Melhores destinos para um bate e volta saindo do Rio de Janeiro

Bate e volta Rio de Janeiro | Se você adora um bate e volta, esse post tá saindo no capricho pra você. Reuni 20 ideias de passeios para fazer saindo do Rio de Janeiro, gente. Você não leu errado: são 20 destinos para conhecer a partir do Rio!

Tem um pouquinho de cada coisa, sabe? Tem dica de destinos que pertencem à cidade do Rio, mas ficam meio longe, por isso não entram nos roteiros mais comuns pela Cidade Maravilhosa…

Também tem vários destinos que ficam na região metropolitana ou espalhados pelo estado do Rio, a uma distância razoável que possibilita uma viagem de bate e volta.

Seja você um morador da cidade, procurando opções de destinos perto do Rio de Janeiro, ou um viajante em busca de uma experiência mais diferentona no roteiro, aqui você vai achar um destino bate e volta no Rio de Janeiro pra chamar de seu – da praia até a serra!

Vamos às dicas!

Leia também: Onde ficar no Rio de Janeiro: melhores bairros

20 dicas de passeios bate e volta no Rio de Janeiro

Ilha de Paquetá

Bate e volta (saindo do centro do Rio de Janeiro): 1h10min de barca

Esse é um bate e volta do Rio de Janeiro muito redondinho, você não precisa de carro – na verdade você nem vai sair da cidade do Rio!

A ilha de Paquetá fica na Baía de Guanabara e é um bairro do Rio – o mais bucólico de todos, por sinal. Na ilha os carros não podem circular, e além de paisagens lindas, você vai passar um dia com aquela impressão de que voltou no tempo.

Praia de José Bonifácio - O que fazer na ilha de Paquetá
Foto: Fui Ser Viajante

Se você tem 1 dia sobrando no seu roteiro no Rio de Janeiro, e gosta de explorar lugares calmos, daqueles que nem precisa de roteiro, é só ir caminhando e se encantando: o bate e volta saindo do Rio para a Ilha de Paquetá é perfeito pra você!

Para chegar em Paquetá, basta pegar a barca na Praça XV, e fazer a travessia, que dura cerca de 1:30 min, mais ou menos. Daí você pode aproveitar o dia inteiro na ilha, visitando os pontos turísticos, restaurantes e curtindo o clima.

Tem um post completo aqui no blog: O que fazer na Ilha de Paquetá, vale a pena ler antes de ir.

Onde ficar na Ilha de Paquetá

Se você é do Rio, pode perfeitamente fazer um bate e volta em Paquetá em 1 dia de viagem. Mas se preferir, também pode passar uma pernoite na ilha para conhecer tudo com mais calma – e entrar de verdade no ritmo de Paquetá.

A Casa Flor Paquetá é a opção de hospedagem mais bem avaliada da ilha. Outras opções interessantes são o Solar dos Limoeiros, a Casa de Nova Paquetá e a Hospedaria Santa Bárbara.

Ilha da Gigóia

Distância para um bate e volta (saindo do centro do Rio de Janeiro): 25 km

Mais um destino que fica dentro da cidade do Rio – mas parece que viajou para um destino completamente diferente!

A Ilha da Gigóia também fica na Zona Oeste, mas é consideravelmente mais perto que Barra de Guaratiba: são apenas 25 km do centro até o atracadouro na Barra da Tijuca, onde as pequenas balsas fazem a travessia para a ilha.

A grande atração da ilha são os restaurantes: super fotogênicos, animados e com ótimos pratos. Os mais famosos são o 360 Sports (com opção de alugar SUP, jetski, caiaques e muito mais), o Bar do Cícero e o Bar Caiçara.

Onde ficar na Ilha da Gigoia

Para quem está procurando uma opção diferente do comum no Rio de Janeiro, ficar hospedado na Ilha da Gigóia pode ser um ótimo negócio para fugir da rotina sem precisar ir muito longe.

A Pousada Miami é uma super opção na Ilha da Gigoia. Outra dica é o Beach House Ilha da Gigoia.

