Roma Pass x Omnia x Roma City Pass: qual o melhor?

Roma Pass vale a pena? | Os cartões de descontos (ou passes turísticos) estão ficando cada vez mais populares entre os viajantes, especialmente para quem viaja para as principais cidades da Europa.

Honestamente, hoje em dia, eu não viajo para uma cidade na Europa sem conferir se há um passe turístico disponível e, de acordo com o que é oferecido, avaliar se vale a pena investir e comprar o tal cartão de desconto.

Leia também:
+ Onde se hospedar em Roma: melhores bairros
+ 7 atrações que não podem ficar fora do roteiro em Roma
+ Coliseu de Roma: dicas para sua visita

Em Roma, o cartão de descontos mais popular é o Roma Pass. Como é um dos produtos mais antigos no mercado, ele já ficou bem conhecido dos turistas. Mas será que vale a pena comprar o Roma Pass?

Mas primeiro, é importante saber que o Roma Pass, apesar de ser famoso, não é o único cartão de descontos em Roma.

Nesse post, vamos fazer um comparativo entre os três principais tipos de cartão de desconto em Roma:

Roma Pass 48h e Roma Pass 72h,
Omnia 24h e Omnia 72h,
Roma City Pass.

Vamos analisar cada um dos cartões de Roma em detalhe. Com essa ajuda, você vai poder decidir qual o melhor cartão de desconto para sua viagem.

É melhor comprar o Roma Pass ou optar pela concorrência? Vamos descobrir!

Ganhe desconto para sua viagem:
> 10% de desconto em qualquer Seguro Viagem para a Europa
> Seguro viagem na Europa: tudo que você precisa saber

Como funciona um cartão de descontos?

Se você não sabe como funciona um cartão de descontos, eu te explico.

Você paga um valor único para adquirir o cartão da cidade. De posse do cartão, você tem direito à entrada gratuita OU descontos nas atrações. Em geral, as principais atrações de cada cidade estão incluídas.

Esses passes turístico caíram no gosto dos turistas na Europa. A maioria dos escritórios de turismo das grandes cidades já disponibiza um city pass, como Roma, Barcelona, Amsterdam e outras.

Além desses passes oficiais, empresas privadas também estão cada vez entrando nesse mercado. Com mais concorrência, as ofertas e preços estão cada vez melhores.

Mas antes de comprar, é preciso estudar as opções. Em algumas cidades, o City Pass é realmente uma mão na roda. Por exemplo, na França usamos o Paris Museum Pass e o Reims City Pass e adoramos!

Já em Barcelona, fizemos as contas e vimos que o Barcelona Pass não ia ser um bom negócio pra gente (com base nas atrações que a gente queria visitar), então optamos por não comprar.

No fim é isso: como cada cartão e cidade oferece coisas diferentes, é sempre preciso analisar o que está incluído em cada City Pass, para ver se o cartão vai te ajudar a economizar na viagem.

Todo mundo fica se perguntando se vale a pena comprar o Roma Pass, porque ele é mais antigo no mercado e se tornou o passe mais famoso de Roma. Mas nesse post vamos mais a fundo.

Vamos analisar outros passes de desconto que estão no mercado em Roma, para conferir vantagens e desvantagens de cada um.

Comparativo: Roma Pass x Omnia x Roma City Pass, qual o melhor?

Como falei mais acima, o mercado de City Pass fica cada vez mais competitivo. Por isso, hoje já existe uma boa quantidade de cartões concorrendo com o Roma Pass.

Seria impossível explicar em detalhes todos os city pass de Roma aqui, por isso vamos focar nos cartões que trazem o melhor custo-benefício. São eles:

Roma City Pass

Omnia 24h (Vaticano) OU Omnia 72h (Roma + Vaticano) (veja aqui)

Roma Pass 48h e Roma Pass 72h (veja aqui),

Claro que quando há muitas opções, surgem as dúvidas. Mas a gente te ajuda, analisando um a um.

Roma City Pass

A primeira vantagem do Roma City Pass é que se trata de um cartão virtual. Você não perde tempo indo buscar o cartão em nenhum lugar da cidade, como acontece com os outros passes dessa lista, que precisam ser retirados numa loja física.

