra sua tribo ou um programa que gosta muito de fazer por lá.

Entre os principais pontos turísticos de Amsterdam estão museus, cervejarias, parques, jardins, construções com arquitetura típica do século XVI e muitos outros atrativos.

Soma-se a tudo isso um ambiente muito próprio, com bicicletas pelas ruas, as famosas tulipas que já se tornaram um símbolo local, os coffee shops, e os seus diversos canais, que fazem com que seja conhecida como a “Veneza do Norte”.

Ou seja, Amsterdam tem de tudo para agradar a diferentes perfis de turistas. Veja o que conhecer em uma viagem à cidade!

Principais pontos turísticos de Amsterdam

Museu Van Gogh

Nascido na cidade holandesa de Groot-Zundert em 1853, Vincent Van Gogh só ganhou reconhecimento muitos anos depois de sua morte e acabou se tornando uma das personalidades mais influentes na história da arte. E este museu conta um pouco de sua trajetória.

Nos três andares do Museu Van Gogh em Amsterdam estão expostas obras do artista em ordem cronológica, o que ajuda a compreender a evolução de Van Gogh e relacionar sua arte com as fases da sua vida.

O acervo conta também com desenhos, cartas e peças de outros artistas inspirados por ele. Além disso, há exposições temporárias diversas.

O Museu Van Gogh é um dos pontos turísticos de Amsterdam mais visitados, além de tem a maior coleção de pinturas do artista no mundo, com mais de 200 obras originais.

O local conta ainda com um café, lojinha e uma biblioteca. Vale comprar o ingresso antecipado porque sempre tem fila.

Funcionamento: Domingo a quinta de 9h às 19h; sexta e sábado até as 21h| Endereço: Museumplein 6

Casa de Anne Frank

Um dos lugares mais emblemáticos da cidade é a Casa de Anne Frank, onde a garota judia viveu escondida com sua família para escapar dos campos de concentração nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.

Eles permaneceram escondidos nessa casa de 1942, quando fugiram da Alemanha, até 1944, quando foram descobertos e presos.

Casa de Anne Frank - Amsterdam

Na época, Anne Frank escrevia um diário que, alguns anos depois de sua morte, foi publicado como livro e se tornou um best seller mundial, com versões em mais de 70 idiomas.

Veja mais sobre o Diário de Anne Frank – um ótimo livro para ler antes de viajar para Amsterdam!

Chamada por ela de “anexo secreto”, a casa foi transformada em um museu, recriando os ambientes da época. Em uma visita é possível conhecer cada cômodo e fazer uma viagem no tempo, entendendo melhor como foi o período que passaram por ali e se emocionando em muitos momentos.

Recentemente o museu passou por uma reformulação e ficou mais moderno, com um áudio-guia sobre contexto histórico do período. Para visitar, o ingresso deve ser comprado com antecedência pela internet, com horário agendado.

Esse é um dos pontos turísticos de Amsterdam mais difíceis de conseguir ingresso, porque a única empresa que vende o ingresso é a própria Casa de Anne Frank – e sempre esgota muito rápido. Fique ligado e compre com antecedência.

Funcionamento: De abril a outubro de 9h às 22h; de novembro a março de 9h às 19h (sábados até as 21h) | Endereço: Prinsengracht 267

Rijksmuseum

Vizinho do Museu Van Gogh, também localizado na Museumplein, a Praça dos Museus, o Rijksmuseum é o Museu Nacional dos Países Baixos e o principal museu de Amsterdam.

Se logo na entrada ele já chama a atenção pela beleza da construção, que mistura elementos góticos e renascentistas, do lado de dentro é ainda mais impactante, com quatro pisos e 80 galerias.

Rijksmuseum, em Amsterdam

Temos um post só dando dicas para uma visita ao Rijksmuseum. Seu enorme acervo é dedicado à arte e à história, com mais de oito mil obras que vão desde os anos 1100 até os anos 2000, entre pinturas e objetos de diversos artistas mundialmente renomados.

Nos jardins, com entrada gratuita, há várias esculturas e eventualmente novas exposições ao ar livre. Outro destaque é faixa para ciclistas no vão central do Museu, permitindo que bicicletas passem por dentro dele.

Por ser uma das atrações mais visitadas de Amsterdam, a dica é comprar o ingresso com antecedência.

Funcionamento: Diariamente de 9h às 17h | Endereço: Museumstraat 1

Praça Dam

Construída em 1270, está localizada no centro histórico, onde a cidade começou. Cercada de monumentos e edifícios históricos, é um lugar muito movimentado e se tornou um dos principais pontos turísticos de Amsterdam.

E o melhor: esse é um ponto turístico de Amsterdam DE GRAÇA!

Entre seus atrativos mais famosos está o Palácio Real (Koninklijk Paleis), construído no século XVII pela família real holandesa da época. Ele pode ser visitado por dentro.

