Lugares para conhecer no Peru: 19 maravilhas da terra dos Incas

O Peru é inacreditável. Um destino repleto de cultura, história e com uma gastronomia famosa mundialmente. Se você quer conhecer o país, confira nossa seleção de 19 lugares para conhecer no Peru e comece a planejar sua próxima viagem.

É verdade que uma única viagem não será suficiente para conhecer todas as principais atrações turísticas no Peru.

Mas tenho certeza que, depois de visitar uma vez, você vai voltar pra casa cheio de vontade de repetir a experiência, e viajar para o Peru mais uma vez.

Por isso, não importa se essa é a sua primeira vez no Peru, ou você já visitou o destino outras vezes. Nessa lista tem atrações clássicas e muitas dicas fora do óbvio, para você planejar uma viagem única e inesquecível.

Lugares para conhecer no Peru: 19 destinos para por no roteiro

De norte a sul, as paisagens do Peru mudam intensamente. Da floresta amazônica ao oásis no deserto. De um lado, cordilheiras de montanhas, e do outro, cidades históricas.

Além disso, o país possui uma das melhores cozinhas do mundo. Restaurantes premiados, chefs famosos internacionalmente.

Pra completar, por todo lado você se depara com a história de antigas civilizações, pedaços do passado que sobreviveram até nossos dias…

Motivos para visitar ao Peru não faltam. Não importa qual o seu perfil de viajante. Há muitos lugares para conhecer no Peru que vão te deixar com vontade de preparar as malas agora mesmo.

1 – Machu Picchu

Com certeza, Machu Picchu merece uma posição especial nessa lista de lugares para conhecer no Peru. Visitar a cidade perdida dos incas é o sonho de muitos viajantes, mochileiros ou não.

E com a gente não foi diferente. Visitar Machu Picchu foi o grande motivador da nossa primeira viagem ao Peru.

Leia também: Novas regras para visitar Machu Picchu

Conhecendo Machu Picchu

Machu Picchu não precisa de muitas introduções. A cidade perdida dos incas está encravada no alto de uma montanha, acima do vale do rio Urubamba. Permaneceu desconhecida por muitos anos, até ser descoberta no começo do século XX.

Visitar Machu Picchu é como fazer uma viagem no tempo, uma experiência realmente marcante para os apaixonados por aventura e história das civilizações.

Para chegar em Machu Picchu, você pode fazer a lendária trilha inca, se fizer o estilo explorador. Mas para quem prefere não fazer tanto esforço assim, é perfeitamente possível chegar viajando pelas montanhas com o trem para Machu Picchu.

O trem te deixa na cidade de Águas Calientes, de onde todos os dias saem os ônibus até a entrada da lendária cidade perdida dos incas.

O importante ao planejar uma viagem para Machu Picchu é planejar tudo com antecedência. Reserve hotel, ingresso oficial para entrar em Machu Picchu, e se possível, um passeio guiado. Visitar com guia faz toda diferença!

2 – Cusco e arredores

Cusco é um lugar que impressiona desde a chegada. Quando o avião se aproxima, as montanhas que circundam a cidade já causam impacto.

E quando entramos na cidade de fato, a gente se impressiona tudo de novo, ao se deparar com as construções, as igrejas, as ruínas… Toda a aura histórica que permeia a cidade.

Roteiro de Viagem para Cusco e Machu Picchu
Foto: Fui Ser Viajante

Além da cidade em si, a partir de Cusco você pode fazer inúmeros passeios nos arredores, explorando ainda mais a região.

Em Cusco se dá a partida para a trilha Inca, para a Trilha Salkantay, para a trilha da Montanha de 7 cores, passeios pelo Vale Sagrado dos Incas e muito mais.

Cusco está a aproximadamente 3400 metros acima no nível do mar. A altitude é uma das maiores preocupações dos viajantes que embarcam para essa parte do Peru.

Antes de viajar, vale a pena ler sobre vale a pena ler o soroche, também chamado de mal de altitude.

