O romantismo do Charco Bistró, Colonia del Sacramento, Uruguai

Charco Bistró, Colonia del Sacramento | A encantadora Colonia del Sacramento no Uruguai tem uma porção de lugares interessantes para almoçar, basta olhar em qualquer lista “onde comer em Colonia del Sacramento” que exista por aí.

Mas se você procura um restaurante para almoçar, que esteja aberto na baixa estação, numa segunda-feira chuvosa, suas opções reduzem drasticamente.

Charco Bistró, em Colonia del Sacramento Uruguai
Foto: Fui Ser Viajante

Por isso, quando estávamos caminhando na Plaza Mayor e vi a plaquinha na pequena rua, falando que o Charco Bistró estava aberto, corremos pra lá. E que sorte a nossa!

Como foi o almoço no Charco Bistró

Da Plaza Mayor, descemos pela rua De Solis até chegar no restaurante que fica na rua San Pedro. Colonia del Sacramento é tão pequena que não vai ter como errar o endereço.

Quando entramos no pequeno salão do Charco, sentimos que tínhamos tirado a sorte grande.

O Charco Bistró é o restaurante de um charmoso hotel às margens do Rio de La Plata (Hotel Charco) e na hora que entrei lá, comecei a pensar porque a gente não se hospedou lá.

A decoração do hotel segue o tom do restaurante, com muito branco e madeira.

Mesa do Charco Bistró, Colonia del Sacramento
Foto: Fui Ser Viajante

O salão do Charco Bistró é pequeno, com apenas poucas mesas de madeira (para 2, 3, 4 e 6 lugares, com possibilidade de ajustes) e um balcão largo com seis assentos, que fica em frente à janela com vista para o Rio de la Plata.

E que vista! Era uma janela enorme, de canto a canto da parede.

Vista da Janela do Charco Bistró
Foto: Fui Ser Viajante

No outro lado do salão ficava o bar, com um design clean e lindas luminárias, que combinavam com o ambiente. As adegas de metal e vidro na lateral completavam o ambiente interno.

Salão do Charco Bistró
Foto: Fui Ser Viajante

O Charco Bistró contava ainda com um terraço, que estava fechado por conta do mau tempo.

Serviço e cardápio do Charco Bistró

Como sempre no Uruguai, o serviço foi extremamente gentil. Que povo fantástico, voltei apaixonada pela educação e simpatia dos uruguaios!

O cardápio do Charco Bistró era bem clássico e direto – e um pouco caro. Os pratos começavam em 600 pesos uruguaios. 

Fomos recepcionados com a tradicional cestinha de pães que tanto uruguaios quanto argentinos adoram oferecer na chegada aos restaurantes.

Os pães vieram quentinhos e com diversas texturas, uma delícia. Satisfeitos, decidimos pular a entrada e escolher o prato principal.

Tudo no cardápio parecia tentador. Ficamos uns minutos na indecisão, até que o atendente nos abordou com uma proposta.

Ele sugeriu dois pratos que estavam disponíveis naquele dia mas que ainda não estavam no cardápio. Aceitamos!

Eu provei um ravióli com nero di seppia (tinta de lula), recheado com salmão e molho de açafrão.

Ravioli no Charco Bistró
Foto: Fui Ser Viajante

Rafa ficou com um risoto funghi com chips de batata doce e lima confitada. Os dois pratos estavam muito bons!

Risoto no Charco Bistró
Foto: Fui Ser Viajante

Os pratos eram muito bonitos e preparados com sabores fortes mas que combinavam entre si. Foi a melhor refeição que fizemos no Uruguai, com certeza!

Para sobremesa, dividimos o vulcão de doce de leite com molho de frutas vermelhas e sorvete de creme. Lindamente decorado e uma delícia, embora bem pequeno pra dois.

Vulcão de doce de leite, Charco Bistró
Foto: Fui Ser Viajante

Durante todo o almoço, bebemos um vinho de uva Tannat, que é uma uva de origem francesa mas que se tornou a queridinha do Uruguai.

Hoje, o Uruguai quase já produz mais vinhos desta casta que a própria França. Se você for no país, não deixe de provar!

