Delft em um dia: explorando o melhor da cidade

Preciso confessar que fui conhecer Delft sem muitas expectativas. Não cheguei com um roteiro de um dia em Delft, nem com uma lista sobre o que fazer em Delft em um bate-e-volta.

Fui de coração aberto, para explorar minha primeira pequena cidade holandesa, depois de passar pelas mais conhecidas Amsterdam e Haia.

Estacionamos o carro nos arredores do centro e fomos caminhando até Markt, a praça principal da cidade. Era um domingo de manhã bem cedinho e a cidade ainda dormia.

De um lado, casas charmosas me faziam parar a cada momento para uma foto. Nas vitrines, manequins vestidos com roupas tradicionais de uma Holanda que não existe mais vestiam esperavam turistas para uma foto de época.

Leia também: O que fazer em Haia, Holanda

O que fazer em Delft: roteiro de um dia

Seguimos, encontrando bicicletas encostadas pelas esquinas e os tradicionais canais cortando as ruas: Holanda sendo Holanda!

A cidade era puro silêncio, mas de repente, um toque alto de sinos encheu as ruas e Delft começou a acordar. As primeiras pessoas apareceram na rua, algumas janelas se abriram e a cidade ganhou movimento, cores e sons.

Esse momento é minha principal lembrança da cidade. Naquele começo de manhã, percebi que aquela era uma cidade especial. Tem qualquer coisa de poesia pelas ruas medievais de Delft – algo que é impossível resistir e muito fácil de amar!

Se você quer conhecer a Holanda além do burburinho das grandes cidades, é até um pecado não pesquisar um pouquinho sobre o que fazer em Delft ou deixar de incluir a cidade no seu roteiro pela Holanda!

Se você quer conhecer a Holanda além do burburinho das grandes cidades, é até um pecado não pesquisar um pouquinho sobre o que fazer em Delft ou deixar de incluir a cidade no seu roteiro pela Holanda!

Porque colocar Delft no roteiro

Dá pra dizer que a cidade reúne um pouco de tudo que há de melhor da Holanda: canais, moinhos de vento, arquitetura tipicamente holandesa e um centro histórico capaz de fazer a gente suspirar.

Junte a isso uma gastronomia surpreendente e aquele ar de cidade de conto-de-fadas que mais parece que parou no tempo.

Visitar Delft é um convite para conhecer uma outra Holanda, mais tradicional e pitoresca que aquela das grandes cidades. Uma Holanda para se apaixonar.

O que fazer em Delft: um roteiro de um dia

Johannes Vermeer, um dos maiores pintores holandeses, é o filho mais ilustre de Delft. Ele sabia brincar com cor e luz como poucos e passou toda sua vida na cidade.

Algumas de suas telas representam cenas cotidianas de sua cidade natal, mas a sua obra-prima é na verdade um retrato: A Menina com Brinco de Pérola.

A cidade é tão orgulhosa do quadro, que por toda parte encontramos posters dizendo que a obra foi pintada ali. Misteriosa e emblemática, essa menina já inspirou um livro e um filme (estrelado por Scarlett Johansson e gravado em Delft).

Para deixar mais interessante, essa charmosa cidade holandesa ainda carrega mais dois grandes tesouros na sua história:

  • uma forte relação com a família real holandesa
  • o trabalho artesanal com a porcelana azul de Delft, ou Delft Blue, que colocou a cidade nos holofotes da Europa entre os séculos 17 e 19.

Não esqueça de contratar um Seguro Viagem antes de embarcar para o exterior!

> Faça uma cotação com a Real Seguros e aproveite o super desconto de até 16% no seguro viagem (11% OFF pelo link + 5% de desconto para pagamento em boleto).

O que fazer em Delft: um dia explorando por lá

Delft é uma cidade fácil de visitar – e mais fácil ainda de amar! Fica a uma curta distância de Amsterdam, Haia e Rotterdam, as três maiores cidades da Holanda. Você pode planejar um passeio ‘bate-e-volta’ de um dia em Delft saindo de qualquer uma dessas cidades.

Todo roteiro em Delft começa na Markt, a praça principal da cidade. Uau, como não se impressionar com esse lugar? De um lado, a majestosa Nieuwe Kerk, ou Igreja Nova de Delft, atrai de imediato todas as atenções.

O que fazer em Delft: um roteiro de um dia

Mas quando o olhar curioso se desvia para o lado oposto da praça, a gente descobre outra maravilha arquitetônica: a prefeitura de Delft, com suas imponentes janelas vermelhas, uma maravilha dos tempos medievais.

