O que fazer em Sana: um paraíso de cachoeiras no Rio de Janeiro

O que fazer em Sana RJ | O Arraial de Sana é o destino perfeito se você é aquele viajante que gosta de um destino com pegada alternativa: contato com a natureza, trilhas e cachoeiras, esoterismo, opções de camping – e uma vida noturna animada com muito forró.

Para quem ainda não conhece o Arraial de Sana, estamos falando de um distrito do município de Macaé, que fica a aproximadamente 160 km do Rio de Janeiro. O povoado fica afastado do centro da cidade, numa região de serra, cercada de riachos, montanhas e muitas, muitas cachoeiras.

Inclusive, o nome do lugar vem do Rio Sana, um dos afluentes do Rio Macaé – os dois correm ali pela região.

Para quem ainda não conhece Sana, é importante dizer que o distrito se divide em 3 regiões: seguindo a estrada, primeiro você vai passar por Barra do Sana (onde rio Sana encontra o rio Macaé), depois pelo Arraial do Sana (onde está o centrinho propriamente dito) e, por último, a Cabeceira do Sana, onde ficam algumas das cachoeiras do povoado.

Rios de Sana RJ
Foto: Fui Ser Viajante

Também é importante dizer que o sinal de telefone e internet em Sana é bem ruim. Somente Oi e Tim oferecem cobertura, e ainda assim pode acontecer de falhar. Muitos restaurantes aceitam cartão de crédito e débito, mas isso também depende do sinal funcionar na hora do pagamento.

Por segurança, é bom levar algum dinheiro na viagem para Sana. Sana também não tem agências bancárias nem postos de gasolina. O lugar mais próximo para esses serviços é Casimiro de Abreu.

Como ir para o Sana?

Saindo do Rio de Janeiro, você pode ir até o Sana de ônibus ou de carro. Vou explicar do passo-a-passo de cada um abaixo:

Como chegar a Sana de ônibus?

Para quem quer ir do Rio de Janeiro até o Sana de ônibus, a viagem começa na Rodoviária Novo Rio. Você deve pegar um ônibus até Casimiro de Abreu (com saídas a cada hora) e de lá pegar um van ou outro ônibus até o Arraial do Sana (também com saídas de hora em hora).

Como chegar a Sana de carro?

Para quem vai de carro, o melhor caminho do Rio de Janeiro até o Sana é seguir pela BR101 até Casimiro de Abreu. Ao chegar na rotatória da cidade, pegue a saída à esquerda para acessar a RJ142, também conhecida como estrada Serra-Mar (o mesmo caminho que segue para Lumiar, em Nova Friburgo).

Você vai dirigir por aproximadamente 14,7 km, até pegar a saída a direita para acessar a Estrada do Sana. Daí é só seguir em diante para encontrar o Portal do Sana, cruzando a ponte sobre os rios e entrando em Barra do Sana.

A partir daí, a estrada asfaltada acaba e seguimos por 7km em estrada de barro até chegar no Arraial do Sana propriamente dito, onde está a igrejinha, a praça, muitos restaurantes e campings.

Se você precisar alugar um carro para ir até o Arraial do Sana, use esse site para comparar o valor das locadoras de veículos, para escolher o carro com o melhor custo-benefício nas datas da sua viagem.

Melhor época para ir a Sana

Entre maio e setembro, as chuvas na região de Sana são escassas – é uma ótima época para quem quer fazer trilhas e camping. As cachoeiras não vão estar no auge do volume d’água, mas isso não é um problema. Sem chuva, diminui também o risco de tromba d’água.

Por outro lado, nessa época está mais frio – por isso é preciso mais coragem para encarar as águas geladas das cachoeiras do Sana RJ.

Quem visita Sana nos meses de verão, vai pegar um clima mais quente, mas corre o risco de enfrentar mais chuvas (incluindo tempestades) na viagem.

No povoado de Sana também acontecem alguns festivais, como o Sana Jazz Festival – que em geral acontece em janeiro. Nos finais de semana, o fluxo de visitantes no povoado sempre aumenta. Para fugir de aglomerações e curtir mais tranquilo, o ideal é evitar viajar em feriados.