Ao realizar a compra do Roma City Pass, você vai indicar as atrações que pretende visitar em Roma. O sistema organiza suas reservas de acordo com os dias / horários indicados por você. Em seguida, todos os ingressos são enviados para seu e-mail.

Você vai apresentar os bilhetes no celular – é um cartão 100% digital (precisa ter acesso à internet em Roma). Caso prefira, pode também imprimir os bilhetes e levar tudo com você.

O Roma City Pass não tem prazo de validade, o que é outra enorme vantagem. Os outros cartões de Roma sempre apresentam um período restrito de uso (48h ou 72h).

Essa vantagem é o principal motivo pelo qual recomendo o Roma City Pass – você não precisa correr de uma atração pra outra com medo do tempo do cartão acabar!

O que está incluído no Roma City Pass:

 1) Entrada gratuita e prioritária (fura-fila) na Basílica de São Pedro + áudio-guia para baixar no celular;

2) Entrada gratuita no Coliseu + áudio-guia Coliseu + ingressos Palatino e Fórum Romano + áudio-guia para o Panteão;

3) Transfer gratuito do aeroporto para o centro de Roma (a partir do Aeroporto de Ciampino ou Fiumicino (saídas a cada 30 minutos durante o dia, menos frequente à noite. Atenção: inclui somente ida)

4) Ingresso gratuito para 1 dia de Ônibus Hop-On Hop-Off em Roma

5) Desconto (20%) em museus, incluindo a Galeria Borghese e o Museu Nacional Romano 

6) Desconto (20%) em cruzeiros, incluindo o Cruzeiro Hop-On Hop-Off e o Cruzeiro-Jantar de Roma

7) Desconto (20%) em passeios de bicicleta

8) Desconto (20%) em excursões, incluindo Veneza, Florença, Ilha de Capri e Pompeia.

 9) Desconto de 20% no ingresso para o Museu do Vaticano + Capela Sistina

Vale a pena comprar o Roma City Pass?

Esse cartão oferece algumas vantagens interessantes, como a facilidade de resolver tudo pelo telefone e internet, sem precisar perder tempo indo buscar o cartão.

O transfer do aeroporto para o centro também facilita muito, e o fato de “furar a fila” no Coliseu também é um excelente diferencial.

Outra boa vantagem é que o cartão não tem limite de tempo para utilização, você não fica preso nas 48h ou 72h do Roma Pass.

Também existe a opção de Roma City Pass sem o ingresso Coliseu / Fórum / Palatino, mas incluindo entrada sem fila e gratuita no Museu do Vaticano + Capela Sistina.

Se você não pretende visitar o Coliseu, é uma boa opção para aproveitar as vantagens do cartão.

Omnia 24h (Vaticano) OU Omnia 72h (Roma + Vaticano)

Primeiro, precisamos deixar claro que o cartão Omnia 24h é um passe exclusivo para o Vaticano.

Você vai ter direito a acessar as atrações do Vaticano durante 24 horas. O que está incluído? A Basílica de São Pedro, os Museus do Vaticano, a Capela Sistina e ingresso no ônibus amarelo Hop on – Hop Off.

Ou seja, esse cartão só vale a pena se você está focado em passar um dia no Vaticano, sem muita intenção de visitar as atrações de Roma.

Ah, e atenção. O cartão 24h é válido para um único dia de uso. Ele é ativado no primeiro uso e vale somente até o final desse mesmo dia.

Ou seja, se você ativar ao meio dia, ele não vai valer até meio dia do dia seguinte… Somente até o final do dia de ativação.

Louco, né? Particularmente vejo pouca vantagem nesse cartão. Se você pretende visitar o Vaticano, pode valer muito mais a pena optar pelo Roma City Pass que inclui Museus do Vaticano e Capela Sistina.

Por sua vez, o cartão Omnia 72h inclui tudo que está disponível no cartão de 24h no Vaticano (a Basílica, a Capela Sistina e os Museus do Vaticano e o ônibus Hop on Hop Off), mas com o prazo extendido de até 72h.

