Rota das Emoções: como fazer e quanto custa a viagem

Como fazer a Rota das Emoções | A Rota das Emoções é um dos principais roteiros turísticos do Brasil. São 900 km de estradas, que compreendem diversos municípios e o litoral de 3 estados no Nordeste do Brasil: Ceará, Piauí e Maranhão.

Combinando atrações culturais, gastronomia e paisagens espetaculares, a Rota das Emoções vem atraindo viajantes do Brasil e do mundo!

O nome não é Rota das Emoções à toa. Os cenários mudam rapidamente e encantam em todo percurso:

– das praias paradisíacas com coqueiros balançando ao vento para as lagoas perdidas num infinito de dunas. 
– da natureza preservada do mangue para uma imersão na vida e cultura das comunidades ribeirinhas do Rio Parnaíba, o único delta das Américas.
– Do camarão ao caranguejo, da mesa do pescador para os restaurantes de alta gastronomia.

São tantas opções, que a Rota das Emoções pode ser considerada um destino completo, pronto para receber e agradar todo tipo de viajante: quem quer se aventurar de dia e descansar num hotel cheio de conforto à noite, amantes de off-road, camping, cultura, conexão com a natureza e mais. 

Rota das Emoções - Ceará, Maranhão e Piauí
Pequenos Lençóis em Tutóia (MA) – Foto: Fui Ser Viajante

O melhor da rota das Emoções é que não existe uma rota única. Existe todo um mapa de possibilidades de como fazer a Rota das Emoções.

Seu roteiro da Rota das Emoções pode e deve ser personalizado de acordo com suas preferências. Mesmo que você faça essa viagem cinco vezes, te garanto que ainda haverá mais lugares para descobrir!

Depois de fazer a Rota das Emoções, voltamos pra casa apaixonados. E queremos te convidar a conhecer esse paraíso e se apaixonar também.

Nesse post, vamos reunir todas as dicas sobre como fazer a Rota das Emoções. É um guia completíssimo, aproveita!

Rota das Emoções: como fazer

Três destinos e infinitas emoções“. Pra gente, esse é um dos slogans que melhor define a Rota das Emoções. Um roteiro pelo litoral do Nordeste, incluindo as belezas do Maranhão, Piauí e Ceará.

Emoção é o que não vai faltar. A Rota das Emoções concentra alguns dos pontos turísticos mais desejados do Nordeste (e do Brasil): Jericoacoara, Delta do Parnaíba e Lençóis Maranhenses, os três considerados pelo Ministério do Turismo como as “maravilhas do Brasil”.

Jericoacoara - Rota das Emoções
Pedra Furada em Jericoacoara – Foto: Fui Ser Viajante

A Rota das Emoções foi um projeto de desenvolvimento turístico estruturado pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), junto com o Ministério do Turismo, e envolveu a capacitação das empresas e serviços ao longo da rota.

A ideia é conectar a região e fazer com que o viajante tenha contato com a cultura e as belezas que vão de ponta a ponta da Rota das Emoções, tudo em uma só viagem.

E o resultado de todo esse trabalho veio rápido: o batismo como Rota das Emoções foi formalizado em 2005, e já em 2009 a Rota das Emoções conquistou o prêmio de “Melhor Roteiro Turístico do Brasil”, durante a 4a Edição do Salão do Turismo – Roteiros do Brasil.

Municípios que fazem parte da Rota das Emoções

Cada um dos três estados que fazem parte da Rota das Emoções tem um destino âncora:

– Maranhão com o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses,

– Piauí com a Área de Proteção Ambiental do Delta do Parnaíba e

– Ceará com Parque Nacional de Jericoacoara.

Só por essas 3 belezas, já valeria pegar a estrada e fazer a rota completa. Mas não para por aí.

Quem percorre o litoral dos 3 estados de ponta a ponta tem a chance de conhecer os atrativos dos outros municípios que integram a Rota das Emoções (que guardam muitas outras surpresas e lugares lindos).

Ao todo, são 14 municípios que hoje fazem parte da Rota das Emoções:

No Maranhão: Santo Amaro; Barreirinhas; Paulino Neves; Tutóia e Araióses

No Piauí: Ilha Grande; Luís Correia; Parnaíba e Cajueiro da Praia

No Ceará: Chaval; Barroquinha; Camocim; Jijoca de Jericoacoara e Cruz

Confesso que eu estava empolgada para conhecer os 3 destinos âncora, mas foi justamente nesses municípios menores, que eu nem conhecia antes, que vivi as experiências mais surpreendentes da rota.