Veja aqui opções de hotéis em Cusco

3 – Trilha Inca

Você está preparado para encarar uma das trilhas mais lendárias do planeta?

Trilha Inca, lugares para conhecer no Peru
Foto: KAL VISUALS em Unsplash

Acredita-se que a trilha inca era a principal rota de acesso para a cidade de Machu Picchu, na época do império inca.

Para os viajantes aventureiros, a trilha inca é muito mais que um trajeto difícil a ser percorrido. É uma missão pessoal. Para os mais espiritualizados, é uma jornada de alma.

Mas o que realmente é único para todos é o desafio de 42 quilômetros (na trilha inca clássica), que cruza o Vale Sagrado e te desafia nas altitudes do Peru. Em média, os grupos demoram 4 a 5 dias para completar o trajeto.

O caminho tem suas recompensas: você vai passar por ruínas incas, e paisagens deslumbrantes no Peru.

Para quem quer viver a experiência de percorrer a trilha, mas não encara a jornada de 4 dias, tem uma versão curta da trilha inca que pode ser interessante pra você.

Passeios, tours e ingressos para a Trilha Inca

4 – Vale Sagrado dos Incas

O Vale Sagrado dos Incas tem uma infinidade de histórias, esperando para serem contadas.

Este vale fértil era usado pelos incas para produzir alimentos em um sofisticado sistema de rotação de culturas e irrigação.

O vale sagrado fica a menos de uma hora de Cusco, e pode ser visitado em tours guiados, por 2 ou 3 dias explorando a região.

Cidades de Pisac, Urubamba, Ollantaytambo, e outros pontos de interesse como as salineras de Maras, esperam sua visita.

Fizemos os passeios clássicos: city tour nos arredores de Cusco, as cidades de Maras, Moray, Chincero, Urubamba e Pisac.

Leia também: Roteiro de viagem para Cusco e Machu Picchu, no Peru

Pisac - Fui Ser Viajante no Peru

As paisagens por todo Vale Sagrado são inigualáveis. É uma oportunidade de viver um verdadeiro mergulho cultural enquanto viajamos pelas cidades e sítios arqueológicos da região.

5 – Montaña de Colores

Nos arredores de Cusco, uma trilha desafiadora vai te levar a descobrir Vinicunca, a Montaña de Siete Colores, ou Rainbow Montains no Peru.

Montanha de Sete Cores - Vinicunca - Cusco - Peru
Foto: Fui Ser Viajante

Os grupos turísticos saem de Cusco na madrugada, e o passeio inclui transporte ida e volta, café da manhã, tour guiado pela trilha e almoço.

Essa trilha foi uma das coisas mais difíceis e bonitas que já fiz na vida. Uma explosão de belezas. Paisagens e altitude que me tiraram o fôlego (literalmente!).

Temos um post no blog contando nossa experiência na trilha para a montanha de sete cores no Peru.

Passeios, tours e ingressos para Vinicunca

6 – Choquequirao

Choquequirao é uma antiga cidade Inca, que vem sendo recentemente conhecida como a irmã mais nova de Machu Picchu.

O motivo das comparações com Machu Picchu está muito relacionado com o relevo desses dois sítios arqueológicos, que de fato apresenta algumas semelhanças.

No entanto, diferente de Machu Picchu, não há trem ou ônibus para levar turistas até Choquequirao. No momento, quem quer se aventurar precisa encarar uma caminhada desafiadora de 32 km até chegar na cidade perdida.

Por esse motivo, Choquequirao recebe bem menos visitantes que Machu Picchu. Mas quem chega lá afirma que a cidade é ainda mais impressionante que sua irmã famosa. Exatamente porque você vai explorar Choquequirao praticamente sozinho!

As pesquisas indicam que Choquequirao teria sido uma fortaleza e um centro cerimonial da antiga civilização inca, privilegiado por uma localização praticamente secreta entre as matas e montanhas da região.

Da mesma forma que aconteceu com Machu Picchu, Choquequirao teria sido abandonada pelos incas por motivo desconhecido. A mata cresceu sobre a cidade e a escondeu até sua redescoberta, em 1909 (2 anos antes de Machu Picchu).

Passeios, tours e ingressos para Choquequirao

7 – Lima

Muita gente não considera Lima quando pensa em viajar para o Peru. Não seja essa pessoa!

A capital peruana é uma cidade que mistura modernidade e cultura pré-colombiana, tudo no mesmo lugar. E ainda é a casa de uma das melhores cozinhas do mundo, onde ficam alguns dos melhores restaurantes e chefs do planeta!

Você pode se encantar com a arquitetura, as igrejas e os museus do centro histórico de Lima, e ficar fascinado pelas ruínas de civilizações pré-colombianas, que ficam ali, bem no coração da cidade.

Huana Huallamarca, Lima (visita a Huaca Pucllana, Huaca Huallamarca e Bosque El Olivar)
Foto: Fui Ser Viajante

E além de toda a parte histórica, você pode aproveitar o passeio na moderna orla de Miraflores, o bairro mais turístico, cheio de restaurantes e hotéis bacanas para você se hospedar em Lima.

Confesso que Lima me assustou um pouco logo que cheguei. A loucura do trânsito de Lima é uma experiência a parte. Mas, devagarinho, ela foi ganhando meu coração. Voltei pra casa muito feliz por ter conhecido Lima.

Aqui no blog temos um roteiro de 3 dias em Lima, passando pelas principais atrações na cidade. Também tem um post com dicas de onde se hospedar em Lima, bairro a bairro.

8 – Huaraz e a Cordillera Blanca

Huaraz fica a uma altitude de 3.050 metros, nos andes peruanos. Fica a aproximadamente 450 km ao norte de Lima, e é a porta de entrada para as montanhas mais impressionantes do Peru, a Cordilheira Branca do Peru.

Nessa região, você pode se aventurar em inúmeras trilhas, cruzando as montanhas da região.

De todas, as mais famosas provavelmente são a Laguna 69 e a Laguna Paron. Para escaladores que estejam prontos para o desafio, é possível encarar o pico mais alto do Peru, o glaciar Huarascán a 6.768 metros de altitude.

9 – Linhas de Nazca

A apenas algumas horas ao sul de Lima, você pode encontrar mais um lugar de riqueza histórica inestimável.

Linhas de Nazca, lugares para visitar no Peru
Foto: Monika Neumann por Pixabay 

Sobre a planície empoeirada, você vai encontrar as confusas e enigmáticas linhas de Nazca. Um verdadeiro mistério que atrai viajantes curiosos do mundo todo.

Os desenhos tem formas geométricas ou uma representação antropomorfa, e são melhor vistos do céu. O passeio mais procurado da região é o sobrevoo de alguns minutos sobre as linhas de Nazca.

Aproveite a paisagem enquanto tenta desvendar mais esse mistério do Peru.

Passeios, tours e ingressos para Nazca

10 – Puno e Lago Titicaca

O Lago Titicaca é simplesmente o maior lago navegável comercialmente do planeta. Se isso não fosse o suficiente, também é o lago de maior altitude, lá dos seus 3800 metros acima do nível do mar.

O lago é formado por água de degelo das montanhas ao redor. Cercado de lendas e mistérios, teve enorme importância para a civilização inca.

E até hoje segue sendo importante para todos os povos que moram em seu entorno e em suas tradicionais ilhas flutuantes.

Sabia que essas ilhas, na verdade, são resistentes jangadas de junco construídas pelo povo Uros (que na verdade já habitavam essa região desde antes de Colombo chegar nas Américas).

Ilhas de Uros, Puno, lugares para visitar no Peru
Foto: PublicDomainPictures por Pixabay 

Você pode visitar as ilhas flutuantes em um passeio bate e volta saindo de Cusco. Ou, quem sabe, se hospedar na cidade de Puno, cidade-base no Peru para quem quer passar uns dias nessa região (veja opções de hospedagem aqui).