Como ficam os prazos então para o Omnia 72h? Se você o ativar na terça-feira meio-dia, ele vai permanecer válido até meia-noite de quinta-feira.

Da mesma forma que o cartão 24h, você sempre vai perder algumas horas de uso por conta dessa regra louca que não considera as horas corridas.

No entanto, uma vantagem do Omnia 72h é que ele inclui um RomaPass 72h. Portanto, ao comprar esse cartão o que está realmente acontecendo é que você está adquirindo 2 cartões: o Omnia Vatican e o RomaPass 72h.

O problema é que, com isso, o preço sobe muito. O Omnia 72h é o cartão mais caro dessa lista e honestamente, pelo preço cobrado, ele está no final da lista do melhor custo-benefício dos cartões de Roma.

Veja mais detalhes e compre seu Omnia Pass

Roma Pass

Chegou a hora de analisar o famoso cartão Roma Pass. Ele está disponível para venda em 2 versões: Roma Pass 48 horas e Roma Pass 72h.

O cartão Roma Pass 48 horas é um pouco mais barato (€ 28). Já o cartão Roma Pass 72 horas custa €38,50. Mas a diferença entre os dois vai muito além do preço.

O que está incluído no Roma Pass 48h:

1) Entrada gratuita a um museu OU sítio arqueológico de Roma. Esse museu gratuito obrigatoriamente precisa ser o primeiro uso do cartão Roma Pass.

2) Desconto no ingresso para outros museus, sítios arqueológicos, eventos e exposições de Roma por 2 dias, a partir do primeiro uso do cartão.

Isso quer dizer que você vai usar o cartão pela primeira vez às 9h da terça, e ele vai valer até meia-noite de quinta, por exemplo. Ou seja, com o Roma Pass você sempre perde algumas horas de uso. Veja a lista completa de descontos e atrações do Roma Pass aqui.

3) Uso ilimitado do transporte público de Roma (trem, metrô e ônibus) por 48h. A linha que vai até o aeroporto NÃO está incluída.

Nesse caso sim, o passe de transporte fica válido por 48h corridas, desde a primeira utilização. De 9h da terça até 9h da quinta, por exemplo. Ou seja, o passe de atrações vai vencer, mas você vai poder continuar usando o passe de transportes.

4) Acesso prioritário (sem fila) na visita ao Castelo Sant’Angelo e Museu Capitolino.

5) Mapa de Roma

O que está incluído no Roma Pass 72h:

O cartão Roma Pass 72h inclui tudo que está disponível no cartão de 48h, pelo prazo extendido de 3 dias para uso.

Além disso, o cartão de 72h garante entrada gratuita em 2 museus OU sítios arqueológicos de Roma (o cartão 48h só oferece uma gratuidade).

Obrigatoriamente, as gratuidades precisam ser os dois primeiros museus visitados usando o cartão Roma Pass. Você pode continuar usando o cartão para desconto nas atrações de Roma por 3 dias consecutivos. De 9h de terça a meia-noite de quinta, por exemplo.

O cartão também inclui uso ilimitado do transporte público de Roma (trem, metrô e ônibus), por 72h corridas. Da mesma forma, o passe de transporte pode continuar válido mesmo após o fim da validade do passe de atrações.

A linha de metrô que vai até o aeroporto NÃO está incluída no Roma Pass.

Leia mais e compre antecipado: cartão Roma Pass

Qual o melhor passe de atrações em Roma?

Na minha opinião, o cartão com melhor custo-benefício é o Roma City Pass, por vários motivos:

– cartão digital: você não perde tempo para retirar o cartão depois de chegar em Roma;

– flexibilidade: você não tem um prazo definido de horas para visitar as atrações;

– bom número de atrações gratuitas incluídas no preço (mais do que é oferecido pelo Roma Pass)

transfer do aeroporto para o centro;

– descontos equivalentes ao oferecido pelo Roma Pass nas demais atrações de Roma.