Esse é o segredo de como fazer a Rota das Emoções: ir além do óbvio e explorar também os destinos menos conhecidos dentro dos 3 estados!

Tem tanta coisa linda, culturas diferentes, gastronomia maravilhosa e natureza preservada nesse pedaço de Brasil, que é impossível não se render a essa rota.

E tem mais: Além desses municípios, outras cidades ao longo do caminho são também beneficiadas pela rota turística.

Cada um com suas particularidades, oferecem atrações e pontos de parada auxiliares para o turista (além de guardarem outras tantas belezas).

Mapa da Rota das Emoções

Esse mapa da Rota das Emoções marca os principais destinos dentro do roteiro turístico.

Para nossa viagem, usamos como base os municípios de São Luís, Barreirinhas, Tutóia, Parnaíba, Barra Grande, Camocim, a vila de Jericoacoara e Fortaleza.

Mapa da Rota das Emoções, Nordeste

Dá uma olhada nas distâncias percorridas:

– De São Luís (MA) a Barreirinhas (MA): 320 km
– De Barreirinhas (MA) a Tutóia (MA): 75 km
– De Tutóia (MA) a Parnaíba (PI): 200 km
– De Parnaíba (PI) a Barra Grande (PI): 70 km
– De Barra Grande (PI) a Camocim (CE): 97 km
– De Camocim (CE) a Jericoacoara (CE): 100 km
– De Jericoacoara (CE) a Fortaleza (CE): 300 km

E quer saber o que é o melhor da Rota das Emoções, na nossa opinião?

A Rota das Emoções não tem roteiro único, sentido obrigatório, tipo comece aqui e termine ali. Pra ser sincero, você nem precisa fazer a rota toda de uma vez.

Estamos falando de um destino extremamente flexível, que você pode desbravar no seu ritmo e de acordo com as suas preferências de viagem!

Aqui vão algumas dicas para ajudar você a entender como fazer a Rota das Emoções – baseadas nas perguntas que mais recebemos no Instagram durante a nossa viagem.

Se sentiu falta de alguma informação, coloca nos comentários desse post para acrescentarmos aqui!

Qual a melhor época para fazer a Rota das Emoções?

Mas afinal, qual a melhor época para fazer essa viagem?

A boa notícia é que a Rota das Emoções é um daqueles destinos que podem ser visitados o ano todo, tudo vai depender do foco que você quer dar a sua viagem.

Quero ver as lagoas cheias: o melhor é viajar depois da estação chuvosa, quando a paisagem das lagoas vai estar no auge. Se planeje para viajar de julho a setembro.

Lembrando que o volume de chuvas de cada ano também impacta na paisagem. Em anos com bom inverno, as lagoas ficam mais bonitas.

Em maio e junho você já encontra as lagoas bem cheias, mas corre risco de ainda pegar alguma chuva.

Quero curtir a cultura: o mês de junho é marcado pelas festas juninas no Nordeste, e pode ser uma ótima oportunidade de combinar um roteiro de aventura com uma imersão cultural e gastronômica.

Quero por do sol espetacular: Isso rola o ano todo, mas tem um que é super especial. Em agosto, quem está em Jericoacoara pode ver o sol se pondo bem no meio da famosa Pedra Furada. É o único mês do ano que isso acontece!

Quero praticar esportes: Saem as chuvas, chegam os ventos. De julho até dezembro, acontece a alta temporada de kitesurf e windsurf, com ventos fortes atraindo turistas brasileiros e estrangeiros para a Rota das Emoções.

Você sabia que o litoral que compreende a rota é um dos melhores points do mundo para a prática desses esportes? Inclusive, há toda uma estrutura, com escolas de kite, pousadas e clubes, preparada para receber atletas e equipamentos.

Kitesurf na Rota das Emoções
Kitesurf na Barra Grande (PI) – – Foto: Fui Ser Viajante

Baixa temporada: essa é a época para quem quer economizar. Como menos turistas procuram a região nessa época, os preços caem.

De Janeiro a abril, as chuvas aumentam, o que atrapalha um pouco. De outubro a janeiro não há chuva, mas o volume de água nas lagoas já diminuiu bastante, o que impacta a paisagem. Algumas lagoas secam completamente e outras ficam com volume bem baixo.

E vale a pena visitar mesmo assim? Visitamos em novembro / 2019, nessa condição de lagoas com pouca água.