Puno é a capital do folclore no Peru. Lá, você vai encontrar muito artesanato, além das tradicionais procissões para Nossa Senhora da Candelária entre 24 de Janeiro e 13 de Fevereiro. Confira aqui dicas sobre a visita ao Lago Titicaca em Puno.

Outra opção é esticar até o país vizinho. No lado boliviano da fronteira, você pode conhecer o Lago Titicaca visitando a mística Isla Del Sol.

11 – Sillustani

Sillustani, nos arredores da cidade de Puno, é mais um sítio histórico para visitar no Peru.

As chullpas de Sillustani são antigas torres funerárias com até 12 metros de altura, construídas nas margens da lagoa de Umayo.

Elas foram construídas pelo povo Colla por volta de 600 d.C., com pedras que se encaixavam perfeitamente.

As chullpas serviram para enterrar nobres (muitas vezes, sepultados juntos com toda a família e seus pertences).

Passeios, tours e ingressos em Sillustani

12 – Arequipa e Canion Colca

A lendária “cidade branca” no sul do Peru é um presente para os olhos. Boa parte das construções de Arequipa foram erguidas usando pedra vulcânica branca, daí o nome.

Arequipa é a segunda maior cidade do Peru. Suas atrações principais são os monumentos históricos do centro, como a Plaza de Armas, o Convento de Santa Teresa, o Monastério de Santa Catarina e o Museu de Santuários Andinos.

Também não faltam opções para quem procura atividades em meio à natureza. Para os mais aventureiros, é possível fazer um trekking de 2 dias até o topo do vulcão Misti, nos arredores de Arequipa.

De Arequipa, você pode facilmente visitar o Canion Colca, um desfiladeiro tão profundo que chega a ser duas vezes mais profundo que o Gand Canion.

No Canion Colca, você pode se aventurar em um treking de Canyon Trek de 1, 2 dias ou mais, para explorar as belezas naturais da região.

Você pode conferir mais dicas sobre o que fazer em Arequipa e Canon Colca no site Apure Guria.

13 – Iquitos e Amazônia peruana

Iquitos é a capital da região de Loreto, ao norte da Amazônia peruana. Curiosamente, essa é a maior cidade do mundo sem qualquer acesso rodoviário.

As dificuldades para chegar lá são compensadas pelas belezas naturais e uma arquitetura que comporta o convívio de extremos.

As cabanas de madeira construídas sobre palafitas à beira do rio contrastam com a praça central de Iquitos, cheia de história.

Os visitantes podem visitar a Reserva Nacional Pacaya Samiria, passear pelo mercado flutuante de Belen, conhecer o mercado de artesanato de San Juan e ainda explorar a selva e a vida selvagem ao redor em passeios de barco pelo Rio Amazonas.

14 – Puerto Maldonado

Puerto Maldonado é porta de entrada para conhecer a Amazônia peruana. Fica a apenas 30 minutos de voo saindo de Cusco, e é uma chance para conhecer um Peru completamente diferente dos roteiros mais convencionais

A Reserva Nacional Tambopata (a uma hora de barco de Puerto Maldonado) e o Parque Nacional Bahuaja Sonene (quatro horas de barco) são as duas principais atrações dessa parte do país.

Há várias pousadas e chalés em cada um dos parques, e você pode viver a experiência de um hotel na selva. Nos passeios, você pode ver de perto os animais e a flora da região.

Veja onde se hospedar em Tambopata e onde ficar em Puerto Maldonado.

15 – Ica e Huacachina

No sul do Peru, você vai encontrar lugares de beleza hipnotizante.

Quando ir a Huacachina, Peru

As dunas de Huacachina impressionam e proporcionam um verdadeiro espetáculo para os visitantes, que se esbaldam com a vista de um verdadeiro oásis no deserto, além de se divertirem com as atividades como sandboard, quadriciclo e passeio de buggy.

É um lugar muito turístico no Peru. Há vários restaurantes, hotéis e um bom comércio local.

Para complementar o passeio, conheça também as bodegas e vinícolas de Ica.