As vantagens do Roma Pass seriam basicamente:

– o transporte público incluído (mas você pode comprar tickets individuais quando precisar usar, ou comprar o passe de transporte de Roma), e

– a liberdade para escolher quais qual será a atração que você vai visitar de graça. No caso do Roma Pass 48h, a maioria das pessoas escolhe o Coliseu (sendo que essa atração já é gratuita com o Roma City Pass, portanto isso não chega a ser uma vantagem).


Além disso, o Roma Pass ainda tem algumas desvantagens, quando comparado com o Roma City Pass:

– O Roma Pass não inclui entrada e / ou desconto para visita a museus privados, como é o caso dos Museus Vaticano e Capela Sistina. Para isso, é preciso investir no Omnia Card (que é bem mais caro) OU optar pelo Roma City Pass com opcional Vaticano, que sai mais em conta.

– Para algumas atrações, mesmo comprando o Roma Pass, você precisa agendar a hora da visita: Coliseu e Galeria Borghese, por exemplo. É preciso fazer esse agendamento por telefone ou e-mail.

– Nenhum dos cartões (nem o Roma Pass nem o Roma City Pass) oferece desconto para o valor pago por crianças. O preço é o mesmo não importa sua idade.

Mas deixa eu te contar uma segredo: menores de 10 anos não pagam transporte público em Roma, desde que viagem acompanhados de um adulto. Com isso, quem viaja com criança e investe no Roma Pass pensando em economizar no transporte público, acaba perdendo dinheiro.

Seu filho de até 10 anos não paga para usar transporte público em Roma. Então, se você viaja com criança, invista no Roma City Pass, que não inclui transporte público – e economize mais um pouco!

Adultos podem comprar um passes para viagens ilimitadas no transporte público de Roma, em qualquer banca de revista da cidade.

válido por 24 horas custa € 7,
válido por 48 horas custa € 12,50
válido por 72 horas custa € 18

Infelizmente, uma desvantagem desse cartão é que ele não pode ser comprado online.

E por falar em gratuidade: menores de 18 anos entram gratuitamente em muitos museus de Roma. É sempre bom conferir no site de cada museu, mas isso é mais comum do que você imagina!

Professores de história da arte e arqueologia (com comprovação) também entram de graça no Coliseu, por exemplo.

Vale falar também sobre os dias de gratuidade universal em Roma. Muitas atrações de Roma oferecem um dia no mês com entrada gratuita para todos, sem restrição.

Em Roma, isso geralmente acontece no primeiro domingo de cada mês. As filas são grandes mas é uma forma de economizar. Confira se a gratuidade universal coincide com a data da sua viagem.


Escolhi comprar o Roma Pass – e agora?

Você leu tudo, mas não quer abrir mão do cartão mais famoso. Acredita que o Roma Pass vale a pena e é nele que você quer investir. Tudo bem. Mas preste atenção:

– Só faz sentido comprar o Roma Pass 48h e Roma Pass 72h se você vai ficar dois ou três dias inteiros e consecutivos em Roma, respectivamente. Não dá pra incluir um bate e volta no roteiro enquanto utiliza o cartão, por exemplo.

– Não é recomendado incluir um dia no Vaticano no meio do período da utilização do cartão, porque ele não inclui os Museus Vaticano + Capela Sistina.

– Fique de olho se o seu roteiro inclui uma segunda-feira. A maioria dos museus de Roma fecha na segunda-feira! Então não vale a pena comprar o Roma Pass para usar nesse dia.

– Se você planeja fazer tours guiados nas atrações de Roma, esqueça o Roma Pass. Ele não pode ser utilizado como entrada em tours guiados. Somente o Roma City Pass inclui algumas opções de tour guiado com desconto.

O caso do Coliseu: O Roma Pass não pode ser utilizado para entrada no Coliseu quando você vai combinar a visita com o tour guiado pelo subterrâneo e terraços do Coliseu. E esse é o passeio que nós mais recomendamos em Roma!

O caso do Coliseu (parte 2): desde 1/3/2019, mesmo que tem Roma Pass precisa agendar horário para visitar o Coliseu. Faça a reserva no site da CoopCulture, pagando a taxa de conveniência de € 2.

Onde comprar o Roma Pass?

Você pode comprar online! Rápido, fácil, simples e seguro:

Compre aqui seu Roma Pass

Onde retirar o Roma Pass / Omnia Card em Roma?