Lá fica também a Igreja Nieuwe Kerk, do século XV, o Monumento Nacional da Holanda (homenagem aos soldados falecidos na Segunda Guerra), além de contar com cafés, livrarias, restaurantes, lojas, brinquedos para crianças e outros atrativos.

O Museu de Cera Madame Tussauds, outro ponto turístico super visitado em Amsterdam, também fica na Praça Dam. Você pode comprar o ingresso com desconto aqui.

Praça Dam em Amsterdam
Imagem de Eugenia Tukbaeva – Pixabay 

Funcionamento: Diariamente – Palácio de 10h às 17h e Igreja de 11h às 17 | Endereço: Dam, 1012 JL | Valor: praça gratuito, € 10 euros o Palácio, € 12,50 a Igreja, € 20,50 o Museu de Cera (com desconto)

Casa de Rembrandt

O pintor holandês, nascido na cidade de Leiden, é considerado um dos principais nomes da história da arte em toda a Europa e certamente o mais importante de seu país.

A casa onde Rembrandt viveu em Amsterdam por mais de 20 anos no século XVII e onde muitas de suas maiores obras foram pintadas se transformou em um museu em 1911, a Rembrandthuis.

A construção mantém as características da época. E os móveis e objetos, embora não sejam originais, também remetem ao período, tornando a casa um local onde é possível vivenciar um pouco do ambiente de Rembrandt e conhecer mais sobre a sua história.

Um museu lindo e emocionante – um dos melhores pontos turísticos de Amsterdam que nós visitamos!

O acervo conta com mais de 200 gravuras feitas por ele e alguns quadros de outros pintores que se inspiraram em Rembrandt.

Funcionamento: Diariamente de 10h às 18h | Endereço: Jodenbreestraat 4

Red Light District

Mais um ponto turístico de Amsterdam de graça, 0800!

O Distrito da Luz Vermelha, forma como é mais conhecido o bairro De Wallen, é uma região de prostituição que atrai muitos curiosos para ver de perto o local onde há vitrines com as profissionais do sexo oferecendo seus serviços, além de sex shops, cabarés e bordéis.

Vale lembrar que esse tipo de prostituição é legalizado no país.

A região fica no centro, perto da Praça Dam, e é um dos pontos mais movimentados na vida noturna da cidade, frequentado por todos os tipos de turistas, pois conta com muitos bares, restaurantes e coffee shops.

Curiosamente, é onde fica, também, a igreja mais velha de Amsterdam, a Oude Kerk, construída no ano 1200 e que hoje funciona como museu e tem exposições.

Para os mais animados e curiosos do tema, é possível visitar o Museu da Prostituição no Red Light District. Você visita 5 bares e uma casa noturna, além de conhecer muita gente bacana na viagem.

Funcionamento: Diariamente, principalmente à noite | Endereço: Oudezijds Achterburgwal | Valor: Gratuito

Vondelpark

Com mais de 450 mil m² de área, o Vondelpark de Amsterdam possui jardins, lagos, fontes, espaços para caminhar ou pedalar, ou mesmo para descansar em meio a um espaço de tranquilidade e muito verde.

Também tem alguns cafés, bares, restaurantes e, eventualmente, shows e apresentações teatrais. E, do jeitinho que a gente adora: ponto turístico de Amsterdam para conhecer de graça!

Criado no século XIX, é o principal parque de Amsterdam e um dos mais bonitos. Desde 1996 é declarado como “Monumento Nacional”, título concedido por ter grande valor cultural e histórico.

Seu nome é uma homenagem ao escritor Joost van del Vondel, um dos grandes nomes da literatura holandesa.

Funcionamento: Diariamente, 24h | Endereço: região de Leidseplein | Valor: Gratuito

Begijnhof

O Begijnhof ou Jardim das Beguinas é um “jardim secreto” que foge do circuito básico de turismo na cidade, embora já seja cada vez mais conhecido e visitado pelos viajantes.

Fundado na Idade Média, era uma espécie de comunidade religiosa onde viviam mulheres que faziam votos semelhantes às freiras, as chamadas “beguinas”.

Ele fica na região central da cidade, em uma praça onde tem uma pequena porta que leva a esse lugarzinho bucólico.

O jardim está cercado por construções dos séculos passados – entre elas algumas igrejas e também a casa mais antiga de Amsterdam, Het Houten Huys (no número 34) original do século XII feita em madeira.

Hoje essas construções funcionam como residências particulares, por isso é importante respeitar o espaço dos moradores locais.

Funcionamento: diariamente de 9h às 17h | Endereço: Praça Spui | Valor: Gratuito

Letreiro I Amsterdam

Localizado por muitos anos na Museumplein (Praça dos Museus), o famoso letreiro nas cores vermelho e branco era um dos lugares mais visitados e mais fotografados em Amsterdam, e certamente um ponto que sempre está nos roteiros de quem viaja à cidade.