Vinho Tannat, muito produzido no Uruguai
Foto: Fui Ser Viajante

Outras opções que estavam no cardápio:

Entradas do Charco Bistró: 

Pizza com geléia de cebola, mussarela e queijo de cabra; 

Queijos colonia, gruyere, parmesão e cacciocavalo defumado fundidos a ferro com chutney de tomate; 

Salada caprese; 

Camarões e cogumelos com alho batata bebê.

Sanduíches: 

Chivito Charco com batatas; 

Sanduíche de frango caprese com batatas; 

Crostini de salmão defumado com purê de abacate, creme azedo, rúcula com tempero de mostarda, mel, caril e oliva.

Prato principal no Charco Bistró: 

Ravióli de abóbora, tomilho, limão e mascarpone com manteiga clarificada, queijo brie e sementes de abóbora temperadas e caramelizadas; 

Frango confit, feijão, cebola verde, granada, alho suave, tangerina e molho de gengibre; 

Salmão ao grill, abóbora e cenoura ao forno com tempero de tomates caramelizados, azeitonas pretas, alho em calda e manjericão.

Cardápio kids: 

Pequenos bifes à milanesa com purê de batata, 

Mini hambúrgers com queijo e cubos de batatas fritas, 

Espaguetes com molho de tomate e parmesão

Sobremesas no Charco Bistró: 

Pudim de lima com frutas vermelhas, 

Vulcão de chocolate com sorvete de baunilha e molho de laranja, Cheesecake com molho de frutas vermelhas, 

Torta de chocolate e amêndoas, creme de baunilha, 

Sorvetes.

Vale a pena almoçar no Charco Bistró?

O Charco Bistró é puro romantismo. É um lugar pra ir apreciar a vista em boa companhia e com boa comida.

Vista da janela do  restaurante [ onde comer em Colonia del Sacramento ]
Foto: Fui Ser Viajante

Paga-se um pouco caro por isso, mas essa foi uma das vezes que fiquei feliz com cada centavo investido. Foi uma experiência fantástica, desde o clima, a decoração, a comida e os atendentes.

Sei que experiência gastronômica é algo muito pessoal e com certeza tem gente que foi lá e teve uma experiência não tão agradável. Mas eu recomendo muito que você vá e veja por si mesmo.

Porque eu, particularmente, tive uma experiência fantástica no Charco Bistró. Voltaria com certeza!

Entrada do restaurante [ onde comer em Colonia del Sacramento ]
Foto: Fui Ser Viajante

Dica de economia no Uruguai

Turistas no Uruguai que realizam pagamento de restaurantes e serviços (aluguel de carro por exemplo) com cartão de crédito emitidos em outros países recebem devolução de parte do imposto IVA.

Em restaurantes, isso dá aproximadamente 18% a menos no valor da conta (a propina/gorjeta não incide imposto, portanto não tem desconto).

A cobrança na fatura pode vir já com o desconto, ou aparecer em 2 itens na mesma fatura (a cobrança integral e o desconto separadamente).

O desconto não se aplica a quem paga em dinheiro.

Planeje sua viagem

Onde ficar em Colonia del Sacramento?

Veja algumas opções de hospedagem em Colonia del Sacramento:

– Don Antonio Pousada

– Posada Plaza Mayor

– Remus Art-Hostel

– El Viajero Colonia Hostel (ótima rede de hostels no Uruguai)

– Charco Hotel (meu hotel romântico favorito, tem também um restaurante incrível lá, o Charco Bistro).

Ainda não achou seu hotel ideal em Colonia del Sacramento? Dê uma olhada em outras opções de hospedagem em Colonia e escolha a sua.

Seguro Viagem no Uruguai

Segundo a legislação do Uruguai, não há obrigatoriedade de viajar com seguro viagem. No entanto, eu não abro mão: em qualquer viagem internacional, escolho investir com cobertura para viajar mais tranquila.

Desde pequenos incidentes como extravio de bagagem até acontecimentos maiores, o seguro viagem pode te salvar de desembolsar uma quantia enorme de dinheiro, e acredite: custa bem menos do que você imagina.