Ao comprar o Roma Pass ou o Omnia Card, você vai precisar marcar uma data e um local para retirar do cartão físico em Roma.

Os pontos de retirada são chamados Infopoints, pontos de informação turística de Roma.

Confira alguns infopoints para retirada dos cartões Omnia e Roma Pass:

aeroporto Fiumicino (terminal 3, funciona das 8h às 20h45), SOMENTE ROMA PASS!
aeroporto Ciampino (chegadas internacionais, das 8h30 às 18h), SOMENTE ROMA PASS!
Largo di Torre Argentina, Via dei Cestari 21 (funciona de segunda a domingo, das 10h às 16h)
– Piazza Pio XII, 9 (logo na saída da Praça de São Pedro) (funciona de segunda a domingo, das 09h às 18h)
– Piazza di Porta S.Giovanni, 6 (funciona de segunda a domingo, das 09h às 16h)

Você também pode comprar seu cartão Roma Pass ou Omnia Card diretamente em um infopoint.

O único problema dessa opção é que você corre o risco (raro) de chegar lá e não haver cartão disponível ou o local estar fechado (como num feriado).

Comprei o Roma Pass: qual a melhor estratégia de uso?

Se você optou por comprar o Roma Pass, chegou a hora de planejar como usar o cartão para aproveitar melhor seus benefícios.

Primeiro, evite segundas-feiras! Quase todos os museus estão fechados e você vai acabar desperdiçando um dia inteiro do seu cartão Roma Pass.

A melhor dica é usar o Roma Pass na atração mais procurada de Roma: o Coliseu – esse mesmo uso vai te dar acesso ao Fórum Romano e Palatino, já que esse ingresso é 3 em 1.

Assim você evita a maior fila de todas e economiza tempo.

Mas lembre-se: é preciso agendar hora para visitar o Coliseu, mesmo com Roma Pass. Você vai precisar fazer seu agendamento no site da CoopCulture.

Você deve selecione o dia e o horário e em seguida selecionar o ingresso COL-FOR-PAL PREN.INGRESSO CON ROMA PASS. Pronto, basta no dia levar o ingresso e seu Roma Pass para fazer a visita!

Você não precisa ter o Roma Pass na hora do agendamento, mas vai precisar apresentá-lo no dia da visita para usar o ingresso usando o benefício fura-filas.

Atenção: se você pretende fazer um tour guiado no Coliseu (é possível visitar os subterrâneos ou o belvedere (4o e 5o pisos), não é possível usar o Roma Pass como ingresso!

É preciso comprar a entrada do Coliseu junto com o ingresso do tour guiado. Veja aqui mais detalhes sobre os ingressos para fazer um tour guiado no Coliseu.

Se você comprou o Roma Pass 72 horas, a dica é usar o seu segundo acesso grátis na Galleria Borghese, que é o ingresso mais caro que está incluído no Roma Pass.

Para visitar esse museu com o Roma Pass também é preciso reservar antecipadamente o horário por email (info@tosc.it) ou telefone.

E já que comprou o cartão Roma Pass, aproveite muito o uso ilimitado de transporte público em Roma, claro!

Compre aqui seu Roma Pass

E se na hora de planejar ainda ficar aquela dúvida sobre quanto custa viajar para Roma, vale conferir esse post do blog Apure Guria, com descrição bem detalhada sobre gastos em Roma.

Como decidir se vale a pena comprar um cartão de descontos?

Em geral, a gente lê a frase cartão de desconto e já vai querendo comprar, achando que está fazendo um bom negócio. Mas será mesmo?

Fique atento, porque nem sempre é assim! No geral, você tem que observar e listar algumas coisas importantes antes de comprar um cartão desse tipo:

– Quais são as atrações que você quer conhecer na cidade?

– Elas estão incluídas no cartão? É entrada livre ou um desconto no bilhete?

– Quanto tempo você tem na cidade?

Uma vantagem de usar um cartão de atrações é que, na maioria das vezes, as atrações incluídas te fazem sair do básico nas visitas, mostrando lugares menos famosos que você vai poder visitar de graça.