Com três metros de altura e 22 de comprimento, a escultura construída em 2004 já havia se transformado em um verdadeiro cartão postal, com o Rijksmuseum ao fundo.

Rijksmuseum, em Amsterdam

Mas, desde 2019 o letreiro foi removido da frente do Rijksmuseum por autoridades locais e se tornou itinerante – o objetivo é estimular que os turistas visitem outros pontos da cidade.

Ele também está sendo colocado em eventos e festivais realizados na cidade.

Apesar do icônico letreiro não estar mais na Museumplein, há ainda outros 2 letreiros que tem endereço fixo e podem entrar no seu roteiro em Amsterdam:

– na saída do Aeroporto Schiphol (no formato tradicional, para quem quer tirar fotos)

– no Parque Sloterplas (em um formato diferente, com algumas letras em pé e outras “deitadas”, onde é possível fazer manobras, pois é uma pista de prática de parkour). Nesse último é mais difícil tirar uma foto com todas as letras.

Funcionamento: Diariamente, por 24h | Endereço: Evert van de Beekstraat 202 (aeroporto) e Oostoever 1064 (parque) | Valor: Gratuito

Fábrica da Heineken

Para quem gosta de cerveja este local é ponto certo no roteiro, e claro que não podia ficar de fora da nossa lista!.

A pequena fábrica da Heineken se tornou a maior cervejaria da Holanda, conhecida mundialmente.

No antigo galpão onde tudo começou, ainda no século XIX, hoje acontece a Heineken Experience, um tour autoguiado com duração média de 1h30.

Tour Heineken Experience em Amsterdam

Na visita os turistas conhecem a história da cervejaria, veem rótulos e garrafas antigos, assistem a vídeos informativos, podem moer alguns grãos, além de outras partes mais interativas e, claro, degustação. Uma passada no bar e na lojinha finalizam a experiência.

Funcionamento: Segunda a quinta de 10h30 às 19h30; sexta a domingo até as 21h – nos meses de julho e agosto sempre até as 21h | Endereço: Stadhouderskade 78 | Valor: 21 euros o tour básico, com direito a duas cervejas no bar

Passeio de barco ou de bicicleta

Não é exatamente um ponto turístico, mas são duas atividades que têm a cara da cidade – inclusive os canais de Prinsengracht, Keizersgracht, Herengracht e Jordaan são considerados como Patrimônios da Humanidade da UNESCO.

O passeio de barco é uma forma de ver a cidade de Amsterdam por outro ângulo. Há diferentes tipos, dos mais básicos aos mais sofisticados, diurnos ou noturnos, ou, ainda, com outros atrativos incluídos, como jantar.

Esses passeios são oferecidos por várias empresas e saem de diversos locais (geralmente em frente aos pontos turísticos famosos).

Passeio de barco em Amsterdam

Já o passeio de bicicleta pode ser em um grupo de tour guiado ou alugar e pedalar por conta própria nos parques, nas ruazinhas com ciclovias ou mesmo em meio ao trânsito, como os locais.

Nos dois tipos de passeios os valores variam dependendo da duração, do modelo de barco ou de bike, entre outros detalhes.

Estes são algumas das principais atrações turísticas de Amsterdam, na Holanda. Uma cidade histórica, charmosa, não tão grande como outras capitais e muito convidativa para diferentes tipos de passeios.

City card – cartão de descontos em Amsterdam

Para quem planeja visitar muitas dessas atrações, uma boa dica de economia é o cartão IAmsterdam.

Com ele, você não precisa reservar vários ingressos diferentes, nem precisa ir buscar cartão físico em nenhum lugar da cidade.

O City Pass Amsterdam funciona online, direto no seu celular. Com ele, você tem direito a entrar sem fila no Rijksmuseum e Museu Van Gogh (além de muitas atrações da cidade).

Planeje sua viagem para Amsterdam

Ingressos e atrações em Amsterdam

Mais dicas da Holanda

Amsterdam é uma cidade incrível e tem muita coisa pra explorar. Além disso, a Holanda tem muitos outros destinos interessantes para você conhecer além da sua cidade mais famosa!

E a boa notícia é que nós exploramos muitas cidades e atrações, de norte a sul da Holanda. 

Temos uma boa quantidade de posts com dicas, como cidades para conhecer além de Amsterdam e dicas dos pratos típicos que você precisa provar na Holanda.

Reserve seu hotel em Amsterdam com o Booking.com – sempre há muitos descontos disponíveis e a maioria dos hotéis tem cancelamento grátis.

Visite nosso índice de posts da França e planeje sua viagem completa com a gente!

Foto em destaque: skeeze por Pixabay 

Redação FSV
Descomplicando a sua viagem e mostrando que dá pra viajar mais pagando menos.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *