O que fazer em Nova Friburgo, Rio de Janeiro

O que fazer em Nova Friburgo | Nova Friburgo é uma das minhas cidades favoritas da região serrana do Rio de Janeiro. Embora não seja tão famosa quanto as vizinhas Petrópolis e Teresópolis, há muita coisa para se fazer por lá, e o turismo em Nova Friburgo está cada vez mais forte.

Friburgo oferece muitas opções de trilhas e cachoeiras, paisagens naturais espetaculares, sendo um verdadeiro paraíso para os amantes de ecoturismo e turismo de aventura.

Mas se você prefere um turismo gastronômico ou cultural, pode aproveitar muito da influência da colônias de imigrantes na região e visitar autênticos restaurantes alemães, japoneses, entre muitos outros.

Com o clima de serra, ainda dá pra fazer um turismo romântico e aproveitar os lugares mais charmosos de Nova Friburgo para passear com o amor.

O que fazer em Nova Friburgo
Foto: Fui Ser Viajante

Enfim, não faltam opções quando o assunto é turismo em Nova Friburgo. Já visitamos a cidade várias vezes, por isso esse post vai ser um compilado de todas as nossas dicas de Nova Friburgo.

Turismo em Nova Friburgo: o que saber antes de ir

Onde se hospedar em Nova Friburgo?

Nova Friburgo oferece boas opções de hospedagem, seja no centro da cidade ou nos arredores, para quem prefere ficar em contato mais intenso com a natureza.

Veja algumas opções interessantes de hospedagem em Nova Friburgo:

Hotel Bucsky

Innsbruck Valley

Arara Azul

Pousada Alto do Vale

Hotel Shangrila Nova Friburgo

Quando ir a Nova Friburgo?

Nova Friburgo pode ser visitada em qualquer época do ano, mas com diferentes propostas.

Quem viaja no inverno (junho, julho e agosto) aproveita a melhor época para atividades ao ar livre, já que nessa época praticamente não chove. Os dias tem o céu limpo, o que também favorece a prática de montanhismo em Nova Friburgo.

Só é preciso MUITA coragem para entrar nas cachoeiras e banhos no inverno! E também é recomendado levar agasalhos, especialmente à noite em Nova Friburgo pode esfriar bastante nessa época.

Para quem procura um destino romântico no Rio de Janeiro, também encontra no inverno em Nova Friburgo uma época gostosa, com o frio da serra, a lareira, o fondue… o clima perfeito pro romance!

Já quem viaja para Nova Friburgo no verão vai perceber que os dias são quentes, mas a noite a temperatura fica bem agradável.

O calor é ótimo para curtir as cachoeiras da região, mas fique atento: nessa época chove bastante na região, o que pode ocasionar cabeças d’água.

Anote as datas de alguns festivais tradicionais em Nova Friburgo:

Festival da Truta (novembro): restaurantes na cidade e nos distritos de São Pedro da Serra e Lumiar preparam pratos especiais com o peixe.

Festival das cerejeiras (junho): festa da floração das cerejeiras, realizada pela comunidade de descendentes japoneses de Nova Friburgo.

Festival da imigração alemã (maio): comemora o aniversário da chegada dos alemães em Nova Friburgo, costuma ser um grande evento, espalhado por vários dias do mês de maio – combina cultura, gastronomia e história.

O que fazer em Nova Friburgo

Nova Friburgo é uma cidade bem grande. Inclusive, é muito difícil que você consiga visitar todas os pontos turísticos de Nova Friburgo em uma única viagem.

Primeiro, porque são muitos. Segundo, porque alguns bairros de Nova Friburgo ficam muito afastados e você gasta bastante tempo no deslocamento.

Para facilitar, vamos organizar esse post por atrações na cidade, seja no centro ou nos bairros mais urbanos de Nova Friburgo, e atrações nos arredores de Nova Friburgo, que vão falar mais do turismo rural e ecoturismo.

Com isso, você consegue selecionar os atrativos mais interessantes para você e montar um roteiro bacana.

E além disso, é importante dizer que Nova Friburgo ainda tem vários distritos com enorme potencial turístico, como Lumiar e São Pedro da Serra, por exemplo. Cada um desses lugares poderia render uma viagem só pra lá.

Inclusive, já tem um post exclusivo no blog sobre o que fazer em Lumiar, e em breve vou publicar os posts sobre os demais distritos de Nova Friburgo.

Encontro dos Rios em Lumiar

Pontos turísticos de Nova Friburgo: atrações na cidade

Praça Getúlio Vargas

A praça Getúlio Vargas não é muito citada nos roteiros turísticos. A primeira vista, parece mesmo uma praça comum, sem muitos atrativos.

Mas tenho boas razões para começar aqui o nosso roteiro em Nova Friburgo: na praça funciona um quiosque de informações turísticas, para tirar dúvidas e pegar mapas.

O paisagismo da praça é um destaque. Foi idealizado em 1880 pelo engenheiro francês Auguste François Marrie Glaziou (o mesmo que fez o paisagismo do Nova Friburgo Country Clube).

Entre os bancos e a sombra dos eucaliptos, a praça Getúlio Vargas guarda algumas curiosidades: lá você vai encontrar uma estátua do ex-presidente Getúlio Vargas e o ponto geodésico do estado do Rio de Janeiro (sabia que Nova Friburgo está exatamente no meio do estado do RJ?).

A praça Getúlio Vargas foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1972.

Ali nos arredores, você ainda encontra a catedral São João Batista e uma das cafeterias mais recomendadas da cidade: a Grão Raro Café.

Praça Getúlio Vargas, Nova Friburgo RJ
Foto: Fui Ser Viajante

Praça do suspiro e teleférico de Nova Friburgo

Basta uma curta caminhada de alguns minutos para chegar em outra praça importante para o turismo de Nova Friburgo: a Praça do Suspiro.

Esse é um dos lugares mais visitados da cidade. E a culpa é do teleférico de Nova Friburgo, que é um dos maiores do Brasil, com 3 estações e quase 1500 metros de extensão.

A primeira estação do teleférico fica na Praça do Suspiro, e é onde você compra o bilhete para a subida.

Custa R$ 25 para fazer o trajeto ida e volta para segunda estação (onde funciona uma pizzaria e um boliche) e mais R$15 para fazer o percurso até a terceira e última estação, no alto do Morro da Cruz – de onde se tem uma vista privilegiada da cidade.

Além do teleférico, a Praça do Suspiro abriga a charmosa Capela de Santo Antônio, perfeitamente enquadrada para a foto com o letreiro “Eu amo Nova Friburgo”.

Praça dos Suspiros em Nova Friburgo
Praça dos Suspiros em Nova Friburgo

Lá também está a Praça das Culturas, uma espécie de centro de exposição, com salas de diferentes povos e culturas que imigraram para o Brasil e tem relação com Nova Friburgo.

Embora muitas salas fiquem fechadas boa parte do tempo, com as paredes de vidro é possível apreciar itens expostos relacionados aos diferentes povos.

Algumas salas, como a alemã, tentam sempre manter alguém por lá, pelo menos aos finais de semana, contando histórias e causos sobre as famílias de imigrantes e vendendo lembranças.


Um detalhe histórico: em 2011, depois de uma forte chuva na região, o teleférico de Nova Friburgo e a capela ficaram totalmente destruídos. Em vários noticiários pelo Brasil, circularam as imagens da capelinha inundada pela lama do deslizamento da encosta no Morro da Cruz.

A primeira vez que visitamos Friburgo, em 2013, a capela já estava reformada, mas o teleférico continuava fora de funcionamento. Hoje, todo o complexo está restaurado e em pleno funcionamento, mas as imagens da tragédia e a lembrança das famílias que perderam entes queridos nunca será apagada.

Colégio Anchieta

Mais uma curta caminhada e chegamos no Colégio Anchieta, outro marco histórico de Nova Friburgo.

A construção do magnifico e majestoso prédio em estilo neoclássico começou em 1902 e durou 10 anos. As palmeiras imperiais que se destacam no jardim até hoje foram plantadas na mesma época.

Filhos de brasileiros ilustres estudaram ali, como os filhos de Rui Barbosa, Euclides da Cunha e Capistrano de Abreu. Até hoje o Colégio Anchieta segue em funcionamento, e é possível revisitar um pedaço de sua história em uma visita guiada que acontece aos domingos.

O Tour Anchieta é organizado pela Raiz Turismo receptivo, em Nova Friburgo. O valor é de R$10 por pessoa e é preciso fazer agendamento prévio por WhatsApp (024) 99279-0449.

Nova Friburgo Country Club

Esse é um dos meus lugares favoritos em Nova Friburgo. Trata-se de um clube de sócios, mas os jardins são abertos para visitantes. A entrada é gratuita e o estacionamento para carros é R$12.

É um parque bonito, bem cuidado, com lugar para caminhadas e corridas em meio à natureza e muitas opções de atividade para quem viaja com crianças.

O corredor de bambus na entrada é um dos lugares mais fotogênicos, mas o parque inteiro é cheio de lugares bonitos para explorar.

Os prédios dentro do jardim também merecem destaque. Foram construídos em 1860 (são da época do Brasil império!).

Country Club Nova Friburgo
Foto: Fui Ser Viajante

Um dos casarões pertencia a família do Barão de Nova Friburgo e chegou a ser visitada pelo Imperador Dom Pedro II em 1883.

Pólos de moda íntima de Nova Friburgo

Você sabia que Nova Friburgo é considerada a “capital nacional da lingerie”? Por lá, nos disseram que cerca de 25% da produção nacional de moda íntima do país é produzida em Nova Friburgo.

São várias fábricas e pequenos produtores, além de várias lojas que vendem para o varejo e atacado.

Polo de moda intima em Nova Friburgo
Foto: Fui Ser Viajante

Comprar de quem faz tem o benefício de preços mais convidativos. Existem dois pólos de lojas de moda íntima, um no bairro de Olaria e outro em Mury, perto da Ponte da Saudade.

Em Olaria, o forte é a venda para atacado. Para quem procura comprar para consumo próprio, a dica é ir para a Ponte da Saudade, onde a estrutura das lojas está mais preparada para venda ao consumidor, com provadores e tudo mais.

Algumas lojas que já compramos: Mimar Lingerie, Leluc Lingerie, De Chelles, CCM (moda fitness). Muitas dessas lojas também tem sites para venda online.

Parque Municipal Juarez Frotté

O parque municipal de Nova Friburgo fica no bairro da Cascatinha, a mais ou menos 6 km do centro. O lugar costuma ser bastante visitado pelos moradores, especialmente aos finais de semana.

A entrada é gratuita e o parque oferece pequenas trilhas, cachoeiras e poços para banho.

Parque Municipal Juarez Frotté em Nova Friburgo
Foto: Fui Ser Viajante

Também há um pequeno playground para as crianças, banheiros e o Viveiro Educandário, um projeto que reaproveita cones de linhas de costura da indústria têxtil (que é bem forte na cidade) para o cultivo de mudas de árvores nativas da Mata Atlântica.

O Parque Municipal Juarez Frotté abre todos os dias da semana, das 9h às 17h.

Casa Suíça

Apesar de ficar um pouco afastada do centro, esse é um lugar que vale muito a pena visitar em Nova Friburgo. A Casa Suiça é, na verdade, um grande complexo turístico.

Lá funciona uma queijaria escola (com produção de queijo há mais de 25 anos!), uma pequena fábrica de chocolate, o Museu de Taxidermia de Marco Bohre e o Memorial da Colonização, que reúne documentos e fotos dos primeiros imigrantes suíços que chegaram a Friburgo.

Na queijaria, se produz queijos tipo moleson, chevrotin e sbrinz (parmesão), usando principalmente leite de cabra.

Cervejarias de Nova Friburgo

A região serrana do Rio de Janeiro vem, aos longo dos anos, se firmando como berço de micro-cervejarias artesanais. As principais delas se dividem entre os municípios de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo.

Em Nova Friburgo, o número de cervejarias já passa das dezenas. Algumas oferecem Tours cervejeiros, como a Cervejaria Pontal e a Cervejaria Alpendorf.

Para as outras, você pode visitar o bar próprio da marca, como é o caso da Ranz Bier, em Lumiar, e a Algels and Devils (uma cerveja totalmente feita por mulheres) ou ainda provar os rótulos da marca nos restaurantes da cidade.

Pontos turísticos de Nova Friburgo: arredores

Falamos bastante da cidade – e já deu pra sentir o tamanho do potencial que existe para o turismo em Nova Friburgo.

E agora vamos entrar nas opções de turismo rural, de natureza e aventura. A mata atlântica da região abriga montanhas, cachoeiras e rios, lugares perfeitos para fazer contato com o verde, descansar ou descarregar a adrenalina.

As opções de hospedagem te levam para uma conexão com a natureza, que pode ir desde o hotel econômico até a hospedagem de luxo, pousadas românticas e glamping.

Visitar os distritos de Nova Friburgo

Nova Friburgo tem vários distritos e povoados que merecem uma visita. Os mais famosos e estruturados são Lumiar e São Pedro da Serra, que ficam a mais ou menos 30 km do centro da cidade (e a 5km de distância um do outro).

Passar um dia ou mais nos distritos de Nova Friburgo, é como se, depois da viagem até o interior, fosse possível desacelerar ainda mais.

Centro de Lumiar - lago de Lumiar

Pousadas charmosas, restaurantes com uma pegada intimista e rústica, e muitas opções de passeios ao ar livre, como trilhas e cachoeiras.

Confira o post completo sobre o que fazer em Lumiar.

Trilhas e travessias

A região de Nova Friburgo está cheia de trilhas e montanhas, das mais leves até as mais desafiadoras.

A temporada de montanhismo é o inverno, quando quase não chove, e que as manhãs tem céus mais limpos e bonitos – ótimo para ver o sol nascer.

Pico da Caledônia

Um dos pontos mais altos do estado do Rio de Janeiro fica em Nova Friburgo! O Pico da Caledônia tem 2.219 metros e, lá de cima, é possível ver até as praias da região dos lagos – em dias de céu limpo.

A subida até lá em cima tem alguns desafios. Primeiro, é preciso encarar a íngreme Estrada da Caledônia, calçada com paralelepípedos que vez ou outra se soltam, formando buracos que desafiam os motoristas a cada curva.

Pico da Caledônia em Nova Friburgo
Foto: Fui Ser Viajante

Não é recomendado que carro sem tração nas 4 rodas tentem ir até o topo.

O que nós fizemos: na frente do parque Municipal Juarez Frotté, conte mais 5 km – é o trecho da estrada que você deve conseguir seguir pela estrada da Caledônia com carro de passeio, sem perrengue.

Nesse ponto, estacionamos o carro num recuo (atenção, não há acostamento mas há alguns espaços que as pessoas usam para colocar os carros) e seguimos a pé por cerca de 1km até alcançar a portaria de entrada.

No caminho, paisagens incríveis e até uma cachoeira ao lado da estrada!

Daí até o Pico da Caledônia, é preciso passar por essa portaria (fazendo um cadastro simples com documento de identidade) e encarar mais 631 degraus até o topo.

Infelizmente a gente não conseguiu fazer esse trecho, porque o acesso aos degraus é propriedade privada e está fechado para visitantes desde o início da pandemia do novo coronavírus (visitamos em janeiro de 2021).

Na época da sua visita, vale consultar a situação de acesso para visitantes.

Mas não se preocupe: caso o acesso aos degraus ainda não esteja liberado, vale a pena subir o Pico da Caledônia mesmo assim. Lá em cima, poucos metros antes da portaria, há um mirante espetacular que com certeza já recompensa pela subida.

Trilha do Chapéu da Bruxa

Mais uma trilha no bairro da Cascatinha! A montanha do Chapéu da Bruxa tem 1490 metros de altitude e a trilha para o pico dura 1-2h (dependendo do seu ritmo) e tem nível leve superior.

Trilha do Chapéu da Bruxa em Nova Friburgo
Foto: Fui Ser Viajante

São trechos de subidas leves em boa parte do caminho. A parte mais difícil é a última subida: é preciso subir uma parede de rocha apoiado com uma corrente, e depois seguir numa escalaminhada até o topo.

Lá em cima, mais uma vista espetacular. Dá pra ver boa parte da cidade, além das montanhas vizinhas: os Três Picos, o Morro do Cardinot, a Pedra da Pirâmide, a Pedra da Catarina, a Pedra do Imperador e o Pico da Caledônia.