Se você tem tempo, por que não?

Ao mesmo tempo, ter uma lista fixa de atrações também traz uma desvantagem. Se você investiu no cartão, vai dar prioridade às atrações incluídas e vai acabar deixando de lado as outras atrações da cidade que não estão na lista.

No fim, a resposta se vale a pena investir num cartão de descontos é muito pessoal. Depende do seu perfil de viajante, do que você quer ver na cidade e quanto tempo/ dias você vai passar na cidade. Faça as contas, sempre!

Tour guiado em Português, ingressos individuais para atrações de Roma

Viu que cartão de desconto não é pra você? Prefere comprar tudo individualmente (faça as contas para garantir que não vai sair mais caro, ok?) ou quer contratar uma excursão guiada?

Confira essas opções:

– Visita guiada em português na Basílica de São Pedro, Museus Vaticano e Capela Sistina (reserve aqui)
– Tour guiado em português pelo Coliseu, Fórum Romano e Palatino (reserve aqui)
– Bilhete sem fila na Basílica de São Pedro + visita auto-guiada (reserve aqui)
– Bilhete “fura-fila” no Coliseu – inclui Fórum Romano e Palatino – entrada prioritária (reserve aqui)


Esse post faz parte de uma blogagem coletiva com dicas de Como Economizar em Viagens. Para conferir as dicas de outros blogs participantes, confira a lista de posts:

Lila Cassemiro
Pernambucana, contadora de histórias e bem curiosa. Geminiana apaixonada por artes e culturas, sempre com a mala pronta pra viajar de novo. Eu gosto de gente.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:
Isabella disse:

Adorei as informações, mas, fiquei perdida com relação ao Roma City pass. Onde consigo compra-lo? Qual seria o aplicativo? Obrigada

Lila Cassemiro disse:

Oi Isabella, você pode comprar tudo online. Estou atualizando o post com as informações para te ajudar a encontrar tudo, ok? Obrigada pelo comentário.

Teodoro disse:

Excelentes as suas informações; uma “mão na roda” para quem quer adquirir um cartão de desconto. Parabéns!

Lilian Azevedo disse:

Oi, Klécia
Sou apaixonada pela Itália e nas 2 vezes que estive em Roma não comprei cartão. Eu sempre fico com pé atrás com esses cartões mas depois dessa super análise ficarei mais tranquila para decidir numa próxima viagem que desejo que seja em breve. beijocas

Klécia disse:

Tomara que seja em breve sim, Roma sempre merece mais uma viagem!

Gostei da tua análise. Em Paris comprei o museum pass e achei fantástico, em Barcelona acabei declinando por não achar tão vantajoso. Pelos pontos que você colocou fica fácil de ver se ele é adequado ao perfil do viajante.

Klécia disse:

OI Andrea, curiosamente fiz igual você: usei e amei o Museum Pass em Paris, e achei que o de Barcelona não valia a pena!

Patti disse:

Não conhecia esse cartão, álias minha visita a Roma foi na encarnação passada haha acho que nem existia internet ainda. Mas adorei a análise que você fez do passe. Achei sacanagem tambem eles não incluirem a linha que vai até o aeroporto… Gente!… em um passe para turistas? Fico imaginando quem são essas pessoas que tomam esse tipo de decisão

Klécia disse:

Bem que podia incluir o aeroporto né? Também acho uma covardia heheh

É tão bom quando alguém que entende faz esse trabalho de analisar tim tim por tim tim estes cartões, porque são tantas variáveis que a gente chega até a se confundir. Não comprei o Roma Pass quando fui, comprei um parecido em Lisboa e achei que valeu super a pena. Bom saber, para uma outra oportunidade na cidade eterna. Beijos.

Diego disse:

Me arrependi de não ter comprado quando fui à Roma. Dá proxima vez comprarei para economizar.

Cecilia disse:

Adorei sua análise, Klécia! Ficou bem claro que não é só sair comprando o passe e achar que tudo ficará barato e todas as portas se abrirão, né?

Klécia disse:

Exatamente Cecília! Só dá pra saber se vale a pena se fizer as contas direitinho! 😀