O que fazer em Delft: um roteiro de um dia

Logo na chegada na cidade, nos rendemos e passamos um tempo por ali, admirando os detalhes de cada construção da Markt.

E foi assim que entramos na Chocolate Company Café Delft – CHCO, uma cafeteria incrivelmente fofa bem na esquina da praça, e que pra nossa sorte abriu as portas bem cedo naquele domingo!

Aproveitamos para tomar café – e morrer de amores pela decoração linda que mais parece uma inspiração do Pinterest.

O café e os sanduíches estavam deliciosos e eu não perdi a oportunidade de provar alguns dos tentadores chocolates artesanais expostos no balcão. A dieta fica pra depois da viagem, não é?

Foi uma deliciosa parada gastronômica para começar o dia. A essa altura, meu caso de amor por Delft já estava ficando sério!

Leia também: O que fazer em Volendam, Holanda

O que fazer em Delft: um roteiro de um dia

14 atrações para conhecer em Delft

Chegou a hora de explorar Delft de verdade! A cidade convida para uma caminhada, já que a maior parte das atrações fica no centro.

Aqui está o melhor conselho que eu posso te dar sobre o que fazer em Delft em um dia: ande, se perca pelas ruas charmosas, deixe a sua intuição te guiar e encontre os segredos escondidos da cidade! Apenas se planeje para chegar cedo e conseguir aproveitar ao máximo o seu dia em Delft!

Enquanto caminhávamos pela cidade, encontramos alguns totens com o mapa de Delft e seus pontos turísticos, além da história de cada lugar. Uma mão na roda para quem caminha sem destino!

A gente se guiou por isso e por um mapa / guia turístico gratuito que pegamos na CHCO. Uma outra opção é atravessar a praça e entrar no centro de informações turísticas, o VVV Delft, pegar um mapa e deixar Delft te surpreender!

Mas se você é do tipo que adora planejar cada detalhe da viagem, aqui vai nossa lista com as 14 melhores atrações para conhecer em um dia em Delft.

1 – O coração azul de Delft

O que fazer em Delft: roteiro de um dia

Se você seguiu nossos passos até aqui, já deve ter esbarrado com a escultura do coração azul de Delft! Ele fica bem em frente à cafeteria CHCO, ao lado da Nieuwe Kerk!

A escultura de vidro e ferro foi criada pelo holandês Marcel Smink em 1998 para representar Delft: o coração de uma cidade que tem a alma azul!

Quem visita Delft à noite tem a chance de ver a estrutura iluminada. A pegada tecnológica faz referência à TU Delft, a faculdade de tecnologia reconhecida como uma das melhores do país, que transformou a Delft medieval em uma cidade universitária e cheia de vida.

2 – Nieuwe Kerk

O que fazer em Delft: um roteiro de um dia

Voltando para a Markt, é hora de descobrir os segredos da Nieuwe Kerk, a igreja nova de Delft. O primeiro deles: a igreja é nova só no nome, já que foi construída em 1300.

E aqui vai mais um: no interior da Nieuwe Kerk, longe dos olhos de todos os plebeus, repousa o mausoléu da família real holandesa.

Em 1584, William de Orange foi assassinado na cidade e precisou ser enterrado em Delft, já que o país estava em guerra e não dava para transportar seu corpo para o mausoléu real em Breda.

Isso deu início a uma nova tradição: desde então, todos os membros da Casa de Orange vem sendo sepultados na cripta real em Nieuwe Kerk. Mas a cripta está em uma área restrita e nós plebeus não podemos visitar…

No entanto, temos outros motivos para entrar na igreja nova de Delft. Se do lado de fora o desenho gótico e a imensa torre do relógio já impressionam, por dentro a Nieuwe Kerk não deixa a desejar!

O que fazer em Delft: um roteiro de um dia

Normalmente, para visitar a Nieuwe Kerk, paga-se uma pequena taxa de 5 euros. Mas como nossa visita foi em um domingo, não pagamos para entrar, mas também não pudemos demorar muito lá dentro.

Os sinos já estavam chamado o povo para o serviço religioso do dia! Tiramos algumas fotos, exploramos os corredores laterais discretamente, depois saímos de fininho.

Infelizmente, não tivemos a oportunidade de pagar os 4 euros para subir os 376 degraus que levam até o topo da torre do relógio da Nieuwe Kerk.

Sabia que essa é a segunda maior torre da Holanda? Só perde para a torre de Utrecht! E lá de cima, em um dia de sol, a melhor vista de Delft está garantida!

Onde? Gravenstraat 17. Quando? Segunda a sábado, em horários variados. Quanto? 5 euros (para as duas igrejas) mais 4 euros para subir na torre da Nieuwe Kerk.

3 – Prefeitura de Delft e arredores da Markt

Um prédio construído em 1200, que já foi destruído por incêndios e reconstruído como uma das mais belas arquiteturas da cidade.

O que fazer em Delft: um roteiro de um dia

Infelizmente a visitação interna ao prédio da prefeitura de Delft (Markt 87) não é permitida.

Somente uma das torres, que serviu como prisão medieval, recebe visitas guiadas durante as férias escolares. No resto do ano, a gente só pode espiar pelas lindas janelas vermelhas que enfeitam o prédio da prefeitura.

E já que estamos olhando ali de fora, que tal uma volta pela Markt?

O que fazer em Delft: um roteiro de um dia

A praça é cheia de vida e movimento. Com o sol esquentando o dia, os restaurantes montam mesas e cadeiras ao ar livre.

As lojas de queijo e porcelana de Delft estão por todo lado e tornam essa praça única, como nenhuma outra na Holanda.

Algumas outras lojas chamam a atenção, como Apotheek De Salamander (Markt 47), uma farmácia vintage que te leva para uma viagem no tempo!

Ah, na Markt (e nas outras praças da cidade) você pode acessar wi-fi de forma gratuita!

4 – Mercados de Delft

Os mercados de Delft são tão famosos que atraem toda semana muita gente de fora da cidade, como Haia e Rotterdam.

A gente não conseguiu encaixar no nosso roteiro, mas se você tiver sorte de chegar em Delft numa quinta-feira, vai encontrar o maior mercado de rua da cidade, acontecendo bem ali na Markt!

Barracas e mais barracas de todo tipo de produtos e delícias sendo vendidas diretamente pelos produtores locais. Tem coisa mais deliciosa?

E não acaba aí. Basta uma pequena caminhada até a rua Brabantse Turfmarkt para visitar o mercado de flores de Delft, também nas quintas-feiras.

Nas ruas que margeiam o canal, acontece um festival de cores e perfumes! Nos sábados, acontece no mesmo local uma versão reduzida do mercado de flores, mas que ainda vale a sua visita!

De abril a outubro, ainda temos o mercado de antiguidades acontecendo toda quinta e sábado.

No sábado a feira é maior e acontece desde a Voldersgracht até as ruas que margeiam os canais Hippolytusbuurt e Wijnhaven.

Na quinta-feira, o lugar de garimpar raridades é a Hippolytusbuurt.

5 – Centro Vermeer

Ali pertinho da Markt fica o centro cultural em homenagem ao filho mais ilustre de Delft: Johannes Vermeer. 

O pintor nasceu e viveu sua vida inteira na cidade, e mesmo tendo pintado apenas 37 quadros, conseguiu um lugar no hall dos principais artistas da Holanda.

Infelizmente, nenhuma obra original de Vermeer está exposta no Centro Vermeer. Todas são reproduções em tamanho original de excelente qualidade.

Para ver os quadros reais, você vai ter que ir no Maurithuis, em Haia, ou o Rijksmuseum em Amsterdam, por exemplo.

Como eu já tinha visitados os dois museus, deixamos o Vermeer Centre de fora do roteiro em Delft. Mas pra quem não pretende visitar os museus nessas cidades ou tem interesse direto na vida do artista, vale uma visita ao Centro Vermeer.

Para conferir mais sobre a visita ao museu, confira a experiência da Luciana do Let’s Fly Away no Centro Vermeer.

Onde? Voldersgracht, 21. Quando? Todos os dias, das 10h às 17h. Quanto? 9 euros.

6 – Oude Kerk

Caminhando mais um pouco, vamos passando por lindas construções e charmosos canais até chegar na Oude Kerk, a igreja antiga de Delft.

Construída cerca de 100 anos antes da Igreja Nova, é mais uma igreja gótica para visitar na cidade. O que é impressionante, já que esse estilo de construção é bem raro na Holanda.

A Oude Kerk é uma igreja enorme, que tem um ‘pequeno defeito arquitetônico’: sua torre é inclinada! Ladeada por um dos canais da cidade, é bem difícil enquadrar toda a construção em uma foto, já que a rua é meio apertada. 

Quando visitamos Delft, o exterior estava em reforma, mas entramos para dar uma espiadinha.

O que fazer em Delft: um roteiro de um dia

A taxa de entrada que você pagou na Nieuwe Kerk serve para visitar a Oude Kerk também. Mas da mesma forma, não pagamos porque era domingo e só pudemos dar uma olhadinha, sem explorar muito.

Os vitrais são impressionantes, mas com o pouco tempo não consegui encontrar onde está o túmulo de Johannes Veermer, sepultado nessa igreja em 1675.

Ah, uma dica: Você não vai conseguir a melhor vista da torre inclinada da Oude Kerk vendo a igreja ali de perto. Siga até a ponte na Nieuwstraat e encontre o melhor ângulo da torre de Pisa da Holanda!

Onde? Heilige Geestkerkhof 25. Quando? Segunda a sábado, em horários variáveis. Quanto? 5 euros (válido para as duas igrejas).

7 – Museu Het Prinsenhof

Delft não tem muitos museus, mas as poucas opções são bem interessantes. O Het Prinsenhof é um museu dedicado à era de ouro da Holanda e que fica a apenas 2 minutos de caminhada da Oude Kerk.

O local foi construído para ser um monastério. Depois, serviu de residência para o rei William de Orange, quando ele se mudou para Delft e iniciou a relação da cidade com a família real.

Esse prédio testemunhou uma das cenas mais importantes da história holandesa: o assassinato do monarca. Ainda é possível ver os buracos de bala na parede do museu!

O Prinsenhof tem um bom acervo sobre a vida e a obra de artistas e personalidades holandesas, incluindo Johannes Veermer e Hugo de Groot (outro filho de Delft, conhecido como o pai do direito e representado em uma estátua em frente à Nieuwe Kerk, na Markt de Delft).

A vida do rei William de Orange também tem destaque na coleção do museu. No Prinsenhof também há uma exposição permanente sobre a porcelana de Delft.

Onde? Sint Agathaplein, 1. Horários? Abre de segunda a domingo, das 11h às 17h. Quanto? 12 euros.

8 – Os canais de Delft

Não seria Holanda se não tivesse canais, certo? Delft tem uma linda rede de canais que cortam a cidade, dando aquele charme todo especial.

Minha dica é sentar em um dos restaurantes ou cafeterias na charmosa rua Hippoltusbuurt e aproveitar a linda vista para as pontes que cruzam os canais de Delft.

O que fazer em Delft: roteiro de um dia

Depois, saia para caminhar sem destino margeando os canais, ou quem sabe faça um passeio de barco para descobrir os canais mais famosos de Delft. É um jeito bem bacana de curtir a cidade!

9 – Oostpoort

A uma curta distância do centro está Oostpoort, um dos velhos portões da cidade amuralhada de Delft. É como viajar no tempo ver o resto da muralha que defendia a cidade, tão velha quanto a idade média.

O que fazer em Delft: roteiro de um dia

Ao lado, está a ponte de Oostpoort, que dava acesso à cidade. Hoje Oostpoort é utilizado como residência privada, mas ainda vale parar por lá e dar uma olhada na bela construção dos anos 1400.

Onde? Oostpoort 1. Horários? Todos os dias. Quanto? grátis.

10 – Molen de Roos

Delft, como qualquer tradicional cidade holandesa, já teve muitos moinhos de vento. Eram 18, pra ser exata.

Mas o tempo foi impiedoso com a tradição e hoje resta apenas um: o Molen de Roos, um antigo moinho de milho construído em 1679.

Nós não paramos por lá, mas de longe deu pra ver que o moinho está em perfeitas condições. Depois li que o moinho ainda funciona e abre em certos dias da semana para visitação.

Onde? Oostpoort 1. Horários? Quarta a sábado, das 10h-16h.

11 – Porcelana de Delft: compras e história

O que fazer em Delft: roteiro de um dia

Andando pelas lojas do centro ou frequentando as barraquinhas dos mercados de rua em Delft, você vai ver muitos trabalhos em Delft Blue, a cerâmica azul que é a marca registrada da cidade. Se você quer levar uma lembrança de Delft pra casa, nada pode ser mais autêntico!

Mas se você busca entender mais sobre como Delft virou referência na Europa para a produção e exportação das peças de porcelana azul, tem duas atrações na cidade que valem a pena visitar.

Nos séculos 17 e 19, a cidade chegou a ter 33 fábricas produzindo Delft Blue. Mas como tudo que é moda passa, com o tempo as famílias da burguesia europeia foram perdendo o encanto pela Delft Blue.

A Royal Delft (Rotterdamseweg 196) é a única fábrica que permanece em funcionamento ininterrupto desde essa época de glória (são quase 400 anos!).

A fábrica, também conhecida como De Koninklijke Porceleyne Fles, fica a uma curta distância de caminhada do centro de Delft. A visita guiada – Royal Delft Experience – pode ser reservada com antecedência.

Outra opção é visitar De Delftse Pawn (Delftweg 133), outra fábrica que produz a porcelana de Delft. O prédio é histórico e é possível ver os artistas em ação, decorando as cerâmicas com a tinta azul de Delft.

A visita guiada é gratuita e pode ser realizada em até 7 idiomas. A casa também oferece workshops para os interessados. Já imaginou pintar sua própria  porcelana?

12 – Jardim Botânico de Delft (e outros parques)

Delft tem uma grande universidade, a TU Delft. O Jardim Botânico faz parte da universalidade de tecnologia, e por isso tem toda uma pegada científica e histórica. Por lá, a natureza vem sendo uma grande inspiração pra tecnologia 😉

Apesar de ficar mais afastado da cidade, quem tem tempo pode aproveitar para passear pela bonita área verde. Uma tarde de domingo no banco pertinho da água é uma doce lembrança para levar de Delft!

Outro parque bem bonito em Delft é o Wilhelminapark, localizado quase na saída da cidade, próximo à rodovia A4. Os jardins são em estilo inglês e por lá você encontra trilhas, lagos e espaço para estender uma toalha e relaxar.

Onde? Poortlandplein 6. Horários? Segunda a sábado, das 10h-17h. Domingo, de 12h às 17h. Quanto? 4 euros.

13 – Delft de bicicleta

O que fazer em Delft: um roteiro de um dia

Para fazer sua visita no maior estilo holandês, você pode alugar uma bicicleta na Markt ou na estação central de Delft, e partir para explorar a cidade em duas rodas!

Além de margear os canais e descobrir a cidade, é possível pedalar nos arredores, apreciando a paisagens das trilhas e rotas em Midden-Delfland, uma área campestre linda dedicada à prática do cicloturismo.

14 – Gastronomia em Delft

Um dia delicioso pede as melhores dicas de restaurantes e comidas para provar em Delft!

Para quem quer fazer turismo cervejeiro em Delft, nossa dica é visitar o ambiente descolado do Stadscafé deWaag (Markt 11) ou aproveitar uma cerveja local na cervejaria Bierfabriek (Burgwal 45).

Para beliscar, não esqueça de pedir uma porção de bitterballen, o “bolinho de carne” mais tradicional da Holanda.

Para café da manhã e delícias, a CHCO (Markt 85) com seus sanduíches e chocolates artesanais é com certeza nossa maior dica. Outra opção é o caté De Klomp (Binnenwatersloot 5), o mais antigo de Delft, em funcionamento há mais de 350 anos!

Para aproveitar a atmosfera holandesa, escolha um restaurantes perto de um canal para uma refeição com vista! O De Delf (Oude Delft 133) fica às margens do canal mais bonito e antigo de Delft e é uma boa dica para o almoço.

Na mesma rua também está Stads-koffyhuis Kleyweg (Oude Delft 133), que segura o título de melhor sanduíche da Holanda.

Para levar pra casa, passe na Bakkerij de Diamanten Ring (Choorstraat 9), a padaria mais antiga de Delft. Experimente os Scheve Jantjes, os tradicionais biscoitos de manteiga modelados no formato da Oude Kerk de Delft.

Pra levar pra casa, a guloseima vem dentro de uma lata com estampa de porcelana holandesa. Fofura define!

Como economizar em Delft?

Se você pretende visitar as atrações de Delft, a melhor opção é comprar um dos bilhetes combinados da cidade.

O que fazer em Delft: roteiro de um dia

O mais completo é o Vermeer Combi ticket (22 euros).

O bilhete dá direito a visitar as duas igrejas de Delft, mais o Centro Vermeer (com um café e bolo na cafeteria do museu) e o Museu Het Prinsenhof, além de ganhar um mapa para seguir os passos de Vermeer por Delft. Lembrando que as igrejas são fechadas aos domingos.

Existem outros bilhetes mais em conta, com menos atrações disponíveis. Você pode comprar todos os bilhetes combinados no centro de informações turísticas VVV Delft (Kerkstraat 3), pertinho da Markt.

Como chegar em Delft?

Delft tem uma localização privilegiada, próximo tanto de Amsterdam quando de Haia e Rotterdam.