O que fazer em Sana RJ
Foto: Fui Ser Viajante

Quanto tempo para conhecer Sana RJ?

Para quem quer visitar o centrinho e as cachoeiras do Sana, 2 dias são suficientes. Se você animar para fazer a trilha mais famosa da região (a trilha da Pedra do Pombo), é preciso incluir mais um dia no roteiro para aproveitar tudo (trilha, o centro e as cachoeiras).

O que fazer em Arraial do Sana RJ: principais atrativos

O distrito de Sana não é grande: o centro do arraial cresceu em torno de uma pracinha, com igreja, padaria, mercado, camping, tudo a uma curta distância de caminhada.

Ali no centrinho, além dos restaurantes, outro atrativo marcante são os forrós que animam a vida noturna do povoado.

Centro de Sana RJ
Foto: Fui Ser Viajante

E Sana não ficou conhecido como o Paraíso das Águas a toa: o lugar tem muita, muita cachoeira. A mata também é exuberante e o Arraial do Sana hoje é reconhecido como Patrimônio Ecológico do estado do Rio de Janeiro, e está protegido por uma Área de Proteção Ambiental (APA Sana).

Vamos listar aqui os principais pontos turísticos do Sana, para ajudar você a montar um roteiro bacana no povoado:

Visite as cachoeiras do Sana

As cachoeiras de Sana são com certeza o principal ponto turístico do povoado, o atrativo que primeiro colocou Sana no mapa dos lugares turísticos do Rio de Janeiro.

Cachoeiras em Sana RJ
Foto: Fui Ser Viajante

O que não falta são opções. Na região do Arraial do Sana, as mais famosas são o Circuito das Águas (trilha leve a moderada que conecta sete cachoeiras), a Cachoeira da Boa Sorte e a Cachoeira da Fervedeira e Poço Escuro.

Na região da Cabeceira do Sana (mais acima na estrada, onde nascem os rios da região), temos o Complexo da Cachoeira do Segredo (Cachoeira do Segredo, Segredinho e Silêncio), Cachoeira do Vaguinho, Cachoeira Santa Rosa e a Cachoeira das Andorinhas.

Além das cachoeiras, os rios que cortam o povoado também oferecem ótimos banhos. Um dos pontos mais frequentados é esse aqui, ao lado do Sana Camping.

Rio perto do Sana Camping
Foto: Fui Ser Viajante
Circuito das Águas em Sana RJ

Se você precisa escolher apenas uma cachoeira para visitar em Sana, eu diria sem sombra de dúvidas para ir ao Circuito das Águas.

O lugar funciona das 8h às 16h, todos os dias. O acesso é bem fácil: na rua principal do centro de Sana você vai avistar uma placa na estrada sinalizada indicando o caminho para a “trilha das cachoeiras”.

Cachoeiras em Sana RJ
Foto: Fui Ser Viajante

Você pode ir de carro até lá (mas corre o risco de não ter vaga de estacionamento, porque são poucas vagas perto da entrada) ou estacionar no centrinho e seguir caminhando até lá (é uma subida leve).

Quem vai de carro precisa pagar o estacionamento (R$10 reais para carros e R$5 para motos). Para entrar na propriedade, também se paga uma taxa de R$10 por pessoa.

Você vai passando pelas cachoeiras na sequência: Cachoeira do Escorrega e sua vizinha Cachoeira Recanto das Borboletas (até aqui a trilha é bem leve) e depois a Cachoeira das 7 quedas, Cachoeira da Mãe, Cachoeira do Filho e Cachoeira do Pai (para essas, o grau de dificuldade da trilha aumenta um pouco).

Trilha do Peito do Pombo

Para os mais dispostos, uma das trilhas mais bacanas do Rio de Janeiro fica em Sana. A trilha do Peito do Pombo tem nível intermediário e exige bom preparo físico. O melhor é contratar um guia no povoado para fazer o trajeto com você.

A estimativa é que a trilha dure 6 horas, mas dependendo do ritmo do grupo, é possível passar o dia inteiro entre o caminho de ir e voltar.

No final do trajeto você encontra a pedra que dá nome a trilha, o Peito de Pombo, a 1400m de altitude. O visual lá de cima é bem privilegiado, e em dias de céu limpo é possível ver até o litoral.