Barra de Guaratiba

Distância para um bate e volta (saindo do centro do Rio de Janeiro): 60 km

Mais um destino que fica na cidade do Rio – mas nem todo carioca conhece! Barra de Guaratiba fica na Zona Oeste da cidade – e é longe, viu? Depois do Recreio, você vai seguir mais um bocado na estrada. São quase 60 km percorridos em praticamente 1:30h.

Mas compensa totalmente a viagem! Barra de Guaratiba é um pedacinho de paraíso! Lá você pode visitar restaurantes muito interessantes – desde os mais simples, na vila de pescadores, até o badalado Bira de Guaratiba, muito frequentado pelos globais.

Restaurante Bira de Guaratiba - Rio de Janeiro
Foto: Fui Ser Viajante

Como o lugar é mesmo paradisíaco, o que não falta em Barra de Guaratiba são opções de ecoturismo e turismo de aventura. Só pra citar alguns: trilha do telégrafo, trilha das praias selvagens e o rapel da pedra da Tartaruga.

Outro esporte muito praticado em Barra de Guaratiba é o SUP. Na restinga da Marambaia há várias empresas que oferecem aulas e aluguel de equipamentos, para você viver a experiência de remar seu standup paddle em meio ao mangue no Rio de Janeiro!

Onde ficar em Barra de Guaratiba

Dá pra fazer bate e volta saindo do Rio de Janeiro até Barra de Guaratiba – tranquilamente! Só realmente indico que você vá de carro (você pode fazer uma reserva aqui) para facilitar sua vida nos deslocamentos.

Mas se liga na dica: Barra de Guaratiba tem uma das hospedagens mais perfeitas do Rio de Janeiro: a experiência de se hospedar no Le Relais de Marambaia vale a ida até Barra de Guaratiba por si só – seja você carioca ou turista!

Outras opções interessantes de hospedagem em Barra de Guaratiba são o Marambaia Café Hotel, a Pousada do Sérgio e o Tugas SUP Marambaia.

Niterói

Distância para um bate e volta do Rio de Janeiro: 20 km

Opa, agora sim saímos da capital. Nossa primeira dica de destino para um bate e volta saindo do Rio de Janeiro é a cidade vizinha, a cidade-sorriso, a linda Niterói.

É só atravessar a Ponte Rio-Niterói pra passar um dia massa explorando as belezas de Nikity. Claro, tem a vista do Rio – que fica mais-que-perfeita do lado de lá da baía.

Mas também tem ótimos restaurantes e cervejarias (amamos a cervejaria Noi), o MAC Niterói, a orla da praia de Icaraí, as praias oceânicas (Itacoatiara, sua linda), e o Parque da Cidade com muitas trilhas e o por do sol mais bonito da cidade.

Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC)
Foto: Fui Ser Viajante

Niterói renderia facilmente um roteiro de 3 dias, mas para quem tem um dia só no roteiro, super vale o bate e volta saindo do Rio de Janeiro.

Onde ficar em Niterói

Apesar de ser tão pertinho do Rio, se hospedar em Niterói pode ser uma boa opção para quem quer experimentar a cidade mais a fundo – ou mesmo sair da rotina no Rio.

A rede hoteleira de Niterói é de tirar o chapéu. Tem opções incríveis: H Niteroi Hotel, Hotel Solar do Amanhecer e Pousada Praia de Itacoatiara são algumas das minhas escolhas favoritas.

Maricá

Distância para um bate e volta do Rio de Janeiro: 60 km

Uma hora de carro e você pode fazer um bate e volta do Rio a Maricá. Capaz de que, quando falar da ideia aos seus amigos, apareça alguém para comentar que não tem nada pra ver ou fazer em Maricá.

Vai por mim: não escute essas pessoas!

Maricá tem trilhas, praias, grutas – e o ponto turístico mais espetacular de todos, na minha opinião: a espetacular Pedra da Sacristia.

Onde se hospedar em Maricá

É em Maricá que você pode encontrar um dos hotéis / spa mais especiais do Rio de Janeiro: Casa & Mar Spa Wellness Hotel Spa.

Você pode pernoitar ou fazer um Day use nas instalações (que contam com uma piscina de borda infinita fabulosa). Vale cada centavo investido.

Petrópolis

Distância para um bate e volta do Rio de Janeiro: 70 km

Gosta de história do Brasil? Da época do Brasil Império? Então Petrópolis é o destino perfeito para seu bate e volta saindo do Rio.

A Cidade Imperial fica a 70km da capital, e passeando pelo centro você ainda encontra muitas casas e construções da época que a cidade serrana era o refúgio da realeza durante o verão carioca.

Destinos para fugir das praias no verão - Petrópolis, RJ

Não deixe de visitar o Museu Imperial e a Catedral, onde estão o túmulo dos antigos monarcas.

Além disso, Petrópolis tem a casa de Santos Dumont, um Museu de Cera, mirantes, muitas trilhas (dentro e fora do Parnaso – Parque Nacional da Serra dos Órgãos), muitas cervejarias locais e excelentes restaurantes.

Leia mais: O que fazer em Petrópolis

Dica de hospedagem em Petrópolis

Petrópolis tem muitos hotéis e pousadas, tanto no centro quanto nos distritos mais afastados e em meio à natureza. A variação de preço vai de acordo com o nível da hospedagem, da mais econômica até as opções de charme e luxo.

No centro, o Hotel Reggia Catarina, o Hotel Solar do Império e o Hotel Casablanca Imperial são super opções de hospedagem em Petrópolis.

Mais afastado do centro, no distrito de Araras (que é um dos melhores pólos gastronômicos da cidade), temos a excelente Pousada Chácara Aracê.

Guapimirim

Distância para um bate e volta do Rio de Janeiro: 75 km

Mais um destino para quem ama serra, natureza, trilhas e parques. O município de Guapimirim está localizado no vale que fica bem na base do famoso Pico Dedo de Deus, na Serra dos Órgãos.

Pertinho de Petrópolis e Teresópolis, é o município menos famoso que tem uma das portarias do Parnaso – Parque Nacional da Serra dos Órgãos.

Inclusive, vale dizer: mais de 70% do território de Guapimirim faz parte de área de proteção ambiental.

Com isso, um roteiro em Guapi vai ter muita cachoeiras, piscinas naturais, e até um Vale da Lua. Ah, e também tours cervejeiros e visita a microcervejarias locais!

Dá pra conhecer muita coisa em Guapimirim em um roteiro de 1 dia saindo do Rio (bate e volta), ou mesmo esticar a estadia e ficar todo o final de semana conhecendo as atrações da cidade.

Onde ficar em Guapimirim

Guapimirim tem pousadas muito charmosas. Gosto muito da Pousada Art e Flora Garden e da Casa Tia Rosa. Outra opção interessante é a Pousada das Orquídeas.

Itaipava

Distância para um bate e volta do Rio de Janeiro: 87 km

Esse charmoso distrito de Petrópolis é um destino muito bacana para um bate e volta. O centrinho de Itaipava é pequeno mas é recheado de restaurantes bacanas (recomendo muito o Parador Valencia, restaurante que pertence a Associação de Restaurantes da Boa Lembrança).

No seu bate e volta em Itaipava saindo do Rio, você também pode visitar o Castelo de Itaipava (é possível, inclusive, se hospedar num dos quartos do Castelo).

Dá pra fazer compras na Feirinha de Itaipava (confecções no atacado e varejo, direto com o produtor), visitar a Cerâmica Luiz Salvador, visitar cachoeiras, o Vale da Lua, fazer compras de legumes e verduras fresquinhas no Hortomercado e muito mais.

Dica de hospedagem em Itaipava

Prefere se hospedar em Itaipava? Essa região tem hotéis excelentes para quem busca relaxar em contato com a natureza.

Além do Castelo de Itaipava, você pode escolher entre Quinta da Paz Resort, Altenhaus Pousada Itaipava, Pousada Tankamana e muitas outras opções de hospedagem em Itaipava.

Teresópolis

Distância para um bate e volta do Rio de Janeiro: 97 km

Teresópolis é um dos destinos mais procurados da serra carioca. Combina o clima agradável com trilhas, restaurantes, hotéis charmosos, cachoeiras e mirantes.

Terê é também a casa da Seleção Brasileira, e você pode visitar a Granja Comary e conhecer o centro de treinamento do time (mesmo que seja pelo lado de fora).

Teresópolis também é um destino da Rota Cervejeira Fluminense – então lógico que a cidade oferece muitas opções de cervejarias locais e tours cervejeiros para você visitar.

Temos um post aqui no blog completíssimo com dicas sobre o que fazer em Teresópolis, vale ler antes de ir.

O que fazer em Teresópolis - Mirante da Colina

Dica de hospedagem em Teresópolis

Teresópolis também é muito bem servida de hotéis e pousadas. Recomendamos a Pousada Sítio e Poesia se você procura ficar um pouco afastado do centro, mas bem perto da natureza e em instalações espetaculares.

O Urikana Boutique Hotel também tem este mesmo apelo para o contato com a natureza, e é uma hospedagem muito interessante para quem planeja uma viagem romântica e com conforto.

Outras opções em Teresópolis são a Pousada Terê Parque, uma das mais bem avaliadas em Teresópolis e o Village Le Canton, com estrutura de resort que inclui até um parque de diversões para as crianças.

Saquarema

Distância para um bate e volta do Rio de Janeiro: 100 km

Apesar de não figurar entre os destinos mais famosos de praia no Rio de Janeiro, Saquarema é uma ótima opção para quem quer fazer um bate e volta saindo do Rio de Janeiro.

Saquarema fica na Região dos Lagos e ficou conhecida como “a cidade dos surfistas”, por conta dos ventos e ondas maiores. Muitas competições de surf rolam por lá.

Mas se o surf não for a sua vibe, você pode aproveitar as praias para relaxar, ou curtir a vista da cidade do topo da colina onde fica a Igreja de Nossa Senhora do Nazaré.

Onde ficar em Saquarema

Uma das melhores opções de hospedagem em Saquarema é a Pousada das Garças. Também gosto muito da Pousada Suíte da Villa e da Oceânica 1000.

Cachoeiras de Macacu

Distância para um bate e volta do Rio de Janeiro: 102 km

O nome de Cachoeiras de Macacu não é à toa. A cidade é conhecida como a terra das águas cristalinas, e está repleta de poços, riachos e cachoeiras maravilhosas.

Como está a apenas 2h de viagem do Rio, cabe perfeitamente em uma escapada de um dia ou um final de semana bate e volta saindo do Rio.

Onde ficar em Cachoeiras de Macacu

A Pousada Água Cristalina é uma ótima opção de hospedagem em Cachoeiras de Macacu. Outro lugar bacana é a Casa D`Irene – Zen Space.

Uaná-etê

Distância para um bate e volta do Rio de Janeiro: 111 km

O Parque Ecológico Uaná-Etê, em Paulo de Frontin, é um dos lugares mais espetaculares que já visitei no Estado do Rio de Janeiro.

Conheci exatamente no estilo bate e volta saindo do Rio de Janeiro. Num domingo, levantamos cedo e pegamos a estrada – cerca de 2 horas dirigindo, com um pequeno trecho de serra.

O Parque Uaná-Etê é bastante interativo e imersivo, com várias obras espalhadas em meio à natureza.

Com duas opções de ingresso (10-16h e 10-18h), você pode curtir o parque à vontade pelo dia todo (tem um restaurante dentro) ou mesmo se hospedar dentro do Uaná-Etê, em uma das hospedagens ecológicas.

Onde se hospedar?

Como falei acima, uma opção é a hospedagem dentro do parque – veja mais infos no site do Uaná-Etê.

Para quem prefere economizar, ou mesmo gosta de um estilo mais convencional de hospedagem, perfeitamente possível se hospedar em Vassouras e visitar o parque Uaná-Etê.

Veja aqui algumas opções de pousadas em Vassouras.

Araruama

Distância para um bate e volta do Rio de Janeiro: 130 km

Seja para curtir as “praias” da Lagoa de Araruama, como a Praia do Pneu, ou curtir um banho de mar na Praia Seca ou Praia do Dentinho, Araruama tem opções interessantes para quem quer fazer um bate e volta saindo do Rio de Janeiro.

