O que fazer em São Paulo em 2 dias: cultura e gastronomia

O que fazer em São Paulo em 2 dias | Tenho um caso de amor com São Paulo. A maior cidade do Brasil tem, além dos quilômetros de concreto, uma enorme diversidade de culinárias, de sotaques e de pessoas.

São Paulo é um lugar de excessos, tem muito de tudo. Tem muito do mundo. São Paulo são mil viagens em uma. Mil cidades em uma.

Por tudo isso, ser generalista e montar um roteiro de 2 dias em São Paulo que agrade a todo mundo é uma tarefa bem difícil.

Com tantas opções, como escolher o que fazer em São Paulo em 2 dias?

Vamos deixar aqui uma sugestão de roteiro baseado nas duas coisas que a gente mais ama em São Paulo: a gastronomia e cultura.

Se você gosta dessa proposta, cola na gente que esse roteiro de 2 dias em São Paulo é na medida pra você!

Roteiro de 2 dias em São Paulo: o que fazer por lá

Saindo um roteiro caprichado para curtir São Paulo em 2 dias. Com muita imersão cultural e boa gastronomia!

Reserve sua hospedagem em São Paulo com desconto

Dia 1 [roteiro São Paulo]

Parque Ibiraquera

Uma excelente aposta é começar o dia no oásis verde paulistano, o Parque Ibirapuera.

O parque tem uma atmosfera tão tranquila que você vai quase esquecer que está na maior cidade do país.

Dá pra sentar na grama pra fazer um pique-nique, conferir as várias esculturas espalhadas pelos jardins, visitar um dos vários museus que ficam por lá (MAM, MAC, Museu Afro Brasil, Planetário, entre outros) ou se arriscar numa corrida matinal.

Leia também:
+ 7 cidades românticas para conhecer em SP
+ Arturito, restaurante da chef Paola Carosella em SP
+ O que fazer em Campos do Jordão (bate e volta de São Paulo)

Ficar por lá é uma delícia, sempre, não importa o programa.

O pessoal do Parque Ibiraquera Conservação oferece caminhadas guiadas pelo Parque Ibirapuera, pelo preço de R$10,00.

O que fazer em São Paulo, Parque Ibiraquera
Foto: Fui Ser Viajante

Avenida Paulista

Você pode seguir então para a Avenida Paulista, o coração financeiro e cultural de São Paulo.

É lá que a cidade acontece de verdade e digo sem medo que essa avenida é o maior símbolo da Paulicéia desvairada.

É uma misturada de gente, gostos e sons que só encontramos por lá. Av. Paulista é roteiro ‘tem que ir’ na primeira vez em Sampa (e provavelmente na segunda, na terceira…).

Você pode fazer compras, experimentar diferentes gastronomias, passear pelos parques da avenida (Parque Trianon e Parque Mário Covas), admirar os murais do Kobra…

Além de tudo, a Paulista é um mural de arte urbana, cheio de pluralidade! Aproveite e tire várias fotos nos cartazes multi-coloridos cartazes espalhados pelas paredes.

Nos arredores da Av. Paulista - o que fazer em São Paulo
Foto: Fui Ser Viajante

Se você gosta dessa vibe urbana e colorida dos murais, considere reservar um outro momento para visitar o Beco do Batman também.

Outro programa clássico da Avenida Paulista é um roteiro cultural passeando por um – ou em vários – dos museus que se concentrar nessa região.

Recomendamos muito o MASP, o Museu de Arte de São Paulo (o blog Let’s Fly Away tem um post incrível sobre como aproveitar a visita ao MASP).

Masp em São Paulo, Avenida Paulista
Foto: Fui Ser Viajante

Outro lugar muito interessante na Paulista é a Japan House São Paulo – inspirada na cultura japonesa, tanto ancestral quanto moderna. Uma parada obrigatória para quem é fã do tema Japão.

Japan House São Paulo, na Avenida Paulista
Foto: Fui Ser Viajante

E ainda tem mais: A Avenida Paulista tem a Casa das Rosas, um espaço dedicado a poesia ali pertinho da Japan House São Paulo. A Casa das Rosas um dos últimos casarões da Paulista, coisa linda de se ver.

Tem também o Centro Cultural FIESP e o Itaú Cultural – opção de museu e centro cultural é o que não falta da Avenida Paulista!

Uma última dica que vale a pena anotar sobre a Paulista: no domingo a Avenida Paulista é fechada como área de lazer.

A rua vira um grande ponto de encontro da galera, muitos movimentos culturais acontecem na rua e vale muito a pena ver isso de perto.

Se for visitar a Avenida Paulista num domingo, vale ir a pé, de bike ou com a turma!

Quer ainda mais dicas dessa avenida que é o coração de São Paulo? O Blog Além da Curva tem um post onde conta em detalhes em detalhes o que fazer na Avenida Paulista. Vale a pena ler se você vai passear por lá.

Rua Augusta

Termine o dia conhecendo a Rua Augusta e sua vizinha, a Rua Oscar Freire em São Paulo.

A rua Augusta pode ser dividida em duas partes:

– Na região do Jardim Paulista, a rua é um centro de compras, com várias lojas descoladas; já na região da Consolação (conhecida como Baixo Augusta) a rua se converte num reduto de bares e baladas. 

– Na região dos Jardins você pode encontrar os museus vizinhos MUBE (Museu Brasileiro de Escultura, uma boa opção para amantes de arquitetura) e MIS (Museu da Imagem e do Som, que sempre traz lindas exposições fotográficas).

É na Augusta que você encontra alguns dos melhores bares e restaurantes de São Paulo, incluindo o DOM, do chef Alex Atala (não fomos lá ainda, mas tá na listinha de desejos).

Fomos ao All Black Irish Pub, que fica na Oscar Freire. O ambiente é legal e a música é rock com bandas ao vivo, mas o preço é meio carinho.

As baladas da Augusta se desdobram pelas madrugadas paulistanas, então seu programa por lá vai durar enquanto você tiver disposição.

Dia 2 [roteiro São Paulo]

Mercadão de São Paulo

Nesse segundo dia da programação o que fazer em São Paulo em 2 dias, fizemos o roteiro todo a pé e levamos um dia inteiro caminhando pelo centro da cidade. Quase um city tour.

Foi bem puxado mas vale super a pena ir conhecendo e se perdendo pelas ruas do centro de São Paulo.

Comece o dia conhecendo o Mercadão. Passeie pelas várias barracas e experimente as frutas exóticas que os vendedores vão te oferecer.

Mercadão São Paulo, o que fazer em São Paulo
Foto: Fui Ser Viajante

Experimentar é de graça mas cuidado com os preços na hora de levar pra casa. Eles costumam cobrar um valor “turístico”, então sempre negocie.

Se quiser experimentar o famoso sanduíche de mortadela, venha sem café da manhã, porque o sanduíche é enorme!

Sanduíche de mortadela do Mercadão São Paulo
Foto: Fui Ser Viajante

Para mais dicas do que ver, comer e provar no Mercadão, a Márcia conta tudo em um post delícia sobre o Mercadão no blog Casa de Doda.

E no blog Ligado em Viagem tem essa dica de roteiro completo na Praça da Luz, Mercadão e Praça da Sé.

Bairro da República

Siga até o Bairro da República, para conhecer a linda arquitetura e imponência do Theatro Municipal.

Ali pertinho fica o famoso cruzamento da Avenida Ipiranga com a Avenida São João.

Cruzamento da Avenida Ipiranga São João - São Paulo
Foto: Fui Ser Viajante

Seguindo pela Avenida Ipiranga, você encontra outros prédios símbolos de São Paulo: o Edifício Itália e o Copan.

Esses prédios oferecem uma vista panorâmica da cidade, mas faltou sorte e não conseguimos subir até o terraço em nenhum dos dois.

O Itália estava fora do horário de visita e o Copan estava passando por reformas na fachada.

Bairro da Liberdade

Para terminar o dia, vá até o bairro temático da Liberdade e se aventure nos restaurantes tipicamente orientais. Dá pra caminhar até aqui, mas é um bom pedaço de chão. Pegar um táxi ou Uber pode ser mais interessante.

Nós temos um post exclusivo contando algumas curiosidades e principais pontos turísticos do Bairro da Liberdade, vale conferir.

Bairro da Liberdade, São Paulo
Foto: Fui Ser Viajante

Outro destaque do turismo na região é que aos domingos funciona a Feira da Liberdade, que vale a visita para quem quer comprar ou provar gostosuras.

Sobre a gastronomia, tem muitos restaurantes especializados em comida japonesa na Liberdade.

Gostamos muito do Espaço Kazu, um restaurante e cafeteria que  prepara pratos típicos do Japão, ideias para almoço e jantar, além de doces com ingredientes tipicamente orientais, como o chá verde (matchá).

Espaço Kazu e Kazu Cake, na Liberdade - São Paulo
Foto: Fui Ser Viajante

Dicas gastronômicas de São Paulo

São Paulo é um lugar que eu adoro visitar por motivos de: comida!

Então esse post sobre o que fazer em São Paulo em 2 dias só ia ficar completo com minhas dicas e achados gastronômicos pela cidade!

São tantas cozinhas (nacionais e internacionais) que você encontra na cidade, com opções para todos os gostos e bolsos, que essa lista poderia nunca ter fim!

Anota algumas dos nossos restaurantes favoritos em São Paulo:

Restaurante Arturito, da chef Paola Carosella
– Restaurante Sal, do chef Fogaça
Espaço Kazu, de comida oriental no bairro da Liberdade
Cafeterias incríveis do centro de São Paulo (dica do blog Turistando.in)

Outros blogs que dão dicas de São Paulo

Quer mais dicas para montar o seu roteiro em São Paulo? O blog AmandAqui, conta as três coisas que ela mais ama fazer em Sampa.

Já a Márcia do Mulher Casada Viaja indica um roteiro supimpa para descobrir o bairro da Luz.

E no blog Vamos por Aí você encontra dicas do que fazer em São Paulo com crianças, aproveite!

Lila Cassemiro
Pernambucana, contadora de histórias e bem curiosa. Geminiana apaixonada por artes e culturas, sempre com a mala pronta pra viajar de novo. Eu gosto de gente.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:

Ahhh São Paulo da garoa, São Paulo terra boa! Adoro me perder pelas ruas de Sampa, agora com esse roteiro deu mais vontade ainda! Muito obrigada por indicar o post do Casa de Doda. Amei 🙂 Beijos

Klécia disse:

Obrigada você, por contribuir sempre tão lindamente com nossos roteiros, Márcia!

Ah… adoro sampa! Acho que não tem cidade no mundo que já tenha estado mais vezes que esta e ela sempre se mostra novinha e diferente a cada visita! Sempre faço alguma coisa diferente quando estou por lá. Delícia voltar à cidade guiada por você! 🙂 beijocas

Klécia disse:

Vontade de voltar a SP todo final de semana, porque parece que ainda tem um mundo de coisas a descobrir por lá, Ana! 🙂

Deisy Rodrigues disse:

Adorei o roteiro de vocês, conseguiram aproveitar muita coisa, mas como voc~e citou visitar São Paulo é um ato de desapego, nunca dá pra fazer tudo,quando voltar super me dá um toque pra te mostrar alguns lugares de sampa. Beijos