Trilha da Pirâmide

O acesso para a trilha da Pirâmide fica bem perto do acesso para a trilha do Chapéu da Bruxa, e dá perfeitamente para combinar as duas no mesmo dia.

A trilha da Pirâmide é um pouco mais curta e também mais leve – é uma boa opção para quem quer evitar a subida com a corrente e curtir uma vista bem parecida daquela do pico do Chapéu da Bruxa.

Travessia Cascatinha – São Lourenço

Essa travessia é um pouco mais puxada (nível moderado superior). Trata-se de uma estrada de 20km conectando esses dois bairros, considerada por muitos como uma das estradas mais bonitas de Nova Friburgo.

É uma trilha muito procurada também por praticantes de Mountain bike.

Pedra do Imperador

É a pedra de maior destaque no centro de Nova Friburgo (embora o acesso à trilha não fique exatamente no centro, mas sim no bairro da Granja do Céu). A trilha dura cerca de 1 hora, num ritmo confortável.

A Pedra do Imperador tem 1400 m. de altitude (bem menor que o Pico da Caledônia, por exemplo), mas a subida até o pico é razoavelmente tranquila.

Lá de cima, você confere uma bonita vista da cidade (até de bairros e distritos mais distantes, como Mury).

Outras montanhas e trilhas em Nova Friburgo

Além dessas trilhas que já destaquei, Friburgo tem muitas outras opções de passeio para quem curte trilha e montanhismo.

Aqui vão alguns exemplos de outras trilhas para fazer em Nova Friburgo: Trilha da Babilônia, Pedra Duas Irmãs e a Trilha das Catarinas.

Cachoeiras e banhos

Outro forte do turismo de Nova Friburgo são as cachoeiras e as piscinas naturais, que atraem tanto os moradores quanto os turistas.

Para quem visita as cachoeiras no verão, é importante ficar atento ao risco de cabeça d’água. No inverno, praticamente não chove na região, então é só preciso coragem para encarar as águas geladas da serra.

Ah, vale dizer: As três cachoeiras que vamos falar aqui (Adutora, Feiticeira e Santa) tem acesso gratuito, mas não há qualquer tipo de estrutura para visitantes em nenhuma delas. Leve seu lanche e recolha seu lixo.

Cachoeira da Adutora

Uma das cachoeiras mais famosas de Nova Friburgo é a Cachoeira da Adutora, no bairro da Cascatinha.

A cachoeira fica localizada na Estrada São Lourenço. Como a maioria dos atrativos naturais de Friburgo, há sinalização na estrada indicando o acesso.

Você para o carro na beira da estrada e desce uma pequena trilha pela mata.

Na bifurcação, a trilha da esquerda segue para a parte de cima da cachoeira, com algumas piscinas naturais, e a trilha da direita vai para a parte de baixo, com a queda d’água propriamente dita, o poço e mais algumas piscinas entre as pedras.

Cachoeira da Adutora de Nova Friburgo
Foto: Fui Ser Viajante

A parte de cima tem um banho mais calmo, mas tem menos espaço – por isso algumas pessoas por lá já “lotam” o espaço. Na parte de baixo, há mais área livre.

Cachoeira Feiticeira

Mais uma linda queda d’água do bairro da Cascatinha em Nova Friburgo. A Cachoeira Feiticeira fica localizada na Estrada Pico da Caledônia. A partir da estrada, uma trilha de poucos metros pela mata leva os visitantes até a queda.

Logo no começo da trilha, uma bifurcação divide quem quer ir para a parte de cima da cachoeira, com pequenas piscinas naturais, vai pela direita numa trilha realmente bem curta e fácil.

Quem quer ir para a parte de baixo, onde a queda d’água se revela com todo seu esplendor, junto com uma piscina natural de águas mansas, segue pela trilha que desce pela esquerda (alguns minutos mais longa).

Cachoeira Feiticeira em Nova Friburgo
Foto: Fui Ser Viajante

Mas atenção: a trilha é bem inclinada e pode ficar escorregadia, então é preciso seguir com cuidado.