16 – Paracas e Islas Ballestas

A Reserva Nacional de Paracas fica ao sul do Peru, cerca de 250 quilômetros de Lima. Para visitá-la, é comum fazer base na pequena cidade de Paracas, na Península de Paracas.

Veja onde se hospedar em Paracas

A Reserva de Paracas um lugar de beleza natural impactante, com desertos, rochas, praias e ecossistemas marinhos. Além disso, há diversos sítios arqueológicos recheados de história que podem ser visitados.

A partir da região, muitas pessoas fazem passeios de barco para as Ilhas Ballestas. Por lá, espere encontrar uma abundância de vida incrível, com pelicanos, pinguins, golfinhos e leões marinhos.

17 – Chan Chan

Localizada nos arredores da cidade de Trujillo, Chan Chan é um dos sítios arqueológicos mais impressionantes do Peru.

Essa cidade pré-colombiana (a maior descoberta até agora), foi construída na foz do Vale do Moche, perto do Oceano Pacífico, e era a antiga capital do Império Chimu.

Hoje você pode encontrar as ruínas dos antigos palácios, praças e templos que datam de aproximadamente 850 d.C.

18 – Caral

A cidade sagrada de Caral está situada no Vale do Supe, perto do mar. Ao visitá-la, você vai se deparar com a origem da cultura andina.

A cidade tem cinco mil anos, e é o berço da civilização mais antiga das Américas.

O que se acredita é que Caral estava se desenvolvendo na mesma época de outras grandes culturas, como Mesopotâmia, Egito e China. Era um imponente centro urbano onde viviam pescadores, fazendeiros e marinheiros.

Hoje, Caral é considerada Patrimônio da Humanidade. E possível visitar a cidade em excursões saindo de Lima.

Passeios, tours e ingressos em Caral

19 – Cajamarca

A cidade de Cajamarca fica mais ao norte do Peru, na região dos Andes. Não é um destino muito famoso entre os turistas internacionais, mas é muito procurada pelo turismo nacional.

A cidade foi fundada por volta de 1450, e tem uma enorme importância histórica para o povo Inca.

Foi em Cajamarca que, no século XVI, o último imperador Inca, Atahualpa, foi capturado e morto pelas tropas espanholas comandadas por Francisco Pizarro. Esse fato marca o fim do império Inca no Peru.

A cidade está cheia de atrações históricas, como a Sala de Resgate (Cuarto del Rescate) que Atahualpa teria enchido de tesouros para tentar negociar sua libertação.

Também são famosos os banhos termais de Cajamarca, ou Baños del Inca. O lugar possui várias piscinas geotermais, aquecidas naturalmente pelo magma presente no subterrâneo das montanhas.

Leia também: Melhor época para ir ao Peru: quando ir aos principais destinos

Há muitos relatos de que se tratam de águas com propriedades medicinais. As piscinas foram fundadas pelo próprio imperador Atahualpa, e seguem até hoje em funcionamento, visitado por locais e turistas.

Cajamarca ainda é conhecida por suas festas de carnaval, uma celebração que costuma acontecer na última semana de fevereiro.

O centro histórico é belo, com muita influência da arquitetura colonial espanhola.

Outros lugares de visitação na região são as ruínas de Kuntur Wasi, as ventanillas de Otuzco (câmaras mortuárias esculpidas na pedra pela antiga cultura Caxamarca), e o complexo arqueológico do antigo sistema hídrico de Cumbe Mayo.

Vale a pena viajar para o Peru?

Foram muitos cenários, muitas pessoas e uma quantidade indescritível de emoções! Voltei impressionada com a beleza da natureza, que desenha mil cenários inacreditáveis pelo país.

E infinitamente encantada pela simplicidade e cultura, bem como inspirada pela religião desse povo.

O Peru é uma grande aula de história, associada aos prazeres de uma gastronomia única! O Peru é inacreditável!

Pontos negativos? Claro, todo lugar tem. Nunca me acostumei com a loucura do trânsito e dos motoristas, os táxis sem taxímetro, muito menos com o impreciso ‘horário peruano’.

Se eu visse uma pequena lhama sozinha no caminho e parasse para tirar uma foto, sempre aparecia o ‘dono’ da lhama, para cobrar “propina” – os peruanos vestidos com roupas típicas costumam cobrar pelas fotos, também.

A poluição, a falta de transporte público organizado. Vamos te contar os detalhes e os perrengues de viagem, pra ajudar no seu planejamento!

Apesar desses pequenos detalhes, esse país incrível me encantou e me emocionou mil vezes. Veja aqui todos os posts do Fui Ser Viajante no Peru!

Planeje sua viagem

Lila Cassemiro
Pernambucana, contadora de histórias e bem curiosa. Geminiana apaixonada por artes e culturas, sempre com a mala pronta pra viajar de novo. Eu gosto de gente.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários:
Lilian Azevedo disse:

Klécia, que encanto essa viagem e quantos lugares maravilhosos para conhecer no Peru ! Estive no Peru em 2013 e visitei Lima, Machu Picchu, Cusco e várias cidades do Vale Sagrado. Fiquei muito impactada e emocionada em várias delas. Mesmo tendo passado muito mal em Cusco eu quero muito voltar para conhecer outras. Que história fantástica e que diversidade de paisagens num país tão pequeno ! Excelente seu post !

Cynara Vianna disse:

O Peru foi um país que nos surpreendeu. Dessa lista do post fomos a Machu Picchu, Cuzco e as cidades pelos arredores, Vale Sagrado e Lima. Estãi ainda em nossa lista para conhecermos a Montaña de Colored, Puno e o Lago Titicaca. Pretendemos organizar a volta ao país o mais breve possível.

Estou lendo um livro de um cara que atravessou a América do Sul de bicicleta. O capítulo sobre o Peru é bem interessante e já estava com vontade de ir lá. O seu texto só fez confirmar essa vontade, principalmente a trilha colorida dos arredores de Cuzco. Que foto mais linda, vou ler o post sobre ela

Cintia Grininger disse:

Meu marido não pode ler esse post, há anos ele tenta me convencer a ir ao Peru rsrsrs Ainda não deu certo de irmos, e eu confesso que tenho um pouco de medo do mal de altitude… afinal, é impossível aproveitar a viagem passando mal, não é mesmo? Mas realmente essa lista de lugares para conhecer no Peru é tentadora, tanta riqueza histórica e cultural!

Gabriela Torrezani disse:

Adorei o post, tem muito mais lugares para conhecer no Peru do que pode parecer para os desavisados. País maravilhosoooo, sempre morro de saudade!

Lila Cassemiro disse:

Maravilhoso mesmo! também estamos com saudade!

Klécia, preciso confessa que o Peru nunca me atraiu! Vejo as pessoas tão animadas falando sobre o desejo de conhecer o Machu Picchu e me questiono, pq eu nunca inclui esse destino na minha lista?

Mas já faz um tempo que eu venho pensando e reavaliando os meus conceitos sobre esse país. Claro que já ouvi falar muito bem sobre a sua gastronomia e esse fato já fez com que o Peru ganhasse uma estrelinha na wish list. Venho lendo alguns relatos bem bacana sobre o local, mas nessa intensidade que eu li o seu nunca encontrei. Isso pq estamos só no começo.

Quero muito acompanhar todos os posts e no fim eu te digo se ele entra ou não para a lista, mas já adianto que só com esse post o destino já ganhou mais uma estrelinha. =D

Klécia disse:

Tô aqui torcendo pra você se encantar com o Peru, Mayte 🙂

Mayara Florencio disse:

O espanhol de lá é tranquilo Klécia? Dá pra se virar?

Klécia disse:

Oi Mayara! Sim, cheio de sotaque, mas fácil. Cheguei lá só arranhando espanhol – ainda sou muito insegura com a língua, mas fiz todos os tours em espanhol e foi bem fácil de entender e acompanhar. De toda forma, em Lima e em alguns lugares de Cusco, sempre tinha gente que falasse inglês para qualquer dificuldade maior. 🙂