Na hora de fazer a compra de seguro viagem, eu sempre uso o site da Seguros Promo. Esse site funciona como um comparador de preços entre as seguradoras. 

Basta colocar o destino e as datas da sua viagem, que você descobre facilmente qual o seguro que oferece o melhor custo-benefício pra você.

Se você não entende muito bem como funciona o seguro viagem, pode ler mais sobre Seguro Viagem aqui no site.

Lila Cassemiro
Pernambucana, contadora de histórias e bem curiosa. Geminiana apaixonada por artes e culturas, sempre com a mala pronta pra viajar de novo. Eu gosto de gente.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:

Que demais! a melhor coisa que tem é estar viajando e descobrir lugarzinhos despretensiosos como esse. Ótimo post! 🙂

Klécia disse:

É felicidade sem fim, Daniela! 😀

AH esse lugar parece ser uma graça. Ainda mais comendo num bistro desse.
Fiquei morrendo de fome e de curiosidade de provas esse prato com tinta de lula

Klécia disse:

EU adorei, Matheus 🙂 O Ravioli tava dos deuses, dá saudade só de lembrar 😀

Patricia disse:

Que graça de restaurante!!
To querendo fazer um tour pelo Uruguai ano que vem e vou deixar a dica anotada.

Klécia disse:

Eu adorei cada cantinho do Uruguai! O povo é muito receptivo, simpático, educado. E o país é uma fofura, além de ter ótima gastronomia. Você vai curtir muito!

Mary Kings disse:

Aquele clima minimalista com uma comida boa assim, deve ser tudo de bom! Vocês podiam achar mais restaurantes nesse estilo e fazer um Guia. Gosto do estilo desses restaurantes! Parabéns pelo post e pelas fotos.
Beijos

Klécia disse:

Sabe que sua sugestão colocou várias engrenagens pra girar na minha cabecinha? Quem sabe? Restaurante minimalista e confort food é muito minha praia 🙂

Gê Azevedo disse:

Passei apenas um dia na cidade, no caminho entre Montevidéu e Buenos Aires. Não vi o Charco, almocei em outro lugar, aparentemente bem mais simples. Mas, o que concordo com você é em relação ao atendimento: impecável!
Uma simpatia e uma presteza que poucas vezes se vê!

Klécia disse:

Os uruguaios são fantásticos, né? 🙂

Analuiza disse:

Olá!!!
Para mim, você descreveu o paraíso: garoa, frio, em uma cidade histórica vazia! 🙂 Estive em Colonia 2x e acho a cidade uma graça! Em ambas as visitas eu saí de Montevideo: na primeira fiz um bate/volta e achei que foi insuficiente. Na segunda dormi na cidade e foi uma delícia poder curti-la sem pressa.

Almocei em um lugar super charmosinho também, mas acho que esse que vocês estiveram me pareceu ainda mais agradável e intimista. Se uma dia voltar, vou visitar. Só vou passar direto pela tinta de lula (detesto!) caso a oferta do dia seja a mesma. rsrsrsrs

A aparência da sobremesa está maravilhosa!!! Deu vontade!
Vocês voltaram no mesmo dia para BUE?!
beijos Ana (Espiando pelo Mundo)

Klécia disse:

Oi Ana! Essa foi a primeira vez que provei a tinta de lula, e fiquei morrendo de medo de também não gostar! Mas acho que o sabor do açafrão prevaleceu e o prato era muito harmonioso como um todo 🙂 Colonia é um amor! Viemos de Buquebus de Buenos Aires, e ficamos lá dois dias inteiros, seguindo depois para Montevideo. Digo sem medo de errar que foi a melhor e mais deliciosa parte da viagem. Pelo clima, pela cidade histórica, pelos deliciosos restaurantes, pelo povo. Voltaria sempre lá (se fosse possível, fácil, barato e rápido) apenas para aproveitar o clima dessa cidade linda que ganhou meu coração <3
O Charco foi uma sorte que tivemos, depois que vi que ele era super bem avaliado no Trip Advisor. Um pouco mais caro que os demais, mas valeu a pena. Se voltar lá por Colonia, passa lá e me conta como foi 🙂 Beijos!