A paisagem ainda é linda, mas obviamente não fica tão deslumbrante quanto na época das lagoas cheias, especialmente nos Lençóis Maranhenses.

É uma questão de escolha. Você vai economizar, conhecer um lugar paradisíaco e quem sabe se planeja para voltar um dia na alta estação.

Quanto à chuva, também já fomos aos Lençóis Maranhenses em março e pegamos algumas tempestades. A chuva era forte mas passageira, por isso não chegou a atrapalhar nossos passeios. Fizemos tudo que tínhamos programado, pagando mais barato tanto na passagem quando nos passeios.

A desvantagem dessa viagem em março foi, também, que as lagoas não estavam cheias ainda, então não vimos a paisagem no auge da beleza.

Outro problema são as estradas, que podem ficar prejudicadas com lama e buracos.

Quantos dias para fazer a Rota das Emoções?

Também não tem resposta certa para essa pergunta. Vai depender das atrações que você quer incluir e do ritmo da viagem.

Nós fizemos a Rota das Emoções de Barreirinhas até Jericoacoara em 9 dias. Deu pra fazer o percurso todo e o resultado foi uma viagem incrível, mas corrida. Ficou aquele gostinho de quero voltar aqui pra explorar tudo com mais calma, sabe?

Eu recomendaria reservar pelo menos 10 dias inteiros (sem contar os dias de deslocamento de chegada / partida) para ter uma experiência bacana na região.

Para fazer com mais calma e aproveitar mais a fundo cada estado da rota, um roteiro de 15 ou até 20 dias seria ideal. Quem quer fazer com mais calma também tem a opção de dividir a rota em mais de uma viagem.

Como definir meu roteiro pela Rota das Emoções

Uma das perguntas mais comuns quando pensamos no planejamento da Rota das Emoções é por onde começar: Ceará, Piauí ou Maranhão?

A resposta é simples: tanto faz, você escolhe!

A Rota das Emoções foi montada para ser percorrida sem roteiro determinado. Você pode fazer no sentido Maranhão – Ceará, ou ir “a favor da vento”, de Jericoacoara para os Lençóis Maranhenses.

Tanto quem trabalha lá quanto quem já fez a Rota das Emoções nos dois sentidos fala que o melhor é ir do Ceará para o Maranhão, “a favor do vento”, porque você acaba a rota menos cansado.

Mangue Seco - Rota das Emoções
Mangue seco, em Camocim (CE) – Foto: Fui Ser Viajante

Mas no fim das contas, pelo percurso em si, dá no mesmo. O que pode fazer você decidir por um ou outro é o aeroporto onde você vai chegar e o preço das passagens aéreas.

Os dois aeroportos principais que atendem a Rota das Emoções são São Luís (apenas voos nacionais) e Fortaleza (que recebe também voos de fora do Brasil).

O ideal seria comprar a passagem de ida por um aeroporto, e a volta pelo outro, fazendo o percurso de uma ponta a outra via terrestre.

Uma outra possibilidade é chegar por Teresina e começar a rota pelo Piauí. Mas há dois inconvenientes: o primeiro é a distância entre Teresina e o litoral.

O segundo é que entrando pelo Piauí você vai começar o roteiro bem no meio da Rota das Emoções. Para fazer a rota completa, vai precisar ir até uma ponta, voltar tudo e seguir até o outro lado. Pela logística, seria a opção menos indicada.

Depois de escolher o sentido da sua viagem, chegou a hora de escolher o que colocar no roteiro. De acordo com o tempo que você tem disponível, escolha quais cidades vai conhecer ao longo da Rota.

Quem tem menos tempo geralmente foca nos grandes atrativos: Jeri, Delta do Parnaíba e Lençóis Maranhenses. A partir daí, você pode incluir outras cidades, de acordo com as preferências de sua viagem.

Rota das Emoções por conta própria ou com agência

Uma outra pergunta bem frequente é se dá pra fazer a Rota das Emoções por conta própria.

Vocês sabem que a gente ama fazer nossos roteiros por conta própria, sem pacote. Mas a Rota das Emoções é um dos poucos destinos que a gente recomenda avaliar bem as suas possibilidades.

Primeiro, que o conceito de “por conta própria” aqui é um pouquinho diferente.

Você pode sim escolher os destinos que quer passar, reservar seus hotéis, alugar um carro para se deslocar entre os estados, montar seu roteiro. Mas você não vai conseguir fazer todos os passeios sozinho.

Em vários momentos ao longo da rota, você precisa obrigatoriamente de uma operadora / agência de turismo.

Passeio de barco no Rio Preguiças
Rio Preguiças (MA) – Foto: Fui Ser Viajante

Por exemplo, para entrar nos Lençóis Maranhenses, somente acompanhado por guia autorizado. Outro momento que isso fica bem claro é na passagem de navegação pelo delta do Parnaíba. E em todos os trechos onde apenas veículos 4×4 conseguem fazer a travessia.

Não dá pra fazer tudo sozinho, que é o nosso conceito clássico do “por conta própria”. Mas você pode escolher operadores independentes / prestadores de serviço locais para cada um desses momentos, e fazer a Rota das Emoções sem estar vinculado a um pacote de turismo do começo ao fim.

Ou, você pode contratar uma das empresas que opera a rota completa, montar seu roteiro personalizado com eles (decidindo o que você quer ver e quais cidades quer parar) e comprar o pacote Rota das Emoções na medida da sua necessidade e no preço que seu bolso pode pagar.

O preço fica mais caro, mas as agências vão ficar responsáveis por tudo: transfers, ingressos nos parques, passeios, hospedagem, etc. Como a logística para montar essa viagem sozinho é grande, pode ser uma boa opção para quem não gosta de planejar e pesquisar muito.

Com o pacote pronto, você viaja mais tranquilo, sem se preocupar com estradas, reservas e passeios. Tudo vai estar pronto, esperando por você.

Agências que trabalham com a Rota das Emoções

Durante nossa viagem pela Rota das Emoções, conhecemos e testamos algumas agências que operam na Rota das Emoções.

Todas essas empresas operam a Rota das Emoções completa – você pode contratar uma delas para seguir por todo roteiro.

Durante nossa viagem, usamos o serviço de 3 delas, em momentos diferentes, para comentar aqui com vocês:

– Tribus Ecotrip: usamos para o transfer no trecho Jeri – Flecheiras – Fortaleza. Os veículos 4×4 são extremamente confortáveis e os motoristas muito capacitados e simpáticos.

A Tribus opera a Rota das Emoções nos dois sentidos, podendo receber visitantes que chegam tanto por São Luís quanto por Fortaleza. Os roteiros são montados de forma personalizada, de acordo com o bolso e o tempo que o cliente tem disponível. Os pacotes mais baratos para fazer a Rota das Emoções completa começariam em R$ 3500,00.

Natur Turismo: com foco em turismo de luxo e experiências diferenciadas. Tem várias opções de roteiros prontos e personalizados para a Rota das Emoções, a partir de 7 dias de roteiro. Com eles, fizemos o passeio de barco pelo Delta do Rio Parnaíba, que inclui a revoada dos guarás.

Entre os passeios diferenciados, a Natur Turismo oferece opções como glamping nos Lençóis Maranhenses (com barracas de luxo montadas para pernoite dentro do parque) e a Rota das Emoções Rústica, pacote de aventura ecológica com pernoite em lugares remotos da região.

EcoAdventure Tour: opera toda a rota das emoções oferecendo roteiros personalizados. Com eles, nós fizemos o deslocamento de Tutóia (MA) para Ilha Grande (PI), o passeio pelo Delta do rio Parnaíba (em co-operação com a Natur Turismo), e o Transfer até Barra Grande (PI).

Por conta das experiências exclusivas e personalizadas, os preços das agências costuma ser mais elevado.

Para oferecer um serviço com preços mais competitivos, o grupo EcoAdventure Tour criou também a Rota Combo, agência que oferece tours regulares (pagos por pessoa e compartilhando com outros viajantes) para muitos passeios da Rota das Emoções, a fim de reduzir os custos de operação e conseguir praticar preços mais baixos – sem perder a qualidade do serviço.

Nas cidades de Parnaíba (PI), Jericoacoara (CE) e Barra Grande (PI) você já encontra, inclusive, quiosques da Rota Combo no centro da cidade. Quem está fazendo a Rota das Emoções “por conta própria” pode contratar os passeios no local, diretamente com eles.

Como fechar um pacote para a Rota das Emoções?

Para quem quer curtir e aproveitar as maravilhas da Rota das Emoções, sem muita preocupação, fechar um pacote com uma agência pode ser uma boa opção.

Algumas vantagens:

– Personalizar o roteiro de acordo com suas preferências;
– Possibilidade de escolher pacote com hospedagem de acordo com o seu perfil (hotéis de luxo, hospedagem econômica);
– segurança dos veículos e habilidade dos motoristas para dirigir off-road
– possibilidade de negociar formas de pagamento (parcelamento no cartão, depósito em conta, etc).

Você pode solicitar um orçamento sem compromisso, comparar os serviços oferecidos e fazer as contas para saber se contratar uma agência cabe no seu orçamento.

Para solicitar um orçamento gratuito, mande um e-mail para a gente que vamos te ajudar, indicando as melhores agências para fazer a Rota das Emoções (sozinho ou com pacote).

No e-mail, não esqueça de dizer as datas / duração da sua viagem, quantas pessoas vão viajar com você e detalhe ao máximo quais são suas prioridades para a Rota das Emoções.

Vale a pena alugar carro na Rota das Emoções?

Se você fechar um pacote com agência de viagem, recomendo que inclua os transfers no pacote e nem se preocupe com isso.

Você vai ser atendido por motoristas especializados, que vão saber os melhores caminhos, vão ter veículos 4×4 preparados para enfrentar os caminhos que surgirem, e você só vai se preocupar em curtir a paisagem.

Rota das Emoções - Camocim
Pescadores voltando do mar em Camocim (CE) – Foto: Fui Ser viajante

Muitas estradas na região são de terra, e nesses casos a gente sabe que não há como prever as condições da estrada.

Tem muita estrada já asfaltada, mas mesmo nessas encontramos muitos buracos em vários trechos (no trecho entre Tutóia e Parnaíba, boa parte da estrada estava em péssimas condições).

Por isso, contar com motorista que já conhece a estrada ajuda muito para fazer a Rota das Emoções.

Mas para quem não abre mão da liberdade, é possível alugar um carro e fazer boa parte dos deslocamentos por conta própria, sim.

Considere que, se o carro não for 4×4, muitas vezes você vai precisar fazer um caminho muito mais longo que o utilizado pelas agências, mas isso não quer dizer que é impossível.

Em alguns trechos, no entanto, só é permitido o acesso de veículos 4×4, como no Parque dos Lençóis Maranhenses e em Jeri. São casos onde você vai precisar contratar o serviço de transfer com terceiros e deixar seu carro alugado parado até o fim do passeio.

Uma coisa importante a considerar para quem vai alugar um carro para a Rota das Emoções é que você vai pegar o carro em um estado e devolver em outro. Isso, em geral, deixa o aluguel muito mais caro.

Outra coisa é que as locadoras de veículos, em contrato, proíbem que você coloque o carro em trajeto de dunas / areia. Além de perigoso, no caso de qualquer incidente com o carro, você não estará coberto pelo seguro porque você fez mau uso do veículo.

Quanto custa alugar um carro na Rota das Emoções?

Para saber quanto custa alugar um carro para fazer a Rota das Emoções, é muito fácil. Você pode utilizar o site da RentCars para fazer uma cotação gratuita.

Fiz uma simulação simples aqui para pegar o carro em Fortaleza e devolver em São Luís, por 10 dias, e o valor de aluguel de um carro econômico 1.0 ficou em R$ 2020,00. (cotação em outubro/2019).

Faça aqui uma cotação gratuita na RentCars.

O que levar na mala?

A Rota das Emoções é um destino de praia, sol, lagoas e dunas do começo ao fim. Isso pede roupas leves, sandálias confortáveis e muito protetor solar.

O ideal é viajar com uma mala pequena, para facilitar os deslocamentos e ocupar pouco espaço na mala dos transfers ao longo da rota.

O que não pode faltar na mala:

Roupas: bermudas, camisetas, shorts, regatas, vestidos leves. Roupa de banho, camiseta de proteção UV e canga também não podem faltar.

Acessórios: óculos de sol, chapéu / boné, chinelos e sandália. Se for fazer passeio de quadriciclo, o indicado é que o motorista vá de calçado fechado para não se machucar nos pedais.

Itens essenciais: repelente, protetor solar e labial, prendedor de cabelo (especialmente para andar nos veículos abertos nos meses com mais vento, bolsa de praia ou mochila para levar nos passeios.

Extras: máquina fotográfica e um cartão de memória com muito espaço para registrar tanta Emoção!

Ah, e não esqueça de levar uma garrafa de água na bolsa para os passeios, especialmente os tours que levam o dia inteiro. Também é bom levar dinheiro em espécie na bolsa, especialmente quando estiver passando pelas cidades menores da Rota das Emoções.

Quanto custa fazer a Rota das Emoções?