Cachoeira da Santa

Também na Estrada Pico da Caledônia você encontra a Cachoeira da Santa – que foi a minha cachoeira favorita em Nova Friburgo.

Além da bonita queda d’água, o poço é raso e muito amplo, perfeito para quem procura uma cachoeira boa para crianças. Além disso, a mata ao redor completa perfeitamente o cenário de imersão na natureza.

Cachoeira da Santa em Nova Friburgo
Foto: Fui Ser Viajante

Barbarô

O clube Barbarô fica no bairro da Cascatinha em Nova Friburgo, e é um passeio mais estruturado, onde você encontra estacionamento, banheiros, churrasqueiras para uso dos visitantes, além de uma lanchonete própria.

É cobrada a entrada (R$15), mas crianças até 8 anos não pagam, e o clube funciona todos os dias, das 9h às 18h.

Piscina do Ananias

Já a Piscina do Ananias também fica no bairro da Cascatinha, só que no alto da Estrada da Torre. Está em funcionamento desde 1975 e é um dos lugares de banho mais tradicionais próxima ao centro de Nova Friburgo.

O lugar tem uma ampla área de lazer, com duas piscinas naturais, dois bares, um campinho de futebol, churrasqueiras espalhadas pelas dependências, sinuca, karaokê e duas saunas a vapor.

Cachoeiras de Lumiar

Quem vai até o distrito de Lumiar também encontra várias cachoeiras para visitar: Cachoeira Indiana Jones, Cachoeira do Segredo, Poço Belo, Poço Feio, Toca da Onça – as opções são diversas e interessantes.

Poço Belo em Lumiar
Poço Belo em Lumiar. Foto: Fui Ser Viajante

Para saber em detalhes sobre as cachoeiras de Lumiar, e muitos outros atrativos no distrito, vale ler nosso post com dicas de o que fazer em Lumiar.

Parques e jardins em Nova Friburgo

Parque dos 3 Picos

Sabia que o maior parque do Estado do Rio de Janeiro fica nessa região da serra fluminense? O Parque dos 3 Picos abrange os municípios de Teresópolis, Nova Friburgo, Guapimirim, Silva Jardim e Cachoeiras de Macacu.

Dentro do parque há área de camping, além de opções de várias trilhas, em níveis de dificuldade diferentes (até mesmo escaladas).

Parque Ecológico do Cão Sentado e Cachoeira Véu de Noiva

A pedra do Cão Sentado talvez seja o maior cartão-postal de Nova Friburgo.

Para encontrá-la, basta visitar o Parque Ecológico do Cão Sentado e seguir a trilha até o mirante, passando por cavernas e grutas.

O parque tem uma infraestrutura muito boa, bem sinalizado com outras atividades, como arvorismo e tirolesa.

No caminho de ida ou de volta, uma dica é parar na cachoeira Véu da Noiva.

Jardim do Nego

Esse é um dos lugares mais inusitados e interessantes de Nova Friburgo. É um ateliê ao ar livre, onde o artista plástico Geraldo Simplício (o Nego) trabalhou as pedras e encostas para dar vida a diversas esculturas gigantescas.

Mulheres, animais, crianças, várias formas espalhadas por todo o jardim, que vão impressionando o visitante. Curiosamente, você vai notar que estão todas cobertas de lodo – e isso é proposital.

Depois de esculpir, o artista cobre as obras com uma manta plástica e espera que o tempo e a umidade façam seu papel.

Fazendas e pequenos produtores

Apiário Amigos da Terra

Para quem gosta de turismo rural, o Apiário Amigos da Terra é uma excelente opção de o que fazer em Nova Friburgo.

É uma empresa familiar de mel e derivados, que conta com uma lojinha no local, além de um bonito jardim e o Museu do Mel. Durante a pandemia do COVID19, alguns serviços ficaram fechados, mas ainda é possível visitar os jardins e fazer compras na lojinha.

Plantações de flores em Vargem Alta, Nova Friburgo

Sabia que Nova Friburgo é o maior produtor de flores do estado do Rio? E o segundo maior do Brasil, ficando atrás apenas da cidade de Holambra, em São Paulo?