Além de ser um destino fácil acesso saindo do Rio, o turismo em Araruama é menos disputado e de baixo-custo, quando comparado com cidades como Búzios e Arraial do Cabo.

Onde se hospedar em Araruama

Infelizmente essa região do Rio de Janeiro não oferece muitos hotéis. Vou deixar como indicação o Ver a Vista Hotel e a Pousada da Teteia, duas opções interessantes em Praia Seca.

Mas de forma geral, a dica em Araruama é alugar uma casa de veraneio – há muitas opções interessantes que merecem entrar na sua lista, como essa casa em Praia Seca.

Veja outras casas de temporada para alugar em Araruama

Nova Friburgo

Distância para um bate e volta do Rio de Janeiro: 140 km

A cidade de Nova Friburgo não é um destino muito visado para o turismo, mas é uma ótima opção de destino na serra se você curte cachoeiras, trilhas, contato com a natureza – e quer pagar menos, já que o destino é menos badalado que outras cidades da serra, como Petrópolis e Terê.

A oferta de parques naturais e trilhas é de dar gosto: Parque do Cão Sentado, Parque dos 3 picos, além do Pico da Caledônia, que é um dos pontos mais altos do estado do Rio.

Ah, vale dizer que Nova Friburgo é também um destino maravilhoso para fazer compras de moda íntima e moda esportiva a preço de fábrica. A cidade possui muitas fábricas e pequenos produtores, e dois pólos que reúnem as lojas com venda para atacado e varejo (Olaria e Ponte da Saudade).

Veja nosso post completo O que fazer em Nova Friburgo

Pico da Caledônia em Nova Friburgo
Foto: Fui Ser Viajante

Onde se hospedar em Nova Friburgo

Os chalés do Hotel Shangrilá Nova Friburgo são uma opção de hospedagem em Nova Friburgo, com bom custo-benefício.

Também vale mencionar a Pousada Auberge Suisse e a Pousada Alto do Vale.

Sana

Distância para um bate e volta do Rio de Janeiro: 157 km

Mais um destino cheio de verde e cachoeiras pra nossa listinha. Sana é um distrito de Macaé, com boa parte do território sendo classificado como área de proteção ambiental.

Entre trilhas e banhos, há atividades para pelo menos dois dias de roteiro em Sana. O distrito é um bom destino de bate e volta se você curte ecoturismo e aventura, mas também pode ser uma boa opção para relaxar em meio a natureza, aproveitando também a estrutura da vila, com vários barzinhos.

Onde ficar em Sana

Algumas opções de hospedagem em Sana são o Hotel Pousada Bambuzal e a Recanto dos Pássaros Suítes.

Lumiar

Distância para um bate e volta do Rio de Janeiro: 173 km

Nova Friburgo tem muitos distritos com atrações interessantes que valem uma visita. Mas de todos, Lumiar é o mais “redondo” para quem quer fazer um bate e volta saindo do Rio de Janeiro.

Em Lumiar tem trilhas, cachoeiras e poços, além de uma boa estrutura de restaurantes e pousadas para quem quer esticar a estadia.

Veja nosso post completo o que fazer em Lumiar.

Centro de Lumiar - lago de Lumiar
Foto: Fui Ser Viajante

Onde ficar em Lumiar

Em Lumiar, os destaques de hospedagem ficam por conta da Nina-Flor Pousada Lumiar, a Pousada Encontro dos Rios, a Estação Serramar e o fantástico Eco-Resort Villa São Romão.

Rio das Ostras

Distância para um bate e volta do Rio de Janeiro: 171 km

Mais um destino da Região dos Lagos que, embora não tenha a fama das cidades mais badaladas, como Búzios, Cabo Frio e Arraial do Cabo, oferece bastante coisa pra ver e fazer.

Esse pequeno balneário literâneo do Rio de Janeiro tem a dose certa de atrações que cabem num passeio bate e volta saindo do Rio: belas paisagens, estrutura e sossego.