Isso vai depender muito do tipo de viagem que você quer fazer. Os preços podem variar muito entre quem planeja uma viagem independente, contrata um pacote básico / econômico ou um pacote luxo.

Quem faz a viagem por “conta própria” precisa levar em consideração os valores dos passeios avulsos, aluguel de carro, hospedagem – além de toda a logística para estruturar o roteiro nas diferentes cidades.

Pescador na Praia de Curimãs (CE)
Pescador na Praia de Curimãs (CE) – Foto: Fui ser viajante

Olhando separadamente, o preço pode parecer menor, mas é preciso ter atenção nas contas porque quando você soma todos os valores, o valor da viagem individual pode ficar bem parecido com o valor do pacote, e com muito mais trabalho para montar o roteiro de forma independente.

Outra particularidade da Rota das Emoções são as muitas opções de personalização do roteiro para quem contrata um pacote com agência.

Na maioria das empresas, você pode contratar os passeios que mais te interessam, aumentar ou diminuir os dias de viagem, selecionar os hotéis de acordo com o seu orçamento – tudo isso tem impacto direto no valor final do orçamento.

Para ter uma ideia média de preço, os pacotes mais básicos para a Rota das Emoções tem valores a partir de R$ 3500,00 (7 dias de viagem, alimentação não incluída).

Mas também é possível fazer uma viagem de luxo, com todo conforto possível mesmo nas regiões mais remotas, e claro que isso é refletido no custo.

Roteiro Rota das Emoções: 3 sugestões de roteiro

A coisa mais maravilhosa sobre a Rota das Emoções é que o roteiro é completamente personalizável. Dependendo de quanto tempo você tem e do que quer conhecer, dá pra montar um roteiro completamente único, com a sua cara.

Vamos deixar aqui 3 sugestões de roteiro para você, variando a quantidade de dias na Rota das Emoções. Vem ver:

– Rota das Emoções em 9 dias

Esse foi exatamente o roteiro da Rota das Emoções que usamos em nossa viagem.

Dá pra dizer que 9 dias é o tempo mínimo para fazer a Rota das Emoções, passando pelo menos pelos pontos turísticos principais: Lençóis Maranhenses, Delta do Parnaíba e Jericoacoara.

Passeio pelos Lençóis Piauienses
Lençóis Piauienses

Você vai ter uma visão geral da Rota, mas preciso dizer que pra quem gosta de viajar com calma, apreciando cada passeio, o ideal é incluir mais dias no roteiro. Com mais tempo, você vai conseguir incluir outras cidades que também fazem parte da rota, e passar mais tempo nas atrações.

Com base na nossa experiência durante os 9 dias de Rota das Emoções, mais à frente nesse post a gente também vai deixar a indicação de como organizar essa viagem para 15 ou 20 dias pela Rota das Emoções.

Mas vamos lá: Como fizemos nosso roteiro de 9 dias pela Rota das Emoções?

Maranhão (3 dias)

Dia 1: Chegada em São Luís + City tour no centro histórico
Dia 2: Transfer até Barreirinhas + passeio cultural no Rio Preguiças
Dia 3: Nascer do sol nos Lençóis Maranhenses + transfer para Tutóia + tour de praias e Pequenos Lençóis

Piauí (2 dias)

Dia 6: Deslocamento para Ilha Grande + visita à Casa das Rendeiras + passeio de barco pelo Delta do Parnaíba + cata do caranguejo + Revoada dos Guarás
Dia 7: Trilha das Emoções de quadriciclo + árvore penteada + praia de Macapá + transfer para Barra Grande + por do sol

Ceará (4 dias)

Dia 6: transfer para Camocim (parada em Chaval e Praia de Curimãs) + pernoite em Camocim
Dia 7: Tour Barra dos Remédios + Lagoa Encantada + Praia de Maceió + almoço em Maceió. Transfer para Jeri (com parada em Mangue Seco) + chegada em Jeri (a tempo de ver o dia acabando na Duna do Por do Sol)
Dia 8: passeio de buggy (Pedra Furada + Árvore da Preguiça + Buraco Azul + Lagoa Azul e Lagoa do Paraíso)
Dia 9: transfer para Trairi + passeio de buggy em Flecheiras + passeio de Catamarã em Mundaú + Transfer para Fortaleza (aeroporto)

Você pode ver esse roteiro completo, detalhado com hospedagens, refeições e o nome das agências de cada tour no nosso post Roteiro Rota das Emoções em 9 dias.

Leia mais: Roteiro de 9 dias na Rota das Emoções (passo a passo)

– Rota das Emoções em 15 dias

Com 15 dias, a sugestão é que você reserve 5 dias para cada estado, para conseguir explorar os arredores das atrações-âncora, bem como incluir outras cidades no roteiro.

Praia de Macapá (PI)
Praia de Macapá (PI)

Com 5 dias no Maranhão, você pode incluir uma segunda base para explorar os Lençóis Maranhenses, além de Barreirinhas (que é a cidade com maior estrutura para explorar os Lençóis do Maranhão).

As duas opções mais utilizadas são a cidade de Santo Amaro ou Atins, distrito de Barreirinhas.

Santo Amaro tem menos estrutura, mas é a porta de entrada para o circuito de lagoas mais bonito do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, por isso vai ser nossa opção para esse roteiro de 15 dias.

Assim, você teria:

Maranhão (5 dias)

Dia 1: Chegada em São Luís + City tour no centro histórico
Dia 2: Transfer até Santo Amaro + Tour Lagoa das Américas + Tour Lagoa das Andorinhas
Dia 3: Transfer até Barreirinhas + passeio cultural no Rio Preguiças
Dia 4: Nascer do sol nos Lençóis Maranhenses + passeio de barco pelo Rio Preguiças até Vassouras e Caburé
Dia 5: transfer para Tutóia + tour de praias e Pequenos Lençóis

Piauí (5 dias)

Dia 6: Deslocamento para Ilha Grande + visita à Casa das Rendeiras + passeio de barco pelo Delta do Parnaíba + cata do caranguejo + Revoada dos Guarás
Dia 7: Praia Pedra do Sal + Praia de Atalaia + Lagoa do Portinho
Dia 8: Trilha das Emoções de quadriciclo pelos Lençóis Piauienses + árvore penteada
Dia 9: tour pelas praias do litoral leste (Luís Correia, Itaqui, Macapá e Barra Grande) + pernoite em Barra Grande
Dia 10: Barra Grande + Cajueiro da Praia

Ceará (5 dias)

Dia 11: transfer para Chaval (trilha das Carnaúbas) + transfer até Barroquinhas (Bitupitá e o Pontal das Almas) + Praia de Curimãs + pernoite em Camocim
Dia 12: city tour em Camocim + almoço na Praia de Maceió + tour Barra dos Remédios + Lagoa Encantada
Dia 13: Transfer para Jeri (com parada em Tatajuba, Guriú e Mangue Seco) + chegada em Jeri (a tempo de ver o dia acabando na Duna do Por do Sol)
Dia 14: Passeio de Buggy Litoral Leste (Pedra Furada + Árvore da Preguiça + Praia do Preá + Buraco Azul) e Lagoa do Paraíso
Dia 15: passeio em Trairi (passeio de buggy em Flecheiras + passeio de Catamarã em Mundaú) + transfer para Fortaleza

– Rota das Emoções em 20 dias

Tem mais alguns dias para explorar a região? A dica é incluir alguns dias nas capitais que são as portas de entrada da Rota das Emoções.

Além do que já citamos no roteiro-base, pense em ficar mais 1 dia inteiro para conhecer São Luís e 4 dias para explorar a cidade de Fortaleza e arredores (aproveite para conhecer Canoa Quebrada, a Praia do Cumbuco ou até o Beach Park).

Leia mais: O que fazer em Fortaleza em 3 dias

Onde se hospedar na Rota das Emoções

Vou listar aqui a lista de hotéis e pousadas que já nos hospedamos / indicamos em cada uma das cidades que usamos como base na Rota das Emoções:

– São Luís: Íbis São Luís

Barreirinhas: Pousada Murici e Pousada Paraíso dos Lençóis

Tutóia: Pousada Baluarte e Ecoturismo

Parnaíba: Hotel Boutique Casa de Santo Antônio

Barra Grande: Pousada Manati

Camocim: Pousada Village Sonhos

Jericoacoara: Naquela Pousada

Ficou alguma dúvida? Pergunte nos comentários!

Esperamos que esse post ajude você a planejar como fazer a Rota das Emoções. Essa é uma das rotas integradas mais incríveis do Brasil e as paisagens são inesquecíveis.

Depois de ir uma vez, você vai querer voltar de novo e de novo!

Caso tenha ficado alguma dúvida, deixe sua mensagem aqui nos comentários. Sua dúvida pode ajudar a explicar melhor alguma parte do roteiro ou incluir informações que vão ajudar outros viajantes.

Contribua e ajude a fortalecer nossa comunidade de apaixonados por viagem.


* Fizemos a viagem para conhecer a Rota das Emoções a convite da Prisma Consultoria e do Sebrae Nacional, por meio dos escritórios estaduais do Sebrae Maranhão, Sebrae Piauí e Sebrae Ceará.

Lila Cassemiro
Pernambucana, contadora de histórias e bem curiosa. Geminiana apaixonada por artes e culturas, sempre com a mala pronta pra viajar de novo. Eu gosto de gente.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:
Marco disse:

Olá
Gostaria de saber se é recomendado fazer este passeio com criança de 1 ano (sem comprometer determinados passeios, claro..).
Obrigado!

Lila Cassemiro disse:

Oi Marco,
vimos bastante gente viajando com criança, mas é sempre preciso considerar a disposição do seu pequeno, e que é um destino com muiiiiito sol, e longas estradas. talvez fazer um roteiro mais curto e adaptado para criança seja uma boa ideia.

Ariana disse:

Olá! Adorei o post. Louca pra conhecer a rota. Vamos eu, meu marido e filho de 07 anos agora no período de 20/06 a 10/07. Tenho dúvida de como distribuo esses 20 dias entre as cidades de São Luís, Santo Amaro, Barreirinha, Atins, Tutoia, Parnaíba, Barra Grande, Camocim e Jericoacoara. Pode me ajudar, por favor? Quero conhecer o máximo possível mas também ter alguns dias livres. Obrigada!

Klécia disse:

Oi Ariana, tudo bem? Eu dividiria os 20 dias entre os 3 estados, de acordo com o número de lugares que você quer conhecer em cada um. Pelas cidades que você citou, acho que se fosse escolher mais tempo em um estado, seria no Maranhão. Cerca de 7 dias para poder visitar as lagoas pelas diferentes cidades (Atins, Santo Amaro, Barreirinhas), e ainda 2 dias na capital e 1 ou 2 Tutoia. Jeri também eu separaria uns 4-5 dias, mais ou menos. Espero que essas dicas de ajudem.

Eliane Reis disse:

Fiz esse passeio antes que existisse a “Rota das Emoções”… kkkk… mais de 20 anos atrás… por conta propria… e agora estou voltando com minha filha de 12 anos… iniciação ao turismo de aventura

Klécia disse:

Que massa Eliane! Vai virar uma tradição de família! Sua filha vai adorar, com certeza 😀

Louise Rosa disse:

Fiz a Rota das Emoções ano passado com o Maurício (do Instagram @rotadasemocoesbrasil) e foi maravilhoso. O roteiro dele é bem completo e com um valor super justo já que está TUDO incluído (menos refeições, claro). Prestei atenção em tudo e vi que a logística é beeeeemmm complicadinha pra executar por conta própria. Recomendo demais o serviço dele, fora que ele é muito legal e faz fotos lindas nossas durante a viagem. Ele tem os macetes!

De todos os lugares citados só conheço até hoje os Lençóis Maranhenses – demais né? Já ouvi falar sobre a Rota das Emoções, mas sempre achei meio confuso de entender pq são muitos destinos e atividades! Mas acho que esse post captou bem e deu para organizar melhor na minha cabeça.

Itamar Japa disse:

Que rota é essa! Sensacional! A gente conhece tão pouco do nordeste e quando vemos um post assim, nossa vontade de explorar tudo isso aí, só aumenta! Esse post só nos mostrou a imensa variedade de lugares e quanta coisa linda temos pra ver no Nordeste! Adorei a Rota das Emoções, espero ter a oportunidade de faze-la um dia!

Leo Vidal disse:

Estou me preparando para fazer a Rota das Emoções e foi ótimo descobrir seu post. está bem completo, com todas as informações que preciso para organizar meu roteiro

Cris disse:

Nem te conto que estava planejando pra julho fazer o roteiro da Rota das Emoções nas claro, ficará para o próximo ano. Ainda bem que eu achei esse post completinho! Ver a revoada dos guarás é um dos meus sonhos!

Hebe disse:

Adorei seu post, quero muito fazer Piaui e Maranhão que ainda não fiz. Deixe salvo nos favoritos.

Fabio Pastorello disse:

Que máximo o texto, queridos. Toda vez que eu penso num roteiro na Rota, já imagino diferentes possibilidades como vocês falaram. Acho que uma vez só é pouco, existem várias rotas dentro da Rota das Emoções. Muito amor por essa viagem.