Centrinho do Arraial do Sana

O centro do Arraial do Sana tem a cara de uma cidadezinha do interior. É bem pequeno, com pessoas simpáticas, comércio local e restaurantes.

Não deixe de visitar a CriaSana, um mini-centro de eventos com palco e onde funciona uma feira de artesanato.

CriaSana - feira de artesanato em Sana
Foto: Fui Ser Viajante

No centro de Sana também funcionam alguns campings, com o “quintal” voltado para o rio. É uma ótima opção para passar o dia, mesmo se você não está hospedado por lá.

Outro ponto turístico de Sana (esse meio inusitado) é o enorme jequitibá que fica no centro do Arraial do Sana. A árvore é centenária e pode ser vista de diferentes lugares do povoado. E a bonita igreja católica na pracinha do centro, bem fotogênica.

Igreja católica de Sana RJ
Foto: Fui Ser Viajante

Outro destaque: no centro de Sana passam vários riachos, que oferecem oportunidade de banhos e lugares para relaxar – tudo ali mesmo no centrinho!

Onde comer em Sana?

Para quem procura onde comer em Sana, anote os nomes dos dois restaurantes que visitamos: o Ceh Achegue Bar e Restaurante tem uma boa estrutura de mesas (algumas na beira do rio, você pode inclusive tomar banho) e preços bacanas. Eles servem almoço executivo, porções de petiscos ou refeições completas.

Ceh Achegue Bar - onde comer em Sana RJ
Foto: Fui Ser Viajante

Já o Alquimia do Sana fica bem no centrinho e oferece variedade de petiscos, cervejas e outras bebidas.

Para quem está hospedado em casa de temporada ou precisa fazer compras em Sana, o mercado Grativol é a melhor opção no centro de Sana. Funciona todos os dias, das 8h às 20h.

Fique ligado: muitos dos restaurantes não funcionam em dias de semana, e muita coisa também não está funcionando regularmente durante a pandemia.

O que fazer à noite em Sana?

O povoado de Sana é famoso por seus forrós. Os barzinhos do centro costumam ser bem animados e ter música ao vivo. Além de forró, é comum encontrar locais tocando reggae, rock e até samba.

Centro de Sana RJ
Foto: Fui Ser Viajante

Onde se hospedar no Sana?

O Sana é um dos lugares mais famosos do Rio de Janeiro para quem gosta de acampar. Há muitos campings em Sana – no centro e mais afastados. Eles são bastante procurados pela galera mochileira. Os mais famosos do arraial são o Sana Camping e o Camping Jatobá, mas existem vários outros em Arraial do Sana, como o Camping da Praça (bem em frente à igreja).

Sana Camping - Onde se hospedar em Sana RJ
Foto: Fui Ser Viajante

Para quem procura pousadas em Sana, uma boa dica é a Pousada Maritacas do Sana, com piscina ao ar livre, wi-fi e restaurante próprio. Diárias a partir de R$437. Veja mais informações e reserve aqui.

Outras duas pousadas interessantes são a Pousada Bem Estar (bem no centrinho) e os Chalés Flores de Sana.

Para quem procura um hotel com mais estrutura, o Hotel Pousada Bambuzal oferece piscina, lounge, jardim, terraço e um restaurante próprio.

Você também pode se hospedar em casas de temporada e Airbnb em Sana, uma ótima opção para quem quer mais isolamento, ou mesmo para quem viaja em família.

 O que fazer em Sana: tem mais dicas pra compartilhar?

Se você tem dicas de Sana para compartilhar, conta pra gente aqui nos comentários! Seja um lugar pra visitar, um bom restaurante, um artesanato legal, se a dica é bacana, vamos adorar saber e atualizar nosso post com sua dica partilhada!

E para quem procura destinos para visitar pertinho de Sana, vale a pena dar uma olhada no nosso post de Lumiar – distrito de Nova Friburgo, que tem essa mesma pegada roots, de contato com a natureza e relaxamento.

Lila Cassemiro
Pernambucana, contadora de histórias e bem curiosa. Geminiana apaixonada por artes e culturas, sempre com a mala pronta pra viajar de novo. Eu gosto de gente.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *