Siga os passos de Amélie Poulain em Paris: lugares que aparecem no filme

Roteiro Amélie Poulain em Paris | Não é de hoje que o cinema inspira o próximo destino de férias de muita gente. Muitos filmes nos fazem viajar sem sair de casa, e assim conhecer lugares novos, ou mesmo revisitar destinos que já visitamos, quem sabe com um novo olhar.

E quando pensamos em filmes que inspiram viagens, o filme O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (2002) é um sucesso. Todos os anos, milhares de pessoas visitam Paris querendo refazer os passos da protagonista, para quem sabe reviver uma das história de amor mais tocantes do cinema.

É verdade que quem decide embarcar no roteiro de Amélie Poulain na capital parisiense vai precisar sair um pouco do roteiro mais tradicional em Paris e visitar bairros e atrações menos conhecidos entre os turistas.

Mas vai por mim: vale a pena!

Se você caiu nesse post meio desavisado, deixa eu explicar de que filme estamos falando.

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain é um filme com uma fotografia bem peculiar e uma estética muito louca artística, além de locações muito charmosas, que são a cara de uma Paris romântica que todo mundo sonha conhecer.

Leia também: Onde se hospedar em Paris (melhores bairros)

Se você ainda não conhece o filme, assista o quanto antes – especialmente se está planejando uma viagem a Paris. E se já conhece, provavelmente já se imaginou caminhando pelos mesmos cenários que a protagonista passa.

Para ajudar você nessa missão, preparamos esse roteiro de Paris pelo olhar de Amélie Poulain. Que tal embarcar nesse roteiro cinematográfico com a gente?

Roteiro Amélie Poulain em Paris: lugares para visitar se você é fã do filme

Estação de metrô Lamarck-Caulaincourt

Começamos nosso passeio pela entrada da estação de metrô Lamarck-Caulaincourt, no bairro de Montmartre, que está recheado de cenários do filme O fabuloso destino de Amélie Poulain.

Ali, com todo o seu bom coração, Amélie oferece ajuda um cego e lhe proporciona um rápido passeio guiado pela Rue Lamarck. Após a visita, Amélie desce as escadas para o metrô da Rue Lamarck-Caulaincourt.

Estação de metrô Lamarck-Caulaincourt
Foto: Matt Biddulph via Flickr [Attribution-ShareAlike 2.0 Generic (CC BY-SA 2.0)]

Para cinéfilos mais atentos, um aviso: aqui há uma inconsistência geográfica no filme. Nessa cena, Amélie vira uma esquina na Rue Lepic e, do nada, ela está na Rue Lamarck.

Na realidade, essas ruas estão a pelo menos 15 minutos de distância. Mas isso não diminui em nada a beleza e a poesia da obra.

Você poder tomar um café no terraço do Le Refuge, do outro lado da rua, em frente à estação de metrô, um bar tranquilo do bairro, que oferece uma boa vista para a toda a rua.

Como chegar lá?

Basta desembarcar na estação de metrô Lamarck-Caulaincourt no bairro de Montmartre, 18th arrondissement. A estação é servida pela linha 12 do metrô de Paris.

Allee des Brouillards

Bem perto da estação de metrô, você vai encontrar outro lugar importante para a jovem Amélie no filme, o Allee des Brouillards.

Nessa pequena rua, entre os jardins e pequenas casas que parece que sairam de um conto de fadas, Amélie vai às vezes para ficar pensando na vida.

Como chegar lá?

Para chegar no Allee des Brouillards saindo da estação de metrô, o caminho é encantador para se percorrer a pé, imaginando que você é a própria Amélie Poulain:

Suba as escadas que ligam a Rue Lamarck à Rue Caulaincourt. Então, vire à direita, passando pelo café Au Rêve. Na bifurcação da rua, continue à esquerda na Avenue Junot.

Onde a rua vira para a esquerda, você deve olhar para a direita, para encontrar a Vila Leandre, um enclave com casas de campo em estilo da Normandia tão encantadoras que é impossível não fotografar.

Mais adiante, você passará pelo Hameau des Artistes. Bem na parte final da Praça Dalida (uma região que muitos consideram como a mais bonita de Montmartre), subindo algumas escadas à direita, você chegará ao Allee des Brouillards.

Au Marché de la butte

Vamos seguindo nosso passeio por Paris, seguindo os passos de Amélie. A essa altura, você já deve ter percebido que passear por Montmartre é tão encantador quanto cansativo, com tanto sobe e desce… Mas não desista, vale a pena!

Próxima parada, Au Marché de la butte! Este é o local onde, no filme, Amélie compra três avelãs e uma alcachofra… Na verdade, o local ficava no seu caminho pra casa, portanto, Amélie passava bastante por ali.

Au Marché de la butte, roteiro Amélie Poulain em Paris
Foto: Ilkka Jukarainen via Flickr [Attribution-ShareAlike 2.0 Generic (CC BY-SA 2.0)]

Tanto que ela se afeiçoou pelo funcionário da mercearia, chamado Lucien, que estava sendo sempre maltratado pelo proprietário Sr. Collignon.

Na vida real, a mercearia existe e seu nome verdadeiro é (simplesmente) Ali. Para aproveitar a fama do filme, o estabelecimento manteve o cartaz “Maison Colignon, fondee 1956” que vemos no filme.

Uma das vitrines da loja é agora uma vitrine com recortes de jornal sobre o filme e a loja.

Como chegar lá?

Endereço: 56 Rue des Trois Frères, Montmartre.

A partir do Allee des Brouillards, você deve atravessar a Rue Lepic e entrar na estreita Rue D’Orchampt.

Quando a rua vira para a esquerda, você passará pela ponte onde a cantora e atriz francesa Dalida viveu (há planos de transformar a casa num museu).

No final dessa rua, vire à direita em Emile-Goudeau (também sinalizado como rue Ravignan).

Nesta linda praça, encontra-se um edifício conhecido como Bateau-Lavoir, onde Picasso, Braque e Gris trabalharam e desenvolveram o cubismo.

No final da praça, vire à esquerda na Rue des Trois Frèr e finalmente você encontrará a mercearia do filme, Au Marché de la butte.

Cinema Studio 28

Se você quiser fazer como Amélie, que, às vezes, nas noites de sexta-feira vai ao cinema, você pode fazer uma trajeto um pouquinho diferente e incluir o Cinema Studio 28, que fica bem próximo do Au Marché de la butte.

Cinema Studio 28, Paris
Foto: Son of Groucho via Flickr [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

Considere essa como uma dica bônus – opcional, que vai te tirar um pouco do trajeto original do nosso roteiro Amélie Poulain.

Se não quiser incluir essa parada, basta pular esse cenário, como se essa dica bônus nunca tivesse existido.

Como chegar lá?

Endereço: 10 Rue Tholozé, Montmartre

Saindo do Au Marché de la butte, basta pegar a Rue Garreau em direção à Rue Tholozé. De lá, fica bem fácil seguir para o próximo destino, que fica a apenas 200m e uma esquina à esquerda de distância.

Café des deux moulins

Esse é um dos cenários do filme Amélie Poulain mais visitados em Paris!

É neste café que Amélie (Audrey Tatou) trabalha. Este estabelecimento com um ar da década de 1950, situado perto do Moulin Rouge e do Moulin de la Galette.

Cafe des deux moulins, roteiro Paris de Amélie Poulain
Foto: JK B via Flickr [Attribution-ShareAlike 2.0 Generic (CC BY-SA 2.0)]

O local funciona tanto um bar local quanto como um bistrô que serve pratos tradicionais.

Muito importante para a história, o lugar acabou se tornando praticamente um verdadeiro santuário dedicado ao filme, com fotografias de Amélie nas paredes e até mesmo no banheiro (que aliás, tem um momento importante no filme).

Até mesmo o anão que, no filme, mora na casa do pai de Amélie estará te esperando nas fotos por lá.

Infelizmente, o local está sempre lotado de turistas – o que faz com que o preço e o serviço não sejam os mais convidativos.

Mas se você é mesmo fã do filme O fabuloso destino de Amélie Poulain, vale passar por aqui para algumas fotos – por fora, ele se mantém exatamente igual ao filme!

Se estiver com fome, a dica é se manter na atmosfera do filme, pedindo um crème brûlée. Lembra que, no filme, uma das coisas favoritas do mundo para Amélie Poulain era ouvir o crec-crec da casquinha quebrando?

Oideal é fazer uma visita ao Café des deux moulins durante a semana e à tardinha, quando o estabelecimento costuma estar mais vazio.

Como chegar lá?

Endereço: 15 Rue Lepic, Montmartre.

Se você descer pela Rue Ravignan, virar à direita na Rue de Abbesses e depois à esquerda na Rue Lepic, para encontrar o famoso Café des deux moulins.

Estação de Metrô Abbesses

Na estação quase deserta de Abesses, Amélie percebe os sons suaves de uma música de Edith Piaf.

Na realidade, a cena foi filmada na estação Porte des Lilas, que é uma estação fantasma, usada exclusivamente para filmes e séries – e fechada ao público desde 1939.

Mas vamos fazer de conta que foi aqui mesmo que as cenas do filme foram gravadas. Por ser uma das estações mais profundas de Paris, a escadaria que lhe dá acesso tem quase 200 degraus.

Estação de Metrô Abbesses, Paris
Foto: Tee Cee via Flickr [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

Catedral Sacré-Coeur

Saindo da estação pela Rue la Vieuville, você vai subir, em direção à famosa Catedral de Sacré-Coeur.

A igreja é uma parte inevitável do horizonte parisiense. No topo do monte em Montmartre, é bem fácil de achar esse cenário do filme, já que dá pra vê-lo de quase todas as partes do bairro e até da cidade.

Catedral Sacre-Couer, Paris - cenários do filme Amélie Poulain
Foto: Patrick Langwallner via Unsplash

A construção começou em 1870 e foi iniciada pela Igreja Católica como um contra-movimento contra os pecados da Comuna de Paris.

Amélie encontro Nino, o jovem por quem ela se apaixona, perto de uma cabine telefônica, no pé da colina de Montmartre. Ela montou uma caça ao tesouro para que ele subisse as escadas até o Sacré-Coeur.

Uma coisa legal nessa igreja são os degraus em frente a ela, onde você pode sentar-se por horas com quem você gosta e ficar curtindo a companhia e a vista incomparável da cidade.

Foi lá do alto que Nino procurou pela, então desconhecida Amélie, com o auxílio de um telescópio.

Como chegar lá?

Endereço: 35 Rue du Chevalier de la Barre, Montmartre

Rue Saint-Vincent

Foi nessa rua onde Amélie e Nino passaram de moto na última cena do filme.

Curiosamente (ou não), também foi nesta rua que foi filmada a primeira cena do filme, quando o narrador conta a seguinte história:

“Em 3 de Setembro às 18h28 e 32 segundos, uma mosca califorídea, capaz de 14.670 batidas de asa por minuto, aterrissou na Rue Saint Vincent, em Montmartre”.

Como chegar lá?

Saindo pela Rue du Mont Cenis e vira à esquerda, você encontrará a Rue Saint-Vincent.

Gare du Nord e Gare de l’Est

No filme, notamos que aparecem algumas estações de metrô (ou trem). Elas são pelo menos cinco:

– as que já apareceram nesse post (Abbesses e Lamarck-caulaincourt), além da ‘estação fantasma’ Porte des Lilas; temos também as grandes estações da Gare du Nord e Gare de l’Est, que conheceremos agora.

É na Gare du Nord que Amélie pega o trem em alguns fins de semana para ver o pai em Enghien-Les-Bains, onde cresceu. É lá que Amélie encontra um homem com um cachorro.

Gare du Nord, Paris
Foto: Moiz K. Malik via Unsplash

Essa é a primeira das estações a aparecer no filme. Também é uma das mais incríveis de Paris. Como se trata de um prédio histórico, passear por lá proporciona coisas bonitas a serem vistas, mesmo que não tenham aparecido no filme.

Já a Gare de l’Est, é onde Amélie vai para usar uma cabine de fotos, e Nino as pega para sua coleção particular. O hall que mais vemos no filme é chamado Salle des pas perdus, onde fica a cabine de fotos.

Como essa também é uma estação grande e histórica, não será problema algum percorrê-la por inteiro e conhecer cada um dos cantinhos desse lugar, inclusive aqueles que nem aparecem no filme.

Como chegar lá?

Endereços:
Gare du nord: 18 Rue de Dunkerque, Paris
Gare du Lest: Place du 11 novembre 1918, Paris

Canal Saint-Martin

Lembra do canal onde Amélie gostava de ir pra ficar jogando pedrinhas, o que, segundo ela, ajuda a acalmar?

Pois ele fica a cerca de 1km da Gare de l’Est. Basta descer pela Quai de Valmy.

Canal Saint-Martin, Paris - roteiro Amélie Poulain
Foto: Vince Duque via Unsplash

Não é apenas nossa protagonista que tem esse lugar como favorito, muitos parisienses frequentam o local e costumam fazer piqueniques nas margens do canal no verão, além de curtir os bares, lojas e cafés da região.


Daqui para os dois próximos (e últimos) destinos desse roteiro Amélie Poulain, fica um pouquinho mais distante para ir a pé.

E se você estiver fazendo todo o roteiro Amélie Poulain caminhando, até esse ponto já vai ter andado bastante. Você visitou a maioria das locações do filme Amélie Poulain em Paris que eram mais ‘próximas’.

Portanto, você pode deixar esses dois últimos lugares para visitar em um outro dia, ou se preferir pode pegar um metrô ou táxi / uber para finalizar seu roteiro pelos cenários de Amélie Poulain.

Notre Dame

De todos os monumentos de Paris, a catedral de Notre Dame é provavelmente um dos mais surpreendentes. Construído em 1163, atravessou o tempo.

A catedral já viu muitas câmeras de cinema, e as de Jean-Pierre Jeunet (diretor do filme em questão aqui), a escolheram para as cenas em que a jovem Amélie é regularmente levada por sua mãe na esperança de que “o céu lhe desse um irmãozinho”.

Daí por diante começa sua tragicomédia.

Infelizmente, assim como foi para Amélie uma tragédia em sua vida, a Catedral também sofreu uma recente tragédia marcante em sua história. Em abril de 2019, o incêndio da Notre Dame virou notícia no mundo.

Hoje não é possível visitá-la, e as obras de restauro podem levar muitos e muitos anos (estimam que sejam pelo menos 5 anos, mas as obras foram paralisadas por conta da pandemia de COVID-19 e isso pode alterar os prazos).

Você só vai poder ver a catedral de longe, já que o perímetro no seu entorno foi completamente isolado por questões de segurança.

Como chegar lá?

Endereço: 6 Parvis Notre-Dame – Pl. Jean-Paul II, Paris

Foire du trône funfair

Amélie se apaixonou por um homem com características semelhantes às suas: simples, peculiar e bastante inteligente. Ele gosta de coletar fotos que estranhos tiram e descartam em cabines públicas de fotos.

Amélie encontra o livro onde esse homem guarda as fotos e vai ao parque de diversões Foire du Trône, um dos lugares onde ele trabalha.

O Foire du Trône é o maior parque de diversões itinerante da Europa. Muitos chamam esse tipo de ‘evento’ de carnaval. Realiza-se no Bois de Vincennes todos os anos, entre abril e maio.

Mas nada impede que em sua próxima viagem à Paris você não faça uma visita ao local e até dê um passeio no trem fantasma e no carrossel, como Amélie.

Como chegar lá?

Endereço: Pelouse de Reuilly, 75012 Paris

A fabulosa Paris de Amélie Poulain

Agora você já sabe como fazer um trajeto que permita a você reconstruir alguns dos passos de Amélie Poulain. Como dito, boa parte do roteiro Amélie Poulain pode ser feito a pé mesmo.

Se faltar disposição, ou se o tempo não ajudar, ou houver algum outro contratempo, em no máximo dois dias inteiros dá pra visitar tudo e ainda conhecer outros lugares interessantes entre uma locação e outra.

Inclusive, temos um roteiro de 5 dias em Paris que pode ser muito útil na sua viagem!

Além disso, tem mais algum lugar onde Amélie vive uma de suas aventuras que não tenha sido citado aqui? E você, quais destes cantinhos já visitou?

Fala aí pra gente nos comentários!

Planeje sua viagem para Paris

Dicas de cidades e atrações

Quer mais dicas para planejar sua viagem para Paris e também para muitas outras cidades na França? Temos posts publicados com dicas de muitos destinos no país, vale a pena conferir na hora de planejar sua viagem.

Consulte nosso índice de posts da França e veja todos os posts que já publicamos aqui no blog.

Seguro viagem para Europa

Seguro viagem é obrigatório para a maioria dos destinos na Europa (incluindo a França). Você precisa contratar um seguro viagem com cobertura de pelo menos € 30.000,00, segundo o Tratado de Schengen.

Seguro viagem oferece muitas outras viagens além da assistência médica. De acordo com a apólice contratada, você pode contar também com assistência odontológica, indenização contra extravio de bagagem e muito mais.

Na hora de fazer a compra do seguro viagem, eu uso o site da Seguros Promo. Ele funciona como um comparador de preços entre as seguradoras. 

Basta colocar o destino e as datas da sua viagem que o site mostra as opções de seguro viagem com melhor custo-benefício para você.

> Faça uma cotação com a Real Seguros e aproveite o super desconto de até 16% no seguro viagem (11% OFF pelo link + 5% de desconto para pagamento em boleto).

Se você não entende muito bem como funciona o seguro viagem, pode ler mais sobre Seguro Viagem aqui no site.

Ingressos e atrações em Paris

Foto: Piutus via Flickr [Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0)]

Avatar for Thiago Amaral
Thiago Amaral
Thiago é um professor de Inglês que, apesar dos seus (já) 30 e poucos, ainda vai ser jornalista. Não viaja tanto quanto gostaria, mas também um dia o fará. Por ora, se arrisca escrevendo sobre assuntos aleatórios e eventualmente viaja com sua esposa Marcela e filha Alice. E por isso foi convidado a escrever (eventualmente) neste blog: para dar dicas e contar sobre a experiência de viajar em família e com criança.
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:
Ana Clara disse:

uma viagem linda pelo filme. estou nesta quarentena relembrando os lugares que consegui visitar e os que faltaram, que alguns listam aqui. fico refazendo mapas, lendo de novo as matérias….este filme é lindo, assim como as escolhas das locações! espero que eu possa voltar um dia!
e eu estava lá no dia que a Catedral pegou fogo…fiquei bem triste pois sonhava há anos visitar.