Vargem Alta fica no distrito de São Pedro da Serra, e lá é possível visitar algumas das fazendas com plantações de flores. O passeio pela estrada já é encantador, passando pelos campos e estufas repletos de rosas, hortênsias, astromélias, crisântemos, gérberas e flores do campo.

Fazenda Genève

Outra experiência de turismo rural em Nova Friburgo pode ser vivida na Fazenda Genève, especializada em criação de cabras, produção de queijo e derivados.

Os visitantes podem fazer um tour pela criação de cabras, a ordenha e a fabricação de queijo.

Lá também funciona um restaurante (Cremerie Genève) e uma lojinha para venda dos produtos da fazenda, como queijos, iogurtes, sorvetes, xampus, sabonetes e cremes feitos com leite de cabra.

Sítio Matsuoka

Nova Friburgo também tem uma importante colônia japonesa. O Sítio Florândia da Serra Matsuoka é uma referência no estado do Rio pelo plantio de cerejeiras e pelo bonito festival que é realizado na época da floração (junho).

Nós já visitamos o sítio num dos festivais, e foi uma experiência linda, com oportunidade de caminhar em meio às cerejeiras floridas, além de danças típicas, sorteio de prêmios e barracas de comidas tradicionais.

Infelizmente em 2020 o festival não pode ser realizado, por conta da pandemia do novo coronavírus, mas estamos na torcida para quem em 2021 a gente já possa novamente visitar as cerejeiras em Nova Friburgo.

Onde comer em Nova Friburgo – RJ

Ah, a gastronomia da serra! Nova Friburgo tem alguns restaurantes bem interessantes que merecem uma visita!

Nosso favorito com certeza é o Burgermeister, o restaurante mais tradicional da cidade quando o assunto é comida alemã.

Burgeimester, comida alemã em Nova Friburgo
Foto: Fui Ser Viajante

Os pratos são tradicionais e super bem servidos, além de contar com um cardápio de cervejas bem farto (com opções locais e cervejas importadas, além de um chopp escuro da casa).

Literalmente ao lado, você pode visitar o Kai Pai (antigo Oca Maloca).

Apesar do nome neo-zelandes (que significa comida boa), o restaurante tem na verdade um cardápio com alguns pratos da cozinha alemã e comidas de boteco bem brasileiras. A comida é boa, o atendimento simpático e o preço também. E lá também é vendido o tradicional chopp escuro!

Kai Pai em Nova Friburgo
Foto: Fui Ser Viajante

Outro lugar de destaque em Nova Friburgo é a Churrascaria Chimarron em Mury. A churrascaria é sucesso absoluto na cidade.

Está sempre cheia, e além dos cortes de carne, inclui no valor do rodízio comida japonesa e acompanhamentos diversos.

Churrascaria Chimarron em Mury, Nova Friburgo
Foto: Fui Ser Viajante

Já o restaurante Trilhas do Araçari tem uma experiência mais exclusiva e intimista, centrada na cozinha vegetariana.

Além do restaurante, o local disponibiliza muitas atividades interessantes, como um “colha e pague” na horta orgânica, trilhas guiadas em meio a natureza, ou mesmo um relaxamento após o almoço, curtindo a enorme área verde do local.

Mais dicas de Nova Friburgo?

Essas foram as nossas dicas de Nova Friburgo. Espero que te ajudem a conhecer melhor esse destino tão interessante da serra fluminense.

Se você tiver mais alguma dica de Nova Friburgo, ou quiser indicar algum lugar para a gente conhecer por lá na próxima viagem, basta deixar sua dica de turismo em Nova Friburgo aqui nos comentários!

Vamos ficar muito felizes de descobrir mais uma opção de o que fazer em Nova Friburgo e indicar aqui no blog!

Avatar for Klécia
Klécia
Pernambucana radicada no Rio de Janeiro, mas que escolheu chamar o mundo inteiro de lar. Apaixonada pelas estradas e pelos destinos, acredita no poder dos encontros e descobertas de quem está sempre a caminho. O maior sonho? Colocar a mochila nas costas e dar a volta ao mundo ♥
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:
JoselmaMelo disse:

Amei o texto e já quero conhecer essa cidade com tantos encantos.

Klécia disse:

Eba! que bom que nossas dicas ajudaram 😀