O que fazer em Delft: um roteiro de um dia

Então não importa em qual aeroporto você vai desembarcar, tem um jeito bem fácil de chegar em Delft a partir de lá!

Saindo de Amsterdam:

Para chegar em Delft de trem a partir de Amsterdam, você pode pegar um trem tanto no aeroporto Schiphol quanto em Amsterdam Central.

Delft tem duas estações de trem, Delft Central, no coração da cidade e Delft Zuid, mais ao sul. Para um bate-e-volta, é mais indicado seguir para Delft Central.

Você pode comprar as passagens pelo site da NS, a empresa que controla o transporte ferroviário no país. Há várias opções de horário disponíveis, tanto de trens diretos quanto trajetos com uma parada. A viagem de Amsterdam a Delft dura cerca de uma hora.

Saindo de Rotterdam:

Para seguir de trem até Delft, é preciso ir até Rotterdam Central. Os trens saem frequentemente e direto para Delft.

A viagem dura cerca de 20 minutos. Para quem desembarca no aeroporto Rotterdam-The Hague, o trajeto de trem fica um pouco mais complicado já que o aeroporto não tem estação de trem.

Para chegar em Delft, é preciso seguir de ônibus até o centro de Rotterdam e de lá pegar o trem na estação central.

Saindo de Haia:

A distancia entre as duas cidades é muito pequena. O trajeto de Haia até Delft pode ser feito tanto de ônibus ou de tram (bonde elétrico).

Outras opções de transporte

O trajeto entre as cidades também pode ser feito de táxi, mas isso não costuma sair barato na Holanda.

Uma outra opção é alugar um carro. Fizemos uma reserva aqui no Brasil com a RentCars e aproveitamos a liberdade para fazer nossos horários e circular entre as cidades.

Na Holanda, como tudo é muito perto, os deslocamentos não eram longos e as estradas eram sempre bem sinalizadas. Foi bem fácil dirigir por lá.

O que fazer em Delft: roteiro de um dia

Onde se hospedar em Delft

Como Delft fica bem próximo das grandes cidades da Holanda, a cidade pode servir como base de hospedagem para explorar o país.

Muitas vezes é um bom negócio se hospedar em cidades menores, porque hotéis e pousadas são bem caros na Holanda e fora dos grandes centros é mais fácil encontrar bons preços.

A cidade está preparada para receber turistas com uma grande rede de hotéis e pousadas. As opções cabem em todos os estilos e gostos.

Econômica: Best Western Museumhotels Delft a partir de 110 euros (2 diárias)

Bed and Breakfast: Juuls B&B a partir de 180 euros (2 diárias)

Hotel romântico: Casa Julia a partir de 180 euros (2 diárias)

Hotel de luxo: Luxury Apartments Delft III Flower Market a partir de 400 euros (2 diárias)

Confira ainda outras ofertas de hospedagem em Delft no site Booking.com e reserve o hotel perfeito para suas férias.

Sabia que quando você reserva seu hotel com os links aqui do site, você não paga nada a mais por isso. E ainda ajuda a manter o blog! É uma forma bem bacana de retribuir se você gostou das nossas dicas.

Tem mais alguma dica sobre o que fazer em Delft? Conta pra gente aqui nos comentários!

Klécia
Pernambucana radicada no Rio de Janeiro, mas que escolheu chamar o mundo inteiro de lar. Apaixonada pelas estradas e pelos destinos, acredita no poder dos encontros e descobertas de quem está sempre a caminho. O maior sonho? Colocar a mochila nas costas e dar a volta ao mundo ♥
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:
Rose disse:

Otimas dicas, Klecia. Maravilha

Susana disse:

Parabéns pelas dicas, já foram todas anotadas pois em maio estaremos andando pela Holanda e países vizinhos!!
Como vamos alugar carro, gostaria de uma informação sobre onde vocês estacionaram o carro, pois li que o estacionamento foi nos arredores do centro.
Obrigada pelas dicas!!!! Abraços, Susana

Rafael Cassemiro disse:

Oi Suzana, Estacionamento de uma forma geral na Europa é uma coisa cara :/ procure sempre os estacionamentos públicos (subterrâneos ou prédios) que são mais baratos que estacionar em vagas na rua. Em Delft em específico, bem perto da praça principal (que tem trânsito restrito – não entre pois a multa é alta) tem uma rua com um canal e várias ruas residenciais a partir dela, onde o estacionamento é gratuito e tranquilo.
Obrigado pelo comentário e boa viagem!