Além disso, Rio das Ostras é um dos destinos mais econômicos da Região dos Lagos, o que com certeza conta bons pontos se você quer visitar Rio das Ostras no verão ou qualquer outra época do ano.

Leia nosso post completo sobre o que fazer em Rio das Ostras

Praia da Costa Azul - O que fazer em Rio das Ostras RJ
Praia de Costa Azul, em Rio das Ostras. Foto: Thiago Freitas – MTUR

Onde se hospedar em Rio das Ostras

Há boas opções de hospedagem em Rio das Ostras, confortáveis e perto da praia. Recomendo sempre a Pousada Engenho Do Sonho. Outra opção bacana é a Homestay Taty Pousada.

Penedo

Distância para um bate e volta do Rio de Janeiro: 174 km

Penedo é um distrito de Resende, e é um dos destinos de serra que mais gosto no estado do Rio. Um pólo gastronômico espetacular, ótimas pousadas, lindas cachoeiras – e a vila do Papai Noel no centro, que com certeza é o lugar mais fotografado de Penedo.

Com a influência da colonização finlandesa, em Penedo você também pode provar sorvetes e chocolates produzidos nas pequenas fábricas locais – e que acabam virando uma lembrança interessante para trazer na mala.

Cidades Românticas para curtir a dois no Rio de Janeiro

Onde ficar em Penedo

Pousada tem uma oferta enorme de pousadas interessantes, especialmente se você está fazendo uma viagem romântica no estado do Rio.

As pousadas que recomendamos em Penedo são a Pousada Romântica Serra da Mata, a Pousada Nossa Senhora e a Pousada Lapônia.

Serrinha do Alambari

Distância para um bate e volta do Rio de Janeiro: 186 km

Repleta de poços e cachoeiras no meio de uma natureza privilegiada, a Serrinha do Alambari está localizada entre Penedo e Visconde de Mauá.

É um pequeno distrito que não passa despercebido, com a cor de suas águas em tons de verde esmeralda. Os principais atrativos são o Poço do Dinossauro e Poço do Céu, e a sequência de cachoeiras do Camping Clube Brasil.

Onde se hospedar na Serrinha do Alambari

Como fica no meio do caminho entre dois destinos com boa infra-estrutura, para visitar a Serrinha do Alambari você pode se hospedar tanto em Penedo quanto em Visconde de Mauá.

Duas opções interessantes são a Pousada Nossa Senhora em Penedo e a Pousada Tijupá em Visconde de Mauá.

Visconde de Mauá

Distância para um bate e volta do Rio de Janeiro: 200 km

Um dos meus destinos favoritos no estado do Rio de Janeiro! Adoro Visconde de Mauá para uma escapada de fim de semana – sou bem capaz de apostar que é o destino que mais visitamos no estado do Rio.

Cachoeiras, gastronomia típica de serra, muitas trilhas, vilas charmosas para fotografar, passeios de aventura, restaurantes ótimos para jantar com o amor.

Tem um post completíssimo com todas as nossas dicas sobre o que fazer em Visconde de Mauá. Vale conferir.

Cachoeiras do Vale do Alcantilado, Visconde de Mauá

Onde se hospedar em Visconde de Mauá

Tenho 3 pousadas espetaculares para recomendar em Visconde de Mauá: a Pousada Tijupá, a Terra Verde Mauá e o Chalé Realli. Pode escolher qualquer um dos 3 que é sucesso.

Leia mais sobre o Rio de Janeiro

Veja outros posts que já publicamos sobre o estado do Rio:

Lila Cassemiro
Pernambucana, contadora de histórias e bem curiosa. Geminiana apaixonada por artes e culturas, sempre com a mala pronta pra viajar de novo. Eu gosto de gente.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:
Eli Ferreira Delgado disse:

Boa tarde, aqui neste site vc não comenta sobre Rio das Flores uma região serrana no município do Rio de Janeiro pq?

Rafael Cassemiro disse:

Oi Eli, temos um post falando sobre um fim de semana em Rio Das Flores nesse link aqui O que fazer em Rio das Flores no final de semana.
Obrigado pelo Comentário e boas viagens!